Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

O Tradutor e Intérprete de Libras

No description
by

Jhonatas Narciso

on 2 December 2011

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of O Tradutor e Intérprete de Libras

O Intérprete de Língua de Sinais
Qualificação
O Surdo e a Mídia Televisiva
Jhonatas Narciso dos Reis Bezerra
Encerrando...
“A inclusão social começa por inserir o cidadão na rotina do seu povo, da sua sociedade, e a televisão é praticamente um membro da família, basta analisar quantas horas um indivíduo passa, em média, em frente à televisão, assistindo novelas, telejornais, programas, esportes, shows, filmes etc.”
(Ricardo Almada, 2009, pág. 19)
"O conjunto de diversas mídias compõe um cenário onde o homem tem ao seu alcance todos os tipos de informação que precisa para elaborar um raciocínio sobre determinado assunto, mas quando se perde parte desse processo, a exclusão é natural e irreparável e a reinserção é trabalhosa e demorada."
(Ricardo Almada, 2009, pág.13)
Oficinas e Observação

Intérpretes Ouvintes e Surdos
Participação em Eventos
Pós-graduando em Ensino, Tradução e Interpretação da Libras - UFRJ; Intérprete Cultural de LIBRAS e Apresentador do programa Visual - TV Brasil.
"Essa questão gera desinteresse por parte dessa parcela da população que soma cerca de seis milhões de pessoas e a consequência é simples: alienação e desconhecimento de eventos no ambiente em que estão inseridos, mas em que ao mesmo tempo não se sentem parte do mesmo."
(Ricardo Almada, 2009, pág.13)
Lei nº10.098/00
(Cap VII) art.18 - Prevê a implementação da formação de intérpretes de Libras.
Decreto 5626/05
(Cap. V) art. 17 - A formação do tradutor e intérprete de Libras - Língua Portuguesa deve efetivar-se por meio de curso superior de Tradução e Interpretação, com habilitação em Libras - Língua Portuguesa.
"A televisão faz parte do nosso dia a dia quando estamos em frente a ela ou quando estamos com diferentes grupos sociais que trazem seja pela moda, seja pelo comportamento, seja pelo que conseguem armazenar de informações, seja pelo que entendem ou não, aquilo que ela veicula para as atividades cotidianas."
(André Reichert, 2006, pág. 13)
"Permanece até os dias de hoje em mim o sentimento de não ser “tocado” pela televisão. Assisto a alguns programas e percebo que eles me atingem apenas em parte nas imagens, mas não em sua complexidade de conteúdos." - André Richert.
Convívio com a Comunidade de Surdos
Cursos de Formação Profissional - Lei 12.319/10
Art. 4o A formação profissional do tradutor e intérprete de Libras - Língua Portuguesa, em nível médio, deve ser realizada por meio de:
I - cursos de educação profissional reconhecidos pelo Sistema que os credenciou;
II - cursos de extensão universitária; e
III - cursos de formação continuada promovidos por instituições de ensino superior e instituições credenciadas por Secretarias de Educação.
Que posição o surdo ocupa na relação produto/telespectador?
A criação do "Jornal Visual" em 1988.
>Meu e-mail:
jhonatas.reis@gmail.com

-Facebook: Jhonatas Narciso

>Visual / TV Brasil:
ebc.tvbrasil.org.br/visual
facebook.com/visualtvbrasil
Programas/Produto específicos, inclusive com casting surdo.
Novos desafios:
A busca do "sinc." durante a interpretação simultânea, principalmente, em exibições de programas ao vivo;

Falta de conhecimento/Descrédito das pessoas que fazem televisão. O intérprete pode ser uma espécie de fonte de informação neste novo espaço/ambiente de atuação profissional. Ser ator na quebra do paradigma do Surdo como o de que são incapazes, inclusive, de acompanhar e compreender informações que são veiculadas pela mídia;

O TILSP é, na maioria dos casos, o primeiro a apresentar determinado tipo de linguagem para este público específico de telespectadores (Os Surdos) que não tinham acesso a tais produtos midiáticos;

Desenvolver estratégias, na construção da interpretação, a fim de trazer à tona nuances da língua oral onde se escondem significados determinantes nas diferentes formas de recepção das informações e negociação cultural das próprias imagens;

Situar o telespectador surdo(sempre que possível) nas mudanças de turno da fala. Ex: Texto em off, coberto com imagens.
ABNT NBR 15290:2005
Diretrizes para acessibilidade com Libras em comunicação na televisão.
Lei nº12.319/10
Regulamentação Profissional.
Não se traduz, afinal, de uma língua para outra, e sim
de uma cultura para outra.
(Campos, 1986, p. 27)
Autonomia:
Libras "e" Closed Caption (Legenda Oculta)
Cursos de Formação, em nível superior: Graduação e Pós-graduação.
...na televisão.
Lei nº10436/02
Reconhecimento/Oficialização da Libras.
Historicamente:
CODAs - Children of Deaf Adults.
Instituições religiosas
Professores ouvintes que atuavam em escolas de surdos
1988 e 1992 - I e II Encontro Nacional de Intérpretes de Língua de Sinais.
1987 - Nascimento da FENEIS
Lei nº 12.034/09 que também estabelece normas para a eleição. Alterou a a lei anterior acrescentando a necessidade da LIBRAS "ou" Legenda
Lei nº 9.504/97 - Normas para as eleições
(Determina a inclusão do intérprete de Libras ou Legenda no material de vídeo entregue nas emissoras)
Referências Bibliográficas:

REICHERT, André Ribeiro. Mídia televisiva sem som. Dissertação(mestrado) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Programa de Pós-graduação em Educação. Porto Alegre-RS, 2006.
ALMADA, Ricardo Luiz Ferraz. Inclusão Silenciosa: A sintonia entre Surdos e os Telejornais. Universidade Veiga de Almeida. Rio de Janeiro-RJ, 2009.
RUSSO, Ângela. Intérprete de língua brasileira de sinais: uma posição discursiva em construção. Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Programa de Pós-graduação em Educação. Porto Alegre-RS, 2010.
____________.Lei nº 10.436 de 24/04//2002. Lei que oficializa a Língua Brasileira de Sinais,2002.
____________.Decreto- lei nº 5.626 de 27/12/2005. Decreto que regulamenta a lei 10.436/2002.
____________.Lei nº 12.319 de 01/10/2010. Lei que regulamenta a profissão de Tradutor e Intérprete de Libras,2010.
BRASIL. Associação Brasileira de Normas Técnicas, ABNT NBR 15290:2005.
CAMPOS, Geir. O Que é Tradução? Coleção Primeiros Passos. São Paulo: 1986
Meus Agradecimentos.
Acessibilidade Cultural em LIBRAS
O Intérprete Cultural pode colaborar na formação de público.
Full transcript