Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Psicomotricidade e aprendizagens

Módulo da especialização em neuropedagogia da CFAZ - Ministrada nos dias 13 e 14.05.2016
by

Dandara Sousa

on 20 May 2017

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Psicomotricidade e aprendizagens


Desenvolvimento psicomotor e as aprendizagens escolares


PIBID
[...] um Programa do Ministério da Educação, gerenciado pela CAPES
(Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior), cujo objetivo maior
é o incentivo à formação de professores para a Educação Básica e a elevação da qualidade
da escola pública [...] (PIBID, 2013a, p.1).
Encontro
Integrativo
do PIBID - UFRN

Psico
motricidade



Universidade Federal do Rio Grande do Norte
CCS - Departamento de Educação Física
Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência
PIBID - Educação Física da UFRN

PIBID UFRN
Teve início em 2007 e em 2012 o Programa contemplou 6 novos cursos,
totalizando 19 licenciaturas presenciais em diversas áreas do
conhecimento [denominados sub-projetos]
Organização
do PIBID UFRN
Coordenação geral do PIBID UFRN=
(Lucrécio Júnior e Elda Silva)
Cada curso de licenciatura =
Sub-projeto / Sub-área (19 cursos)
Profossor do nível superior =
coordenador da sub-área / sub-projeto
Professores da rede pública do ensino =
supervisores destes bolsistas
Estudantes de licenciatura =
bolsistas / PIBIDian@s
Em agosto de 2012, incorpora-se o PIBID Educação Física ao PIBID - UFRN.
Composição:
- 15 bolsistas, 2 supervisores e 1 coordenadora de área (ou sub-projeto).
Divisão de atividades:
- 2 escolas (municipal e estadual);
- 1 supervisor por escola;
- número de turmas atendidas varia de 2 a 4,
A prática pedagógica:
- ações de planejamento co-participativo com os supervisores e aprovados pela coordenação;
- aplicação das aulas planejadas;
- reuniões gerais de apreciação e avaliação das atividades em curso;
- construção e apresentação de oficinas interpibid educação física;
- participação em eventos de cunho acadêmico científico;
- avaliações sistêmicas (escola, atores sociais, PIBID).
preocupa-se com as relações sociais e afetivas que devem ser estimuladas, portanto atende a grupos e não enfoca o tratamento de distúrbios e sim a
oportunização de vivências motoras
contribuindo para o desenvolvimento humano (LAPIERRE, 2004).
PSICOMOTRICIDADE EDUCATIVA

" [...] é concebida como integração da motricidade, produto da relação inteligível entre a criança
e o meio, sendo instrumento pelo qual a consciência se constrói e se materializa” (Fonseca 1995).
Apoios e
Agradecimentos
Remontagem conceitual e epistemológica
Jogo e brincadeira
Avaliação:
Representação
grafomotora

- Ausente, nesse caso, de linguagem escrita;
- Como sentia-se quando chegou e ao sair da oficina;



Livros:
Obra: Manual De Observação Psicomotora - 2ª edição - 2012
Autor: Vitor Da Fonseca Obra: Psicomotricidade - Perspectivas Multidisciplinares Autor: Vitor da Fonseca - Editora Penso
Obra: Desenvolvimento Psicomotor e Aprendizagem Autor: Vitor da Fonseca - Editora Bookman
Obra: O método Aucouturier: fantasmas de ação e prática psicomotora
Autor: Bernard Aucouturier
Obra: Educação Psicomotora: a psicocinética na idade escolar.
Autor: Jean Le Boulch
Obra: O corpo na escola do século XXI
Autor: Jean Le Boulch
Obra: O adulto diante da criança de 0 a 3 anos
Autor: André Lapierre e Anne Lapierre

Sites:
Associação Brasileira de Psicomotricidade
www.psicomotricidade.com.br/‎

ISPE-GAE - OIPR - Instituto Superior de Psicomotricidade e Educação
www.ispegae-oipr.com.br/‎


Avaliação do módulo
Grata pela afetividade construída!
Meus contatos:
dandaraqueiroga@gmail.com
(84) 98837-5992
PARA SABER MAIS
Organização didática
de nosso curso
Associação Brasileira de Psicomotricidade (2016):

Psicomotricidade é a ciência que tem como
objeto de estudo o homem através do seu corpo em movimento e em relação ao seu mundo interno e externo.
Está relacionada ao processo de maturação, onde o corpo é a origem das aquisições cognitivas, afetivas e orgânicas.
movimento
afeto
intelecto
Sendo, portanto, uma concepção de movimento integrado, que se organiza em função das
experiências vividas pelo sujeito
cuja ação é advinda de sua individualidade, sua linguagem e sua socialização.
Em razão de seu próprio
objeto de estudo,
isto é, o indivíduo humano e suas relações com o corpo, a Psicomotricidade é uma ciência
encruzilhada...
que utiliza as aquisições de numerosas ciências constituídas (biologia, psicologia, psicanálise, sociologia, linguística...). Em sua
prática
empenha-se em deslocar a problemática cartesiana e reformular as relações entre alma e corpo
A psicomotricidade se efetiva enquanto
campo transdisciplinar
que estuda e investiga as recíprocas e sistêmicas relações e as influências entre o psiquismo e a motricidade e possui as linhas de atuação
educativa
, reeducativa, terapêutica, relacional, aquática etc.
Dr. Júlio de Ajuriaguerra
nascido na Espanha em 1911, mas se formou em Medicina na França. Formou gerações de psiquiatras.

No Hospital Henri Rouselle – antigo Saint’Anne – iniciou junto com seus colaboradores: Soubiran, Stambak, Bèrges, Diatkine, Lébovici, Marcelli, Zazzo estudos sobre a psicomotricidade.

Por sua significativa contribuição de estudos, ficou conhecido como o
“pai da psicomotricidade”
. Explicitando um pouco das razões pelas quais Ajuriaguerra torna-se referência para nossa área, trazemos Greenhalgh (2011, p. 15),

"seus estudos foram de suma importância para uma
nova visão da Psicomotricidade
a partir de suas considerações sobre a debilidade motora como síndrome delimitando os transtornos sensórios psicomotores, sendo possível assim que a Psicomotricidade adquirisse autonomia em relação às outras disciplinas".

Drª Gisele Soubiran
nascida em Paris em 1916, bacharela em
medicina
e
integrante da equipe do Dr. Ajuriaguerra
é também fundadora do já citado ISRP.
(Institut Superieur de Rééducation Psychomotrice)
Considerada mundialmente a cátedra em de Psicomotricidade e reconhecida como a
“mãe da psicomotricidade”
Compreende que a relação psico-afetivo-motora é fundamental para
compreender diversas manifestações de transtornos psicomotores.
Drª. Maria Beatriz da Silva Loreiro
Como representante brasileira, trazemos a
Pedagoga
, psicomotricista e pós-graduada pela ISRP. Fundou o ISPE – Instituto Superior de Psicomotricidade e Educação que se destina a formação de profissionais em psicomotricidade,
Jean Le Boulch
especialmente no que diz respeito a área da
Educação Física
. Começou sua carreira como aluno de Picq e Vayer, os criadores da cátedra francesa de Educação Física. Foi pioneiro na constatação da atuação curativa e preventiva do movimento físico nos distúrbios de aprendizado. Com o objetivo de se aprofundar na avaliação da educação física como ciência, Le Boulch
se especializou em biomecânica, neurociência e agregou a psicomotricidade
ao desenvolvimento de sua tese.
Franco Boscaini
Ampliando ainda mais e nos trazendo contribuições para as áreas da
psicologia, fonoaudiologia, fisioterapia e terapia ocupacional,
capacidades e formações daquele que, especializou-se ainda, em Psicomotricidade e relaxação pelo ISRP. Uma de suas principais obras refere-se aos seus estudos sobre
grafismo e sua gestualidade,
compreendendo-a como uma metalinguagem a ser desvelada pelo psicomotricista.
Nos leva abandonar a visão clássica de reabilitação
Vítor da Fonseca
nascido em
Portugal
, foi
professor catedrático
do Departamento de Educação Especial e Reabilitação da Faculdade de Motricidade Humana e seu interesse pela psicomotricidade nasceu na
licentiatura em motricidade humana
em 1969, entre 1970 e 1974 participou de cursos com alguns dos autores referencias que citamos anteriormente. É autor de diversas obras que foram publicadas em português.

Histórico
É, justamente, a partir da necessidade médica de encontrar uma área que explique certos fenômenos clínicos que se nomeia, pela primeira vez, a palavra PSICOMOTRICIDADE,
no ano de 1870.
A partir daí se iniciam os estudos mais aprofundados sobre os distúrbios psicomotores tendo as primeiras pesquisas, que deram origem ao campo psicomotor, um enfoque eminentemente neurológico.
Em
1909,
o neuropsiquiatra
Dupré,
afirma a independência da debilidade motora (antecedente do sintoma psicomotor) de uma provável correlação neurológica.

Em
1925
, o médico psicólogo
Henry Wallon,
ocupa-se do movimento humano atribuindo-lhe uma categoria fundante como instrumento na construção do psiquismo. Esta diferença permite a Wallon relacionar o movimento ao afeto, à emoção, ao meio ambiente e aos hábitos do indivíduo.

Em
1935
, o neurologista
Edouard Guilmain
, desenvolve um exame psicomotor para fins de diagnóstico, de indicação da terapêutica e de prognóstico.

Em
1947
, Julian de
Ajuriaguerra
, psiquiatra, redefine o conceito de debilidade motora, considerando-a como uma síndrome com suas próprias particularidades. É ele quem delimita com clareza os transtornos psicomotores que oscilam entre o neurológico e o psiquiátrico. Com estas novas contribuições, a psicomotricidade diferencia-se de outras disciplinas, adquirindo sua própria especifidade e autonomia.

Em
1970
, diferentes autores definem a psicomotricidade como uma
motricidade de relação
. Se delineia então, uma diferença entre uma postura reeducativa e uma terapêutica que, ao despreocupar-se da técnica instrumentalista e renova sua visão sobre o corpo e passa a ocupar-se do "corpo de um sujeito" vai dando progressivamente, maior importância à relação, à afetividade e ao emocional.
No
BRASIL
em 1960, eclode definitivamente. As práticas se voltavam para a 'Reeducação' e 'Educação' Psicomotora.

Em
1976
, com a estada de Françoise Désobeau, introduziu-se uma nova ótica, denominada 'Terapia Psicomotora' que tinha como proposta a
substituição das técnicas instrumentais por atividades livres, que valorizavam o jogo e o brincar
.

Em
1980
é fundada a Sociedade Brasileira de Psicomotricidade
Encaminhamentos
Substituição das técnicas instrumentais por atividades livres, que valorizavam o jogo e o brincar, a partir dessa compreensão, iniciaremos nossas reflexões posteriormente.
Material para trazer: lençol de casal e bolas
Vestimenta: confortável e que possibilite movimentos amplos
Substituição das técnicas instrumentais por atividades livres, que valorizavam o jogo e o brincar
ASPECTOS PSICOMOTORES
Motricidade global
Organização espacial
Organização temporal
Ritmo
Tônus
Motricidade fina
Esquema corporal
Vamos aprender?


Adequação do espaço (de acordo com a vivência proposta)
Adequação do material (quanto mais diverso melhor)
Leis da psicomotricidade
Fundamentos da psicomotricidade
Aspectos psicomotores
- A aquisição de uma função depende do desenvolvimento de estruturas que lhes são indispensáveis;
- O desenvolvimento psicomotor se faz através de uma sequência ascendente, conduzindo para atividades mais complexas, elaboradas e aperfeiçoadas;
- Põe em destaque as leis do desenvolvimento céfalo-caudal e próximo distal;
- É a preensão possibilita o aperfeiçoamento de aprendizagens intermináveis.
- Objetiva a toma da consciência corporal, como lugar de sensação expressão e criação
- Respeita as diferenças
- Preocupa-se com a participação ativa do indivíduo
- Facilita as aprendizagens
- Grande influência dos estímulos provenientes do meio exterior
- O Ritmo não é uniforme nem contínuo.

Construção e vivência de um Plano de aula

Cada grupo ficará responsável por um plano de 5 atividades

Relacionar a fase de desenvolvimento com um aspecto psicomotor

Sorteio dos aspectos e fases
Fases de Vitor da Fonseca - livro







Compreender a relação entre o desenvolvimento psicomotor e aprendizagem na infância;
Identificar os aspectos psicomotores, relacionando-os e avaliando o desenvolvimento da criança;
Refletir sobre a educação psicomotora a partir da ludicidade e expressividade do movimento.

Vivência teórica - Teoria vivenciada
A experiência vivida
Leis da psicomotricidade
FUNDAMENTOS DA PSICOMOTRICIDADE
Para pensar práticas psicomotoras é importante ressaltar:
Professora:
Dandara Queiroga de Oliveira Sousa

Mestra em
Educação Física
pela UFRN
Professora do curso de Educação Física da Universidade do Estado do RN - UERN - Campus Pau dos Ferros
Experiências na perspectiva da psicomotricidade
Curso de aperfeiçoamento em Psicomotricidade

dandaraqueiroga@gmail.com
Objetivos:
Full transcript