Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

APRESENTAÇÃO PAMPAEDIA

No description
by

Luis Colombo

on 18 May 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of APRESENTAÇÃO PAMPAEDIA

Jan
Amos
Comenius

Pampaedia
Omnes
Omnia
Omnino
todos
tudo
toatalmente
todas as coisas (omnia)
nada (nihil)
alguma coisa (aliquid)
Nada significa nenhuma educação, o que podemos verificar, com horror e comiseração, nos povos atualmente bárbaros, onde míseros mortais nascem, vivem e morrem como se fossem animais.
Alguma coisa, aqui, significa alguma educação num ou noutro domínio e para um ou outro objetivo, a qual se encontra nas nações mais civilizadas que se dedicam às ciências, às artes, às línguas e a outros estudos.
Todas as coisas, aqui, será a educação universal, mediante a qual se procura conseguir tudo o que é possível para assegurar, sob o céu, o maior esplendor ao homem, imagem de Deus.

De Rerum Humanarum Emendatione Consultatio Catholica
Deliberação universal acerca da
reforma das coisas humanas

1656 Fuga de Lezno com a invasão Sueca
I. Ser capaz de pensar e, portanto, de sabedoria.
Ou seja, para que todo aquele que for formado na sabedoria, na eloquência, nas artes, nos bons costumes e na piedade, se torne,
não sabichão, mas sabedor;

não falador, mas eloquente;

não um fanfarrão, sempre a exibir-se de que irá fazer este ou aquele trabalho, mas um homem que é capaz de terminar um trabalho que empreendeu;
Ora, que significa ser educado totalmente? Significa ser educado, não para a aparência, mas para a verdade, com utilidade certa e segura para esta vida e para a vida futura.
não uma máscara de honestidade, mas a própria honestidade; não, finalmente, um simulador hipócrita da piedade, mas um piedoso e santo adorador de Deus em espírito e verdade.
I. Não dividido ou parcial, mas íntegro e total.
II. Não superficial e aparente, mas profundo e real.
III. Não amargo e forçado, mas doce e agradável e, consequentemente, duradouro.
I.
todos os homens
, haverá, portanto, necessidade de escolas universais, como oficinas de cultura, para educar a todos. Para isso, servir-nos-emos do termo Panscolia.
III.
totalmente
, serão necessários, portanto, professores universais que sai- bam inculcar em todos, todas as coisas, totalmente. Para isso, servir-nos-emos da designação Pandidascália.
7 Pannuthesia
(Exortação Universal)

1 Panegersia
(Despertar Universal)

2 Panaugia
(Iluminação Universal)

3 Pansophia
(Sabedoria Universal)

4 Pampaedia
(Educação Universal)

5 Panglottia
(Língua Universal)

6 Panorthosia
(Reforma Universal)

De Rerum Humanarum
Emendatione Consultatio Catholica

1. A Escola da formação pré-natal (Cap. VIII)
2. A Escola da infância (Cap. IX)
3. A Escola da puerícia (Cap. X)
4. A Escola da adolescência (Cap. XI)
5. A Escola da juventude (Cap. XII)
6. A Escola da idade adulta (Cap. XIII)
8. A Escola da morte (Cap. XV)
7. A Escola da velhice (Cap. XIV)
II.
em todas as coisas
, serão necessários, portanto, instrumentos universais de cultura, quero dizer livros que contenham todas as coisas. Utilizaremos, para isso, a expressão Pambiblia.
Incutir fortemente a piedade nas almas.
Que nenhum homem aprenda o mal, nem de si mesmo, nem dos outros e muito menos dos seus mestres.
I. Existir, isto é, viver.
Problemas
I. Nenhum homem deve ser excluído, e muito menos impedido, do estudo da sabedoria e da cultura do espírito.
Viver honradamente.
Tornar cada homem eloquente.
Educar os homens para as bons costumes e para a plenitude do seu ser de homens.
Tornar os homens ativos, industriosos e hábeis.
Fazer com que os homens não vivam na miséria, mas vivam antes na abundância.
Tornar os homens contentes com os seus bens e preservá-los dos males.
Fazer com que cada um compreenda todas as coisas.
Fazer com que todas as coisas sejam entendida
Fazer com que os homens usem bem a liberdade de arbítrio.
Problemas
Incutir nos homens o amor e a preocupação da vida futura.
Caminhar pela vida presente de modo a chegar à vida eterna.
Gozar constantemente de saúde nesta vida.
que tudo o que é ensinado aos homens e eles aprendem, seja:
Educação universal
Mais que um utopista, um sonhador de mundos quiméricos, Comenius foi um historiador do futuro ou, como lhe chamou Bruno M. Bellerate, “o profeta e o projetista de um mundo melhor."
Convite a reforma do “eruditio, religio et politia” (cultura, religião e política)
por caminhos ainda não tentados, ou seja, por caminhos universais: o caminho da unidade, da simplicidade e da espontaneidade, com diálogo e ecumenismo. Convidam-se todos os homens para uma deliberação pacífica e uma invocação de todo o gênero humano a Deus, para que nos não falte com a sua misericórdia.
A Panaugia ou Lucis Universalis Via tem por objeto acender nas mentes uma luz universal (participação da Luz Divina), na qual e através da qual todos possam ver todas as coisas sob todos os aspectos
sentidos, a razão e a fé
Propõe que se investigue a maneira de reduzir todas as coisas a uma ordem una, perpétua, lúcida, imóvel, sob as leis eternas da verdade.
Estuda oito mundos ou graus:
o mundo possível,
o mundo ideal ou arquétipo,
o mundo inteligível ou angélico,
o mundo material ou natural,
o mundo artificial,
o mundo moral,
o mundo espiritual e
o mundo eterno
“Primeira tentativa de elaboração de uma nova língua harmônica”
Pretende demonstrar a facilidade de uma eficiente reforma das coisas humanas, de modo que a unidade da família humana seja refeita na paz, no mútuo respeito das ideias, das crenças religiosas e dos regimes políticos.
é um apelo final para que se ponha em prática a “emendatio rerum humanarum universalis” (melhoria universal das coisas humanas)
Pampaedia
III. Todo aquele que nasceu homem aprenda a agir como homem ou então deixe de ser homem.
II. Nenhum se exclua a si mesmo e se exima da instrução.
Eduque-se toda a espécie de barbárie.
Tornem-se todos os homens sábios.
Ensinem-se os homens a usar bem as coisas.
É fácil educar uma criatura racional a servir-se da razão.
Ajude-se o homem a reconhecer qual é o seu bem e a habituar-se a servir-se e a fruir dele.
Disponha-se cada coisa, e também o homem, em função do seu fim.
V. E, finalmente, por graça de Deus, ser piedoso neste mundo..
IV. Ser de bons costumes e de boas maneiras.
III. Ser capaz de agir.
II. Ser capaz de falar e, portanto, de eloquência.
VI. Existir ativamente, isto é, realizar as coisas que compreende e que escolhe, para que não compreenda nem escolha em vão.
V. Existir livremente, isto é, querer e escolher as coisas apreendidas como boas, não querer e repudiar as coisas más, e dispor todas as coisas, quanto possível, segundo o seu próprio arbítrio.
IV. Existir lucidamente, isto é, compreender as coisas que conhece.
III. Existir sensivelmente, isto é, conhecer as coisas que tem à sua volta.
II. Existir firmemente, isto é, ter saúde.
Exilílio da Bohemia liderado por Comenius
Tentativa de Comenius de discursar pedindo paz
Full transcript