Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Untitled Prezi

No description
by

Elcio Julionel Junior

on 15 August 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Untitled Prezi

Essa é uma representação de uma
chave primária:
PRIMARY KEY
Criando uma chave primária e auto incremento:

CREATE TABLE PRODUTOS(
ID_PRDT INT NOT NULL PRIMATY KEY (IDENTITY p/SQL SERVER, INCREMENT BY 1),NM_PRDT VARCHAR(30) NOT NULL)

Adicionando em uma tabela já criada anteriormente:

ALTER TABLE PRODUTOS
ADD PRIMARY KEY (ID_PRDT)

Excluindo uma chave primária:

ALTER TABLE PRODUTOS
DROP CONSTRAINT ID_PRDT
Chave Primaria
Uma chave primária tem a funçao de tornar um registro em uma tabela único, de modo com que ele nunca se repita, ou seja igual a outro registro na tabela.
Introdução
A maneira básica para estabelecer relações entre linhas de tabelas de um banco de dados é o da chave. Em um banco de dados relacional, há ao menos dois tipos de chaves a considerar: a chave primária e a chave estrangeira.
Iremos mostrar separadamente porque elas são importantes, como utiliza-las de maneira correta, e exemplos com tabelas e seus codigos em difetentes linguagens de SGBD.
Comandos para realizar a criação das chaves primarias
Chave Estrangeira
Uma chave estrangeira é uma coluna ou uma combinação de colunas, cujos valores aparecem necessariamente na chave primária de uma tabela.
Nessa apresentação iremos relembrar sobre o que é? para o que usamos? e como compreender o uso de FK e PK em tabelas de Banco de Dados
Chave Primaria e Chave Estrangeira
As chaves primárias geralmente são um campo do tipo inteiro e auto incremental, pois quando se adiciona um registro, ele é enumerado automáticamente pegando o valor do ultimo registro e somando mais 1.
Em outras palavras sempre que houver o relacionamento 1:N entre duas tabelas, a tabela 1 receberá a chave primária e a tabela N receberá a chave estrangeira.
A chave estrangeira é o mecanismo que permite a implementação de relacionamentos em um banco de dados relacional.
Cliente
ID_Cliente
Nome_Cliente
Cpf_Cliente
RG_Cliente
INT
Nvarchar(50)
INT
INT
Elaborado por:
Daniel Scheliga
Elcio Junior
Guilherme Cambauva

Automóvel
ID_Carro
Marca
Modelo
Cor
01
fiat
palio
branco
Cliente
ID_Cliente
Nome
Endereço
Sexo
001
joão
rua01
M
Propriedade
ID_Carro
ID_Cliente
Data
01
001
dia01
Comandos para ForeignKey
(Chave Estrangeira)
Sintaxe usada em bancos
SQL SERVER e ORACLE
CREATE TABLE Pedido(
id_pedido int NOT NULL PRIMARY KEY,
id_produto int FOREIGN KEY
REFERENCES Produto (id_produto)
)
Nesse exemplo a Foreign Key é inclusa
dentro de uma tabela já criada:
Nesse exemplo as chaves estrangeiras são
ID_Cliente
e
ID_Carro
que nas suas tabelas são chaves primarias.
ALTER TABLE Pedido
ADD FOREIGN KEY (id_produto) REFERENCES Produto(id_produto)
Por último excluindo uma chave estrangeira:
ALTER TABLE Pedido
DROP CONSTRAINT id_produto
O primeiro exemplo é da criação da Foreign Key junto com a criação ta tabela
Abaixo temos um exemplo uso de
chave estrangeira:
Nesse exemplo a Primary Key é inclusa
dentro de uma tabela já criada:
Por último excluindo uma chave estrangeira:
Comandos para PrimaryKey
(Chave Primária)
Sintaxe usada em bancos
SQL SERVER e ORACLE
O primeiro exemplo é da criação da Primary Key e auto incremento junto com a criação ta tabela
CREATE TABLE PRODUTOS(
ID_PRDT INT NOT NULL PRIMARY KEY (
IDENTITY p/SQL SERVER, INCREMENT BY 1 p/Oracle
),
NM_PRDT VARCHAR(30) NOT NULL
)
ALTER TABLE PRODUTOS
ADD PRIMARY KEY (ID_PRDT)
ALTER TABLE
PRODUTOS DROP CONSTRAINT ID_PRDT
COMANDOS
COMANDOS
Nesse exemplo a entidade
cliente
possui como
chave primária o campo
id_cliente
composto pelo
tipo de dado inteiro, assim
o cliente possuirá apenas
um registro que irá identifi
ca-lo unicamente.
Referencias:
Projeto de Banco de Dados - Livro 4
Carlos Alberto Heuser
Full transcript