Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

França:

No description
by

Monique Gonçalves

on 7 February 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of França:

França:
É o maior país da União Europeia, situado na extremidade oeste da Europa;
O património cultural francês é fruto de uma longa história e de uma paixão francesa pelas artes;
Cerca de 750 bens culturais são classificados como património mundial da UNESCO;
Capital:
Paris
Principais cidades
: Bordéus; Lille; Lião; Marselha; Nice; Nantes; Estrasburgo; Toulon; Tolosa
Língua:
Francês

Regime Politico
: República

Presidente
: François Hollande

Moeda
: Euro
Superfície
: 632 834 km², onde 551 695 km² são na França continental

População:
65 821 000 habitantes

PIB
: 1 907,2 mil milhões de euros (5ºlugar a nível mundial) / 30 451,4€ por habitante.
Hino nacional
: “La Marseillaise”
Bandeira
: Tem três faixas verticais. As cores azul e vermelha representam a cidade de Paris e a cor branca o rei.
Negociação:
Os franceses são bastante comunicativos, utilizam muito os gestos para se expressarem, têm um perfil formal de negociação e um tratamento distante;
Não são muito objectivos, entram bastantes vezes em detalhes, o que leva ao negociador ter que saber muito sobre o seu produto e a sua empresa;
Falar francês é crucial, cumprimentar primeiro as mulheres e sempre com um aperto de mão, dando um cartão de apresentação.


Ser bem educado, ter uma boa apresentação e um comportamento adequado são aspectos que os franceses valorizam.
Valorizam muito a sua cultura e a sua política, logo é importante que ao negociar saiba de algumas referências importantes sobre a França
Os franceses dão muito valor às refeições, assim é importante que ao negociar o convide para uma boa refeição, dando importância também a um bom vinho. Elogiando sempre a gastronomia francesa, que é um dos grandes patrimónios nacional.
Os franceses fazem muitos picnics nos seus parques ou jardins;
Na França, um “restaurant” serve refeições, uma “brasserie” serve refeições rápidas e bebidas quentes e frias, e os “cafés” servem essencialmente bebidas;
Embora o serviço seja incluído na conta, é habitual dar gorjeta para o atendimento do empregado de mesa
A França é um país que fabrica muito queijo, é também reconhecido pelos seus vinhos, que não dispensa em nenhuma refeição; também é conhecida pelos seus croissants e os pains au chocolat, comer foie gras, crème brûlée, chocolate e claro, por ter o típico hábito de comprar uma baguete pela manhã.
Os Franceses gastam em média 1075 euros por ano com atividades culturais. As atividades culturais preferidas são: Cinema (50%), visitar museus e monumentos (35%), ver exposições (25%), assistir a espetáculos (20%), teatro (16%), circo (13%), parques temáticos (11%) e música clássica (9%).
Monumentos
A Tour Eiffel é o ícone mais popular, chamada de grande “dama de ferro” é um dos monumentos mais visitados do mundo. Com 324 metros de altura, este ícone, criado por Gustave Eiffel ergueu-se em 1889 com o objetivo de ser uma instalação temporária, e tem uma silhueta frágil, graciosa e vertiginosa. Esta também domina a cidade-luz.
Com uma altura de 50 metros e um comprimento de 45 metros, o Arco do Triunfo está localizado no coração de Paris. Iniciado em 1806 por Napoleão I para celebrar a glória dos heróis de guerra, o Arco do Triunfo é inaugurado trinta anos depois no reinado de Luís Filipe, que o dedica aos exércitos da Revolução e do Império; onde estão gravados os nomes das 128 batalhas e dos 558 generais.
No sudeste da França, está localizada a cidade de Nîmes, onde as suas arenas romanas estão conservadas até a data. O seu excelente estado de conservação leva a vista de milhares de turistas a estas ruínas, assim como a Maison Carée e a Tour Magne.
Construído sob o reinado de Luís XIV, de 1666 a 1681, o canal du Midi contempla 328 obras (comportas, aquedutos, túneis, pontes...). O seu criador soube aliar a proeza técnica a uma preocupação de estética arquitetural e paisagística. O canal du Midi está, desde 1996, inscrito como património da Humanidade pela Unesco. “Uma das criações de genialidade civil mais extraordinárias da Era moderna, que abriu o caminho à revolução industrial”, segundo a Unesco. Uma proeza técnica, mas também uma obra de arte, uma vez que os criadores do canal souberam integrar a obra às paisagens bastante diversificadas que o atravessam.
Canal Du Midi
Tour Eiffel
Arco do Triunfo
Cidade de Nîmes
Toulouse
Toulouse é a quarta maior cidade de França e localiza-se no sul dos pais, perto do rio Garona. É denominada de cidade cor de rosa, por esta cor, ser a principal dos materiais de construção daquele local. Toulouse inspirou vários nomes de localidades como Tolosa em Espanha e Tolosa em Portugal. Os seus monumentos históricos, os seus locais de peregrinação, as suas margens, são outros tantos lugares que a tornam mais rica.

Museu de Lautrec

O Museu Toulou Lautrec está situado no sul de França, em Albi. Este museu é totalmente dedicado ao pintor Henri Toulouse Lautrec (grande pintor, desenhista, e gravurista das mais elegantes e provocantes imagens a vida moderna daquela altura), onde estão mais de 1000 obras suas, e foi inaugurado em 1922 perto do palácio episcopal de Albi.
Hábitos

As culturas repartem-se entre estes dois polos que não são exclusivos um do outro. Alguns países, como por exemplo os Estados Unidos, têm tendência a ser muito universalistas, enquanto, outros como a França são mais particularistas. Seguem regras e leis que são aplicados a todos sem excepção. Mas este pode, contudo, ter posições muito universalistas, por exemplo quando se fala de alimentação/comida.

1. Universalismo – Particularismo:
A. A comunicação e relações entre os homens:


2. Individualismo – colectivismo:
Os franceses no trabalho são mais individualistas, trabalham sozinhos. Tendem a valorizarem-se a si próprios como por exemplo em festas criarem grupos pequenos. Selecionando as pessoas com quem querem falar devido aos seus estatutos.
3. Neutralidade das emoções - Emotividade:

4. Cultura Específica – Cultura Difusa:

Os franceses, de cultura difusa, estão preocupados com a apresentação das pessoas. Trata-se de evitar confrontos privados para que o interlocutor ou grupos não se sinta ofendido e não tomar desacordos pessoais.
Como por exemplo: Na troca, entre um francês e um americano, o francês pode esperar-se que a relação de amizade se estenda ao conjunto das situações que poderão encontrar. Poderá constatar, depois, de que não é necessariamente o caso.
Um francês poderá ser perturbado pelo nível de confiança do americano, como por exemplo num restaurante quando o americano que se serve directamente da frigideira (pois faz parte da esfera pública de um americano) enquanto que faz claramente parte da esfera privada para um francês.
5. Conquista de status - Atribuição de status:

B. Orientação relativamente ao tempo:

1. Tempo sequencial – tempo sincronizado:
1. Controlo interno – Controlo externo:
C. Atitude face ao mundo envolvente:
As sete dimensões de Trompenaars
A França tem uma cultura de emotividade, embora com valores não muito elevados, deixando transparecer as emoções quer a nível social como a nível de trabalho; a linguagem não verbal é usada para se expressarem e darem ênfase à mensagem; são calorosos, hospitaleiros e acolhedores, mas sem exageros nos gestos ou demasiada emotividade.
A França, está extremamente orientada para a atribuição de status. Os franceses que têm um estatuto atribuído têm uma consciência mais acentuada dos seus deveres para com a sociedade, quer em termos financeiros, quer em termos morais. O seu estatuto permite-lhe ultrapassar as dificuldades diárias. Para eles, o sucesso não vale qualquer preço; ocupam postos importantes, alguns merecidos.
Por exemplo, para os norte-americanos o que importa é o desempenho actual dos indivíduos e o que planeiam fazer no futuro. Em contrapartida, os franceses têm um grande sentido do presente reflectido em acções do passado.
Nas culturas de controlo externo, como a França, as pessoas assumem uma atitude de grande respeito pela natureza, presumem que o homem é parte dela e deve ter em conta as suas leis.
A França vista do estrangeiro
Full transcript