Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

As Desigualdades Sociais

No description
by

Catarina Lopes

on 9 December 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of As Desigualdades Sociais

As Desigualdades Sociais
Trabalho realizado por:
Ana Catarina Lopes
Diogo Bárbara
Rita Maleita

Fala-se em desigualdade social quando, numa determinada sociedade, alguns grupos sociais se encontram em situações que se julgam mais vantajosas do que outras. Portanto, a desigualdade é uma diferença que os indivíduos e grupos sociais julgam segundo escalas de valor.
Introdução
A noção de desigualdades sociais pode ser entendida como recobrindo os três seguintes planos:
o da presença crescente;
o das desigualdades entre países;
o das desigualdades sociais .

Conceito de Desigualdades
“A origem da desigualdade social na humanidade está diretamente ligada à relação de poder, estabelecida desde o princípio dos tempos, popularmente conhecida como a 'lei do mais forte'.”

Desigualdades sociais: contexto histórico
Má distribuição da riqueza;
Má administração dos recursos;
Lógica do mercado capitalista (consumo, mais-valia);
Falta de investimento nas áreas sociais, culturais, saúde e educação;
Falta de oportunidades de trabalho;
Corrupção;

Causas
O ICPD Beyond 2014 Global Report relata que as desigualdades sociais crescentes, a nível mundial, vão anular os significativos ganhos alcançados nos últimos vinte anos em áreas como a saúde e a longevidade.

Os seus resultados fornecem a prova incontestável de que os países necessitam de colocar os direitos humanos e a dignidade individual no centro dos seus objectivos de desenvolvimento.
Desigualdades e Globalização
“Este fenómeno é explicado teoricamente por um teorema que atribui esse aumento da desigualdade à globalização.”

Consequências
Pobreza, miséria e favelização;
Fome, desnutrição e mortalidade infantil;
Aumento das taxas de desemprego;
Diferentes classes sociais;
Marginalização de parte da sociedade;
Atraso no progresso da economia do país;
Aumento dos índices de violência e criminalidade;
Educação precária.

Diferentes vertentes das desigualdades
Para melhor se compreender as desigualdades sociais é importante perceber o seu caráter global, ou seja, a multidimensionalidade das desigualdades em contexto de globalização. De acordo Alain Bihr e Rolland Pfefferkorn, as desigualdades sociais interagem, acumulam-se e reproduzem-se reciprocamente, formando um sistema de desigualdades.
Podemos então evidenciar a pluralidade de desigualdades que caracteriza a configuração social contemporânea crescentemente globalizada. Propõe, neste sentido, uma perspetiva teórica de caráter multidimensional alargado, identificando três grandes conjuntos principais de dimensões de desigualdade no mundo atual, que designa por:
desigualdades vitais;
desigualdades existenciais;
desigualdades de recursos.

Segundo Therborn, os mecanismos de desigualdade incluem os:
de distanciamento;
de exclusão;
de hierarquização;
de exploração.

Por sua vez, nos mecanismos de igualdade contam-se os:
de convergência [catching-up];
de inclusão;
de compressão;
de redistribuição.

PNUD
“Segundo dados atribuídos pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), os rendimentos de 1% das pessoas mais ricas do mundo são compatíveis àqueles de 57% da população mais pobre do planeta.”

- os pobres, que ganham entre 1,25 e 2 dólares PPC ao dia;
- os extremamente pobres, que recebem menos de 1,25 dólar PPC ao dia.

Conforme dados do Banco Mundial, aproximadamente 22% da população mundial vive com menos de 1,25 dólar PPC por dia e 44% ganham menos de 2 dólares PPC por dia. Portanto, de acordo com a metodologia utilizada pelo Banco Mundial, 66% da população global se inclui na subdivisão anteriormente mencionada. Os países nos quais esses índices se apresentam mais alarmantes são: os da América Latina, sul da Ásia e, principalmente, da África Subsaariana.
Objetivos para combater as Desigualdades
Organizações de combate à Desigualdade Social
Gráficos
http://hdr.undp.org/en/data/map
Full transcript