Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Projetando

No description
by

Bruno Fernandes

on 17 August 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Projetando

3. Execução
Projetando
para o sucesso
Um mundo de possibilidades chamado Interact
Além de Projetos Humanitários, existem muitas comissões que projetam, dentro e fora do clube, contextos imprescindíveis para o sucesso.
1. INICIALIZAÇÃO
Elementos
para o sucesso
Dividir e dominar as etapas de um projeto não é besteira, de forma alguma! Observe como as coisas atingem outro nível quando projetadas para o sucesso
2. PLANEJAMENTO
CONTROLE
4. FINALIZAÇÃO
Utilize os fóruns e as reuniões ordinárias oficiais para escrever! O clube deve escrever sempre e os associados devem escrever juntos. Só assim todos dominarão o projeto!
1. INICIALIZAÇÃO
2. PLANEJAMENTO
CONTROLE
4. Finalização
3. EXECUÇÃO
DQA
O futuro do clube
Imagine que um clube esteja necessitando
aumentar e/ou renovar seu QA.
IMAGEM PÚBLICA
Quem não é visto não é lembrado
Imagine que um clube de Interact precise alavancar sua imagem na comunidade para ter o apoio necessário para a realização de seus projetos.
ADMINISTRAÇÃO
De dentro pra fora
Imagine um clube que esteja estagnado,
parado e sem realizar ações relevantes
para a comunidade.
PROJETOS HUMANITÁRIOS
A filosofia e o foco dos clubes
Imagine um clube cujas ações não mudam
realmente a vida de ninguém, mas ao mesmo
tempo coexiste com uma comunidade que
precisa muito de transformação.
O problema emerge na reunião. "Somos um clube que está:
Com uma baixa de quadro associativo;
Imagem Pública fragilizada;
Sem projetos relevantes para a comunidade.
Surge, na reunião, o desejo de mudar essa realidade e lança-se a ideia de um ou mais projetos. Todos devem ser a favor e concordam em executá-lo
DQA
Trazer novos associados para o clube. Descobrir associados
em potencial por meio de um Dia do Convidado ou evento
similar, mas não um dia do convidado qualquer. Podemos viabilizar vários Dias do Convidado, cada um com uma palestra
interessante e chamativa para um público alvo que rejuvenesça e garanta o futuro do clube, e com atrações diversas.
IMAGEM PÚBLICA
A divulgação do Dia do Convidado através de todos os meios
de mídia local vai garantir o sucesso do projeto e alavancar
a Imagem Pública do clube. A comunidade pode ficar sabendo
do teor do projeto (realização de palestras, motivação jovem
e formação de liderança) e se interessar. Ter empresas amigas do projeto facilitará sua execução e sua divulgação por meio de panfletos, radiodifusão, propaganda móvel, etc.
PROJETOS HUMANITÁRIOS
Ter gente interessada engajada é só um primeiro passo.
Existe na cidade uma comunidade carente em níveis educacional, econômico, social, e vive um afastamento
cultural. Todas essas áreas podem e precisam ser reforçadas com o apoio de profissionais e voluntários.
Etapa da qual depende o sucesso do projeto. Grosso modo, compreende a elaboração do documento do projeto, ou mesmo do projeto em si. Trata de elencar
objetivos, métodos, ferramentas, programação/cronograma, orçamento, recursos, enfim, uma série de elementos sem os quais o projeto não é um projeto.
NOME DO PROJETO
1. DIA DO CONVIDADO
2. TODOS PELO BAIRRO
JUSTIFICATIVA
1. O desenvolvimento de Q.A. é algo indispensável a qualquer clube, pois renova suas ideias, dá força para novos projetos e garante seu futuro. Conforme constatado, houve uma queda de x por cento do nosso Q.A.;
2. O desenvolvimento educacional, econômico, social e cultural de um bairro dá suporte para seu crescimento e para a melhoria da qualidade de vida. De acordo com um recenseamento feito através de questionários e visitas in loco, foi constatado que o bairro x passa por sérios problemas em todas essas áreas.
PROBLEMATIZAÇÃO
1. Com poucos associados, o clube está desmotivado e por consequência tem problemas internos e não realiza bons projetos;
2. Os habitantes do bairro x tem problemas com o acesso a educação, são famílias carentes e que passam por dificuldades como fome, desemprego, desestruturação e outros;
OBJETIVO
1. Recrutar associados em potencial e aumentar o contato da comunidade com o clube e com a Família Rotária;
2. Mudar a estrutura social do bairro através de um plano que implemente ações pedagógicas que reforcem o contato com a escola e o aprendizado, treinamentos que ofereçam uma perspectiva profissional e pequenas intervenções econômicas. Enfim, mudar a comunidade através de projetos educacionais, profissionais e nas áreas de recursos hídricos, saneamento e saúde.
PÚBLICO ALVO
1. Jovens da comunidade que tenham entre 12 a 18 anos e preferencialmente até os 17, para garantir uma vida útil maior ao clube;
2. As x famílias cadastradas no recenseamento, que passam por dificuldades nos âmbitos citados.
VISÃO
1. Empossar pelo menos cinco novos associados, obter um público de dez a quinze jovens por Dia do Convidado, fechar parcerias com uma empresa de cada ramo comercial existente na cidade. Realizar palestras nas áreas: crescimento e vocação profissional, economia, meio ambiente, saúde e juventude.
2. Realizar palestras motivacionais, treinamentos e minicursos variados voltados tanto para melhorar o cotidiano como para um aprendizado profissionalizante, doações alimentícias e indumentárias em casos de emergência, trazer um acompanhamento profissional de saúde constantemente, investir na alfabetização de crianças, jovens e adultos.
METAS
1. Empossar o maior número de associados possível e desejado para o clube;
2. Transformar a realidade da comunidade não somente com ações pontuais.
MATERIAIS E FERRAMENTAS
1. Sede do clube ou outro local mais apropriado para receber os convidados; projetor multimídia para as palestras; palestrantes conhecidos; atrações musicais interessantes; comida de qualidade para os presentes.
2. Local no bairro que tenha ou venha a comportar: projetor e telão, quadro de giz, muitas salas, salão de reuniões. Material para treinamentos e palestras.
ORÇAMENTO
1. Orçamento para um (1) dos Dias dos Convidado
3 Tortas salgadas -> R$ 75,00
3 Tortas doces -> R$75,00
100 panfletos para serem entregues durante os eventos para divulgação do clube -> R$ 200,00
Contrato de banda local -> R$500,00
2. (O orçamento para o outro projeto é mais complexo e portanto difícil de expor na apresentação)
IMAGEM PÚBLICA
1. A partir do apoio das empresas ao projeto, o nome deste crescerá na comunidade, atingindo assim uma de suas metas pensadas na inicialização;
2. Conseguir o apoio de muitas empresas para a causa. A medida que o projeto for sendo concluído, criar uma Revista do clube com fotos e textos descrevendo o projeto e com a divulgação das empresas parceiras, para serem doadas a essas empresas e a outros meios de comunicação (TV, Rádio) que podem ser contatados.
PRAZOS

1. Realizar um Dias do Convidado por mês; empossar os cinco novos associados até o mês de dezembro;
2. Fazer o cronograma de ações para um ano inteiro e ao fim deste colher os primeiros resultados.
POSSÍVEIS DESAFIOS
1. Poucos jovens interessados inicialmente, falta de apoio.
2. A população do bairro não quer ser ajudada e não entende/compreende ou se interessa pelo projeto. Falta de apoio.
Quando as coisas acontecem na prática. O projeto sai do clube e vai para fora dele, para a comunidade.
A sucessão das atividades nessa etapa deve ser estrategicamente calculada. Deve ser pensado, por exemplo, se primeiramente vamos atrás do apoio para o Dia do Convidado ou se primeiro procuramos alguma escola que tenha potencial.
É uma etapa que deve ser simultânea às três primeiras.
A maior parte dos problemas em projetos se dá nas seguintes
situações:
Os prazos reais se estendem em relação aos traçados originalmente;
Acaba-se gastando mais e tendo prejuízo;
Os objetivos não são alcançados satisfatoriamente.
É necessário controlar, isto é, dominar e ter segurança ao se lançar inicialmente, ao se planejar e ao se executar um projeto.
Se o projeto foi encerrado, é preciso que o clube sente e faça uma avaliação:
O plano adotado foi realmente respeitado, isto é, todos cumpriram sua parte ou alguém relaxou e prejudicou o projeto ou outro companheiro que teve que fazer o trabalho de outra pessoa?
Auditoria Fiscal: tudo foi gasto com o projeto? Em caso de projetos financeiros, quanto foi arrecadado? Mais do que se esperava? Se sim, o que fazer com o excedente?
O projeto alcançou tudo a que se propôs? Se não, vale a pena tentar de novo? Se sim, o que pode ser melhorado?
As empresas e instituições parcerias merecem uma RESPOSTA do projeto também, afinal, são partes integrantes essenciais do projeto.
CONCLUSÃO
Podemos concluir, decorrentes dos dois exemplos trabalhados, que com apenas 2 projetos conseguimos envolver atividades em quatro comissões (administração, projetos humanitários, desenvolvimento de quadro associativo e imagem pública) e em todas as áreas de serviço. Resumindo, quantidade não é qualidade. O objetivo de realizar projetos não está nos projetos, não está nos pontos. Servir é algo profissional e que demanda vocação, demanda amor.
Full transcript