Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Cerimonial e Protocolo - Aula 1

No description
by

Murilo Franco de Miranda

on 5 February 2016

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Cerimonial e Protocolo - Aula 1

Ou é rolha?
Nunca constranja ninguém!
Quem liga para o cerimonial?
Trabalho Pedido 1
O cerimonial é importante?
E atualmente?
franco@pm.mt.gov.br
Maj PM Murilo
Franco
de Miranda
O que é?
Cerimonial e Protocolo
Cerimonial e Protocolo
Cerimonial
- As formas do
Cerimonial
dão solenidade, beleza, dignidade e perfeição a uma celebração.

- O
Protocolo
confere à autoridade as prerrogativas a que tem direito.
ACADEMIA DE POLÍCIA MILITAR
COSTA VERDE
Protocolo
Origem latim "CAERIMONIALE" - conjunto de ritos religiosos.

Conjunto de formalidades (normas e regras) que devem seguir um ato solene ou festa pública. Regra que estabelece tais formalidades. Livro que as contém.
Origem do grego PROTÓKOLLON (Proto, primeiro; Kollon, cola).
Tira de papel que se fixava a um documento, de uma série, para determinar sua posição.
É o instrumento de suporte ao cerimonial, em que são estabelecidas regras de conduta, a serem seguidas, com o propósito de ordenar e evitar constrangimento entre autoridades que participam da cerimônia.
O Globo 1975
- Divisão em grupos;
- Relate uma falha de cerimonial que tenha presenciado e as suas consequencias.
Segundo Jean Serres: o cerimonial cria o quadro e a atmosfera nas quais as relações pacíficas dos Estados Soberanos estão chamadas a realizar-se e o Protocolo codifica as regras que governam o Cerimonial, cujo o objetivo é dar a cada um dos participantes as prerrogativas, privilégios e imunidades a que têm direito.
Bases do Cerimonial
Anfitrião
Convidados
Presidência
Precedência
Vexilologia e Heráldica
Honras
Indumentária
Aportes técnicos
O que eu preciso saber sobre Cerimonial?
Quem tem maior precedência?
Quem senta onde no jantar?
Quem fala quando em um evento?
Quem vai presidir a cerimônia?
Quem receberá as Honras Militares?
Qual a Legislação me ampara?
Como organizo a Comissão de Recepção?
O que aconteceu?
Quem é o responsável?
O que fazer?
domingo, 6 de dezembro de 2009
GAFES EM CERIMONIAIS
Política | 23/10/2008 | 18h46min
Após gafe no Planalto, Chinaglia afasta funcionária do cerimonial

Presidente da Câmara chamou Garibaldi Alves de José Garibaldi em cerimônia no palácio
O presidente da Câmara, Arlindo Chinaglia (PT-SP), informou nesta quinta-feira o afastamento de uma funcionária do cerimonial da Casa que tinha a responsabilidade de fazer a lista das autoridades presentes a eventos de que ele participa. De acordo com o petista, a funcionária não será demitida, mas irá exercer outra função.

O afastamento se deve a uma gafe do presidente da Câmara na quarta-feira em evento no Palácio do Planalto. Ao cumprimentar as autoridades presentes, Chinaglia chamou o presidente do Senado, Garibaldi Alves (PMDB-RN), de José Garibaldi.

Ao discursar, o presidente do Senado chegou a brincar com a gafe do colega após ele próprio errar o nome de outra autoridade, o ex-deputado Egídio Ferreira Lima. Garibaldi afirmou que "pior" era o caso do presidente da Câmara — que, segundo o presidente do Senado, convive com ele todo dia e ainda erra o seu nome, o que provocou gargalhada geral. Chinaglia chegou a encaminhar para Garibaldi a lista errada de seu cerimonial para se eximir do erro.

Nesta quinta-feira, o presidente da Câmara destacou que, além do erro no nome de Garibaldi, a lista de autoridades estava em ordem incorreta e que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva era apenas o sexto a ser citado.

Garibaldi disse ter sido informado do afastamento, mas não quis comentar a medida do colega. As informações são do site G1.
23/10/2008 - 17h01
EXEMPLO
Chinaglia afasta servidora que trocou o nome de Garibaldi em cerimônia no Planalto
GABRIELA GUERREIRO
da Folha Online, em Brasília
O presidente da Câmara, Arlindo Chinaglia (PT-SP),
afastou de suas funções a servidora do cerimonial da Casa que errou o nome do presidente do Senado
, Garibaldi Alves (PMDB-RN), em cerimônia realizada no Palácio do Planalto nesta quarta-feira em comemoração aos 20 anos da Constituição Federal. Na ocasião, a servidora ............................ informou Chinaglia de que Garibaldi se chamava José Garibaldi --o que acabou constrangendo o presidente da Câmara publicamente.
Chinaglia disse que, como a servidora é concursada, vai retornar para a sua função original na Câmara. "É uma funcionária dedicada, vai exercer função mais adequada para ela dentro do próprio cerimonial ou de outra função. Eu não posso minimizar [o erro] na medida em que o próprio presidente do Senado se incomodou, eu nem tinha percebido, mas devo explicação para ele", afirmou.
O presidente da Câmara disse que sua disposição em otimizar os serviços da Casa inclui os recursos humanos.
"O que disse é que isso não pode acontecer. Imagina você preparar uma ficha [de cerimonial] onde o presidente da República aparecia como o sexto a ser citado, onde outras autoridades apareciam também de uma forma que não é exatamente aquela prevista pelo cerimonial da Câmara e da Presidência. Então, é melhor as pessoas trabalharem no seu próprio ofício", afirmou Chinaglia.
No início de seu discurso na cerimônia, ao mencionar o nome das autoridades presentes, Chinaglia referiu-se ao presidente do Senado como José Garibaldi Alves.
Inicialmente, poucos convidados perceberam a gafe. Mas Garibaldi, durante o seu discurso, acabou trocando o nome do ex-deputado constituinte Egídio Ferreira Lima --chamando-o de Egídio Madruga.
Informado pelos presentes, Garibaldi consertou o nome do parlamentar, mas disse que até Chinaglia, com quem convive diariamente, trocou o seu nome ao chamá-lo de José Garibaldi.
O presidente do Senado arrancou risadas da platéia, mas depois disse que Chinaglia havia lhe informado que o erro era do cerimonial --que informou incorretamente o nome de Garibaldi ao petista. Irritado com a troca de informações, o presidente da Câmara decidiu afastar a servidora de sua função.
Questionado nesta quinta-feira sobre o afastamento da servidora, Garibaldi não quis comentar.
Continuação...
Governo dá explicação para gafe na abertura do Pan

Agencia Estado
RIO - “Houve um desencontro de informações entre os cerimoniais”. Esta é a justificativa do Planalto para a desistência do presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, que titubeou e viu o presidente do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), Carlos Arthur Nuzman, anunciar de forma oficial a abertura dos XV Jogos Pan-Americanos, no Rio de Janeiro, nesta sexta-feira, anúncio que, desde a primeira edição dos Jogos, em 1951, era feito pelos presidentes dos países anfitriões.

Incomodado com as vaias, Lula passou a cerimônia com a fisionomia fechada. O constrangimento foi tanto que o presidente se recusou, num primeiro momento, a fazer a declaração de abertura oficial dos jogos. Convencido por assessores a abrir o evento, Lula pediu, então, o microfone, mas foi atropelado pela declaração feita por Nuzman, que não fora avisado que o presidente, depois de recusar, mudara de idéia.

“Foi uma precipitação da assessoria do presidente, que avisou que ele não faria a declaração”, afirmou o prefeito do Rio, César Maia (DEM).
“Uma confusão que criou um constrangimento muito grande”
, completou Maia. Lula chegou a levantar e ficar de frente para o microfone, com um papel que lhe foi entregue por sua assessoria, mas, ao ser surpreendido pela declaração de abertura do Pan pelo presidente do COB, abriu os braços fazendo um gesto que não entendia o que estava acontecendo e foi se sentar.
Exemplo 2
Etiqueta
Francês étiquette.
Pode significar:
1. Cerimonial da corte.
2. Conjunto de formas, práticas ou praxes cerimoniosas em uso na sociedade.
3. Cerimônia.
4. Regra, estilo, praxe.
É um conjunto de normas de procedimentos, característicos da boa educação, polidez, cortesia e hospitalidade.

Brasília (O Globo) - Quando na semana passada, em discurso ora anunciado em Caxias do Sul, o Presidente Geisel referindo-se às dificuldades criadas pelo protocolo e segurança, "não poderia calcular a repercussão que isso traria", garantiu um de seus assessores.
Vídeo - Dilma em Campinas
Vídeo Cap Melo - Colíder
Vídeo - Dilma barrada
Trabalho Pedido 2
Você organizará um cerimonial.
Chegando ao local percebe que existem as seguintes bandeiras:
- Brasil, país A, país B, país C, Mato Grosso, Cuiabá e PMMT.
Onde e como posicionará as bandeiras?
Especialmente uma autoridade.
Vídeo - Prefeito MS
Vídeo Bandeiras
Dispositivo de bandeiras:
1 - País anfitrião (demais em ordem alfabética);
2 - Número de bandeiras (par ou ímpar);
3 - Posição das bandeiras.
Trabalho Pedido 3
Você organizará uma cerimônia oficial (passagem de Comando da PMMT).
Providencie os convites.
Obs.: Cautela com as expressões "honra" e "prazer". Cuidado com os pronomes de tratamento.
T
odo convite é o espelho da organização ou da instituição que o expede
, portanto deve-se primar pelo rigor do objetivo, da redação, da estética, da boa qualidade do papel e, principalmente, pelo prazo (antecedência que respeite a agenda do convidado), que, no caso de convites impressos, deve ser de no mínimo 15 dias.
A expressão
"tem o prazer de receber"
, geralmente é usada quando a autoridade
convida pessoas de hierarquia inferior à sua
, nos convites informais, essa expressão também é muito encontrada.

Já a expressão
"tem a honra de convidar"
é mais usada quando a autoridade que
convida
tem, entre seus convidados,
pessoa(s) com hierarquia igual ou superior à sua
própria.
Na redação e na escolha do formato de um convite, são permitidas todas as liberdades, em função do tipo de evento, mas devem ser respondidas todas as perguntas que um convidado faz:
- Quem convida - Motivo - Tipo de evento - Horário - Local
- Data
(em convites formais usa-se escrevê-la por extenso – sete de setembro de 2001)
- Traje
(para civis) e
uniforme
(para militares)
- R.S.V.P.
(sigla das palavras francesas: Répondez s’il vous plaît - Responda, por favor)
- Número de telefone para confirmar a presença
(que deverá ser atendido por uma pessoa previamente preparada para responder a qualquer dúvida do convidado).
Vídeo Miss Universo
Formas de Tratamento
Autoridades militares
Endereçamento
Trabalho Pedido 6
Você já fez os convites para a solenidade de passagem de comando da PMMT.
Providencie, agora, as etiquetas de endereçamento para as seguintes autoridades:
- Presidente do Tribunal de Justiça;
- Juiz de direito da VEJM;
- Ten Cel Inf Fulano - Cmt do 44° Btl Inf Mtz;
- Vereador Faísca;
- Presidente do CONSEG Ribeirão do Lipa;
- Pastor da Igreja Assembléia de Deus.
Observações:
Quem convida é sempre a autoridade promotora da solenidade.
Por exemplo, em uma formatura no Batalhão, quem convida é o Comandante deste Batalhão, não devendo conter o nome de seu Comandante imediato, que também será convidado na solenidade. Assim também se aplica num evento promovido por uma Unidade Escola, quem convida é o Comandante da Unidade Escola, o Diretor de Ensino é convidado.
Em solenidades de cunho institucional da PMMT quem convida é sempre o Comandante Geral, não deve constar os nomes do Governador ou do Secretário de Segurança Pública, que serão convidados no evento.
Uma vez convidadas às autoridades é oportuno no dia anterior ao evento confirmar suas presenças, caso isto já não tenha sido feito pelo próprio. Com isso teremos melhor oportunidade de já ir organizando os detalhes de precedência, lugares a serem ocupados, ordem de entrada, pronunciamentos, etc..
Trabalho Pedido 4
Estudo de Caso
- Aponte as diferenças existentes entre os convites.

Observações:
- Data;
- Hora;
- Uniforme.
Não se escreve no
formato de relógio digital
, portanto, 08:00 é errado.
A representação de horas é “sem nada”
- sem dois pontos, sem ponto, sem plural, sem espaço, sem maiúsculas;
Correto: 14h, 14h30, 14h30min40.
Os uniformes da PMMT e recomendações quanto ao seu uso em solenidades, detalhes específicos de suas peças e variações, sugiro consultar o Regulamento de Uniformes da Polícia Militar do Estado de Mato Grosso – RUPM/MT (Decreto n.º 1.400/12).
Trabalho Pedido 5
Estabeleça a correspondência entre os uniformes das Forças Armadas, da Polícia Militar e o equivalente civil.

(Entrega na próxima aula)
Full transcript