Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Condutores Elétricos

No description
by

José Carlos Ervilha

on 15 April 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Condutores Elétricos

SURTOS ATMOSFÉRICOS Dispositivos de proteção contra surtos - DPS ESQUEMA DO QDC TIPOS DE FORNECIMENTO-PADRÃO CEMIG
ND-5.1 -1998 TIPOS DE FORNECIMENTO-PADRÃO CEMIG
ND-5.1 -1998 ESQUEMA DO QDC FASEAMENTO ESQUEMA DO QDC PROJETO FINAL QDC-ADVERTÊNCIA QDC-ESQUEMA ELÉTRICO Quadro de distribuição de circuitos
QDC INSTALAÇÃO DO DPS NUMA RESIDÊNCIA EQUIPAMENTOS – NÍVEIS DE ISOLAMENTO SURTOS ATMOSFÉRICOS SISTEMA TN-C-S SISTEMA TN-C EXEMPLO DE PROTEÇÃO COM DISPOSITIVO DIFERENCIAL RESIDUAL – DR, E CONDUTOR TERRA EXEMPLO DE PROTEÇÃO COM DISJUNTOR DIFERENCIAL RESIDUAL E CONDUTOR TERRA EXEMPLO DE PROTEÇÃO COM DISJUNTOR DIFERENCIAL RESIDUAL E CONDUTOR TERRA SEÇÃO DO CONDUTOR PE
(CONDUTOR TERRA) RECOMENDAÇÕES E EXIGÊNCIAS DA NBR 5410 A NBR exige, desde 1997, a utilização de proteção diferencial de alta sensibilidade (30 mA)em circuitos que sirvam a:
-Tomadas de corrente em cozinhas, copas-cozinhas, lavanderias, áreas de serviço, garagens e no geral, a todo local interno molhado em uso normal ou sujeito a lavagens;
-tomadas de corrente em áreas externas;
Tomadas de corrente que, embora instaladas em áreas internas, possam alimentar equipamentos de uso em áreas externas;
Pontos situados em locais contendo banheira ou chuveiro.recomendações;
Em locais não citados acima, basta a proteção com disjuntor termomagnético. PRINCÍPIO DE FUNCIONAMENTO VISTA INTERNA DE UM DR Pode-se dizer então que o interruptor Diferencial Residual é um dispositivo que:
-Liga e desliga, manualmente, o circuito;
-Protege as pessoas contra choques elétricos. INTERRUPTOR DIFERENCIAL RESIDUAL
DISPOSITIVO DR Pode-se dizer então que o Disjuntor Diferencial Residual é um dispositivo que protege:
-Os condutores do circuito contra sobrecargas e curto circuitos;
-As pessoas contra choques elétricos. DISJUNTOR DIFERENCIAL RESIDUAL DISJUNTOR DIFERENCIAL RESIDUAL INTERRUPTOR DIFERENCIAL RESIDUAL
DISPOSITIVO DR OS DISJUNTORES SÃO INSTALADOS NO QDC TIPOS DE DISJUNTORES TERMOMAGNÉTICOS DISJUNTORES DE CAIXA PRETA
(norma nema)
IN = 10,15,20,25,30,35,40,50,60,70,90,100 (A)


DISJUNTORES DE CAIXA BRANCA
(norma iec)
IN = 10,13,16,20,25,32,40,50,63,(A) CAPACIDADE DOS DISJUNTORES DISJUNTOR DA GE DISJUNTOR DA PIAL-LEGRAND DISJUNTORES TERMOMAGNÉTICOS TABELAS PARA DIMENSIONAMENTO DE CONDUTORES QUEDA DE TENSÃO NC – NÚMERO DE CIRCUITOS O AQUECIMENTO DE UM CONDUTOR SE DEVE A;
A CORRENTE DE PROJETO ( IB),;
A TEMPERATURA AMBIENTE ( ΘA ). EM BH ΘA = 30ºC
O AGRUPAMENTO DE CONDUTORES NO MESMO CONDUTO (NC ) – NÚMERO DE CIRCUITOS.
TIPO DE LINHA ELÉTRICA OU MANEIRA DE INSTALAR OS CONDUTORES. CRITÉRIO DE CORRENTE CABO AFUMEX 750V As seções nominais dos condutores são dadas em milímetros quadrados, de acordo com uma série definida pela IEC internacionalmente aceita. SEÇÕES NOMINAIS DOS CONDUTORES CONDUTORES ELÉTRICOS 1- POTÊNCIA DAS CARGAS EM VA(VOLT –AMPÈRE)
2-POTÊNCIAS NÃO IDENTIFICADAS SÃO DE 100 VA
3- SEÇÕES DE CONDUTORES NÃO IDENTIFICADAS:
CIRCUITOS 1,2 – 1,5 mm2
CIRCUITOS 3,4,5,6,7,8 – 2,5 mm2
4- DISJUNTORES:
CIRCUITOS 1,2 – 10 A-MONOPOLAR
CIRCUITOS 3,4,5,6,7,8 – 16 A- MONOPOLAR
CIRCUITOS 9- 20 A – MONOPOLAR
CIRCUITO 10 – BIPOLAR
5 – TODAS TOMADAS DEVERÃO TER CONTATO DE TERRA.
6- ELETRODUTOS NÃO IDENTIFICADOS SÃO DN16. NOTAS DE PROJETO ESQUEMA DO QDC TIPOS DE FORNECIMENTO-PADRÃO CEMIG
ND-5.1 -1998 ESQUEMA DO QDC 1- DISJUNTOR GERAL
2-DISPOSITIVO DE PROTEÇÃO CONTRA SURTOS – DPS
3-DISJUNTOR DIFERENCIAL
4-DISJUNTORES DOS CIRCUITOS TERMINAIS.
5-TEMPORIZADOR PARA LIGAÇÃO AUTOMÁTICA DE UM AQUECEDOR.
6- RELÉ DE IMPULSO PARA COMANDO MÚLTIPLO DE PONTOS DE ILUMINAÇÃO.
7- LIGAÇÃO PARA O BEP – BARRA DE EQUIPOTENCIALIZAÇÃO PRINCIPAL
10-TRANSFORMADOR DE ISOLAMENTO PARA CAMPAINHA COM PULSADOR EXTERNO. COMPONENTES DE UM QDC QUADRO DE DISTRIBUIÇÃO - NORMA NBR IEC 60439-3 O QUADRO DE DISTRIBUIÇÃO DEVE SER CONFORME A NBR IEC 60439-3.
DEVERÁ TER ESPAÇO PARA 24 MÓDULOS + 3 RESERVAS CONFORME QUADRO AO LADO, DISPOSTOS EM DOIS TRILHOS PARA 18 MÓDULOS CADA. CAPACIDADE DO QDC FUNÇÃO DO DPS NUMA DESCARGA DIRETA INSTALAÇÃO DO DPS NUM PRÉDIO DPS - NEMA SISTEMA TN-S ONDA DE CORRENTE 8/20ΜS DPS-DISPOSITIVO DE PROTEÇÃO CONTRA SURTOS TRANSITÓRIOS EXEMPLO DE PROTEÇÃO COM DISJUNTOR DIFERENCIAL RESIDUAL E CONDUTOR TERRA EXEMPLO DE PROTEÇÃO COM DISJUNTOR DIFERENCIAL RESIDUAL E CONDUTOR TERRA EXEMPLO DE PROTEÇÃO COM DISJUNTOR E CONDUTOR TERRA Como a função do condutor terra é recolher elétrons, nada tendo a ver com o funcionamento propriamente dito do aparelho, muitas vezes as pessoas esquecem de sua importância para a segurança.
É como em um automóvel: é possível fazê-lo funcionar e nos transportar até o local desejado sem uso do cinto de segurança. No entanto, é sabido que os riscos relativos à segurança em caso de acidente aumentam em muito sem o seu uso. CONDUTOR DE PROTEÇÃO – PE
(CONDUTOR TERRA) TIPOS DE DISPOSITIVOS DIFERENCIAIS RESIDUAIS TIPOS DE DISJUNTORES DIFERENCIAIS RESIDUAIS Define-se IΔn, a corrente diferencial-residual, nominal de atuação do dispositivo DR, mais freqüentemente denominada sensibilidade.
Os DR’s são encontrados com IΔn nos valores de 30,100,300 e 500mA, sendo os de 30 e 300mA mais comuns.
Para proteção contra choques elétricos recomenda-se o de 30mA , também denominado DR de alta sensibilidade. CORRENTE DE ATUAÇÃO DO DISPOSITIVO DR FUNÇÃO DO DISPOSITIVO DR INTERRUPTOR DIFERENCIAL RESIDUAL
DISPOSITIVO DR INTERRUPTOR DIFERENCIAL RESIDUAL
DISPOSITIVO DR DISPOSITIVOS DE PROTEÇÃO CONTRA CHOQUES ELÉTRICOS DISJUNTORES TERMOMAGNÉTICOS TABELA PARA DIMENSIONAMENTO DE CONDUTORES TABELAS PARA DIMENSIONAMENTO DE CONDUTORES CAPACIDADE DE CORRENTE DOS CONDUTORES
ADOTA-SE PARA O CICUITO A MAIOR SEÇÃO ENTRE S1 E S2 CRITÉRIOS PARA DIMENSIONAMENTO DE CONDUTORES CRITÉRIO DA QUEDA DE TENSÃO
DEFINE-SE A SEÇÃO S2 CRITÉRIOS PARA DIMENSIONAMENTO DE CONDUTORES Tipos de linhas
elétricas CRITÉRIO DE CORRENTE OU DE AQUECIMENTO.
DEFINE-SE A SEÇÃO S1 CRITÉRIOS PARA DIMENSIONAMENTO DE CONDUTORES DIMENSIONAR UM CIRCUITO CONSISTE EM DIMENSIONAR OS CONDUTORES E O DISJUNTOR PARA PROTEÇÃO DESTES CONDUTORES. DIMENSIONAR UM CIRCUITO... RESISTÊNCIA PRÓPRIA DOS CONDUTORES - RC CABO AFUMEX 1 KV Tabela de conversão AWG para mm2 -Os cabos são projetados para durar, em condições normais, sem sobrecargas, mais de 25 anos, desde que sua temperatura não ultrapasse, de um modo em geral, 70ºc para a isolação em PVC.





-Estudos indicam que a cada 5º C de temperatura no condutor em operação, acima do limite, O mesmo tem sua vida útil reduzida pela metade.
- Já EXISTEM fabricantes de condutores oferecendo condutores isolados em pvc que suportam até 85º C, ampliando assim sua capacidade em transportar correntes e a suportar melhor as sobrecargas. DURABILIDADE DOS CONDUTORES ISOLADOS A experiência internacional vem comprovando há muitos anos que o uso de cabos flexíveis, com classe 5, no mínimo, reduz significativamente o esforço de enfiação dos condutores nos eletrodutos e facilita também a eventual retirada dos mesmos.
Da mesma forma, nos últimos anos também os profissionais brasileiros têm utilizado cada vez mais os cabos flexíveis nas instalações elétricas em geral e nas residenciais em particular. IMPORTÂNCIA DA FLEXIBILIDADE... UM FIO É UM CONDUTOR SÓLIDO, MAÇIÇO, PROVIDO DE ISOLAÇÃO, USADO DIRETAMENTE COMO CONDUTOR DE ENERGIA ELÉTRICA.
JÁ A PALAVRA CABO, É UTILIZADA QUANDO UM CONJUNTO DE FIOS É REUNIDO PARA FORMAR UM CONDUTOR ELÉTRICO.




Dependendo do número de fios que compõe um cabo e do diâmetro de cada um deles, um condutor apresenta diferentes graus de flexibilidade.
A norma brasileira NBR NM280 define algumas classes de flexibilidade para os condutores elétricos , a saber :
Classe 1 – fios
Classe 2,4,5 e 6 – cabos
( quanto mais alta a classe
Maior flexibilidade. ) FIOS X CABOS - O TERMO condutor elétrico É USADO PARA DESIGNAR UM PRODUTO DESTINADO A TRANSPORTAR CORRENTE ELÉTRICA, SENDO QUE OS FIOS E OS CABOS ELÉTRICOS SÃO OS TIPOS MAIS COMUNS DE CONDUTORES.




-
O COBRE É O METAL MAIS UTILIZADO NA FABRICAÇÃO DE CONDUTORES ELÉTRICOS PARA INSTALAÇÕES RESIDENCIAIS, COMERCIAIS E INDUSTRIAIS. O QUE SÃO.... Podemos observar que o condutor terra está presente em todas as proteções contra choques elétricos mostradas. EXEMPLO DE PROTEÇÃO COM DISPOSITIVO DIFERENCIAL RESIDUAL – DR E CONDUTOR TERRA A figura ao lado indica a maneira mais simples de instalar o condutor terra em uma residência. Observe que a bitola do condutor terra deve estar conforme a NBR 5410. Pode-se utilizar um único condutor terra por eletroduto, interligando vários aparelhos e tomadas. Por norma, a cor do condutor terra é obrigatoriamente verde/ amarela ou somente verde. COMO INSTALAR O CONDUTOR TERRA CONDUTOR DE PROTEÇÃO – PE
(CONDUTOR TERRA) Dentro de todos os aparelhos elétricos existem elétrons que querem “fugir” do interior dos condutores.
Como o corpo humano é capaz de conduzir eletricidade, se uma pessoa encostar nesses equipamentos, ela estará sujeita a levar um choque que nada mais é do que a sensação desagradável provocada pela passagem dos elétrons pelo corpo.
É preciso lembrar que correntes elétricas de apenas 0,05 A já podem provocar graves danos ao organismo! LIGAÇÃO DOS DISJUNTORES DISJUNTORES DA “SÉRIE BRANCA”
NBR IEC 60898 NEMA IEC TIPOS DE DISJUNTORES CIRCUITOS TRIFÁSICOS
IB = Pt / √3 . U
IB = Pa / √3 .U. Fp CORRENTE DE PROJETO IB Tipos de condutores Condutor isolado CABO UNI/MULTIPOLAR -Nas instalações residenciais, os condutores são enfiados no interior de eletrodutos e passam por curvas e caixas de passagem até chegar ao seu destino final, que é, quase sempre, uma caixa 5 x 10 cm ou de 10 x 10 cm instaladas nas paredes ou uma caixa octogonal situada no teto.
-Além disso, em muitos casos, há vários condutores de diferentes circuitos no interior do mesmo eletroduto, o que torna o trabalho de enfiação mais difícil ainda. IMPORTÂNCIA DA FLEXIBILIDADE... DISJUNTORES TERMOMAGNÉTICOS EXEMPLO: TROCA DE UM CHUVEIRO POR OUTRO DE MAIOR POTÊNCIA Correntes de curto circuito.
Correntes que circulam de um condutor para outro no caso de um defeito. Correntes de sobrecarga
Correntes que circulam nos condutores de um circuito causadas pelo subdimensionamento do circuito ou troca de equipamento por outro de maior potência SOBRECORRENTES DIMENSIONAMENTO DE DISJUNTORES CIRCUITOS MONO/BIFÁSICOS
IB = Pt / U
IB = Pa / U. COS φ CORRENTE DE PROJETO IB O condutor terra tem a isolação da cor verde ou verde - amarela CONDUTOR DE PROTEÇÃO – PE
(CONDUTOR TERRA) Tomada com condutor terra Tomada sem condutor terra Esse condutor pelo qual irão circular os elétrons que “escapam” dos aparelhos é chamado de condutor terra. O conceito básico da proteção contra choques é o de que os elétrons devem ser “desviados” da pessoa.
Sabendo-se que um condutor de cobre é um milhão de vezes melhor condutor do que o corpo humano, fica evidente que se oferecermos aos elétrons dois caminhos para eles circularem, sendo um o corpo e o outro um condutor, a enorme maioria deles irá circular pelo último, minimizando os efeitos do choque na pessoa. DPS’S SEM TERRA
Full transcript