Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Herbivoria, danos para a agricultura e co-evolução do consum

No description
by

Leonardo da Silva

on 1 February 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Herbivoria, danos para a agricultura e co-evolução do consum

Herbivoria, danos para a agricultura e co-evolução do consumidor
Monocultura
A monocultura é a prática de cultivar em grande extensões de terra uma única espécie. Da perspectiva mercantil e um método eficiente e rentável, porém para proporções reais, além da económica é desastroso.
A base do ecossistema é interdependente e diverso. O monocultivo rompe com este principio natural, diminuindo a biodiversidade de fauna e flora. Insetos e plantas que antes viviam em equilibrio, agora estão em desarmonia e por falta de predadores se tornam uma praga a ser combatida pela agricultura extensiva.
Consequências da monocultura
A desestruturação da biodiversidade trás consigo o surgimento de pragas, pois como agora há menos, ou nenhum predador e também apenas um tipo de alimento, essa espécie, dita praga, pode se desenvolver sem interrupções predatórias, forçando os agricultores a cair na teia mercantil dos pesticidas para controlar-las, desta maneira, ao invés de controlar a população indesejada o agricultor seleciona artificialmente os indivíduos mais adaptados fortalecendo ecótipos da especie na qual gostaria de se eliminar.
Soluções problemáticas
Não tendo muitas opções, o agricultor de monocultura deve remediar os problemas causados pactuando, uma vez mais, com a lógica da agroindústria através de usos:

Inseticida.
Biotecnologia (transgênia).
Herbivoria
O herbívoro é um termo utilizado que define o nível de nutrição de determinados animais, dentre eles, mamíferos (aquático ou terrestre) e insetos que consomem produtos primários, como: ervas, folhas, flores, frutas, sementes, néctar e/ou pólen. O herbívoro diminui a taxa de crescimento e reprodução dos vegetais, porém alguns predadores podem vir a ajudar na polinização e com a difusão de sementes, pois a sobrevivência de sua espécie esta ligada a de outra. Ao longo da evolução as plantas desenvolvem adaptações para reduzir os impactos dos herbívoros.
Solução real
A busca pela eliminação dos herbivoros que se tornaram pragas com a monocultura só pode ser efetivamente solucionada, se e somente se, for respeitada a biodiversidade local.
O controle biológico é a maneira mais racional e ética para combater os danos da herbivoria nas lavouras.
Outro problema que causada pela monocultura esta relacionada especificamente ao solo, principalmente se não houver a rotãçao de cultura, pois na medida que se planta uma única espécie será sempre usado os mesmos nutrientes para seu crescimento causando assim um desgaste destes na terra. Nesta lógica o agricultor terá que remediar este problema com fertilizantes químicos, empobrecendo cada vez mais o solo e ficando cada vez mais dependente da agroindústria.
Inseticidas
Os inseticidas são de fácil aplicação, aumentam o rendimento do cultivo, pois diminuem a competição por alimentos e à herbivoria, é uma solução prática e boa a curto prazo, porém a longo prazo tornam os produtores dependetes de tal recurso e se não for aplicado nas condições corretas, no período correto e com o método correto pode trazer sérias consequências a nossa saúde e ao ecossistema.
Os pesticidas sao classificados segundo sua praga alvo.
Os inseticidas controlam os insetos e o mais conhecido é o DDT.
Co-evolução
Para que se caracterize a coevolução propriamente dita, é necessário que a evolução de uma espécie tenha interferido na evolução da outra espécie e que esta tenha influenciado também a evolução da primeira. Ou seja, é preciso ter havido reciprocidade.
Referências bibliográficas
http://www.veoverde.com/2009/10/los-peligros-del-monocultivo/
BADII, Mohammad; GARZA, Victoriano. Resistencia en Insectos, Plantas y Microorganismos, México, 2007.
CORTÉS, Humberto. Ventajas y desventajas de los insecticidas químicos y naturales, Veracruz, 2011.
SANCHEZ, Maria. Biotecnología: Ventajas y desventajas para la agricultura, Monagas, 2003.
QAIM, Matin; CAP, Eugenio. Algodón bt en argentina: Un análisis de su adopción Y la disposición a pagar de los productores, Argentina, 2002.
http://www.programamri.com/notas/17/Claves-para-un-buen-manejo-de-la-Soja-Bt#4
http://www.cnpma.embrapa.br/down_site/forum/Luis_Eduardo_Rangel.pdf
http://www.cnpab.embrapa.br/imprensa/artigos/artigo_controle_biologico
Segundo a FAO, praga é qualquer forma de vida vegetal, animal ou qualquer agente patogênico daninho ou
potencialmente daninho para os vegetais ou
produtos vegetais.
Praga
Como uma especie se torna praga?
Ventagens:
Redução de uso de inseticidas
Refúgio para insetos
Aumento de rendimento

Desventagens:
Desconhecimento de dados reais
Saúde
Altos preços
Dependência (Total)
Resistência
As alterações no ambiente favorecem algumas espécies, enquanto desfavorecem outras. A adubação desequilibrada, controle de algumas ervas ditas daninhas a intensificação de uma cultura, o uso irracional de pesticidas, introdução de seres exóticos no habitat, alterações climáticas, todos esse são fatores que favorecem o surgimento de pragas.
Biotecnologia: Semente Bt.
Controle Biológico
O controle biológico é a maneira ecologicamente sustentável para o manejo das pragas, pois usa os inimigos naturais desta para equilibra-las no meio ambiente. Se aplica como uma biotecnologia baseada na utilizaçao de recursos microbianos, insetos predadores, ácaros e todos os seus possiveis parasitóides.
Controle Biológico Clássico
Envolve o transporte de agentes de C.B da região original da praga de modo a manter-lo permanentemente neste novo sistema. Essa estratégia envolve riscos já que se esta implantando uma espécie exótica que poderá competir com a fauna local, podendo forçar a migração dessas espécies, ou sua extinção.
Controle Biológico por incremento
Essa estratégia visa multiplicar os predadores naturais em laboratório e posteriormente liberar-los no campo no momento oportuno. Esse momento é decidido baseando-se na biologia da praga alvo em seu estágio mais susceptivel.
Controle Biológico por Conservaçao
Visa, o aumento e a preservação do inimigo natural, destacando-se a incorporação de espécies vegetais que propiciam recursos vitais para a reprodução dos inimigos naturais, assim como plantas aromáticas e espontâneas, pois essas são importantes para o estágio não carnívoro dos parasitóides.
Grupo: Leonardo Lopez, Brigida Laura, Leandro Raggi, Manuel Campos
Curso: Desenvolvimento Rural e Seguranca Alimentar
Matéria. Agroecossistemas I
Professor: Michel Garay
Full transcript