Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Linha do tempo da Psicologia

No description
by

Vinícius Borges Ferreira

on 18 September 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Linha do tempo da Psicologia

427 a.C. - 348 a.C.
348 a.C. - 322 a.C.
ARISTÓTELES
PLATÃO
1561 - 1626
FRANCIS BACON
GALILEU GALILEI
1596 - 1650
RENÉ DESCARTES
1632 - 1704
JOHN LOCKE
1685 - 1753
GEORGE BERKELEY
1711 - 1776
DAVID HUME
1714 - 1766
ROBERT WHYTT
1724 - 1828
IMMANUEL KANT
1758 - 1828
FRANZ JOSEPH GALL
1774 - 1842
CHARLES BELL
1783 - 1855
FRANÇOIS MAGENDIE
1794 - 1867
JEAN MARRIE PIERRE
1795 - 1878
ERNST H. WEBER
1801 - 1858
JOHANES P. MULLER
1801 - 1889
GUSTAVO FECHNER
CHARLES DARWIN
1809 - 1882
KARL MARX
1818 - 1883
HERMAN HEMLHOTZ
1821 - 1894
FRANCIS GALTON
1822 - 1911
PAUL BROCA
1824 - 1880
1832 - 1920
WILHELM WUNDT
1842 - 1910
WILLIAN JAMES
1842 - 1925
JOSEF BREUER
1843 - 1926
CAMILO GOLGI
1848
CASO PHINEAS GAGE
1849 - 1936
IVAN PAVLOV
1852 - 1934
SANTIAGO RAMON
1856 - 1939
SIGMUND FREUD
1857 - 1952
CHARLES S. SHERRINGTON
1857 - 1911
ALFRED BINET
1859 - 1938
EDMUND HUSSERL
1860 - 1944
JAMES M. COTTELL
1861
PAUL BROCA E A AFASIA
1863 - 1916
HUGO MUNSTERBERG
1867 - 1927
EDWARD B.TITCHENER
1869 - 1949
JAMES R. ANGELL
1874 - 1949
EDWARD L. THORNDIKE
1876 - 1956
ROBERT YERKES
1877 - 1956
LEWIS M. TERMAN
1878 - 1972
LILLIAN M. GILBRETH
1878 - 1958
JOHN B. WATSON
1880 - 1943
MAX WERTHEIMER
1879
WUNDT FUNDA O PRIMEIRO LABORATÓRIO DE PSICOLOGIA
1887 - 1975
GUSTAV L. HERTZ
1887 - 1967
WOLFGANG KOHLER
1890 - 1958
KARL S. LASHLEY
1880 - 1941
HARRY L. HOLLINGWORTH
1886 - 1941
KURT KOFFKA
1890 - 1947
KURT LEWIN
1896 - 1934
LEV S. VIGOTSKI
1896 - 1980
JEAN PIAGET
1898 - 1969
WARREN S. McCULLOCH
1901 - 1981
JACQUES LACAN
1904 - 1990
B. F. SKINNER
1902 - 1977
ALEXANDER R. LURIA
1564 - 1642
1905
REVOLUÇÃO RUSSA
1801 - 1889
JEAN PAUL SARTRE
1928 -
NOAM CHOMSKY
1906 - 1973
STANLEY S. STEVENS
1913
MANIFESTO BEHAVIORISTA
1908 - 1961
MAURICE M. PONTY
1927 - 2011
JOHN McCARTHY
1914 - 1918
1ª GUERRA MUNDIAL
1920
WATSON E O PEQUENO ALBERT
RACIONALISMO
EMPIRISMO
NEUROFISIOLOGIA
PSICOFÍSICA
PSICOLOGIA FISIOLÓGICA
ESTRUTURALISMO
FUNCIONALISMO
DESENVOLVIMENTO INICIAL DA PSICOLOGIA APLICADA
GESTALT
FENOMENOLOGIA
PSICANÁLISE
BEHAVORISMO
SÓCIO - HISTÓRICA
PSICOLOGIA COGNITIVA
Não podemos ter se não opiniões incertas sobre tudo o que sentimos ou percebemos sensorialmente, mas podemos chegar a um conhecimento seguro sobre aquilo que reconhecemos com a nossa razão.
Fez parte do movimento racionalista.
387 a.C. – Funda a Academia: teoria da reminiscência, onde diz que o conhecimento é inato, vivemos em um mundo sensível com lembranças de um mundo inteligível em que passamos antes de nascer, ou seja, ao viver em um mundo concreto, relembro conforme o prático.

Criou o método racional, criando assim o que chamava silogística, que até períodos atuais eram usados para o estudo da lógica. O que levou Aristóteles a esta definição foi a necessidade de desvalidar observações casuais feitas sem a utilização da razão e sim por simples associações.
Procura abstrair por meio do intelecto, razão, a importância das coisas, abstrair as essências.
Fez parte do movimento racionalista.
335 a.C. – Fundou o Liceu (escola peripatética).

Propõe a teoria do método indutivo: "Percebo as irregularidades, observo as regularidades e passo a fazer testes de uma observação sistemática, podendo fazer uma teoria. A partir dos erros a teoria é aprimorada.
Só podemos conhecer a natureza através do seu domínio, precisamos conhece-la realmente e não através de suposições."
Fez parte do movimento empirista.
1609 – Galileu aperfeiçoa o telescópio: Cria a física como um sistema seguro de observação sistemática (telescópio e cálculos sistemáticos).
1633 – É julgado pelo tribunal do santo oficio: após sua renuncia das críticas feitas a cosmologia, fala sobre a soberania da igreja como moral e espirito onde tudo relacionado a moral e espirito seria inquestionável, criando a ciência que falaria sobre o mundo.
Propõe o método da dúvida e o dualismo cartesiano. Método da dúvida: consiste em que tudo que é possível duvidar tem que ser abandonado, pois tudo que é questionável não é uma verdade segura, sua primeira conclusão foi que nossos sentidos são falhos. Dualismo cartesiano: consiste em compreender a existência como uma oposição entre formas distintas, bem e mal, consciente e inconsciente e assim por diante, este pensamento pressupõe a diferença fundamental entre corpo e mente, por mais que pareçam não ser distintos um do outro a luz da percepção sensorial.
Determina que a razão é capaz de juntar várias sensações e chegar a conclusão de que a essência é a mesma.
Participou do movimento racionalista.

Propõe que nenhuma ideia é inata afirmando que a mente é uma tabula rasa, aprende-se pela experiência, tentativa e erro.
Sua teoria se baseia no conhecimento como fruto da experiência onde as ideias complexas formam o conceito de tudo que as ideias simples adquiriram.
Participou do movimento empirista.

Propõe que o único mundo real é o mundo mental, ou seja, a existência é dependente de nossas percepções, e elas são a nossa própria realidade.
1734 – tornou-se bispo de Cloyne: implementou sua teoria afirmando que as regularidades são dadas por Deus.

Propõe a teoria da associação de ideias criticando a teoria de Berkeley em relação a ontologia. Filosofo empirista.
Contribuiu para a neurofisiologia com pesquisas sobre o ato reflexo e a diferença entre comportamentos voluntários e involuntários, determina o papel decisivo da medula espinhal no comportamento reflexo.
Kant faz a síntese entre racionalismo e empirismo, diz que só conhecemos o mundo refratado através dos quadros subjetivos do espaço e do tempo,só conhecemos os fenômenos e não as coisas em si ou noumenos. As únicas intuições de que dispomos são as intuições sensíveis,sem as categorias, as intuições sensíveis seriam "cegas", isto é, desordenadas e confusas, mas sem as intuições sensíveis concretas as categorias seriam "vazias", isto é, não teriam nada para unificar.Filosofo da epistemologia.
Contribuiu com a neurofisiologia. O colaborador mais importante de Gall foi Johann Spurzheim, o ajudou a ampliar o chamado modelo frenológico e disseminá-lo na Europa e EUA. As teorias e práticas frenológicas de Gall foram melhor aceitas na Inglaterra, onde a classe dominante a usou para justificar a "inferioridade" de seus servos coloniais incluindo os irlandeses, e logo em seguida nos EUA, onde se tornou muito popular de 1820 a 1850.
1796 - Foi o pioneiro da noção de que diferentes funções mentais são realmente localizadas em diferentes partes do cérebro.

Dedicou a maior parte da sua vida a experimentar e dissertar como professor de anatomia, também foi conhecido como o pai da fisiologia experimental e distinguiu as funções sensoriais e motoras dos nervos espinhais juntamente com Bell em 1822.
1860 - Formulou uma importante lei no campo da Psicofísica. É a Lei de Weber, que estabelece a relação entre estímulo e sensação, permitindo a sua mensuração. Essa lei teve muita importância na história da psicologia, porque instaurou a possibilidade de medida do fenômeno Psicológico, o que até então era considerado impossível. Dessa forma, os fenômenos Psicológicos vão adquirindo status de científicos, porque, para concepção de ciência da época, o que não era mensurável não era passível de estudo científico.
Contribuiu para a psicofísica.Fechner é considerado o precursor da psicologia cientifica por ter desenvolvido investigações sistemáticas e rigorosas e por ter expresso em linguagem matemática uma relação entre fenômenos físicos e psicológicos.
1860 - publica o Element der Psychophisic onde procura estabelecer a relação entre os estímulos físicos e as sensações. Enuncia com Weber a primeira lei da psicologia experimental: a sensação varia segundo o logaritmo da estimulação.

Contribuiu para a neurofisiologia.
Criador da ciência experimental cerebral e um dos pioneiros na anestesia.
Contribuiu para a neurofisiologia.

Contribuiu fundamentalmente nos campos da fisiologia, neurobiologia, embriologia e zoologia.
Foi o criador da teoria da evolução.
Dizia que as sociedades progridem através da luta de classes, um conflito entre a classe burguesa que controla a produção e um proletariado que fornece a mão de obra para a produção.
Foi o criador da teoria da Panspermia Cósmica.
Contribuiu para a neurofisiologia.

Contribuiu para o desenvolvimento inicial da psicologia aplicada.
Ele foi o primeiro a aplicar métodos estatísticos para o estudo das diferenças e herança humanas de inteligência, e introduziu a utilização de questionários e pesquisas para coletar dados sobre as comunidades humanas.

Contribuiu significativamente para a área das neurociências ao evidenciar pela primeira vez a localização da função da linguagem em uma região determinada no cérebro.
Contribuiu para a psicologia fisiológica.
Teve grande influência na institucionalização da psicologia e sua divulgação, formando pesquisadores. É considerado o pai da psicologia por ser o fundador do 1º laboratório de psicologia em 1879.

Contribuiu para a psicologia funcionalista.
Willian foi o 1º psicologo americano. É um dos fundadores da psicologia moderna e importante filósofo ligado ao Pragmatismo. James foi um dos formuladores e defensores da filosofia do pragmatismo, perspectiva que até hoje exerce bastante influência, principalmente nos EUA.

Contribuiu para a neurofisiologia.
Phineas Gage foi um operário americano que, num acidente com explosivos, teve seu cérebro perfurado por uma barra de metal, sobrevivendo apesar da gravidade do acidente, apresentou apenas uma mudança acentuada de comportamento, sendo objeto para estudos de caso muito conhecidos entre neurocientistas
O caso de Gage é considerado como uma das primeiras evidências científicas que indicavam que a lesão nos lóbulos frontais pode alterar a personalidade, emoções e a interação social.
Antes deste caso os lóbulos frontais eram considerados estruturas sem função e sem relação com o comportamento humano

Foi premiado com o Nobel de Fisiologia ou Medicina de 1904, por suas descobertas sobre os processos digestivos de animais. Ivan Pavlov veio no entanto a entrar para a história por sua pesquisa em um campo que se apresentou a ele quase que por acaso: o papel do condicionamento na psicologia do comportamento (reflexo condicionado). Suas descobertas abriram caminho para o desenvolvimento da psicologia comportamental e mostraram ter ampla aplicação prática.
Contribuiu para o Behavorismo classico.
Na década de 1920, ao estudar a produção de saliva em cães expostos a diversos tipos de estímulos palatares, Pavlov percebeu que com o tempo a salivação passava a ocorrer diante de situações e estímulos que anteriormente não causavam tal comportamento (como por exemplo o som dos passos de seu assistente ou a apresentação da tigela de alimento). Curioso, realizou experimentos em situações controladas de laboratório e, com base nessas observações, teorizou e enunciou o mecanismo do condicionamento clássico.
Considerado o "pai da neurociência moderna", recebeu o Nobel de Fisiologia ou Medicina de 1906.
1922 - Fundador do Laboratorio de Investigaciones Biológicas(rebatizado mais tarde como Instituto Cajal).

Freud iniciou seus estudos pela utilização da técnica da hipnose como forma de tratamento de pacientes com histeria. Ao observar pacientes de Charcot, elaborou a hipótese de que a causa da doença era psicológica, não orgânica, hipótese que serviu de base para seus outros. Ele abandonou o uso de hipnose em pacientes com histeria, em favor da interpretação de sonhos e da livre associação, como vias de acesso ao inconsciente.
Freud criou o termo "psicanálise" para designar um método para investigar os processos inconscientes e de outro modo inacessíveis do psiquismo.

Foi neurofisiologista e patologista. Agraciado com o Nobel de Fisiologia/Medicina de 1932, por descobertas na área da neurologia.
Contribuiu para o desenvolvimento inicial da psicologia aplicada.
Foi um pedagogo e psicólogofrancês que ficou conhecido por sua contribuição no campo da psicometria, sendo considerado o inventor do primeiro teste de inteligência, a base dos atuais testes de QI.

Foi um matemático e filósofo alemão, conhecido como o fundador da fenomenologia.
Em suas primeiras pesquisas, Husserl tenta combinar matemática com a filosofia empírica. O tema de seu estudo será a análise dos processos mentais necessários para a formação do conceito de número; baseado em suas próprias análises, tentará projetar a possibilidade de uma teoria sistemática.

Contribuiu para o desenvolvimento inicial da psicologia aplicada.
Interessado nas diferenças individuais, publicou um importante artigo intitulado "Mental Tests and Measurements" em 1890. Graças a este trabalho e ao dos piscólogos que o seguiram, o desenvolvimento de testes psicológicos converteu-se num importante aspecto da psicologia americana.

Paul Broca descobriu uma área do hemisfério cerebral esquerdo que é importante para a produção da fala (conhecido como área de Broca) marcando o início da neuropsicologia.
Contribuiu para o desenvolvimento inicial da psicologia aplicada.
O movimento da Psicologia forense, foi impulsionado por Hugo Münsterberg que publicou artigos sobre a prevenção de crimes, sobre o uso da hipnose como técnica de interrogatório de suspeitos e testes mentais de culpabilidade e honestidade. Contribuiu também, para o movimento industrial-organizacional com o artigo ‘A psicologia e o mercado’, trabalhou e realizou pesquisas em diversas empresas sendo os resultados dessas pesquisas publicados em um livro intitulado ‘Psicologia e eficiência industrial’ abordando temas como seleção de pessoal, orientação vocacional, publicidade em ambas as publicações.

Contribuiu para o estruturalismo.
Usou a metáfora da biologia para argumentar que era inútil estudar a função antes que a estrutura tivesse sido plenamente compreendida: para ele, a anatomia fornecia a base da anatomia.
“O primeiro objetivo do psicólogo é determinar a natureza e o número dos elementos mentais”. Ele toma a experiência mental, parte por parte, dividindo-a e subdividindo-a, até que a divisão não possa prosseguir, Quando atinge esse ponto, ele encontrou o elemento da consciência.

A psicologia funcionalista surge nos Estados Unidos em oposição à psicologia titcheneriana.
Angell coloca considera que o aspecto estrutural do psiquismo deve ser buscado não nos seus supostos elementos, mas nas funções, atos ou processos mentais. A psicologia deve reconhecer em sua análise estrutural não os elementos como sensações, sentimentos, mas atos como julgar, perceber, recordar. Para Angell a psicologia se torna mais funcional do que a biologia, pois não apenas o funcional precede e produz o estrutural, como também ambos representam duas faces de um mesmo fato.

Lewis Terman, um grande entusiasta dos testes de personalidade, trabalhando na Stanford University, promoveu a primeira revisão da escala Binet-Simon, aumentando o número de tarefas de 54 para 90 e ampliando a escala da idade mental, que abarcava o período dos 3 aos 16 anos, para o de 2 aos 18 anos.
Fez parte do desenvolvimento inicial da Psicologia Aplicada.

Ajudou na percepção por parte dos trabalhadores da importância das dimensões psicológicas do trabalho, sendo a primeira engenheira americana em todo o tempo a sintetizar psicologia e administração científica.
Fez parte do desenvolvimento inicial da Psicologia Aplicada.

John Watson resolveu transformar a psicologia em uma ciência “respeitável”. Para atingir este objetivo, ele insistia, os psicólogos precisavam usar métodos objetivos e estudar comportamentos observáveis, nasce o movimento conhecido como Behaviorismo.
Este movimento teve um grande impacto, não só no comportamento, mas também nas várias teorias que se debruçam sobre a aprendizagem, personalidade e diversas formas de psicoterapia.
É considerado, juntamente com Wolfgang Köhler e Kurt Koffka, um dos fundadores da psicologia da "Gestalt" (também designada por Psicologia da Forma) entre os anos de 1910 e 1914. As suas ideias tiveram um contributo extremamente importante para a Psicologia, sobretudo no domínio da percepção. Max Wertheimer defendia que a explicação para os fenômenos psíquicos estaria fundamentada na descrição do campo fenomenal.
Para ele, a verdade consiste em determinar a estrutura total de experiência e não em captá-la por sensações e percepções singulares associadas.

Wilhelm Wundt criou na Alemanha o primeiro laboratório de pesquisa em Psicologia. A ambição de Wundt era estabelecer uma identidade independente para a Psicologia. Tornando este fato referência para a data oficial da fundação de Psicologia como ciência independente.
Pioneiro na Psicologia Aplicada.

Introduziu as concepções gestaltistas com um artigo na PsychologicalBulletin nos Estados Unidos. Fez parte da Gestalt.
Foi o porta-voz do movimento da Gestalt. Fez estudos sobre o comportamento de macacos e os seus experimentos comprovaram que os chimpanzés têm condições de resolver problemas complexos, como conseguir alimentos que estão fora do seu alcance.
Foi prêmio nobel de física de 1925, juntamente com James Franck, pelas descobertas das leis que descrevem o impacto entre elétrons e átomos.
Fez parte da Psicofísica.

Fez importantes contribuições para o estudo da aprendizagem e da memória.Sua incapacidade de encontrar um único lócus biológico da memória no cérebro do rato (ou " engrama ", como ele a chamava) sugeriu-lhe que as memórias não foram localizados para uma parte do cérebro, mas foram amplamente distribuídos por todo o córtex cerebral.
Fez parte da Neurofisiologia.

Elaborou a Teoria de Campo. Fez parte da Gestalt.
Cria uma teoria psicológica, chamada de sócio-histórica, que toma como ponto de partida as funções psicológicas dos indivíduos, as quais classificou de elementares e superiores, para explicar o objeto de estudo da sua psicologia: a consciência.
Piaget impulsionou a Teoria Cognitiva, onde propõe a existência de quatro estágios de desenvolvimento cognitivo no ser humano: o estágio sensório-motor, pré-operacional (pré-operatório), operatório concreto e operatório formal.
Fez parte da psicologia cognitiva.

Fez parte da Psicologia Cognitiva.
Teve contato com a psicanálise através do surrealismo e a partir de 1951, afirmando que os pós-freudianos haviam se desviado, propõe um retorno a Freud.
Em 1953, funda a SociedadeFrancesa de Psicanálise.
Fez parte da Psicanálise.

Foi um famoso neuropsicólogo soviético especialista em psicologia do desenvolvimento.
E um dos fundadores de psicologia cultural-histórica onde se inclui o estudo das noções de causalidade e pensamento lógico- conceitual da atividade teórica enquanto função do sistema nervoso central.
Fez parte da Neuropsicológica Soviética- Sócio Histórica.

Conduziu trabalhos pioneiros em psicologia experimental e foi o propositor do Behaviorismo Radical, abordagem que busca entender o comportamento em função das inter-relações entre a filogenética, o ambiente (cultura) e a história de vida do indivíduo.
Cuja sua intenção em suas pesquisas eram era em compreender o comportamento humano e não manipulá-lo, onde ele usava animais como ratos e pombas.
Fez parte do Behaviorismo. Considerado como um Behaviorista radical

Foi um filosofo, escritor e critico francês, conhecido como representante do existencialismo. Acreditava que os intelectuais tem de desempenhar um papel ativo na sociedade.
Fez parte da Fenomenologia.

Fundou o Labortório Psico-Acústico de Harvard, estudando psicoacústica.
Também foi um dos organizadores fundadores da "Psychonomic Society ".
Historicamente, a observação e descrição do comportamento fez oposição ao uso do método de introspecção.
Faz parte do Behaviorismo.

Sustentava que é necessário considerar o organismo como um todo para se descobrir o que se seguirá a um dado conjunto de estímulos.
Fez parte da Fenomenologia.

Foi o sexto conflito mais mortal na história da humanidade e que posteriormente abriu caminho para várias mudanças políticas, como revoluções em muitas das nações envolvidas.
Era um americano cientista da computação e cientista cognitivo. Ele cunhou o termo “inteligência artificial”.
Fez parte da Psicologia Cognitiva.

EPISTEMOLOGIA
LINHA DO TEMPO

PSICOLOGIA NOITE - UNIVERSIDADE POSITIVO
TRABALHO REALIZADO POR:
Elisangela;
Jaqueline;
Juliana;
Karolyne;
Michelle;
Naiara;
Thainá.
Full transcript