Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

PREX

No description
by

Suelen Felix

on 5 October 2012

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of PREX

- Tempo de atuação: 12 anos no Estado de São Paulo.

- Tem 09 espetáculos em seu repertório. Está em fase final da produção do 10º.

- Atua ativamente em SESCs, SESIs, CEUs, escolas públicas e privadas, e também, a partir da contemplação em editais públicos/leis de incentivo

- Objetiva expandir sua atuação por meio de patrocinadores para seus espetáculos, alcançar maior visibilidade e contar com assessoria de imprensa para a divulgação de seu trabalho. Cliente João Cabeça de Feijão, O Trenzinho Villa-Lobos, Portinari Pé de Mulato, A Cuca Fofa de Tarsila, O Pequeno Polegar Capoeira, As Aventuras de Guliver, Chapeuzim Vermelho e o Lobo Marrom,
Era Uma Vez Eu e O Valente Filho da Burra. Produtos / Serviços Espetáculos: - Técnicas de Criação e Manipulação de Bonecos. Produtos / Serviços Oficinas: - Fantoches, dedoches e marionetes. Tipos de Bonecos: João Cabeça de Feijão, Casa de Bonecos, 10 Anos do Teatro da Cia. Articularte. Produtos / Serviços Livros: - Escola pública: R$ 6,00 por aluno (na escola) e R$10,00 (no teatro).
- Escola particular: R$10,00 por aluno (na escola) e R$14,00 (no teatro).
- SESI/SESC: média de R$ 2.500,00 por apresentação. Preço Espetáculos: - R$50,00 por educador. Oficinas: - Os valores são definidos conforme a quantidade, comprador e finalidade. Bonecos: - Teatros;
- Escolas;
- Instituições (SESC, SESI etc.);
- Empresas. Canais de Distribuição Formas de Divulgação atualmente utilizadas Rede Social: Facebook Mídia Impressa: Folheto Tornar-se referência para seu público potencial e alcançar maior visibilidade para atrair patrocinadores. Problema Específico - Educadores de escolas particulares e públicas, que lecionam na capital e Grande São Paulo.

- Crianças a partir de 2 anos de idade - das classes A, B e C - e seus familiares. Perfil do Consumidor - Atua há 22 anos no estado de São Paulo e tem em seu repertório 11 espetáculos.
É o principal concorrente, pois é uma referência dessa arte no país;

- Participa de festivais nacionais e internacionais, e eventualmente, no mercado publicitário;

- Não possui departamento exclusivo de vendas de espetáculos;

- Conta com boa assessoria de imprensa, além de um importante trânsito na Secretaria de Estado da Cultura;

- Seu método de criação parte da pesquisa aprofundada sobre os temas dos espetáculos
e construção coletiva com o grupo;

- Coordena desde 2004 o Centro de Práticas de Teatro de Animação. Concorrência - Diferenciais Cia. Truks de Bonecos - Atua há 30 anos no estado de São Paulo e tem em seu repertório 18 espetáculos;

- Participa de festivais nacionais e internacionais, misturando linguagens: teatro de bonecos, circo, dança, teatro etc;

- Não possui departamento exclusivo de vendas de espetáculos;

- Utiliza, eventualmente, bonecos gigantes, o que dificulta a mobilidade de suas apresentações;

- Mantêm divulgação e parceria constante com grupos de todo o país, o que lhe confere boa visibilidade e atrai patrocinadores para seus projetos;

- Seu método de criação combina a estética refinada da manipulação de bonecos com uma dramaturgia que envolve e encanta o público. Concorrência - Diferenciais Cia. Pia Fraus - As conquistas socioeconômicas e políticas por quais passou o Brasil nas últimas décadas provocaram verdadeiras mudanças no comportamento de consumo dos brasileiros;

- Com a moeda mais forte, mais empregos e melhores perspectivas, a população começou a viajar de avião, comprar carros, pagar escola particular para os filhos, planos de saúde, viagens ao exterior, etc. Fatores Ambientais Econômicos INDICADORES ECONÔMICOS: RELAÇÃO DO PIB BRASILEIRO COM OUTROS PAÍSES

Segundo o IBGE, o PIB brasileiro é de US$ 2.3 trilhões.

- A nova classe, também conhecida como a classe C ou média, é formada por famílias com renda mensal entre R$ 1.064,00 e R$ 4.561,00;

- 94,9 milhões de pessoas fazem parte da nova classe média que corresponde a 50,5% da população. Fatores Ambientais Econômicos A RELAÇÃO DA CLASSE C E SEUS HÁBITOS DE CONSUMO

- Possuem 46,24% do poder de compra (dados de 2009) e seus hábitos de consumo ultrapassam os da classe A e B que é de 44,12%;

- Os jovens da classe C tem alcançado maior acesso à educação, sendo que em 2010 passou de 6 para 9 milhões de estudantes universitários desta classe no país;

- Utilizam-se das redes sociais e a internet tornou-se ferramenta do seu cotidiano;

- Priorizam seu poder de consumo com imóveis, automóveis, roupas, calçados e educação; Fatores Ambientais Econômicos CONSUMO DE CULTURA

- As crises na economia mundial impactaram em vários setores da economia e também na área cultural;

- O consumo de cultura não é citado como algo de interesse maior pelos brasileiros, segundo a SAE
(Secretaria de Assuntos Estratégicos);

- Os estudos de 2011 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) reforçam esses dados: apenas 14% da população brasileira vão ao cinema regularmente, 96% não frequenta museus, 93% nunca foram a uma exposição de arte e 78% nunca assistiram a um espetáculo de dança. Fatores Ambientais Culturais CONSUMO DE CULTURA

Instituições e organizações, públicas e privadas, atentas a essas estatísticas, começaram a se interessar em conhecer os hábitos culturais dos brasileiros.

Em 2011 a Fecomércio-RJ/Ipsos realizou uma pesquisa que apresentou os seguintes dados:

- 28% das pessoas leram um livro;
- 9% foram ao teatro;
- 7% visitou uma exposição;
- 24% foi ao cinema;
- 72% apontaram a televisão como o maior hábito cultural. Fatores Ambientais Culturais CONSUMO DE CULTURA

Uma pesquisa sobre os hábitos culturais dos paulistas, realizada pela empresa J. Leiva em 82 cidades do estado, confirmou os dados apresentados pelo IBGE e Fecomércio: a baixa frequência dos paulistas em eventos culturais é devido a falta de interesse, de hábito. Em entrevista sobre os resultados da pesquisa, J.Leiva, ressaltou:


"Não existe saída para a cultura sem o desenvolvimento da escolaridade da população. É preciso investir em educação. O maior entrave à fruição da cultura não está na oferta de cultura, mas na escolaridade. " Fatores Ambientais Culturais CONSUMO DE CULTURA

Essa realidade é incompatível com um país em desenvolvimento e que, a cada dia, se destaca mais no cenário internacional.

O Brasil é signatário dos Pactos Internacionais de Direitos Civis e Políticos e de Direitos Econômicos Sociais e Culturais – PIDCP e PIDESC, aprovados em 1962 e, que, juntamente com a Declaração Universal dos Direitos Humanos de 1948, compõe a denominada Carta das Nações Unidas. Como signatário o governo brasileiro tem a responsabilidade de respeitar, proteger e implantar políticas públicas que universalizem e garantam o acesso aos direitos civis e políticos, e aos direitos econômicos, sociais e culturais de todos os brasileiros. Fatores Ambientais Culturais O Governo atento a essas necessidades tem desenvolvido ações e projetos para a área:

PLANO NACIONAL DE CULTURA

O Plano Nacional de Cultura (PNC) é um conjunto de princípios, objetivos, diretrizes, estratégias e metas que devem orientar o poder público na formulação de políticas culturais. O Plano foi criado pela Lei n° 12.343, de dois de dezembro de 2010. Seu objetivo é orientar o desenvolvimento de programas, projetos e ações culturais que garantam a valorização, o reconhecimento, a promoção e a preservação da diversidade cultural existente no Brasil. Fatores Ambientais Culturais ORÇAMENTO DO MINISTÉRIO DA CULTURA PARA 2013

O Ministério da Cultura (MinC) aprovou o valor de quase R$ 3 bilhões (o exato é R$ 2.999.909.246), na Proposta de Lei Orçamentária Anual de 2013. Sem emendas, o orçamento será o maior de toda a história. Fatores Ambientais Culturais O VALE -CULTURA

O vale-cultura – Primeira política pública governamental voltada para o consumo cultural visa estimular a visitação a estabelecimentos de serviços culturais e artísticos, promovendo a inclusão sociocultural e a agregação de capital simbólico ao trabalhados. Trabalhadores da iniciativa privada e servidores públicos federais que recebem até cinco salários mínimos vão receber o benefício de R$ 50,00 para a aquisição de ingressos de cinema, teatro, museu, espetáculos, livros, CDs e DVDs, entre outros produtos culturais Fatores Ambientais Culturais LEIS DE INCENTIVO À CULTURA

LEI FEDERAL - ROUANET
A Lei 8313/91, também conhecida como Lei Rouanet, proporciona às empresas o abatimento de até 4%
do Imposto de Renda, dentro da alíquota de 15% incidente sobre o lucro líquido.


LEI ESTADUAL - PROAC
A Lei nº 12.268 - Programa de Ação Cultural/ O PROAC é um mecanismo de financiamento que busca ampliar e diversificar a produção artística. O PROAC é realizado com recursos orçamentários próprios da Secretaria de Estado
da Cultura (edital) e com abatimento de imposto por meio do ICMS Fatores Ambientais Culturais - Não há um grande número de Cias. de teatro de bonecos sediadas em São Paulo, entretanto, nos últimos anos, está ocorrendo uma migração de outras Cias. para a capital;

- A concorrência é grande, pois o foco costuma ser o mesmo: Sescs, Sesis, CEUs, escolas e etc.

- A Cia. Trucks é a principal concorrente em São Paulo. Já ganhou vários prêmios teatrais, costuma contar com patrocinadores para seus projetos e possui um ótimo trânsito na Secretaria Municipal de Cultura. Coordena desde 2004 o Centro de Práticas de Teatro de Animação. Análise de Mercado O que podemos entender do mercado de teatro de bonecos? - A Trucks é a Cia. de Teatro de Bonecos que mais se destaca no mercado paulista, tanto para a crítica quanto para o público. O bom posicionamento no mercado lhe dá uma visibilidade maior.

- Além da Trucks, a Cia. Pias Frauss também tem boa visibilidade no mercado;

- Pia Frauss e Trucks não possuem departamento exclusivo de venda de seus espetáculos;

- Ambas as Cias. costumam ser convidadas para festivais e mostras em outros estados e, eventualmente em outros países. Análise de Mercado Principais Vantagens Competitivas dos Concorrentes - Produto de Qualidade;

- Tempo de Atuação;

- Possui carteira de clientes;

- Quadro de atores renovado;

- Diversos prêmios conquistados;

- Possui dois livros publicados, um deles está sendo distribuído para todas as escolas públicas do país pelo MEC. Análise SWOT Pontos Fortes - Falta de publicidade;

- Pouca visibilidade no mercado;

- Há somente dois elencos para os 10 espetáculos da Cia.

- Não possui equipe de vendas. Análise SWOT Pontos Fracos - Novas formas de arrecadação de verba como, por exemplo, a utilização de bonecos em campanhas publicitárias;

- Um bom plano de comunicação poderá ampliar os contatos e atrair patrocinadores;

- Apresentações em festivais e mostras nacionais e internacionais. Análise SWOT Oportunidades - Crises Financeiras;

- Vetos de incentivos governamentais para a área;

- Leis de urbanização que restrinjam o deslocamento de transportes para eventos culturais na capital. Análise SWOT Ameaças Falta de conhecimento dos processos de decisão de compra do público potencial (professores de escolas públicas / privadas e patrocinadores). Pesquisa Problema Identificar preferências, hábitos, costumes e fatores que influenciam a decisão de compra do consumidor, ou seja, personificar o perfil do target (tanto para escolas públicas, como privadas). Pesquisa Objetivos Primários - Entender de que maneira o teatro influencia na prática pedagógica dentro da sala de aula;

- Com qual frequência os educadores e os alunos vão aos teatros;

- Descobrir se a compra dos espetáculos é relacionada aos conteúdos aplicados em sala de aula;

- Pesquisar se a distância entre a escola e o teatro influencia na hora da escolha do espetáculo. Pesquisa Objetivos Secundários - Universo / População da Amostra: 200 entrevistados, aplicamos 30 pesquisas como pré- teste (Total 230);

- Pesquisa feita na cidade de São Paulo e Grande São Paulo;

- O questionário foi aplicado para educadores da rede pública e privada da educação infantil e fundamental I. Pesquisa Abrangência A escola em que trabalha realiza atividades extraclasse com seus alunos?

Dos entrevistados 94,5% responderam que sim e 5,5% informaram que a escola em que trabalham não realiza nenhuma atividade extraclasse.


Se sim, quais?

Existe uma grande equiparação entre as respostas para este item. A maioria indicou as visitas aos museus, exposições, teatros, parques, apresentações de dança, como as mais realizadas. Pesquisa Questionário - 94% das escolas apresentam em seu planejamento anual atividades extracurriculares;

- 46,5% das instituições o fazem de duas a três vezes ao ano;

- O tema (67,5%), coerência com o planejamento (51%) e idade (39,5%) são fatores determinantes para a escolha de um espetáculo;

- Das escolas participantes da pesquisa, 47,5% comprariam espetáculos de bonecos para serem realizados na própria instituição e estariam dispostas a investir entre R$1.000,00 a R$1.500,00 em uma apresentação; Pesquisa Considerações Finais - A qualidade do trabalho e a experiência da Cia;

- O público alvo prestigia seus espetáculos;

- O elenco demonstra-se motivado e comprometido com o desenvolvimento do trabalho da Cia;

- Os bonecos são de produção própria e possuem valor e qualidade técnica;

- A Cia. é reconhecida pela crítica e público pela qualidade de seus espetáculos, comprovados pelos prêmios recebidos na área de teatro infantil;

- Um livro da Cia.entrou na lista do MEC para ser distribuído em todas as escolas públicas do país. Nova Análise SWOT Pontos Fortes Aproximar o público-alvo (educadores) dos projetos que realiza, por meio de ações de incentivo à arte e à cultura, buscar maior visibilidade e atrair patrocinadores.



Os resultados apresentados na pesquisa sobre a frequência do professor ao teatro foi uma grande surpresa. Reconhecer em nosso público alvo as mesmas características apontadas nas pesquisas do IPEA, IBGE e outros institutos sobre a falta de hábito do consumo de cultura por parte dos brasileiros, nos levou a compreender que
os critérios para a decisão de compra do professor por um espetáculo não era o nosso único desafio ou problema. Diagnóstico - Não possuem assessoria de venda exclusiva para os contatos com instituições como CEUs, SESCs e SESIs;

- Não possuem um trabalho de assessoria de imprensa ou de divulgação;

- A Cia. está pouco presente nas redes sociais;

- O site da Cia. não tem uma estrutura de organização adequada (arquitetura de informação);

- Não realizam trabalho de marketing digital (SEO, SAM,Google Analitics, Google Add Words etc.);

- Não possuem material de comunicação eficiente e atualizado;

- Faltam patrocinadores. Nova Análise SWOT Pontos Fracos - A Cia. cria e produz os bonecos que utiliza nos espetáculos. Isso pode se tornar uma fonte de receita para o grupo, que pode oferecê-los ao público e também para fins publicitários, segmentos de interesse da Cia;

- O momento econômico do país está aquecido e oferece novas oportunidades para o segmento cultural;

- Ter projetos aprovados em lei de incentivo federal, estadual e municipal;

- Apresentações em Festivais e Mostras Nacionais e internacionais;

- Propor parceria com empresas de transporte a fim de conseguir condições diferenciais para atender às escolas; Nova Análise SWOT Oportunidades - Não conseguir patrocinadores para seus projetos;

- Perder espaço no mercado devido à dificuldade de manter os projetos sem patrocínio;

- Fatores políticos e econômicos que possam alterar as formas de liberação de verbas predestinadas ao incentivo de projetos culturais;

- A Cia. não conseguir atender a demanda com o planejamento de comunicação;

- A migração de Cias. de bonecos de outras cidades, estados e países para São Paulo e Grande São Paulo. Nova Análise SWOT Ameaças - Diálogo mais direto com seus principais clientes, por meio do site, das redes sociais, propondo fóruns, palestras, oficinas e etc;

- Criação do Clube do Professor da Articularte. O professor participante receberá frequentemente informações sobre a Cia., suas realizações, apresentações, estreias e terá um desconto na compra dos ingressos e oficinas que participar;

- A cada estreia de um novo espetáculo haverá uma apresentação exclusiva para a Classe da Educação, e outra especialmente para diretores de marketing, jornalistas e possíveis patrocinadores.

- A Cia. também produzirá um book de captação, apontando todas as vantagens que uma empresa poderá ter associando sua marca à Articularte, uma empresa respeitada pelo público e crítica, e que tem sua fundação pautada no respeito à infância e à adolescência. Diagnóstico Proposta - 43,5% dos professores raramente vão ao teatro, mas 99% dos que frequentam habitualmente esses espaços, consideram que esse hábito colabora com sua prática pedagógica em sala de aula;

- 64% dos educadores o serviço de transportes para esse tipo de evento deveria ser mais barato;

- 90% deles a localização, estrutura do espaço, acomodação e o conforto são fatores determinantes para a decisão de compra por parte das escolas. Pesquisa Considerações Finais Todas essas leis e projetos do governo apontam a necessidade da realização de um trabalho contínuo de incentivo à cultura. Quanto mais cedo a arte fizer parte da vida das pessoas, melhor será para a cultura,
para a educação e para o país.


ESTUDANTES

A rede estadual de ensino de São Paulo conta com 5,3 mil escolas e mais de quatro milhões de alunos.
Há 13 Diretorias de Educação na capital, que tem sob suas jurisdições uma média de 45 escolas por diretoria. Fatores Ambientais Demográficos Fatores Ambientais Demográficos EDUCADORES

Segundo dados do site da Secretaria estadual da educação, há no estado de São Paulo 230 mil professores.
Nossa pesquisa sobre consumo de teatro pelas escolas foi aplicada a professores de escolas particulares e públicas de Ensino Infantil e Ensino Fundamental I de São Paulo e Grande São Paulo. O Teatro é incluído nas atividades extras da escola?

Dos entrevistados 88,5% responderam que o teatro é incluído nas atividades extras da escola e 11,5% indicaram que não. Pesquisa Questionário Acredita que ir ao teatro colabora com sua prática pedagógica?

Dos entrevistados 99% responderam que levar os alunos ao teatro colabora com a prática pedagógica em sala de aula. Apenas 1 %, respondeu que não, pois a escola em que trabalha não realiza esse tipo de atividade.

Se sim, como?

Os entrevistados apontaram que essa prática possibilita a ampliação do conhecimento, do repertório cultural e artístico, incentivam à cultura e aumenta o interesse dos alunos. Pesquisa Questionário Como entretenimento pessoal, com que frequência costuma ir ao teatro?


Dos entrevistados 43,5% responderam que raramente frequentam o teatro, uma média de 40,5% apenas uma vez por mês, 12% de duas a três vezes ao mês e 4% nunca frequentam. Pesquisa Questionário O que o teatro agrega para você e seus alunos?

Dos entrevistados 75% responderam que agrega conhecimento, 60,5% vivência ao aprendizado, 41% incentivo à cultura e 33,5% lazer. Pesquisa Questionário A Instituição em que trabalha compraria um espetáculo de BONECOS para ser apresentado em:

(47,5%) Escola (14%) Teatro (35,5%)Nos dois lugares (3%) Não compraria Pesquisa Questionário A Cia. Articularte atua há mais de 10 anos em SP e conta com cinco atores em todos os seus espetáculos. Qual o valor que a escola estaria disposta a investir por uma apresentação?


Das escolas que participaram da pequisa a maior parte informou que investiria entre R$1.000,00 e R$1.500,00 por apresentação. Pesquisa Questionário Na reserva de um espetáculo pela escola quem pagaria o investimento?


(31,5%) Escola ( 68,5%, ) Pais dos alunos Pesquisa Questionário Cia. Articularte de Teatro de Bonecos LEIS DE INCENTIVO À CULTURA

LEI DO FOMENTO AO TEATRO
Estabelecido pela Lei 13.279/02 o Programa Municipal de Fomento ao Teatro para a Cidade de São Paulo
tem por objetivo apoiar a manutenção de grupos e criação de projetos de trabalho continuado de
pesquisa e produção teatral.


LEI MENDONÇA
A lei 10.923/1990, mais conhecida como Lei Mendonça, possui como objetivo promover iniciativas culturais
na cidade de São Paulo, por meio de incentivos fiscais. Fatores Ambientais Culturais Foto: Cia Truks Foto: Cia Pia Fraus Site da Cia. na Internet Livro: João Cabeça de Feijão Livro: Casa de Bonecos - 10 anos do Teatro da Cia. Articularte Num mundo pluralista e em constante movimento como o atual, saber se comunicar e reconhecer as diversas formas de expressões dos povos é, sem dúvida nenhuma, um capital humano e social de inestimável valor.

 
A Dialeto Brasil é protagonista de sua própria história num mundo em contínuo movimento, atuando sempre com ética, valorizando pessoas e ideias, ditando o passo, inspirando, despertando paixões ou, simplesmente, respeitando o ritmo natural do universo e aprendendo valiosas lições com ele. Agência Dialeto Brasil Missão
Entusiasmar, inspirar, encantar pessoas, povos, com ideias, pensamentos e projetos que visem o crescimento cultural do público alvo, através de soluções completas e eficazes nas ações de comunicação de seus clientes.

Visão
Ser referência de qualidade em serviços de comunicação e consultoria em projetos culturais, em qualquer lugar do mundo.

Valores
Respeito, ética, paixão, criatividade, aprimoramento constante, inovação, valorização do relacionamento com clientes, colaboradores, fornecedores e todos os segmentos com que se relaciona.
  Agência Mapa das Diretorias de Ensino
Full transcript