Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

IMPERIALISMO NA ÁSIA E NA ÁFRICA

No description
by

HELENA VETORAZO

on 7 February 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of IMPERIALISMO NA ÁSIA E NA ÁFRICA

INDUSTRIALIZAÇÃO E IMPERIALISMO
IMPERIALISMO NA ÁSIA E NA ÁFRICA
1850-1870 - SEGUNDA REVOLUÇÃO INDUSTRIAL
e as transformações da vida

duas fontes de energia:
ELETRICIDADE E PETRÓLEO

outros inventos:
setor elétrico: telefone, telegráfo, rádio
quimica: fertilizantes, artigos sintéticos, explosivos e medicamentos
siderurgia: aço
transporte: expansão dos trilhos, navios a vapor, automóvel (1o. criado em 1885)

novos métodos de produção agrícola: barateamento dos preços dos produtos agrícolas

aumento populacional na Europa
DARWINISMO SOCIAL - SÉC.XIX - as sociedades estão em diferentes ESTÁGIOS DE EVOLUÇÃO: "selvagem-bárbaro" X "civilizado".
IDEOLOGIA E CULTURA NO IMPERIALISMO
ARTE EXÓTICA

- séc. XIX - arte africano grande atrativo na Europa inspirando obras de APOLLINAIRE, MATISSE E PICASSO

- Relatos de viagens produzidas por pesquisadores, geógrafos, antropólogo- a visão do europeu sobre o africano,
p.488

1873 - 1896 - PERÍODO MARCADO POR UMA GRANDE DEPRESSÃO

causa SUPERPRODUÇÃO DE MERCADORIAS

consequências imediatas:
- queda generalizada dos preços
- queda dos lucros
- falência de empresas
- desemprego
- desordem social (no campo e na cidade)

SOLUÇÕES:
- formação de cartéis
- adoção de medidas protecionistas (Itália e Alemanha)
- livre concorrência substituída por oligopólios e protecionismo alfandegário.
- buscar novas fontes de energia e novos mercados consumidores (territórios africano e asiático)

A CRISE DE 1873
solução para os conflitos sociais:
- IMPERIALISMO (Neocolonialismo ou Colonialismo contemporâneo)

"processo de expansão das grandes potências industrializadas em busca de colônias e áreas de exploração econômica, impulsionadas pelos interesses do capital financeiro e dos grandes oligopólios"


IMPORTANTES: SEM O APOIO DAS ELITES DIRIGENTES LOCAIS NÃO SERIA POSSÍVEL IMPLANTAR A POLÍTICA IMPERIALISTA.

áreas de domínio econômico: América Latina

áreas de protetorado: Índia

áreas de colonização direta: Diversas regiões africanas

áreas de influência: savanas africanas, África do Sul
Tipos de dominação imperialista
O ELO PERDIDO
séc. XVIII e meados do XIX - Primeira Revolução Industrial: investimentos individuais (Capitalismo Industrial)

final do séc. XIX - Segunda Revolução Industrial: fortalecimento dos bancos e sistemas de crédito e ações (Capitalismo Finaceiro)
transformações do capital
para enfrentar a concorrência e garantir investimentos:

OLIGOPÓLIOS - pequeno grupo de empresas poderosas passa a controlar determinado ramo da produção.

formação de associações empresariais:

TRUSTE - várias empresas de um mesmo setor formam uma única organização para controlar preços, produção e mercado;

CARTEL - formação de acordos comerciais para controlar preços e eliminar a concorrência;

HOLDING - organização econômica que controla as ações de um grupo de empresas que atuam em um mesmo ramo ou em ramos diferentes.
JUSTIFICATIVAS IDEOLOGICAS

- DARWINISMO SOCIAL

IDEOLOGIA DA SUPERIORIDADE RACIAL


IDEOLOGIA DA SUPERIORIDADE RACIAL - racismo para justificar e divulgar a superioridade da "raça branca".
EXPOSIÇÕES UNIVERSAIS - Paris, Londres e Chicago

informações sobre a flora, a fauna, os povos africanos e asiáticos a partir do sistema classificatório do Darwnismo Social: CIVILIZADOS X EXÓTICOS
Expansão europeia na Ásia -dominação da India
meados séc. XVIII - controle britânico do mercado de tecidos (Companhia das Índias Orientais)

séc.XIX - domínio inglês do território indiano
- destruição de comunidades tradicionais
- destruição da atividade comercial de tecidos e especiarias
- pagamento de altos impostos aos ingleses
- enriquecimento dos aliados ingleses e miséria dos mais pobres

1857-1858 - REVOLTA DOS CIPAIOS - soldados coloniais indianos contra a exploração inglesa.

GOVERNO BRITÂNICO = DISSOLVEU A REVOLTA E ASSUMIU O COMANDO DA COLÔNIA INDIANA
Incorporação da Birmânia (1866) e Malásia (1874)

Expansão europeia na Ásia - dominação da China
CHINA - domínio sobre VIÉTNÃ, BIRMÂNIA, COREIA, MONGOLIA E TIBETE - poder centralizado que dificultava a entrada dos ocidentais

séc. XIX - crescente autonomia das províncias - favoreceu a entrada do ocidente

ingleses - compravam chá e vendiam ópio produzido na Birmânia e comercializado pela Companhia das Indias Orientais com a permissão da coroa britânica

1839 -chineses queimam 20 mil caixas de ópio - inicia-se a GUERRA DO ÓPIO (1839-1842)

Ingleses reagem e destroem embarcações chinesas e bombardeiam a cidade de Nanquim (importante centro comercial)

China rendeu-se

18420 TRATADO DE NANQUIM - Inglaterra e China: abertura dos portos chineses à Grâ-Bretanha, imunidade e privilégios aos comerciantes ingleses, transferência de Hong Kong ao domínio inglês.

final do séc. XIX - China dividida em áreas de influência
JAPÃO E A ERA MEIJI
séc. XVII - isolamento do Japão - XOGUNS - aboliram o comércio externo e expulsaram os estrangeiros

1853 - norte-americanos: Esquadra Negra forçaram a abertura dos portos e retomada do comécio
1868 - fim do xogunato - Japão iniciou a RESTAURAÇÃO MEIJI (reformas econômicas e políticas)
- inauguração de grandes indústrias siderúrgicas e texteis (capital externo)
- avanço nas comunicações: serviço postal e telegráfco
- novas tecnologias no campo
- liberação do casamento entre classes
- instituição do serviço militar obrigatório
- antigos senhores feudais passaram a comandar o Estado (grandes industriais)
- grandes investimentos da Educação

MODERNIZAÇÃO DO JAPÃO
DOMÍNIO DA ÁFRICA
1870 - aumento do interesse europeu pelo continente
1876 - Rei Belga Leopoldo II tomou posso da bacia do Congo - domínio pessoal: financiou expedições e conferências de geográfos e viajantes, fundou a Associação Internacional Africana e o Comitê de Estudos do Alto Congo
1882 - Egito passou a ser um protetorado britânico
Na África do Sul - ingleses lutaram contra os holandeses (Bôeres)
1885 - Portugal estabeleceu um mapa mostrando as dimensões do Império Português unindo so territórios africanos

1900 - 90,4% do continente - submetido ao colonialismo

15/11/1884 - 26/01/1885 - CONFERÊNCIA DE BERLIM

celebração de um acordo para a PARTILHA DA ÁFRICA- organizou a corrida das nações europeias para conquistas territórios livres na África (FRANÇAS, INGLATERRA, ALEMANHA, ITÁLIA, PORTUGAL, ESPANHA, RÚSSIA, ESTADOS UNIDOS, DINAMARCA, SUÉCIA, NORUEGA, PAISES BAIXOS, IMPÉRIO AUSTRO-HUNGARO, TURQUIA.

- a ATA GERAL DA CONFERÊNCIA - garantiu a livre navegação e o livre comércio nos rios Congo e Niger.

- a Conferência demarcou as fronteiras atuais dos países africanos

- apenas Libéria e Etiópia não entraram na partilha europeia.
Full transcript