Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Mídia e as Novas Tecnologias

No description
by

Guilherme Bagni

on 25 May 2016

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Mídia e as Novas Tecnologias

Mídia e as Novas Tecnologias
Guilherme Bagni
Kauan Galvão Morão
Lucas de Oliveira Canavezi
Luciana Botelho Ribeiro

MÍDIA
Veículo que transmite informações e conhecimentos a um grupo geral ou específico


De acordo com seus interesses


Maior formadora de opiniões no mundo

A televisão não apenas seleciona a competição que irá ao ar, como também:
As imagens que irão ao ar;
As definições do que foi exibido;
Interpreta para nós;
Fornece estrutura em que tudo faz sentido.

Construção do Mito, Ídolo e Herói

A mídia de massa atinge milhões de pessoas. Com isso, ela possui o poder de influenciá-las na sua maneira de agir e de pensar (CHARAUDEAU, 2006).

Ela é uma das principais responsáveis pela expansão dos esportes, como por exemplo no caso do vôlei no Brasil, que se tornou popular através das transmissões dos jogos da seleção masculina na década de 80.


(BETTI, 1997)
Papel da Mídia
Aproximar o atleta do torcedor;

Informar ao torcedor sobre seu time;

Ser imparcial nos jogos;

Informar sobre todos os esportes, todos os atletas, fazer uma cobertura séria dos principais eventos esportivos;

Apoiar o esporte nacional, sem fanatismos, para que o país tenha destaque no cenário mundial nos esportes.
ISSO REALMENTE ACONTECE?
No esporte espetáculo, toda estratégia para tornar o evento mais chamativo ou agradar seu público, acaba sendo adotada por jogadores e organizadores.
A criação de mitos pela mídia ocorre porque é necessário que existam notícias, sendo que as celebridades sempre estão nas manchetes.
A mídia precisa dos mitos tanto quanto os candidatos a mitos precisam da mídia, é uma troca valorosa para ambas as partes.
(GHISLENI; ROSA, 2008)
Para chegar a esse status de mito, o atleta necessita ter habilidades diferenciadas, ser capaz de fazer coisas que os demais atletas não fazem.
(GHISLENI; ROSA, 2008)
O "atleta super star" é valorizado comercialmente como espaço publicitário por onde podem ser veiculadas as mensagens dos patrocinadores.

(KENSKI, 1995)
A Influência do Atleta Diferenciado
A dramatização torna o evento mais atraente

Maior interesse de investidores
(REBUSTINI et al., 2011)
Os meios econômicos suplantam a finalidade esportiva, o conjunto do sistema se inverte e chega à sua própria negação: carreirismo, doping, corrupção, trapaças, dentre outros.
Tecnologia e as Novas Mídias
“Proximidade” virtual relações mais frequentes e banais, mais intensas e mais breves.
(BAUMAN, 2004; REBUSTINI, 2012)
Efeito cascata no ciberespaço, pois não se tem mais controle sobre o conteúdo, uma vez que ele já foi postado na rede;

Nova dinâmica no mundo esportivo, pois alteram-se as relações entre atletas e torcedores, por exemplo;

Existe um risco em relação ao limite entre exposição e privacidade;

Exclui-se a figura do “intermediário”, muitas vezes interpretada pelos repórteres e comentaristas, já que os atletas pronunciam-se por meio de suas redes sociais.

(BLASZKA, 2011; REBUSTINI, 2012)
Efeitos das novas mídias sociais
OUTRAS RELAÇÕES DA MÍDIA COM A PSICOLOGIA DO ESPORTE
Possibilidades de Intervenção
Preparação para lidar com a mídia


Cuidados com a imagem


Avaliar Entrevistador
Media Training
Existem campanhas que visam orientar as pessoas em relação ao uso consciente das novas tecnologias.
Em relação aos atletas, algumas ligas, campeonatos e até mesmo equipes, possuem regras específicas e códigos de conduta sobre a utilização das novas mídias.
Deve- se estar atento aos efeitos que todo esse cenário pode causar nos atletas e orientá-los para o uso adequado das novas tecnologias, não simplesmente proibindo o acesso aos mesmos, já que isso pode ter um efeito negativo e interferir no desempenho.
Os efeitos da mídia inteferem nos estados emocionais como um todo;

Muitas vezes, tais interferências são difíceis de serem controladas, principalmente, por tentar-se evitar seus efeitos depois do ocorrido e não trabalhar sobre a prevenção.
Referências
BAUMAN, Z.
Amor líquido
. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2004.
BLASZKA, M.
An examination of sport consumers’ twitter usage
. Master degree dissertation. Georgia States University. Georgia – USA, 2011.
BETTI, M.
A Janela de Vidro:
Esporte, Televisão e Educação Física. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas. Campinas, 1997.
CHARAUDEAU, P.
Discurso das mídias
. São Paulo: Contexto, 2006.
GHISLENI, T. S.; ROSA, J. R. A transformação de um jogador de futebol pela mídia.
Caderno de Educação Física e Esporte
, Marechal Cândido Rondon, v. 7, n. 13, p. 19-32, 2008.
KENSKI, V. M. O impacto da mídia e das novas tecnologias de comunicação na Educação Física.
Motriz
, Rio Claro, v. 1, n. 2, p. 129-133, Dezembro, 1995;
REBUSTINI, F.; ZANETTI, M. C.; MOIOLI, A.; MACHADO, A. A. Análise da Repercussão do Uso do Twitter no Esporte de Alto Rendimento. V Simpósio Nacional ABCiber.
Anais...
Novembro, 2011.
REBUSTINI, F.
A vulnerabilidade no esporte e a exposição às novas mídias:
um estudo sobre o Twitter. 109 f. 2012. Tese (Doutorado em Desenvolvimento Humano e Tecnologias) – Instituto de Biociências, Universidade Estadual Paulista, Rio Claro, 2012.
REBUSTINI, F.; MACHADO, A. A. Dinâmicas Sociais e Estados de Humor.
Motriz
, Rio Claro, v. 18, n. 2, p. 233-244, 2012.
(REBUSTINI; MACHADO, 2012)
(GHISLENI; ROSA, 2008)
Full transcript