Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Gestão do Conhecimento

No description
by

Rodrigo Winter Afonso

on 9 August 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Gestão do Conhecimento

Aula 1: Dados, informação e conhecimento
Aula 2: A Espiral do Conhecimento
Aula 3: Pessoas, tecnologias e processos
GOAL!
Gestão do Conhecimento
Prof. Rodrigo Winter
afonsorw@gmail.com

Definições
Dado
Fatos, figuras e números que transmitem algo específico, mas que não estão de forma alguma organizados e, desta forma, não fornecem maiores informações sobre padrões ou contextos.
Informação
Informação, segundo Davenport e Prusak (2000), são dados categorizados e contextualizados.
Para Bali et al (2009), informação são dados com relevância e propósito.
Informação sempre mostra uma tendência no ambiente.
Para Ackoff (1999), informação se encontra em respostas a perguntas que começam com palavras como quem, o quê, onde, quando e quantas.
Conhecimento
O conhecimento está intimamente "linkado" à ação implicando em "know how" e entendimento.

Para Davenport e Prusak (2000) o conhecimento possuído por um indivíduo é produto de sua experiência, englobando as normas pelas quais ele avalia os "inputs" de seu ambiente.

De acordo com Gamble e Blackwell (2001): "O conhecimento é uma mistura fluida de experiência estruturada, valores, informação contextual, insight e intuição aterrada que fornece um ambiente e uma estrutura para avaliar e incorporar novas experiências e informações. Ele tem origem e é aplicado na mente dos conhecedores. Nas organizações freqüentemente manifesta-se não só em documentos ou repositórios, mas também em rotinas organizacionais, práticas e normas".
Segundo Thierauf (1999): "Fatos e números não estruturados que têm o menor impacto sobre o gerente típico".
Dado
Informação
Conhecimento
Gestão do Conhecimento
Gestão do conhecimento é essencialmente sobre entregar o conhecimento certo à pessoa certa no momento certo.
A estratégia da gestão do conhecimento deve ser dependente da estratégia corporativa. O objetivo é gerenciar, compartilhar e criar relevantes ativos de conhecimento que irão ajudar a atingir os requisitos estratégicos desejados.
A cultura organizacional influencia o modo como as pessoas interagem, como resistem a certas mudanças e o contexto no qual o conhecimento é criado. Em última instância, o modo como compartilham, ou não, o conhecimento.
Os processos corretos, os ambientes e os sistemas que permitem que a gestão do conhecimento seja implementada na organização.
A gestão do conhecimento requer liderança experiente e competente em todos os níveis. Existe uma ampla variedade de papéis relacionados a gestão do conhecimento que a empresa poderá ou não implementar.
Os sistemas, ferramentas e tecnologias que se encaixam nos requisitos da organização, devidamente projetados e implementados.
O apoio a longo prazo para implementar e sustentar iniciativas que envolvem praticamente todas as funções organizacionais, que podem ser de alto custo de implementação, tanto de tempo como de dinheiro, e que muitas vezes não têm um retorno diretamente visível sobre o investimento.
Primeira atividade
Breve Histórico
1970
1980
2000
1990
1960
1950
Anos 1970
Crises de energia - Foco em antecipar problemas e oportunidades.
Anos 1980
Colapsos no mercado financeiro - Foco em custos.
Anos 1990
Acirramento da competitividade e aumento da velocidade de comunicação - Foco no conhecimento.
Terceiro Milênio
Anos 1950
Mercado em crescimento - Foco em aumentar a capacidade produtiva e atender a maior fatia possível do mercado.
Anos 1960
O Japão entra na briga - Foco em melhoria contínua e aumento da qualidade.
GESTÃO POR OBJETIVOS
GESTÃO PELA QUALIDADE TOTAL
GESTÃO ESTRATÉGICA
REENGENHARIA
GESTÃO DO CONHECIMENTO
Esta atividade deve ser realizada em grupos de três alunos.

Escolham três das decisões abaixo (Três por grupo) e explicitem as informações necessárias, os dados, a origem dos dados e o procedimento de decisão

Escolher um candidato para contratar;
Demitir um funcionário;
Adquirir um novo equipamento;
Aceitar um novo projeto;
Pedir demissão;
Pegar um empréstimo para aplicar em um projeto.
Paradoxo e Conhecimento
F. Scott Fitzgerald: "O teste de uma inteligência diferenciada é a capacidade de manter duas idéias opostas em mente, ao mesmo tempo, e ainda manter a capacidade de funcionar."
Sociedade Industrial x Sociedade do Conhecimento
Conhecimento e Dialética
Conhecimento e Dialética
Nonaka: "A essência da criação do conhecimento está profundamente enraizada no processo de construir e administrar sínteses."
Síntese:
Corpo / Mente
Indivíduo / Organização
Top-down / Bottom-up
Hierarquia / Força de trabalho
Oriente / Ocidente
Conhecimento e Dialética
O raciocínio dialético aceita "ambos-e" e nos livra da tirania do "ou-ou".

A unidade do corpo e da mente
Síntese:
Corpo / Mente

Conhecimento e Dialética
O conhecimento é criado apenas pelos indivíduos.


Equipe auto-organizada
Síntese:
Indivíduo / Organização

Conhecimento e Dialética
Os modelos "top-down" e "bottom-up" de administração tê sido considerados, por muito tempo, as extremidades opostas do espectro do processo administrativo.

Modelo middle-up-down
Síntese:
Inferior / Superior

Conhecimento e Dialética
A hierarquia e a força tarefa são duas estruturas organizacionais opostas presentes há muito tempo.

Organização Hipertexto
Síntese:
Hierarquia / Força Tarefa

Conhecimento e Dialética
As empresas japonesas parecem estar adotando duas abordagens opostas na criação do conhecimento organizacional.


Modelo Universal
Síntese:
Oriente / Ocidente

Empresa Dialética
Louis V. Gerstner Jr: "Em vez de nos escondermos do conflito ou de suprimi-lo, estamos aprendendo a administrá-lo e até mesmo a nos beneficiarmos dele".
IBM

Empresa Dialética
Fujio Mitarai: "O trabalho do superior é gerar sabedoria, estabelecer metas, formular estratégias, correr à frente de todos e produzir resultados. Esta abordagem top-down é de estilo muito americano, mas eu gosto dela".
Canon

Os tipos de conhecimento
Explícito x Tácito
Conhecimento Explícito
O conhecimento explícito pode ser expresso em palavras, números ou sons, e compartilhado na forma de dados, fórmulas científicas, recursos visuais, fitas de áudio, especificações de produtos ou manuais.

O conhecimento explícito pode ser rapidamente transmitido aos indivíduos, formal e sistematicamente.
Conhecimento Tácito
O conhecimento tácito não é facilmente visível e explicável. É altamente pessoal e difícil de formalizar, tornando-se de comunicação e compartilhamento dificultoso.

O conhecimento tácito está profundamente enraizado nas ações e na experiência corporal do indivíduo, assim como nos ideais, valores ou emoções que ele incorpora.
Conhecimento e Dialética
Uma organização cria e utiliza conhecimento convertendo o conhecimento tácito em conhecimento explícito, e vice versa.


Novo conhecimento
Síntese:
Tácito/ Explícito

Espiral Conhecimento
São quatro os modos de conversão de conhecimento:

Socialização

Externalização

Combinação

Internalização
Modos de conversão de conhecimento

Espiral Conhecimento
Compartilhar e criar conhecimento tácito através da experiência direta.

Indivíduo para indivíduo

Socialização
Espiral Conhecimento
Articular conhecimento tácito através do diálogo e da reflexão.

Indivíduo para grupo

Externalização
Espiral Conhecimento
Sistematizar e aplicar o conhecimento explícito e a informação.

Grupo para organização

Combinação
Espiral Conhecimento
Aprender e adquirir novo conhecimento tácito na prática.

Organização para indivíduo
Internalização
Espiral Conhecimento
Espiral Conhecimento
Segunda Atividade
Tarefa em grupos de três alunos.

Apresentem exemplos organizacionais objetivos e que tenham sido vivenciados pelos integrantes do grupo para cada uma das quatro transformações.

Justifique e explique os porquês da sua escolha.

Oito exemplos, dois de cada transformação, originadas nos trabalhos dos integrantes do grupo.

Procure entre os elementos do grupo experiências que mostrem a espiral do conhecimento. Justifiquem suas escolhas.

Vocês acham que as empresas onde vocês trabalham tratam o conhecimento com uma abordagem americana ou japonesa? Porque?

Apresentação oral e escrita.
Gestão do Conhecimento
Gestão sistemática dos ativos de conhecimento de uma organização com o objetivo de criar valor e atender aos requisitos táticos e estratégicos. Consiste em iniciativas, processos, estratégias e sistemas que mantêm e melhoram o armazenamento, a avaliação, a partilha, o refinamento e a criação de conhecimento.
Pessoas
Era Industrial x Era do Conhecimento
Tecnologias
Existe uma relação sinergética poderosa entre gestão do conhecimento e tecnologia. Esta relação leva a retornos e sofisticações crescentes em ambas as frentes.
Processos
Na concepção mais frequente, processo pode ser encarado como qualquer atividade ou conjunto de atividades que toma um imput, adiciona valor a ele e fornece um output a um cliente específico.
O que faz a força de trabalho hoje ser tão diferente?

Porque os processos antigos de RH não funcionam mais hoje?

Onde deve-se priorizar: recrutamento? Seleção? Os dois?

O que os colaboradores realmente desejam das organizações?

Qual a melhor maneira de manter os funcionários engajados e motivados?
Existe projeto de gestão do conhecimento sem tecnologia?
O que gostaria de focar nesse momento é a questão da relação da estruturação dos processos de negócio com projetos de gestão do conhecimento.
Atividade
Defina um processo de seu ambiente de trabalho. Escolha um simples mas específico do seu trabalho.

Inclua as decisões eventualmente necessárias.

O objetivo é viabilizar que alguém autodidata assuma essa tarefa somente usando a formalização que você escreveu.

Apresentação oral e escrita.
Aula 4: Processos e controle: BPMN
Processos na prática
Fritar um ovo:
1.Colocar a frigideira sobre o fogo;
2.Colocar óleo na frigideira;
3.Esperar o óleo aquecer;
4.Colocar o ovo no óleo quente;
5.Colocar sal sobre o ovo;
6.Esperar ficar pronto;
7.Servir;
Processos na prática 2
Fritar um ovo:
1.Colocar a frigideira sobre o fogo;
2.Colocar óleo na frigideira;
3.Colocar um palito de fósforo na frigideira;
4.
Quando o fósforo acender
, retirar o fósforo e colocar o ovo no óleo quente;
5.Colocar sal sobre o ovo;
6.Esperar
até que a borda do ovo esteja dourada
;
7.Servir;
Processos na prática 3
Fritar um ovo:
1.Quebrar a casca do ovo e separar a clara da gema
2.Colocar a frigideira sobre o fogo;
3.Colocar óleo na frigideira;
4.Colocar um palito de fósforo na frigideira;
5.
Quando o fósforo acender
, retirar o fósforo e colocar a clara no óleo quente;
6.Colocar sal sobre a clara;
7.Esperar
até que a clara esteja branca
;
8.Colocar a gema sobre o centro da clara;
9.Esperar
até que a borda do ovo esteja dourada
;
10.Servir;
Processos na prática 4
Em paralelo com o processo de fritar um ovo:
1.Ligue a torradeira na tomada;
2.Selecione duas fatias de pão;
3.Introduza as fatias na torradeira;
4.Quando o óleo do ovo estiver quente, acione a torradeira;
5.Coloque em um prato para receber o ovo pronto;
6.Feche o sanduíche;
7.Sirva;
Processos e controle
Processos na prática 5
BPMN - Eventos
Tarefas
Controles
Ciclos
Esperas
◦Por tempo
◦Por condição
Comunicação
◦Entrando ou Saindo
◦Sinal ou Informação
Decisão
BPMN
BPMN - A base
Pool – A Piscina do processo
BPMN - A base
Lanes – As pistas separam recursos
BPMN - Elementos fundamentais
Início – Tarefa - Fim
BPMN - Tudo junto
BPMN - Controles
Decisão
Ciclos
BPMN - Controles
Tempo
Sinal
Mensagem
BPMN - Tudo junto
Processos na prática 6
Atividade 4
Prepare o diagrama de processo BPM para o processo descrito:

Em uma empresa o vendedor deve consultar o estoque para saber a disponibilidade da matéria prima e a produção parar conhecer o prazo de entrega antes de fechar o negócio com o cliente. A produção, entretanto, deve aguardar a posição do financeiro autorizando o crédito antes de começar a fabricação. Terminada a fabricação, o vendedor é avisado para iniciar o pós venda e o financeiro é avisado para emitir as faturas.
Aula 5: Melhoria Contínua
Notação BPMN: Eventos de Início
Notação BPMN: Eventos de Fim
Notação BPMN: Eventos de Fim
Notação BPMN: Eventos Intermediários
Notação BPMN: Eventos Intermediários
Notação BPMN: Eventos Intermediários
Solução Proposta 1
Solução Proposta 2
Melhoria Contínua
Mercado mundial
Competitividade
Quebra de paradigmas
Conhecimento
Novos profissionais
Colaboradores
Empresa Dialética
Competências
Diferenciação
Novos clientes
Qualidade
Produtividade
Custos
Pensamento sistêmico
Paradoxos
Governança
Inteligência múltipla
Meio ambiente
Desempenho
Kaizen
Filosofias
Práticas
Processos de negócios
Manufatura enxuta
Pós guerra
Hoje melhor do que ontem, amanhã melhor do que hoje!
Sistema de produção Toyota
O tesouro de Bresa
Olhar para frente
Redução de custos
PDCA
Deming
Shewhart
PDSA
OPDCA
Iteração
Espiral do conhecimento
5 S
Six Sigma
Controle da qualidade
Projeto
Saltos de desempenho
Fazer certo de primeira
Processos regulares
Processos problemáticos
Controle operacional e tático
Atividade 5
Para o processo estudado na aula passada:

Que variáveis devem ser medidas para estabelecer controle operacional e gerencial?

Quais dados são necessários para acompanhar estas variáveis? Qual é o paradigma da informação?

Em que pontos do processo os dados necessários podem ser coletados?

Existe a necessidade de processos especiais para coletar estes dados?
Full transcript