Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

BARROCO

No description
by

Carolina Rainha

on 17 May 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of BARROCO

em Portugal
em Portugal
Quotation 1
Arte
Literatura
História do Barroco no Brasil
$1.25
segunda-feira, 18 de maio de 2015
Vol XCIII, No. 311
História do Barroco em Portugal
no Brasil
Arte
BARROCO
Cultismo e Conceptismo
"Fermoso rio Lis, que entre arvoredos
Ides detendo as águas vagarosas,
Até que üas sobre outras, de invejosas,
Ficam cobrindo o vão destes penedos;

Verdes lapas, que ao pé de altos rochedos
Sois morada das Ninfas mais fermosas,
Fontes, árvores, ervas, lírios, rosas,
Em quem esconde Amor guardais segredos;

Se vós, livres de humano sentimento,
Em que não cabe escolha nem vontade,
Também às leis de Amor guardais respeito.

Como se há-de livrar meu pensamento
De render alma, vida e liberdade,
Se conhece a razão de estar sujeito?"

(Primavera, Vales e Montes..., Floresta Undécima)
Aleijadinho
Igreja de São Francisco de Assis em Ouro Preto
Igreja de Nossa Senhora do Carmo
Santuário do Bom Jesus de Matosinhos, Congonhas
Mestre Ataíde
Literatura no Brasil
Gregório de Matos Guerra nasceu em Salvador (BA) e morreu em Recife (PE). Estudou no colégio dos jesuítas e formou-se em Direito em Coimbra (Portugal). Recebeu o apelido de Boca do Inferno, graças a sua irreverente obra satírica.
Antônio Francisco Lisboa, Aleijadinho (1730-1814)
Manuel da Costa Ataíde, Mestre Ataíde (1762-1830)

Igreja de São Francisco
A Última Ceia, Colégio do Caraça
D. Francisco Manuel de Melo
Pe. Manuel Bernardes
Francisco Rodrigues Lobo
Sóror Mariana Alcoforado
Concílio de Trendo
Padre Antônio Vieira (1608-1697)
Sermões mais famosos:
- Sermão da Sexágésima (1655)
- Sermão pelo bom sucesso das armas de Portugal contra as de Holanda (1640)
- Sermão de Santo Antônio (1654)
“Quando Cristo mandou pregar os Apóstolos pelo Mundo, disse-lhes desta maneira: Euntes in mundum universum, praedicate omni creaturae: «Ide, e pregai a toda a criatura». Como assim, Senhor?! Os animais não são criaturas?! As árvores não são criaturas?! As pedras não são criaturas?! Pois hão os Apóstolos de pregar às pedras?! Hão-de pregar aos troncos?! Hão-de pregar aos animais?! Sim, diz S. Gregório, depois de Santo Agostinho. Porque como os Apóstolos iam pregar a todas as nações do Mundo, muitas delas bárbaras e incultas, haviam de achar os homens degenerados em todas as espécies de criaturas: haviam de achar homens homens, haviam de achar homens brutos, haviam de achar homens troncos, haviam de achar homens pedras. E quando os pregadores evangélicos vão pregar ar a toda a criatura, que se armem contra eles todas as criaturas?! Grande desgraça! “

(P. Antônio Vieira-Sermão da Sexagésima)
Conceptismo
Cultismo
A ARQUITETURA
Obra marcante do arquitecto Nasoni.
Igreja dos Clérigos - Porto
Tem como motivos decorativos conchas, palmas e folhagens, frontões curvos e interrompidos.
Igreja de Santo Ildefonso, Porto
Santuário do Bom Jesus do Monte (Braga)
As escadarias convergente e divergente são também características do Barroco.
Igreja de Santa Clara
Igreja de Santa Engrácia
- Fachada Simples;

- Planta segue modelo da Basílica de S. Pedro de Bramante;

- Interior ricamente decorado com mármores policomáticos.
Barroco Severo
João Nunes Tinoco e João Antunes, Igreja de Santa Engrácia, Lisboa, iniciada em 1682.
Biblioteca do Convento de Mafra
O projeto pertence ao arquitecto Manuel Caetano de Sousa. Esta biblioteca é um dos mais belos exemplares do estilo rococó (barroco final).
Palácio / Convento de Mafra
A ESCULTURA
Manuel Pereira, S. Pedro Mártir. Arco triunfal da Igreja do antigo Convento de S. Domingos de Benfica.
Frei Cipriano, Senhora da Piedade, madeira policromada, c. 1685.
PRIMEIRA FASE
SEGUNDA FASE
António Pinto de Araújo, S. Mateus, século XVIII, mármore, Igreja dos Jesuítas Braga.
Outros escultores:

- António Pinto de Araújo;

- Jacinto Vieira;

- Félix Adaústo;

- Manuel Dias.
Miguel Francisco da Silva, Igreja da Santa Clara, Porto, século XVIII.
A tradição da talha, designada por "estilo nacional" nasceu no século XVI ligada aos retábulos de altar e encontrou no Barroco a sua máxima expressão.
Séculos XVIII:

- Maiores volumetrias

- Construção de um espaço cénico, pela inclusão de colunas salomónicas, de baldaquinos, de sanefas, etc.
AZULEJO
PINTORES
PRIMEIRA FASE
- Figuras com gestos espressivos
- Composição Teatral
- Fundos Arquitetónicos
- Vibração Cromática Rica
André Reinoso, A Pregação de São Francisco Xavier em Goa, 1619, Igreja de S. Roque, Lisboa.
PRIMEIRA FASE
Domingos Vieira, O Escuro, D. Isabel de Moura, c. 1635.
Grande Realismo







Contraste Cromático
SEGUNDA FASE
- Contraste Cromático;
- Composição movimentada (formas ondulantes das figuras)
André Gonçalves
- Em cima: Adoração dos Magos
- À Esquerda: Assunção de Nossa Senhora, c. 1730.
(Carlos Seixas, Compositor 1704-1742)
Características do Barroco Literário:
1. Cultismo (forma)
2. Conceptismo (c0nteúdo)
3. Exagero
4. Contraste/ Antítese
BENTO TEIXEIRA
Escrito em oitava rima, com noventa e quatro estrofes, o poema Prosopopéia de Bento Teixeira, marcou o início do movimento Barroco no Brasil.
GREGÓRIO DE MATOS GUERRA
TEMAS
- Poesia Religiosa
- Poesia Amorosa e Erótica
- Poesia Satírica
POESIA SATÍRICA
De dois ff se compõe
esta cidade a meu ver:
um furtar, outro foder.

Recopilou-se o direito,
e quem o recopilou
com dous ff o explicou
por estar feito, e bem feito:
por bem digesto, e colheito
só com dous ff o expõe,
e assim quem os olhos põe
no trato, que aqui se encerra,
há de dizer que esta terra
de dous ff se compõe.
DEFINE A SUA CIDADE
POESIA RELIGIOSA
Se de dous ff composta
está a nossa Bahia,
errada a ortografia,
a grande dano está posta:
eu quero fazer aposta
e quero um tostão perder,
que isso a há de perverter,
se o furtar e o foder bem
não são os ff que tem
esta cidade ao meu ver.

Provo a conjetura já,
prontamente como um brinco:
Bahia tem letras cinco
que são B-A-H-I-A:
logo ninguém me dirá
que dous ff chega a ter,
pois nenhum contém sequer,
salvo se em boa verdade
são os ff da cidade
Um furtar, outro foder.
Full transcript