Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

GENGIVA

No description
by

Manuela Santos

on 25 November 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of GENGIVA

Vídeo retirado de www.youtube.com/watch?v=anurtwnL_lA a 13/11/2014, sem autorização do autor
GENGIVA
Ana Belisa Pais
Ana Miguel Silva
Joana Leite
Maria João Azevedo
Margaux Silva
Maria Santos

Materiais e Métodos
-de Ferraris MEG, Muñoz AC. Histología y embriología bucodental: Editorial Médica Panamericana; 2002.
-PubMed e EBSCO


Palavras-chave: “Gengiva”, “gencive”, “gengiva histology”, “attached gingival”, “attached gingiva histology”, “smoker’s melanosis”, “gum diseases”, “gum pathologies”.


Durante esta apresentação:
Periodonto: Periodonto de Proteção
Gengiva: Gengiva Livre e Gengiva Aderida
União Dentogengival
Estrutura Histológica
Vascularização e Inervação da Gengiva
Patologias Associadas à Gengiva
Periodonto
Sustentação;
Fixação no osso
Asseguram a sua:
Tecidos que revestem e envolvem os dentes
A sua constituição varia com alterações:
Figura 1 - Periodonto (figura retirada sem autorização do autor)
Na idade
Na mastigação
No meio bucal
Gengiva
Unida ao periósseo do osso alveolar
Entre o sulco gengival e o sulco mucogengival
Origem, evolução e desenvolvimento do periodonto de proteção
• Período que antecede a erupção do dente
• Período de erupção dentária
• Período posterior à erupção dentária
Período que antecede a erupção do dente
Ínicio da erupção
Invaginação da mucosa
Retirada de http://www.epmajournal.com/content/figures/1878-5085-4-16-4-l.jpg a 29/10/2014) sem autorização do autor
Reorganização estrutural dos ameloblastos
Posição da Gengiva Aderida
Epitélio reduzido
Período de erupção dentária
Epitélio bucal
Epitélio reduzido
Fusão
Características Clínicas
Intensa atividade mitótica
Tecido conjuntivo intermédio degenera
Forma-se
cavidade
a partir da qual o dente erupciona
Período posterior à erupção dentária
Aspeto Rugoso

Formação
Sulco gengival
Vascularização
linfática
Inervação
Epitélio de união
Cor: Rosa pálido
Consistência: Firme
Vasos Periósseos
- provenientes do periósseo
- anastemosam com os outros dois tipos de vasos na gengiva livre

Vasos do ligamento periodontal
- que se anastemosam com os vasos periósseos

Vasos do osso alveolar
- que dão ramos para a papila e para o ligamento periodontal
Plexo Subepitelial
Formado por ramos finos provenientes dos vasos periósseos na gengiva livre

Plexo Dentogengival
Existe por baixo do epitélio juncional e do epitélio do sulco
Fina rede vascular que está paralela à membrana basal dos epitélios
Submentonianos
- região vestibular e
lingual da gengiva
da região dos incisivos

Submandibulares
- gengiva vestibular da região incisal superior
- região dos molares inferiores

Cervicais profundos
- gengiva palatina da região incisal superior

Jugulodigástricos
- gengiva dos terceiros molares
Ramos terminais do
nervo trigémio

- Labial superior, do nervo infraorbitário
- Dentário superior
- Palatino anterior
- Sublingual, do nervo lingual
- Mentoniano
Fig. retirada de https://www.flickr.com/photos/65113109@N06/5929427229/ , a 11/11/2014, sem autorização do autor
Estrutura Histológica
Esquema histológico da Gengiva
Retirado de http://i47.tinypic.com/2q0n1qf.jpg a 11/11/2014 sem autorização do autor
Retirado de http://bcperio.ca/wp-content/gallery/ba-gum-grafting/ho-carmen_01_resize.jpg às 11/11/2014 sem autorização do autor
Gengiva Aderida
Estrutura Histológica
Retirado de http://download.e-bookshelf.de/download/0000/6829/68/L-X-0000682968-0001487960.XHTML/images/c01f005.jpg a 08/11/2014, sem autorização do autor
5 grupos de
Fibras Gengivais
Fibras dento-gengivais
Fibras alvéolo-gengivais
Fibras circulares
Fibras dento-periosteais
Fibras transeptais

Retirado de http://www.hs-menezes.com.br/images/ligamentofibrapng.PNG a 9/11/2014], sem autorização do autor
Retirado de http://www.dent-wiki.com/img/xldent-33.jpg.pagespeed.ic.ralB9CfESd.jpg a 11/11/2014 , sem autorização do autor
Epitélio
- tipo pavimentoso estratificado queratinizado.
- estrato córneo com diferentes graus de queratinização
- menor quantidade de glicogénio que o epitélio não queratinizado
- maior quantidade de células de Langerhans e melanócitos
Córion gengival
- grosso e extremamente fibroso
- abundantes papilas delomorfas
- a sua superfície apresenta um aspeto puntiforme
Fotografia histológica da Gengiva Aderida
Retirado de http://4.bp.blogspot.com/-HpKAd5cKsT4/Thw0KBUoNrI/AAAAAAAAAH4/For_n5J7mfE/s320/rete+ridges.jpg a 11/11/2014 , sem autorização do autor
As fibras de colagénio reforçam a
união dentogengival
Região da mucosa que não está unida ao osso subjacente
Estende-se desde o bordo gengival livre até ao sulco gengival livre
http://odontopedia.info/index.php/Arquivo:Gengiva_1.png
[11/11/2014]; sem autorização do autor
localizado aproximadamente no limite esmalte-cemento

maior evidência ao nível dos incisivos e pré-molares inferiores

a parede interna entra na constituição da gengiva (outros autores consideram como parte do epitélio de união)
Inflamação da gengiva relacionada com a acumulação da placa bacteriana

Gengivas inchadas, vermelho intenso e que sangram facilmente durante a escovagem dos dentes

O que contribui para a gengivite :
Tabaco
Dentes mal alinhados
Stress
Má higiene bucal
Tratamento :
Destartarização
Periodontite
https:lh5.ggpht.com/1kRdYUQF0p2jT_KFLqKqE1Idjtjqm0dgL5N2EUn_ojucBZ8smPENwfBNeVTsFqlmdIxp3Q=s114
[11/11/2014]; sem autorização do autor
Inflamação do periodonto, ou seja do osso alveolar, da gengiva, do cemento e do ligamento periodontal.

Forma bolsos infetados no sulco gengival

Acompanhado, às vezes, por perda óssea horizontal
Tratamento :
https://www.studyblue.com/notes/note/n/den-100-final/deck/4509289 [11/11/2014]; sem autorização do autor
Remover as bactérias ou tártaro na superfície do dente anormalmente à mostra

Recolar as gengivas nas superfícies do dente para voltar a protegê-lo

Por vezes é preciso tratamento local através de pequenas cirurgias
Gengiva livre localizada entres os dentes

Forma piramidal nos dentes anteriores e de "tenda" nos dentes posteriores
Depressão côncava na zona dos molares - Vale ou "
col
"
Valle ou col
de Ferraris MEG, Muñoz AC. Histología y embriología bucodental: bases estructurales de la patología, el diagnóstico, la terapéutica y la prevención odontológica: Editorial Medica Panamericana Sa de; 2002. (sem autorização do autor)
Função : unir a gengiva ao dente
Epitélio do sulco
Epitélio de união
Córion

Estrutura Morfohistológica
Pavimentoso estratificado não queratinizado
http://minerva.ufpel.edu.br/~mgrheing/cd_histologia/especial/dente.htm . Consulta: 12.11.14 . Imagem utilizada sem autorização do autor
Características morfológicas pré-determinadas pelas propriedades inductivas da lâmina própria ou do córion subjacente.
Transplante de epitélio queratinizado para a lâmina própria do sulco
Transforma-se em não queratinizado
Se, pelo contrário, se transplanta epitélio do sulco para o córion da mucosa mastigatória
Este epitélio torna-se queratinizado
Estrutura variável do
epitélio depende da ação
indutora do ectomesênquima
derivado da crista neural.
Células próximas umas das outras
Intensa atividade mitótica
Clinicamente:
cor rosada ou coral

superfície lisa, brilhante e de consistência móvel

espessura aproximada de 1mm
Histologicamente:

Conexão com o tecido conjuntivo - projeções papilares

Presença de cristas epiteliais interpapilares - característica histológica típica do epitélio da boca

Queratinizado ou paraqueratinizado

Estratos celulares:
Basal ou germinativo
Espinhoso
Granuloso
Córneo

Presença de melanócitos, células de Langerhans e células de Merkel
Epitélio queratinizado
estrato córneo - número reduzido de camadas

espessura 10-20µm
de Ferraris MEG, Muñoz AC. Histología y embriología bucodental: bases estructurales de la patología, el diagnóstico, la terapéutica y la prevención odontológica: Editorial Medica Panamericana Sa de; 2002.


Epitélio paraqueratinizado
mais frequente

células superficiais possuem núcleo picnótico e citoplasma com poucos filamentos de queratina

estratos córneo e granuloso muito pouco desenvolvidos
O epitélio da gengiva interdentária
Pavimentoso estratificado paraqueratinizado
- vertente vestibular e lingual

Pavimentoso não queratinizado
- revestimento do col
tecido conjuntivo semidenso

células:

fibroblastos - sintetizar os diversos tipos de fibra do tecido conjuntivo; constituição da matriz extracelular

mastócitos - perto dos vasos sanguíneos; produzem substâncias que controlam fluxo de sangue

macrófagos: participam ativamente na defesa do organismo

fibras de colagénio (tipo I), fibras reticulares e poucas fibras elásticas




Córion
Mais tempo para adesão bacteriana
Colonização e Invasão bacteriana
Zona mais apical na região dos molares
Células menos diferenciadas
Células com menor capacidade de descamação
http://blogkamilagodoy.com.br/entenda-por-que-os-terceiros-molares-sao-cinhecidos-como-dentes-do-juizo/. Consulta : 13.11.14 . Imagem utilizada sem autorização do autor
Epitélio de União
Fixa-se ao redor do colo da coroa clínica dos dentes
Fixa a gengiva ao esmalte
Sela o periodonto - proteção biológica
Base no fundo do sulco gengival
Vértice na junção amelocementária
Esmalte
Pavimentoso estratificado não queratinizado
População Intrínseca Queratinocítica
População Extrínseca Transitória
Queratinócitos
Orientados num plano paralelo à superfície dentária
Camada basal estão perpendiculares ao dente . Não têm tendência a maturarem
Expressam integrinas alfa4 e beta6
Células Basais

-RER
-Complexo Golgi
-Hemidesmossomas associados à lâmina basal externa
Retirado de http://galleryhip.com/free-gingival-groove.html a 11/11/2014 sem autorização do autor
Gengiva Livre
Gengiva Livre
Gengiva Aderida
União Dentogengival
Patologias associadas
Epitélio do sulco
Vascularização
sanguínea
Células Suprabasais
-Vão aplanado no sentido basal - superfície do dente
-RER + C.Golgi - sintetizam glicosaminoglicanos e proteínas para a lâmina basal
- Células mais próximas da base do sulco possuem capacidade fagocitíca
-Fixação ao dente - lâmina basal interna
Lâmina basal interna(1) e externa(2). Hemidesmossomas (3). tps://www.studyblue.com/notes/note/n/the-periodontium-1-the-gingiva-and-perio-ligament/deck/1076947. Consulta: 13.11.14. Imagem utilizada sem autorização do autor
3
1
2
Células Suprabasais.. “Histología y embriologia bucodental”, Mª E. Gómez de Ferraris, A.Campos Muñoz . página 330, imagem uitlizada sem autorização do autor.
Células Basais.. “Histología y embriologia bucodental”, Mª E. Gómez de Ferraris, A.Campos Muñoz . página 330 , imagem utilizada sem autorização do autor

Lâmina Densa e Lâmina Lúcida
Laminina 5
Hemidesmossomas
Adesão fisico-química. Intervêm forças intermoleculares de atração-repulsão
Podem-se perder por ação enzimática ou pela soma das forças aplicadas
Regeneração média 7 dias
Imagem retirada de http://www.studiodentaire.com/conditions/fr/gingivite.php (30/10/14) sem autorização
Imagem retirada de http://www.mundodastribos.com/estetica-dental-antes-e-depois-tratamento-odontologico.html (30/10/14) sem autorização
GENGIVITE
Imagem retirada de http://www.dr-gilles-charbonnier-chirurgiens-dentistes.fr/parodontite.html (30/10/14) sem autorização
Imagem retirada de http://flavio31.pagesperso-orange.fr/parodontite.html (30/10/14) sem autorização
Se pelo contrário se transplanta epitélio do sulco para o córion da mucosa mastigatória

Este torna-se queratinizado
Granulócitos
Linfócitos
Monócitos
Queratinócito ativado
Segrega fatores estimuladores de colónias de granulócitos (G-CSF) e de monócitos (M-CSF) .
IL-1 e TGF-beta ----> estimula presença e atividade linfocitária
Melanose do fumador
Pigmentação de cor acastanhada na zona da gengiva aderida
Excesso de produção de melanócitos e consequente deposição
A gengiva encontra-se inserida no periodonto de proteção.
Três áreas distintas: a gengiva livre, a gengiva aderida e a gengiva interdentária.
Tem como função resistir às forças da mastigação, fixando o dente e conferir proteção contra ataques bacterianos.
É irrigada pelo sistema vascular sanguíneo, pelo sistema vascular linfático e enervada pelos ramos terminais do nervo trigémio.
A gengiva está sujeita a alterações derivadas da idade, da higiene do indivíduo e de certas patologias.

Conclusão

Córion
Variedade laxa
Fibroblasto
Fibras de colagénio
Escassos
Infiltrado inflamatório
neutrófilos
linfócitos
macrófagos
invasão bacteriana frequente
infiltrado fisiológico
Aderem, fagocitam e destroem microrganismos
Ação antibacteriana : peróxido de hidrogénio, àcido hipocloroso,lisozima
Processamento e apresentação antigénica
IL-1
Doença periodontal: enzimas que degradam tecido conjuntivo
Líquido gengival / crevicular
flui para o sulco
limpeza; proteção ; infeção -- não é consensual
Composição:
hidratos de carbono,anticorpos, enzimas(lisozima), eletrólitos
Estrutura variável do epitélio depende da ação indutora do ectomesenquima derivado da crista neural.


GENGIVA LIVRE OU MARGINAL
Epitélio

Córion
SULCO GENGIVAL LIVRE
Épitélio da gengiva livre
Gengiva interdentária
“Histología y embriologia bucodental”, Mª E. Gómez de Ferraris, A.Campos Muñoz . página 330. imagem utilizada sem autorização do autor
Limites do epitélio de união. “Histología y embriologia bucodental”, Mª E. Gómez de Ferraris, A.Campos Muñoz . página 330. imagem utilizada sem autorização do autor.
http://profissaodentista.com.br/anatomia-histologia-e-fisiologia-do-periodonto/. Imagem utilizada sem autoriazação do autor
Dentina (D), Gengiva (G), Epitélio da gengiva ( EG) , Epitélio do sulco ( ES) , junção cemento-esmalte ( JCE). http://minerva.ufpel.edu.br/~mgrheing/cd_histologia/especial/dente.htm. Consultado a 12.11.14 . Imagem utilizada sem autorização do autor
Full transcript