Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Armas de Destruição em Massa - Aspectos Históricos, Políticos e Técnicos

No description
by

Rafael Ávila

on 1 March 2011

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Armas de Destruição em Massa - Aspectos Históricos, Políticos e Técnicos

Weapons of Mass Destruction Prof. Rafael Ávila Nuclear, Biological and Chemical Weapons Histórico 600 a.C - Solon e a contaminação do Rio Pleisthenes com helleborus (planta causadora de diarréia) 1346 d.C – Cerco de Caffa – uso de corpos de cavalos doentes com praga.
Scorched earth tactics 1854-1856 d.C – Consideração do uso de queima de enxofre contra russos em Sevastopol
1865 d.C – Consideração das Forças da Federação para uso de cloro contra Confederados 1914 d.C – Primeiro Uso Moderno de Armas Químicas (Gás Lacrimejante; Neuve Chapelle). 1915 Bromídio e Cloro 1917 d.C – 15% das casualidades britânicas em virtude de armas químicas. Produção: 4,100 toneladas pela Itália e 6,215 toneladas pelos EUA. Causalidades: 1,2 milhões contaminados, 91,000 fatalidades Otto Hahn e a descoberta da Reação em Cadeia
1930s – Gás do Nervo [absorção pela pele ou inalação]. Gerhard Schrader 1936 descobriu o Tabun (Otan- GA) que provocava espasmos e morte (absorção pela pele).
Manhattan Project [Otto Frisch, Niels Bohr, Enrico Fermi e Robert Oppenheimmer]
Japão na China (II GM). Unidade 371. Bomba de Peste Bubônica [Bomba de Pulgas]
16 Julho de 1945 – Deserto do Novo México – Bomba Atômica [20 Kilotons ou 20.000 toneladas de TNT] 1945 – 6 de Agosto Hiroshima (Little Boy) e 9 de Agosto Nagasaki (fat man) [107,000* casualidades instantâneas X 91.000** mortes causadas por gás, em três anos, na IGM]
Pós-II GM Desenvolvimento dos Agentes V (VE, VG e VS)
1960s - Agente Laranja no Vietnã
1968-1974 – Uso de Herbicidas por Portugal contra algumas de suas colônias [Desfoliantes]
1969 – Decisão Unilateral dos EUA de destruir suas armas biológicas
1972 – ONU Convenção contra armas químicas e biológicas (109 assinaturas). Um novo Protocolo de Genebra (1899)? Proibição de desenvolvimento, estocagem, aquisição ou retenção de: i) agente biológicos, toxinas, qualquer que seja a origem ou método de produção, de qualquer tipo ou em qualquer quantidade que não seja justificado como profilática, para proteção ou que tenha propósitos pacíficos ii) armamentos, equipamentos ou meios de entrega desenvolvidos para usar estes agentes ou toxinas para propósitos hostis ou em conflitos armados.
1980s – Soldados treinados contra NBC 4,700 US e 100,000 Soviéticos. Porque?
Inspeções a Shikany (União Soviética) – 50.000 toneladas e mais de 45 formas distintas de emprego, como capacidade de elevar este número, em caso de guerra, para 300 a 400 mil toneladas
1987- Retomada Norte Americana do Programa de Armas Químicas
1980-1988 – Uso de armas químicas do Iraque na guerra contra Irã [Gás Mostarda e Agente do Nervo]. Suspeita no uso contra povo curdo. Agente da Praga (Franciscella tularensis) 1983 – Compra de 500 toneladas de Thiodiglycol pelo Iraque (Gás Mostarda)
1989 – Ameaça crescente do emprego de NBC (Fim Pacto de Varsóvia)
1900-2001 – 262 tentativas de ataque com armas biológicas. 60% por terroristas, 40% criminais. 13% com efeitos reais. 24% nos EUA, 76% fora
1997 - Assinatura da Convenção das Armas Químicas com previsão de destruição de 20% do arsenal de armas químicas até 2002. E a destruição total delas até 2010. Discussões Teóricas a) Teoria da Guerra
Conceito de Guerra; Fins e Meios na Guerra; Dimensões da Guerra (Política, Tática e Estratégia); Ataque e Defesa (Dinâmicas); Guerras Limitadas e Ilimitadas; Trindade Esquisita b) Possibilidade de Escalamento
c) No first use policy
d) Battlefield Wasteland
Armas Químicas
Menos letais que Nukes. Tempo de efeito variável Persistentes e Não-persistentes Sufocante (irritação e destruição dos pulmões, acúmulo de líquidos); do Nervo (bloqueiam enzimas de sinais nervosos), Bolhas ou vesicante (destruição de tecidos), do Sangue (bloqueia o suprimento de oxigênio pelo sangue) e de Vômito Cilíndros; Cápsulas de Artilharia, Bombas Alto Custo (Máscara de Gás, Roupa e antídotos). Nota: Com preparação menos de 2% de perda por dia para ataque massivo Roupa protetora e o calor; Antídoto. Entrega (balanceamento dos explosivos, Explosivos Binários)
Efeito Material versus Efeito Psicológico (“Histeria” por Gás): Diminuição do moral das tropas Notas: Entre 12 e 16 nações possuem armas químicas atualmente. 1990s 50% das armas dos EUA estavam estocados na Europa Desenvolvimento dos Agente que atacam nervo: Tabun (GA)  Sarin (GB)  Soman (GD)
Desenvolvimento dos Agentes Sangüíneos (Cianeto de Hidrogênio, Cianeto de Clorido e Arsênico) – Impedem transferência de sangue para os tecidos Desenvolvimento dos Agentes de Vômito (CS, CN, CNC, CNS, CNB e BBC) Armas Biológicas Cinco Grupos: rickettsiae (Febre Tifóide, p.e), bacteria (anthrax, bacilo da desinteria, cólera, difteria, salmonela, tuberculose pulmonar e praga, p.e), viruses (estomatite vesicular, encefalite, gripe, febre amarela, dengue, hepatite, p.e), fungi (Febre de San Joaquin, p.e) e toxins (Botulismo e estafilococos, p.e) Aerossóis; Bombas; Mísseis; Artilharia; Spray por aviões Processo de Desenvolvimento de Armas Biológicas: “Inventar” doenças; Imunizar tropas [Uso de equipamentos]; Imunizar Populações [Higienização Pessoal, Inoculação em Massa]
Vacina (3 tipos): Forma atenuada; preparado inativo; toxinas.
Designers Bugs: Anthrax, Catapora, Toxina Botulímica
1) Efeito de Terror [Efeito Material versus Efeito Psicológico]; 2) Dificuldade de feitura [Custos, Armazenamento], uso e manipulação, e distribuição [Sistemas de Entrega, Condições de Spread]; Distribuição via spray por aviões única forma eficaz de entrega Japão a maior potência em produção de armas biológica. Só na China (Década de 1930s) havia 18 laboratórios japoneses Agentes Trabalhados: Tifo, Cólera, Tétano, Catapora, Gangrena por Gás, Botulismo, Salmonela 1978 – União Soviética trabalha com: a) Febre de Lassa (30% letalidade) ; b) Ebola (70% letalidade); c) Febre de Marburg
Tipos mais comuns:
Anthrax
Praga
Chuva Amarela
Armas Nucleares ou "Nukes" Armas Atômicas (fissão) versus
Armas Termonucleares (fusão de deutério e trítio) Trítio, assim como plutônio, não são encontrados na natureza. Plutônio-239 é produzido pelo enriquecimento do Urânio-238 Reação em Cadeia
Efeitos de uma Explosão Nuclear 1) Radiação Termal (luz ): 35% da energia liberada mas somente 1% da energia termal 2) Explosão: 1 milhão de graus com 50% de energia liberada 3) Radiação Nuclear (fallout – poeira radiotiva e chuva): 10% energia liberada 4) Pulso Eletromagnético (PEM). Artefatos de Emprego Tático
e
Artefatos de Emprego Estratégico Tríade Nuclear: – ICBMs, SLBMs e MIRVs [Veículo de re-entrada múltiplo e independente]
Bomba de Neutrons – Curto tempo de radiação, menos efeito explosivo. “Designers Nukes”. Desenvolvimento de armas com menor radiação [esterilidade, defeitos congênitos, câncer]. “Armas Limpas”. RADs (Radiation Absorbed Doses): 1000 rads gera coma, convulsão e morte; 400 rads gera perda de dentes e cabelos, úlcera e perda das capacidades imunológicas (morte em 30 dias); 100-200 rads 5% de fatalidade fora efeitos de longo prazo. 1 kt 
500 metros (Mortes de 5 minutos a 24 horas) 
500-1000 metros (48 a 96 horas) 
1500 metros (Zona de Dano Latente)
1 ano após a explosão de um artefato de um megaton teria 100-rad com área de 46 quilômetros quadrados (7.6 km de diâmetro); Cratera [360 metros de largura e 120 de profundidade] Nota: 10 kt tem somente o dobro de capacidade de destruição de um artefato de 1 kt
Armas Estratégicas. Guerra Fria 50,000 ogivas (EUA,URSS, Grã-bretanha, França, China, Índia, Paquistão, Israel e África do Sul). 2000s 15,000 ogivas Problemas de Emprego: Navegação (Circular Error Probable); Fraticídio; Confiabilidade; Pronto Emprego
Distorções Política e Condições Materiais de Possibilidade
Defesa contra Mísseis Balísticos (ICBMs) - $200 bilhões de dólares
Sistemas de Detecção (Manual, Tripulada e Remota): Detecção de atividades nucleares via satélite
Full transcript