Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Avaliação escolar

No description
by

Pedro Paulo Silva Barros

on 22 April 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Avaliação escolar

É uma tarefa didática necessária e permanente do trabalho docente, que deve acompanhar passo a passo o processo de ensino e aprendizagem.
Conceito
Avaliação na prática escolar
Equivocos cometidos pelo professor:
Fixar critérios de desempenho unilaterais;
Utilizar a avaliação como recompensa ou intimidação;
Confiar no "olho clinico";
Rejeita as medidas quantitativas;
Utilizar somente prova escrita para avaliação.
Caracteristicas da avaliação escolar
Avaliação na prática escolar
Cintia
Cristiane
Danilo
Geancarlo
Gilmar
Lucas
Pedro Paulo
Raoni

Avaliação escolar:
diferentes modalidades

A prática da avaliação em nossas escolas tem sido criticada atualmente;
O mais comum é tornar a avaliação unicamente como o ato de aplicar provas, atribuir notas e classificar alunos.
Sistema de notas numa escala numérica;
Sistema de notas tipo conceito.
Atribuição de notas e conceitos
Técnicas de avaliação
Instrumentos de verificação do rendimento escolar
Objetivo das provas: avaliar o progresso, detectar dificuldades e revisão da matéria quando os resultados não forem satisfatórios;
Avaliação constante e não apenas provas finais (bimestrais ou anuais);
A finalidade não é aprovar ou reprovar; dar nota alta ou baixa;
Fornecer condições para que a prova tenha garantia de êxito para a maioria da classe;
Fornecer informações claras de como responder as questões;
Duração adequada da prova e
Montar um arquivo de questões.
Observações sobre as provas escritas
Procedimentos auxiliares de avaliação
Perguntas (previamente estabelecidas) e respostas orais
Avalia:
profundidade e extensão dos conhecimentos
Opiniões
Julgamentos
Tendências
Habilidade de se expressar oralmente

Limitações
Grande grau de subjetividade na atribuição de notas
Simpatia ou Incompatibilidades entre aluno e professor
“Bloqueio” de expressão por parte de alguns alunos

Prova oral/entrevista
Laboratórios;
Equipamentos;
Máquinas;
Atividades em campo;
Sala de aula.

Avalia: Habilidades motoras e/ou intelectuais; e conhecimentos

Limitações: Necessita do estudo teórico e portanto não se pode focar o ensino apenas em aulas práticas

Prova prática
Conclusões
1) A observação
2) A entrevista (conversa)
3) Ficha sintética de dados dos alunos
Reflete a unidade objetivos-conteúdos-métodos
Possibilita a revisão do plano de ensino
Ajuda a desenvolver capacidades e habilidades
Voltar-se para a atividade dos alunos
Ser objetiva
Ajuda na autopercepção do professor
Reflete valores e expectativas do professor em relação aos alunos
Universidade de São Paulo
Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz"
Departamento de Economia, Administração e Sociologia
Disciplina Preparação Pedagógica PAE

Prova escrita dissertativa
Palavras chave das questões: redação, compare, relacione, sintetize, descreva, resolva, defina, apresente argumentos contra ou a favor, etc.
Questões devem estar relacionadas com o conteúdo trabalhado, porém devem verificar o desenvolvimento das habilidades intelectuais dos alunos.
Avaliam: hábitos de organização do pensamento, capacidade de síntese, clareza de expressão, soluções criativas, e outros (caligrafia, ordem, limpeza, etc) e
Recomendações para formulação e correção das provas dissertativas.
Prova escrita objetiva
Avaliam uma grande quantidade de conhecimentos e habilidades
Controla a interferência da subjetividade do aluno e do professor
Exige uma técnica apropriada de elaboração
“Fácil” de elaborar => favorece a improvisação
“Chute”

Instrumentos de verificação do rendimento escolar
A) Questões de certo-errado (C ou E)
B) Questões de lacunas (complete)
C) Questões de correspondência
D) Questões de múltipla escolha (“x”; I,II e IV)
E) Questões do tipo “teste de respostas curtas” ou evolução simples
F) Questões de interpretação de texto
G) Questões de ordenação
H) Questões de identificação
Limitações da prova dissertativa:
Subjetividade do aluno e do professor interfere na avaliação;
Número limitado de questões;
Acaba abrangendo uma amostra limitada da matéria e
Feedback => certo ou errado => perda de aspectos da aprendizagem.
Referências
ABREU, M. C. D.; MASETTO, M. T. O professor universitário em aula.
São Paulo: MG Editores Associados
, 1990.

DE MELO, É. S.; BASTOS, W. G. Avaliação escolar como processo de construção de conhecimento.
Estudos em Avaliação Educacional
, v. 23, p. 23, 2012.

LIBÂNEO, J. C.
Didática
. Cortez Editora, 1990. ISBN 8524902981.

LUCKESI, C. C. Verificação ou avaliação: o que pratica a escola.
Série Idéias
, n. 8, p. 71-80, 1998.

ZABALA, A.; ROSA, E. F. D. F.
A prática educativa: como ensinar
. Artmed Porto Alegre, 1998. ISBN 8573074264.


A avaliação deve ser um processo contínuo, com análise de todos os aspectos referentes ao aluno e o seu contexto dentro do ambiente escolar;
Provas pontuais devem existir como forma de registro oficial, pois é uma exigência da LDB, porém a atribuição de conceito final deve seguir toda uma análise individual do aluno;
Na concepção pedagógica atual, o professor precisa adquirir novas práticas dentro de sala de aula, não reproduzindo modelos antigos de avaliação que tinham como objetivo prejudicar o aluno;

Conclusões
A avaliação é um instrumento de análise, tanto do professor quanto do aluno, pois por ela se tem base para poder ver como anda processo de ensino e aprendizagem dentro da sala de aula;
O professor, quando faz uma avaliação contínua e de formas diferenciadas, pode ter uma visão mais ampla desse processo, abrangendo vários aspectos. Usando diferentes tipos de avaliação, é muito mais confiável fazer essa análise e atribuir conceitos com mais segurança;
Assim, o contexto do aluno dentro desse processo deve ser analisado como um todo, o professor deve se concentrar naqueles com maior dificuldade e assim, conseguir resgatar esse aluno, e não fazer com que ele se perca e
O professor atual deve repensar suas práticas, reprovação em massa não é sinônimo de competência do professor e falha do aluno. A aprendizagem e o envolvimento do aluno devem vir acima de tudo.

Full transcript