Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Determinação do teor de cafeína numa bebida por HPLC

No description
by

Sara Pinto

on 13 January 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Determinação do teor de cafeína numa bebida por HPLC

Determinação do teor de cafeína numa bebida energética por HPLC Sumário Objectivo Determinar o teor de cafeína numa bebida energética através do método HPLC. HPLC - Cromatografia líquida de alta eficiência HPLC é um método de análise qualitativa e quantitativa onde ambas as fase (móvel e estacionária) se encontram no estado líquido. A amostra é inserida num loop e é conduzida, posteriormente para a coluna quando se abre a válvula de injecção. Os seus componentes são separados pelo eluente e no final, detectados. A partir das curvas de calibração traçadas obteve-se:

- Em função da área: [Cafeína] = 317,4 ppm
- Emm função da altura: [Cafeína] = 290,8 ppm teor de cafeína rotulado:

[Cafeína] = 320 ppm Parte Experimental Procedimento experimental Leitura das soluções padrão:

- Encher o loop da válvula de injecção com a solução padrão de menor concentração e injectá-la no sistema;
- Registar os cromatógrafos;
- Repetir o procedimento de igual modo para as outras soluções. Leitura das amostras:

- Aspirar a amostra para um seringa e adaptar um filtro;
- Fazer passar a amostra através do filtro;
- Introduzir a amostra no sistema de modo igual ao realizado para as soluções padrão. Material utilizado: - Aparelho de HPLC acoplado a um detetor de matriz de fotodíodos;

- Seringa;

- Filtros. Reagentes utilizados: - Solução Mãe de cafeína (500 mg/L);
- Água ultra-pura;
- Amostra; Resultados e Discussões Tabela 1- Valores registados obtidos nos cromatógrafos para os padrões e amostra Gráfico 1 - Curva de calibração da área em função da concentração. Gráfico 2 - Curva de calibração da altura do pico em função da concentração. Por interpolação das rectas obtidas:

Área = 59631 [Cafeína] + 8987,5 955055 = 59631 [cafeína] + 8987,5
[cafeína] = 15,87 mg/L

Altura = 10442 [cafeína] + 4736,1 156559 = 10442 [cafeína] + 4736,1 [cafeína] = 14,54 mg/L factor de diluição = 20x Assim a concentração real da amostra analisada é de 317,4 ppm considerando a área dos picos, e de 290,8 ppm tendo em conta a altura dos picos. Conclusão Determinar o teor de cafeína numa bebida energética por HPLC Objectivo Método utilizado HPLC - Cromatografia líquida de alta eficiência Bebida energética analisada Red Bull - [Cafeína] = 320 ppm - Área em função da concentração
[Cafeína] = 317,4 ppm - Altura em função da concentração
[Cafeína] = 290,8 ppm Precisão e Exactidão do método Precisão: Resultados próximos entre si.
Exactidão: Valor obtido encontra-se próximo do valor verdadeiro.
Full transcript