Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Escolas Terapia Familiar Sistêmicas

No description
by

Mariana Boeckel

on 1 August 2018

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Escolas Terapia Familiar Sistêmicas

Escolas de Terapia Familiar

Contextualização histórica
Terapia Familiar sistêmica de Bowen
- Psiquiatra, EUA, início 1950.
- 1954- National Institute of Mental Health (NIMH): projeto de hospitalização da famílias com membros com esquizofrenia.

Individualidade X proximidade.
Diferenciação do self.
Terapia Familiar sistêmica de Bowen
Teoria Sistêmica para compreender.
Resiste ao pragmatismo da TF.
Todas as famílias variam ao longo de um contínuo que vai da fusão emocional à diferenciação.
Terapia Familiar Experiencial
Influência Psicologia Humanista, da Gestalt e dos grupos de encontro.
Ênfase no aqui-e-agora e na expressão livre e compartilhada dos sentimentos na família.

Profa. Dra. Mariana G. Boeckel

1950
Terapia Familiar Boweniana
Terapia Familiar Estratégica
1960
1970
Terapia Familiar Estrutural
Terapia Familiar Experiencial
2000
Terapia Familiar Centrada em Soluções
Terapia Familiar Multigeracional
Diferenciação do Self
Triângulos emocionais
Processo emocional da família nuclear
Processo de projeção familiar
Processo de transmissão multigeracional
Carl Whitaker
- história na psiquiatria
Virgínia Satir
- assistente social. Co-fundadora MRI. Cuidadora, afetiva e autêntica.

“Ateóricos”. A teoria é um refúgio da experiência (Whitaker).

Terapia: 90% Arte e 10% Ciência.

Contato com a experiência interior e descongelar interações.

“A teoria pode ser útil para iniciantes, mas abandone a teoria assim que possível, em prol de ser você mesmo”
“Não é a técnica, mas o envolvimento pessoal que permite que os terapeutas façam o melhor possível”.

(Nichols & Schwartz, 2007, 248-249)
Terapia Familiar Experiencial
Existencialismo

Liberdade e essência da individualidade na experiência.

Rompimento com o estruturalismo da mente.

Realização pessoal X resolução parcial das neuroses.

Objeto é o todo.
Terapia Familiar Estratégica
Resolução dos problemas
através da interação sem se preocupar com o intrapsíquico.

Visão sistêmica da
manutenção dos problemas
. Identificar os circuitos de feedback positivo que mantêm os problemas, determinar as regras que sustentam essas interações, encontrar uma forma de mudar as regras.

Substituir seqüências mal-adaptadas de comportamentos por seqüências mais funcionais.

Prescrição de provações, reenquadramento, uso de diretivas, faz de conta.

Terapia Familiar Estratégica
Terapia Familiar Estrutural
Colegas importantes: Cloé Madanes, Jay Haley, Charles Fischman

Comportamento familiar:
estrutura
que pode ser identificada pelos padrões
consistentes, repetitivos, organizados e previsíveis
.

Diagnóstico familiar

ESTRUTURA
SUBSISTEMAS
FRONTEIRAS
CICLO VITAL
- Teoria da Comunicação. Duplo Vínculo,

- Evoluiu para três modelos distintos:
Terapia breve de MRI,
Terapia Estratégica de Jay Haley e Cloé Madanes,
Modelo Sistêmico de Milão.

- Influência da abordagem pragmática de Milton Erickson.
Salvador Minuchin
Processo de mudança
Compreender sistemicamente,
Diagnosticar estruturalmente,
Provocar crise através das intervenções
Gerar Estresse
Desequilibrar a homeostase familiar

Transformação estrutural

Terapia Familiar Multigeracional
Maurizio Andolfi
Terapia Familiar Estrutural
Influênicias marcantes:
Salvador Minuchin, Jay Haley, Murray Bowen e James Framo, Carl Whitaker, Virginia Satir.
Conexão entre o
individual, familiar e social
;

Dimensão
histórico-evolutiva
do sistema com o qual o terapeuta se encontra em interação

Trabalho com
crianças
Terapia Familiar Trigeracional
Sintomas da criança - metáforas de uma história transgeracional, que persiste no
tempo
a partir de “débitos e créditos” intergeracionais.

Mitos
e
Legados Familiares
.

Família de Origem -
recurso terapêutico.

Confrontação de gerações: relações atuais sobrecarregadas pelo peso das ligações não resolvidas com as gerações passadas.


Terapia Familiar Centrada em Soluções

Pressupostos do MRI foco do problema PARA as soluções.

Como no MRI: as pessoas são levadas a
perpetuar padrões rígidos de soluções falsas
, por uma
visão restrita
de seus problemas.

Brief Family Therapy Center - Steve de Shazer

Milton Erickson

Construccionismo Social: a linguagem CRIA a realidade.

T.F.Centrada em Soluções

Se você sabe o que funciona, utilize mais vezes

Se algo não funciona, não repita. Utilize algo diferente.

- "fala-solução".

- Linguagem do terapeuta.

- EXCEÇÕES.
Estudo de caso
Mãe (Luzia - 45 anos), pai (Carlos - 46 anos) e dois filhos (João - 16 anos e José - 7 anos).
Por intermedio de contato telefônico: Luzia refere a encoprese do filho adolescente, João, como o motivo para a TF. Já buscaram "inúmeros atendimentos e possibilidades de solução", João, inclusive, foi acompanhado em psicoterapia individual por 4 anos, sem remissão do sintoma. O encaminhamento foi feito pela terapeuta individual de João. O pai é motorista e viaja com intensa frequencia. Luzia é dona de casa e sua família de origem reside no sul do Brasil, refere não ter amigas e não ter tempo para tal pois precisa cuidar do filho. José é "o filho que não tem problemas".

Em duplas ou trios:
Escolher três Escolas de Terapia Familiar.
Descrever como vocês compreendem teoricamente este sistema familiar a partir de cada escola (podem criar outras situações referentes à dinâmica familiar que façam sentido).
Quais seriam os objetivos da terapia? Pensem algumas possíveis intervenções.
Referências
ANDOLFI, Maurizio. Terapia Familiar Multigeracional. instrumentos e recursos do terapeuta. BH: Artesã, 2018.
ANDOLFI, Maurizio. Manual de Psicología Relacional. La Dimensión Familiar. Bogotá: La Silueta Ed, 2003.
BEYEBACH, Mark; CARRANZA, Valentin E. Therapeutic Interaction and Dropout: Measuring Relational Communication in Solution-focused Therapy. Journal of Family Therapy, 19(2), 2002.
ELKAIM, Mony (org.). Formações e Práticas em Terapia Familiar. Porto Alegre: Artmed, 1988.
ELKAIM, Mony (org.). Terapia Familiar em Transformação. São Paulo: Summus, 2000.
O’HANLON, Hudson W.; WEINER-DAVIS, M. En busca de Soluciones. Un Nuevo Enfoque en Psicoterapia. Barcelona: Paidós, 1997.
OSÓRIO, Luiz Carlos; VALLE, Maria Elizabeth Pascual do e cols. Manual Terapia Familiar. Volume I. Porto Alegre: Artmed, 2009.
OSÓRIO, Luiz Carlos; VALLE, Maria Elizabeth Pascual do e cols. Manual Terapia Familiar. Volume II. Porto Alegre: Artmed, 2011.
RÍOS-GONZÁLEZ, José Antonio. Manual de orientación y terapia familiar. Madrid: Instituto de Ciencias del Lombre, 1994.
SCHWARTZ, Richard, C. & NICHOLS, Michael, P. Terapia Familiar, Conceitos e Métodos. Porto Alegre: Artes Médicas 2007.
WHITE, Michael; EPSTON, David. Medios Narrativos para Fines Terapéuticos. Barcelona: Paidós, 1993.
Full transcript