Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Psicossomática: a visão da Análise do Comportamento

No description
by

Nadia Pinheiro

on 16 September 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Psicossomática: a visão da Análise do Comportamento

Aspectos Históricos
1. Hipócrates e a alternância psicossomática

2. Platão e a divisão entre mente e corpo

3. Idade Média: a igreja e a separação corpo e alma

4. Renascimento: físico e racional + dualismo cartesiano

5. Freud e a histeria de conversão
O que diz a AC?
Rejeita que haja algo imaterial e não-físico, costumeiramente chamado “mente” que atua sobre e que se separa do que chamamos “corpo”.

“A objeção dos behavioristas radicais ao mentalismo é na realidade uma objeção ao dualismo” (Baum, 1999, p.53)
Aspectos Conceituais
"Toda doença humana é psicossomática, já que incide num ser sempre provido de soma e psiquê" (Melo Filho, 2002, p. 19).

Uma relação onde há "uma via de mão dupla entre mente e corpo, de tal modo que os processos mentais teriam efeitos somáticos, e os processos somáticos teriam efeitos mentais" (Cruz, 2011, p. 31).
Psicossomática: a visão da Análise do Comportamento
“uma pequena parte do universo está contida dentro da pele de cada um de nós. Não há razão de ela dever ter uma condição física especial por estar situada dentro desses limites (Skinner, 1974, p.23).
(Melo Filho, 2002)
Monismo
O que diz a AC?
Ambiente
Contingências aversivas de longa duração
+
ausência de repertório comportamental para se esquivar e contra-controlar
=
alterações fisiológicas às chamadas doenças psicossomáticas.
O que diz a AC?
Sobre as "doenças psicossomáticas"
Punição

(...) produção de estímulos aversivos condicionados (Skinner, 1953).
(...) aquele que fornece o choque se torna, ele mesmo, um choque (Sidman, 1989)
Isso é emocional!
Você tem que relaxar!
Não se preocupe tanto com os problemas!
O que diz a AC?
Sobre as "doenças psicossomáticas"
Noção de causalidade

“Dizer, por exemplo, que a doença física é devida ao estresse não explica a doença e nem como tratá-la, até que o estresse seja ele próprio explicado” (Skinner, 1989, p.113).
culpabilizar aquele que sofre de uma "doença psicossomática": uma vez que o sujeito pode resolvê-la sozinho
não ajuda a encontrar as reais causas da doença, as quais estariam nas contingências.
Em síntese, a resposta para qualquer doença ou comportamento "patológico" está nas contingências, pois o comportamento do organismo é produto de três tipos de variação e seleção (Skinner, 1990).
Prof. Ma. Nádia Pinheiro Carozzo
Full transcript