Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Combate a incêndios

No description
by

Flavio Mateus Rodrigues

on 15 August 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Combate a incêndios

CURSO BÁSICO DE COMBATE E PREVENÇÃO
DE INCÊNDIOS

Introdução
Nenhum sistema de prevenção de incêndio será eficaz se não houver o elemento humano preparado para operá-lo.
Esse elemento humano, para combater eficazmente um incêndio, deverá estar perfeitamente treinado.
É um erro pensar que sem treinamento, alguém, por mais hábil que seja, por mais coragem que tenha, por mais valor que possua, seja capaz de atuar de maneira eficiente quando do aparecimento do fogo.
O QUE É O FOGO
É UMA REAÇÃO QUÍMICA COM DESPRENDIMENTO DE LUZ E CALOR
O QUE É NECESSÁRIO PARA QUE HAJA FOGO?

A UNIÃO DE TRÊS ELEMENTOS BÁSICOS
MAT.COMBUSTÍVEL: sólido, líquido ou gasoso
COMBURENTE: oxigênio (ar)
CALOR: energia

TEORIA DO FOGO

Fogo –
É uma reação química que se processa em alta velocidade, com liberação de energia sob a forma de luz e calor.
É o resultado de um combustível reagindo com o oxigênio submetido à ação de um agente ígneo.

Incêndio – É o FOGO fora de controle que pode causar danos à vida e ao patrimônio. Para que não sejamos surpreendidos, inesperadamente, com a voracidade das chamas destruidoras, torna-se necessário o conhecimento de suas características e o que fazer para dominá-lo.
É, portanto, a teoria do triângulo do fogo (combustão). Essa teoria é, até hoje, de fundamental importância, tanto para os estudos de prevenção quanto para o combate aos incêndios.
Obs: Inicia-se por um processo endotérmico, passando a exotérmico, através da reação em cadeia.

Triângulo do Fogo: Compõem o triângulo do fogo três elementos básicos que são o Combustível (material), o Comburente (oxigênio) e o Calor (agente ígneo).
QUADRADO DO FOGO
SÃO REAÇÕES QUE SE PROCESSAM DURANTE O FOGO PRODUZINDO SUA PRÓPRIA ENERGIA DE ATIVAÇÃO (CALOR) ENQUANTO HOUVER SUPRIMENTO DE COMBUSTÍVEL(OXIGÊNIO) E MATERIAL COMBUSTÍVEL PARA QUEIMAR.
REAÇÃO EM CADEIA
COMBUSTÍVEL
OXIGÊNIO
CALOR
MÉTODOS DE EXTINÇÃO
DE INCÊNDIO
ABAFAMENTO
RETIRA O OXIGÊNIO DO AR
RESFRIAMENTO
RETIRADA DO CALOR
OBSERVAÇÃO IMPORTANTE

É evidente que nos incêndios que deixam resíduos como brasas ou calor, devemos prestar muita atenção no resfriamento, pois do contrário, uma vez extinto o fogo, as brasas remanescentes ou o calor concentrado, reiniciam o incêndio ao entrarem em contato com o comburente fornecido pelo ar.

O resfriamento deve atingir toda a massa incendiada que se encontra na profundidade. Um serviço operado superficialmente não atingirá a parte interna do material incendiado, o qual continuará lentamente em combustão.
RESCALDO

É a operação final de um serviço de extinção de incêndio. Esta operação consiste na movimentação de todo o material sólido envolvido pelas chamas, a fim de se ter certeza da não existência de resíduos e a facilidade de um melhor resfriamento, cuja complementação poderá ser feita com água, de forma moderada.

Por mais insignificante que seja um incêndio, nunca dê as costas de imediato para o local do sinistro, pois além do perigo da reignição, você poderá ser envolvido pelas chamas.
RETIRADA DO MATERIAL
COMBUSTÍVEL
RETIRADA DO MATERIAL COMBUSTÍVEL DO AMBIENTE INCENDIADO
TRANSMISSÃO DE CALOR
CONDUÇÃO
RADIAÇÃO
CONVECÇÃO
CONDUÇÃO

É O TIPO DE TRANSMISSÃO DE CALOR QUE TRANSMITE A TEMPERATURA MOLÉCULA À MOLÉCULA .

EX: O calor se propagando em uma barra metálica aquecida.
CONVECÇÃO

A MASSA DE AR QUENTE SOBE E ENCONTRA UMA MASSA DE AR FRIA E COMO DOIS CORPOS NÃO OCUPAM O MESMO LUGAR NO ESPAÇO, HÁ A FORMAÇÃO DE UM LOOPING – AR QUENTE E AR FRIO. A TEMPERATURA DO AR QUENTE PODE ATINGIR O PONTO DE FULGOR DE ALGUNS MATERIAIS E INICIAR OUTRO INCÊNDIO EM OUTRO LOCAL.

Exemplo:
Propagação de incêndios em edifícios (os gases aquecidos deslocam-se para andares superiores).

Radiação:

O calor independe de um meio físico para se propagar.
Nesse processo o calor se propaga através das ondas.

Ex.: Energia do Sol
CLASSES DE INCÊNDIOS
CLASSE - A
CLASSE - B
CLASSE - C
CLASSE - D
Classe “A”

São aqueles ocorridos em materiais sólidos comuns. Queimam em razão da área (superfície) e da profundidade.

Características: Deixam resíduos.

Exemplo: Papel, madeira, tecidos, etc.
Classe “B”

São aqueles que ocorrem em líquidos, pastosos e/ou gases inflamáveis. Queimam em razão da área.

Característica: Não deixam resíduos.

Exemplo: Gasolina, GLP etc.

Classe “C” ·

São os que envolvem aparelhos elétricos energizados. Devendo sempre desligar a fonte de energia elétrica.

Características: Alto risco de vida.

Exemplo: Fios energizados, Tomadas etc.
Classe “D”

Incêndio envolvendo metais combustíveis pirofóricos (magnésio, selênio,). É caracterizado pela queima em altas temperaturas e por reagir com agentes extintores comuns (principalmente os que contenham água).

Características: Para sua extinção devem ser usados agentes extintores especiais.

Exemplo: Incêndios em ligas de magnésio, selênio, antimônio, lítio, potássio, alumínio fragmentado,
zinco, titânio, sódio, zircônio etc.
AGENTES EXTINTORES
1. Água:

A água é a substância mais difundida na natureza, e é o agente extintor mais utilizado.
A água pode se apresentar sob os três estados físicos da matéria: sólido, líquido ou gasoso; seja qual for seu estado físico sua constituição química é invariável, sendo sua fórmula H2O. Em um combate a incêndio o volume de vapor resultante de sua vaporização é de 1 litro de água para 1600, e este próprio vapor por possuir uma temperatura consideravelmente inferior (cerca de 150ºC) a temperatura do incêndio cerca de 950º C, pode ser utilizado como elemento de resfriamento e abafamento em incêndio em ambientes fechados.

2- DIÓXIDO DE CARBONO (CO2):

Este é um gás mais pesado que o ar, sem cor, sem cheiro, não venenoso (mas asfixiante) e inerte à eletricidade. Quando comprimido a cerca de 60 atms se liquefaz, e é então, armazenado em cilindros, por sua vez, quando aliviado desta compressão o líquido se vaporiza, sua rápida expansão abaixa violentamente sua temperatura que alcança -70º C, assim parte do gás se solidifica em pequenas partículas, formando uma neve carbônica conhecida como "gelo seco".

Devido a sua alta densidade ocupa as partes mais baixas do recinto prejudicando a visão, age principalmente por abafamento, tendo, secundariamente, ação de resfriamento.

Por não deixar resíduos nem ser corrosivo, é um agente extintor apropriado para combater incêndios em equipamentos elétricos e eletrônicos sensíveis (centrais telefônicas e centrais de computadores).
3 - PÓ QUÍMICO SECO:

São substâncias constituídas de bicarbonato de sódio, bicarbonato de potássio ou cloreto de potássio, que, pulverizadas, formam uma nuvem de pó sobre o fogo, extinguindo-o por quebra de reação em cadeia e por abafamento, não conduzem corrente elétrica.

O pó deve receber um tratamento anti-hidroscópico para não umedecer evitando assim, a solidificação no interior do extintor.
Os extintores de incêndio são aparelhos de primeiros socorros de utilização imediata, necessários à proteção contra incêndios de qualquer local, contendo o tipo apropriado do agente extintor para o fácil combate a incêndio, ainda na sua origem.
EXTINTORES DE INCÊNDIO
Devem ser colocados em locais bem visíveis, de fácil acesso e que não tenham possibilidades de ficarem fora do alcance dos operadores devido à obstrução de qualquer espécie.
Sua localização deverá ser bem assinalada para que seja possível divisá-lo prontamente.

Onde houver extintores, deve existir bom número de pessoas familiarizadas com o seu uso e pelo menos uma que conheça, suficientemente, a sua manutenção.

O extintor, como qualquer equipamento de incêndio, deve ter locais fixos, identificados e em condições de uso, de onde só sairá em três hipóteses:

1. Para exercício;
2. Para manutenção;
3. Para uso no caso de princípio de incêndio.
4 - ESPUMA:

Consiste de um aglomerado de bolhas de ar ou gás (CO2) formadas de películas de água.

A espuma é destacada como método mais eficaz no combate a incêndio de classe B.

A espuma pode ser química ou mecânica conforme seu processo de formação.

Química, se resultou da reação entre as soluções aquosas de sulfato de alumínio e bicarbonato de sódio.

Mecânica, se a espuma foi produzida pelo batimento da água, líquido gerador de espuma (LGE) e ar.

A rigor, a espuma é mais uma das formas de aplicação da água, pois se constitui de um aglomerado de bolhas de ar ou gás (CO2) envoltas por película de água.

Mais leve que todos os líquidos inflamáveis, é utilizada para extinção de incêndios por onter água, possui uma ação secundária de resfriamento.
VIDEOS
Muito Obrigado!
Full transcript