Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Biomas Catarinenses

Trabalho de Geografia!
by

Louise Bruns

on 9 August 2011

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Biomas Catarinenses

Biomas Catarinenses Louise Bruns Willrich e Eduarda Schmidt Mangue
Restinga
Mata Atlântica
Mata de Araucárias
Campos ou pampas Mangue O mangue é um bioma típico de áreas costeiras no qual ocorre a transição entre os ambientes terrestres e marinhos. Se localiza às margens de baías, enseadas, barras, desembocaduras de rios, lagunas, entre outros. Ocorre em regiões de clima tropical e subtropical. Seu solo é bastante rico em nutrientes e matéria orgânica com características lodosas e, composto por raízes e material vegetal parcialmente decomposto. As principais espécies de mangues são: Mangue Vermelho, Mangue Branco, Mangue Preto e Mangue de Botão. Há a existência de algumas gramíneas e várias epífitas, como samambaias, orquídeas e bromélias. Já a fauna do manguezal é constituída principalmente por peixes, moluscos e crustáceos. Muitos dos animais que habitam os manguezais não vivem toda a sua vida neste ambiente. Os camarões, por exemplo, ao nascimento da nova geração em alto mar, migram para dentro do manguezal e lá permanecem durante a fase de crescimento, passando de larvas à jovens e, então, voltam ao oceano. Restinga A restinga é encontrada em diferentes tipos de litoral marítimo como nos grandes molhes rochosos, que formam elevados morros, cristas, muralhas, etc. O clima deste ecossistema é bem diferenciado. Na porção ao Sul possui clima mais ameno e úmido com média anual em torno de 17ºC. Já o índice pluviométrico é mais regular e gira em torno de 1.600 mm anuais. Seus solos são arenosos e salinos, ou seja, um solo com bastante sais minerais. A flora da restinga é bastante diversificada, apresentando campos ralos de gramíneas, moitas de arbustos que são intercaladas de clareiras, mata fechada de até 20 metros de altura e brejos com densa vegetação aquática. A fauna da restinga é bastante variada, com a presença do sabiá-da-praia, crustáceos e outros pássaros como o caboclinho, anu, etc. Existem ainda répteis como o calango e a lagartixa da praia e diversos insetos que habitam suas áreas. Mata Atlântica A Mata Atlântica se localiza na região costeira do Brasil. Seu clima é quente temperado e sempre úmido ao sul, porém há diversos microclimas. Suas temperaturas médias são elevadas durante o ano todo e não apenas no verão. Seu solo é pobre em minerais. As regiões da Mata Atlântica têm alto índice pluviométrico devido às chuvas de encosta causadas pelas montanhas que barram a passagem das nuvens. Na hidrografia destacam-se sete das nove maiores bacias hidrográficas brasileiras. Essas abastecem 70% da população brasileira. Existem muitos rios importantes nessas bacias, como por exemplo: Paraíba, São Francisco e Tietê. O grande destaque da mata original era o pau-brasil, que deu origem ao nome do nosso país. Existem aproximadamente 20 mil espécies de plantas que contém uma infinidade de cores, formas e odores diferentes. Destas, 8 mil são endêmicas. O bioma contém uma grande diversidade de bromélias e orquídeas. Mico-leão-dourado, onça-pintada, bicho-preguiça, capivara são os principais animais que vivem nesse bioma. Além de répteis, anfíbios, e peixes há uma grande variedade de pássaros, esses totalizam um total de 1020 espécies. Mata das Araucárias A Mata das Araucárias se desenvolve em regiões nas quais predomina o clima subtropical, que apresenta invernos rigorosos e verões quentes. Os índices pluviométricos são relativamente elevados e bem distribuídos durante o ano. Em sua maior extensão o relevo é composto por escarpas de estratos e planaltos. O solo é de boa qualidade e chega a ser muito fértil em determinados locais. Na flora há o predomínio de pinheiros, erva-mate, imbuia, canela, cedros e ipês. Diversas espécies de leguminosas e mirtáceas também são abundantes no bioma. É um dos ecossistemas mais ricos em relação à biodiversidade de espécies animais. Destacam-se a cutia e o garimpeiro (espécie de ave). Numerosas espécies da flora e da fauna são únicas e características. Campos Na Região Sul surge como as pradarias mistas subtropicais. A terra possui condições adequadas para o desenvolvimento da agricultura, além de comportar água em abundância. O clima da região é o subtropical, que caracteriza-se por temperaturas amenas e chuvas com pouca variação ao longo do ano. O solo em geral é fértil, sendo bastante utilizado para a agropecuária. Apresenta cursos d'água que não são abundantes. Os campos são formados por herbáceas, gramíneas e pequenos arbustos esparsos com características diversas, conforme a região. Existem cerca de três mil espécies de plantas vasculares, sendo que aproximadamente 400 são gramíneas, como capim-mimoso. No bioma encontram-se 385 espécies de aves, como pica-paus, caturritas, anus-pretos e 90 de mamíferos terrestres, como guaraxains, veados, tatus. No Brasil é um bioma ameaçado. Áreas preservadas A região com maior área de preservação do Mangue se encontra em Laguna e Florianópolis. O Estado de Santa Catarina detém hoje uma extensa área de manguezais, aproximadamente 14,3% da costa e da ilha.
O maior foco de restinga presente em nosso estado se localiza em Guaramirim.
As maiores áreas de preservação da Mata Atlântica ficam no Parque Estadual da Serra do Tabuleiro e no Parque Nacional da Serra do Itajaí.
O Parque Nacional de São Joaquim, em Santa Catarina, é uma das principais áreas de preservação da Mata das Araucárias.
Bom Jardim da Serra - SC e Urubici - SC são municípios que possuem uma grande área de campos. Principais fatores sócio-econômicos que provocam agressões ambientais no estado de Santa Catarina Extração de madeira.
Turismo desordenado.
Contrução de cidades, assim como a construção de empreendimentos para o bem-estar da população. Isso pode ser visto aqui em nosso estado. O Shopping Iguatemi causou um grande impacto ambiental no manguezal do Itacorubi.
Industrialização.
Agricultura. mangue vermelho sabiá-da-praia pau-brasil guaraxaim gralha onça-pintada Parque Nacional da Serra do Itajaí PARQUE NACIONAL DAS ARAUCÁRIAS caranguejo-uçá Shopping Iguatemi - Florianópolis Conclusão O estado de Santa Catarina contém uma diversidade de biomas, apesar de muitos deles já terem sido muito ameaçados e hoje só restarem poucas áreas. Pode-se perceber também que há bastante presença de espécies endêmicas, raras em nosso estado. Vale lembrar que Santa Catarina é o estado com maior índice de conservação da Mata Atlântica, ao contrário de outros estados, como São Paulo. As zonas costeiras aqui presentes são umas das mais belas e diversificadas. Assim, é perceptível, que cada vez mais os biomas catarinenses devem receber incentivos para serem preservados. FIM
Full transcript