Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

O QUE É A FELICIDADE?

No description
by

Vannini Ribeiro

on 6 June 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of O QUE É A FELICIDADE?

O QUE É A FELICIDADE ?
O que é felicidade?
O que é felicidade ?
SENSO CIENTÍFICO
Objetivo
Este estudo avaliou os níveis de autopercepção de felicidade e fatores associados em uma cidade do sul do Brasil. Foi realizado um estudo transversal, de base populacional, com 2.942 indivíduos adultos (> 20 anos). Felicidade foi definida como "o grau, segundo o qual uma pessoa avalia positivamente a qualidade global de sua vida como um todo, no presente"; aferida por meio de uma pergunta associada a uma escala de faces. A prevalência global de felicidade foi de 73,4%. Observou-se associação positiva entre a ocorrência de felicidade, escolaridade e nível econômico, bem como relação negativa de felicidade com desemprego.

Discussão
Os principais achados do presente estudo foram: A alta prevalência de autopercepção de felicidade na população estudada, a associação positiva entre ser feliz e ter maior escolaridade e ser de nível econômico mais elevado e, a associação negativa entre ser feliz e estar desempregado para ambos os sexos, o decréscimo da prevalência de felicidade com o aumento da idade entre os homens e a associação negativa entre ser separada ou viúva e autoperceber-se feliz entre as mulheres.
A prevalência encontrada de adultos felizes foi de 73% da população, resultado esse que corrobora achados de outros estudos que indicam que a grande maioria dos indivíduos consideram-se felizes
Conclusão
Partindo-se do pressuposto de que estar feliz é uma condição associada a desfechos positivos em saúde, além de ser um fim por si só, torna-se importante identificar quem são as pessoas felizes e suas principais características. Tal conhecimento poderia ajudar na elaboração de políticas e estratégias que visem aumentar o bem-estar populacional por permitir a visualização de grupos populacionais mais vulneráveis em termos de saúde. Além disso, os resultados deste estudo podem contribuir para a formulação de hipóteses sobre os determinantes de felicidade, abrindo caminho para a realização de estudos epidemiológicos com desenhos prospectivos, com maior capacidade de identificar adequadamente associações causais.
O que é Felicidade ?

SENSO COMUM
Artigo

Psicologia: Crítica e Reflexão

AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA
 
Autopercepção de felicidade e fatores associados em adultos de uma cidade do sul do Brasil: estudo de base populacional.


Existem algumas respostas que são senso comum, como:
ser feliz no trabalho, ganhar bem, ter uma família, uma vida estável, etc.

Mas o que de verdade te faz feliz?

Hoje em dia é comum não conseguirmos separar com muita clareza o que é felicidade para nós e o que a sociedade nos empurra como felicidade.

Por que é que a gente tem que aceitar um certo trabalho e não o outro só porque o primeiro tem um salário melhor?

Por que é que temos que querer constituir uma família ?

Por que é que temos que seguir alguns padrões de felicidade que nos são impostos?


s.f. Característica ou condição de feliz; sensação real de satisfação plena; estado de contentamento; satisfação.

Estado de quem se encontra afortunado; com sorte.

Circunstância ou situação que demonstra sucesso, êxito: felicidade na realização de um projeto.

(Etm. do latim: felicitas.atis)
A Felicidade para a Psicanálise
Sujeito e Felicidade.
Desejo e a Necessidade.
Significado de Felicidade
Psicóloga Nádia Matos
E
Filósofo e Professor Mário Sérgio Cortella
Segundo Freud (1974), não sendo a
psicanálise
uma Weltanschauung, isto é, não sendo uma “cosmovisão”, uma construção intelectual que visa solucionar todos os problemas de nossa conturbada existência, com base em uma hipótese filosófica ou supostamente científica universal, é praticamente impossível conceber um ser humano
plenamente feliz.
 

Para entender a relação psicanálise e felicidade, precisamos resgatar alguns de seus conceitos e categorias. O primeiro deles é o desejo. O desejo é humano, demasiadamente humano.
O
desejo
, tal como é entendido pela psicanálise, não é a mesma coisa que a necessidade.
Enquanto a
necessidade
é um conceito biológico, natural, implica uma tensão interna que impele o organismo numa determinada direção no sentido de busca de redução dessa tensão ou satisfação, logo, a autoconservação (ex.; necessidade de fome, então buscamos comida), o desejo, sendo de ordem puramente psíquica, é desnaturado e como tal pertence à ordem simbólica.

Fantasma ou fantasia.
- “o fantasma é, ao mesmo tempo, efeito do desejo arcaico inconsciente e matriz dos desejos atuais, conscientes e inconscientes”
Para
Freud
, o
desejo
é o que põe em movimento o aparelho psíquico e o orienta segundo a percepção do agradável e do desagradável. O desejo nasce da zona erógena do corpo, e sem se reduzir ao corpo (soma) somente pode se satisfazer apenas parcialmente. Como já foi dito, ele realiza-se no movimento de querer-mais-e-mais.
Como formula
Lacan
:

"O desejo é sempre o desejo de um outro desejo”. O desejo humano é algo sempre adiado, é intervalar. O desejo vive de sua insatisfação, resguardada esta estranha função: a função de insatisfação”

A
psicanálise

não ensina o sentido da vida, mas ao questionar sua história e suas escolhas, permite ao sujeito encontrar um sentido para sua vida, do que possa ser as felicidades possíveis, sendo ele o autor de sua própria história.

A
felicidade
não pode ser produto de uma alienação, enganação ou delírio. Os recentes estudos sobre a felicidade apontam que ela será inventada por um sujeito que aprendeu a conhecer melhor a si próprio e o mundo em que vive.

“Conhecer-se a si mesmo é uma grande valia para a felicidade, tanto para termos noção mais concreta de nossas potencialidades quanto para sabermos dos nossos defeitos”.


Psicanálise e Felicidade.
Felicidade
Filosofia e Literatura
Felicidade e Mídia
Felicidade e Fisiologia.
Serotonina
Nerotransmissor.

Sinônimo de Felicidade para o senso comum.

Substância implicada em depressão e felicidade, ansiedade e tranquilidade.

Participa também de outras funções importantes no organismo. ( Ex: Apetite, sono, náuseas e etc.)

Sintetizada no cérebro e no tubo digestivo e armazenada em plaquetas e no sangue.

É encontrada em muitas plantas, frutas, vegetais e cogumelos.

Muitos remédios são voltados para repor a serotonina no cérebro.
Felicidade e Fisiologia.
Sistema Límbico
Circuito de recompensa cerebral.
Full transcript