Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

O TERMO FEMINISMO

No description
by

Trabalhos Objetivo

on 30 October 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of O TERMO FEMINISMO

O TERMO FEMINISMO
Doutrina cujos preceitos indicam e defendem a igualdade de direitos entre mulheres e homens.
Movimento que combate a desigualdade de direitos entre mulheres e homens.
Ideologia que defende a igualdade, em todos os aspectos (social, político, econômico), entre homens e mulheres.
(Etm. do francês: féminisme)
O FEMINISMO

Grupo:
Carla Magalhães
Gabrielle Soares
Lara Duarte
Tainá Custódio
Taynara Santana
2º ANO B

Segunda Onda
Terceira Onda
(1960-1980)
> Preocupava-se principalmente com questões de igualdade e com o fim da discriminação.
> Slogan sinônimo da Segunda Onda: "O pessoal é político" (Ativista e autora feminista Carol Hanisch)
> Questões públicas:Estado e às suas instituições,a economia e a tudo mais identificado como político;
Questões privadas:a vida doméstica,familiar e sexual,identificado com o pessoal, alheio à política
> Manifestou-se principalmente nos Estados Unidos e na França
A Mística Feminina (Betty Friedman)
> A idéia central: observação de que a mulher foi mistificada após a Crise de 1929 e mobilização para a Segunda Guerra Mundial
> Mulher: considerada fundamentalmente como mãe e espoda zelosa.
> Com o passar dos anos: mulher se sentia frustrada e desenvolvia diversos distúrbios psicológicos que oscilavam da depressão ao consumismo.
> Friedman vanta a hipótese:mulheres seriam vítimas de um sistema falso de crenças -> exige que elas encontrem identidade e significado em suas vidas através de seus maridos e filhos
> Boom econômico pós-guerra nos Estados Unidos -> desenvolvimento de novas tecnologias -> tornando o trabalho das mulheres menos significante e menos valorizado.
Women's Libertation (Libertação das Mulheres) 1964 - EUA
> Resume as metas do movimento feminista, que trouxe a emancipação da mulher durante os anos.
> A tradução da frase, Liberação das Mulheres, consistia primeiramente, em dar as mulheres direito ao voto, emancipação social, direito de escolha, e de posse de si mesma.
> Protestos feministas,o concurso Miss America e a queima de sutiãs (Bra-Burning) também ficaram associados ao movimento,embora a real dimensão das queimas de sutiãs seja motivo de controvérsias.
> Apareceu pela primeira vez na imprensa em 1966
Bra-Burning (Queima de Sutiãs) 1968
> Protesto com ativistas da WLM (Women’s Liberation Movement) na realização do concurso de Miss America (7 de Setembro de 1968,Atlantic City,EUA)
> Objetivo: acabar com a exploração comercial realizada contra as mulheres
> As ativistas se aproveitaram do concurso de beleza que era tido como uma visão arbitrária e opressiva em relação às mesmas
> Colocaram no chão do espaço,sutiãs,sapatos de salto alto,cílios postiços,sprays de laquê,maquiagens,revistas e outros objetos que simbombolizavam a beleza feminia,e atearam fogo aos objetos em questão.
° Inicia-se na década de 1990;
°Líderes : Gloria Anzaldua,Pedro Molina Ogeda,
Cherrie Moraga, Maxine Hong Kingston
° O que é e o que não é bom
para cada mulher ?
°surgiu para reparar falhas das fases
anteriores e retomar algumas ideias da
Segunda Onda
°"Globalizar" o movimento entre todas as
mulheres

As mulheres negras
começam a ganhar espaço e mostram a diferença femininas entre
etnias e classes sociais
.
Novas ideias, fazendo com que tal fase tivesse ideologia mais clara do que as anteriores
Feminismo da diferenças
, defendido pela psicóloga Carol Gillian, expõe que há diferenças entre os sexos,contrariando vertentes globais.
Pós-Feminismo
°Descreve
pontos de vista divergentes
com relação ao Feminismo;
°Adaptas acham que os objetivos da Segunda Onda já foram atingidos, mas são críticas à Terceira Onda
° Segundo a acadêmica britânica Angela McRobbie , o termo "pós" indica o alcance de todas as metas, o que não aconteceu
° Exemplos desse movimento são
Bridget Jones's Diary; Sex and the City e Ally McBeal,
nos quais a mulher é livre mas associa sua felicidade ao encontro do homem ideal
Movimentos Feministas
O movimento feminista vem se organizando e atuando em diferentes frentes de luta e em diferentes formas, tendo como consequência uma diversidade de vertentes que variaram ao longo da história e do contexto social,
há porém, no feminismo um compromisso comum de por fim a dominação masculina e à estrutura patriarcal.

Formas de Luta
Feminismo Cultural
Tem a identidade na comunidade feminina, seus adversários são as instituições e os valores patriarcais, tem como meta a autonomia cultural.
Feminismo Essencialista
Tem como identidade o modo feminino de ser, acreditam numa essência única feminina e tem como adversário o modo masculino de ser, tem como meta a liberdade matriarcal.
Feminismo Lesbiano
Tem como identidade a irmandade sexual/cultural, como adversário a heterossexualidade patriarcal e como meta a abolição do gênero pelo separatismo.
Feminismo Pragmático
Operárias, autodefesa da comunidade, maternidade etc. que tem como identidade donas de casa, mulheres exploradas/agredidas e tem como adversário o capitalismo patriarcal e como meta a sobrevivência/dignidade.
Relações com outros Movimentos
O movimento feminista se relaciona com outros movimentos sociais na medida em que as questões ligadas a condição da mulher acabam por se interligar com questões de opressão como de classe, raça e sexual.
Um exemplo acontece nos Estados Unidos, onde a segregação racial é clara, alguns feministas costumam apoiar outros movimentos como o movimentos dos direitos civis e o movimento dos direitos homossexuais. Muitas feministas negras participam também do movimento negro, e criticam o feminismo por ser ele dominado por mulheres brancas; argumentam que os problemas enfrentados pela mulher negra são ainda piores em razão do preconceito racial somado ao preconceito de género.
A violência contra a mulher
Diferentes formas de violência: agressões físicas, psicológicas e sociais.
Lei Nº 10.778 de 24 de novembro de 2003
Lei Maria da Penha
Críticas ao Feminismo
Uma das principais críticas é que as mulheres possuem vários direitos na justiça que se sobrepõem aos dos homens. Tais como: Preconceito contra os homens com relação ao sistema judiciário, que recebem penas mais longas pelos mesmos tipos de crime.Tribunais de todo o mundo privilegiam as mulheres quando há disputa pela guarda dos filhos de casais separados.Em algumas regiões doa Estados Unidos da America as mulheres podem se casar com idade menor que a dos homens.Ou seja o feminismo deixaria de ser justo caso ultrapassasse os limites da igualdade estabelecida pela constituição, dos direitos e deveres que diz que todos somos iguais perante a lei.
Escolas Teóricas do Feminismo
A teoria feminista é uma extensão do feminismo para os campos teóricos ou filosóficos, e abrange obras numa série de disciplinas, que incluem a antropologia, a sociologia, economia, estudos femininos, críticas literárias, história da arte, psicanálise e filosofia. A teoria feminista tem como meta compreender a desigualdade entre os sexos, e mantém o seu foco nas políticas relacionada a sexos, às relações de poder e à sexualidade. Ao mesmo tempo em que fornece uma crítica destas relações sociais e políticas, a maior parte da teoria feminista visa a promoção dos interesses e direitos das mulheres. Entre os temas explorados pela teoria feminista estão a discriminação, estereotipagem, objetualização (especialmente a objetualização sexual) , opressão e o patriarcado.
Primeira Onda (séc. XIX - séc. XX)
- Grande atividade feminista foi desenvolvida no Reino Unido e nos EUA.

- Luta pela igualdade de direitos para homens e mulheres.

- Protestaram contra:
as diferenças contratuais;
a diferença na capacidade de conquistar propriedades;
os casamentos arranjados;
votar e eleger seus representantes.
- No Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda, as suffragettes fizeram campanha pelo voto da mulher.

- Em 1918, o Representation of the People Act foi aprovado, concedendo o voto às mulheres acima de 30 anos de idade que possuíssem uma ou mais casas.

- Nos EUA houve a aprovação da 19ª Emenda à Constituição dos Estados Unidos, de 1919, que concedeu a mulher o direito ao voto em todos os estados.
- No Brasil, a primeira o feminismo também se manifestou por meio da luta pelo voto.

- As feministas brasileiras foram lideradas por Bertha Lutz, uma das fundadoras da Federação Brasileira pelo Progresso Feminino.

- Movimento das operárias de ideologia anarquista, reunidas na “União das Costureiras, Chapeleiras e Classes Anexas”.

- Em manifesto de 1917, proclamam: “Se refletirdes um momento vereis quão dolorida é a situação da mulher nas fábricas, nas oficinas, constantemente, amesquinhadas por seres repelentes”.
Simone de Beauvoir foi uma feminista francesa que representa a "primeira onda'' do feminismo, pois coube a ela forjar o conceito de gênero quando disse "não se nasce mulher, tonar-se mulher".
Full transcript