Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Carl Gustav Jung: Tipos Psicológicos

No description
by

Eduardo Chierrito

on 13 October 2016

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Carl Gustav Jung: Tipos Psicológicos

Carl Gustav Jung - Tipos Psicológicos
1875
1910-1914
1961
A origem da psicologia analítica
A psicologia analítica teve início com o psiquiatra suíço Carl Gustav Jung (1875-1961). Trabalhou com Bleuler e a partir de então desenvolveu a descoberta dos complexos afetivos, considerada pela comunidade científica como a evidência empírica do inconsciente, fato este que o conduziu a aproximação com Sigmund Freud em 1907.
A fase analítica
Após publicar Metamorfose e o símbolo da libido em 1912 separa-se da comunidade psicanalítica e inicia uma jornada em busca do inconsciente. Por meio de evidências antropológicas e de novas investigações a psicologia analítica começa a ser fundada. Jung amplia seus estudos para a física moderna, a antropologia, a pedagogia, a mitologia, a sociologia, a filosofia, a alquimia e outras disciplinas.
Condecorações
Em 1936 e 1938 Carl Gustav Jung recebe o prêmio de Doutor Honoris Causa pelas universidades de Harvad, Oxford e Genebra. Em 6 de Junho de 1961 faleceu em sua residência. Suas principais contribuições para a Psicologia foram: os conceitos dos tipos psicológicos, os arquétipos e o inconsciente coletivo e pessoal.
(SILVEIRA, 1997; HALL; NORDBY, 2014)
Individuação
Na psicologia analítica o sentido da vida é expressado pela realização pessoal.
O problema da pesquisa científica e a personalidade do pesquisador
Sentimento
Extroversão significa “o fluir da libido de dentro para fora.”
Na introversão, o indivíduo direciona a atenção para a realidade subjetiva.
Jung identificou quatro Funções Psíquicas que mediam a realidade objetiva e subjetiva:
É a função dos sentidos, a função do real, a função que traz as informações (percepções) do mundo através dos órgãos do sentidos. Pessoas do tipo Sensação acreditam nos fatos, têm facilidade para lembrar-se deles e dão atenção ao presente. Essas pessoas têm enfoque no real e no concreto, são voltadas para o “aqui - agora” e costumam ser práticas e realistas. Preocupam-se mais em manter as coisas funcionando do que em criar novos caminhos.
Tipos psicológicos e as disposições psíquicas
Percepções
Atitudes
Energia
Realidade Objetiva
Realidade Subjetiva
Introversão
Extroversão
Atitudes
Percebemos as coisas: Sensação e Intuição
Analisamos os fatos: Pensamento e Sentimento
Função Sensação
Aqui a percepção se dá através do inconsciente e a apreensão do ambiente geralmente acontece por meio de “pressentimentos”, “palpites” ou “inspirações”. A intuição busca os significados, as relações e possibilidades futuras da informação recebida. Pessoas do tipo intuição tendem a ver o todo e não as partes, e, por isso, costumam apresentar dificuldades na percepção de detalhes. Todavia criam possibilidades em novos processos.
Função Intuição
Como você segue uma receita de bolo?
Essa função discrimina, julga e classifica os fenômenos a partir da lógica da razão. Trata-se de uma definição objetiva entre aspectos positivos e negativos.
Essa função faz a avaliação dos fenômenos a partir de uma dimensão valorativa - eles são agradáveis ou não. A avaliação aqui é a nível pessoal e social.
Pensamento
Edinger (1992)
Jacobi (2013)
Pena (2013)
Jung (1967:48)
Jung (1967:48)
Ramos (2005)
Lessa (s.d) (online)
Lessa (s.d) (online)
Lessa (s.d) (online)
Lessa (s.d) (online)
Psicólogo Eduardo Chierrito
Contribuições
“nossas funções inadequadas são a porta de entrada pela qual as dificuldades, problemas e sofrimentos nos alcançam. Quando o ego se encontra em um estado de excessiva identificação com a função superior, as funções inadequadas podem ter um efeito sabotador sobre a personalidade consciente.” Whitmont (1995: 130)
Função dominante
Lessa (s.d.)
Função inferior
Função Secundária
Função terciária
O que/quem sou eu?
"No adulto está oculto uma criança, uma criança eterna, algo ainda em formação e que jamais estará terminado, algo que precisará de cuidado permanente, de atenção e educação".
(Jung & Kerényi, 1951)
Casal e Família
Clínica e desenvolvimento
A tipologia analítica permite a reflexão sobre a "forma" de ser dos casais, enfatizando suas principais trocas e congruências, de acordo com suas atitudes e funções psicológicas.
Oito tipos psicológicos básicos: pensamento introvertido, pensamento extrovertido; sentimento
introvertido, sentimento extrovertido; sensação introvertida, sensação extrovertida;
intuição introvertida, intuição extrovertida ( ZACHARIAS, 1995).
Tipologia - MBTI & QUATI
Orientação vocacional e a tipologia
O tipo psicológico oferece uma direção, um suporte
teórico para poder lidar mais adequadamente com tantos elementos psíquicos. Não é uma totalidade da expressão da personalidade e também não é reducionista nesta relação.
Os tipos permitem ampliar a perspectiva em relação às profissões, orientando-as em suas funções e na disposição do indivíduo.
O que/quem é o outro?
David Zinn
Pixabay.com
Helena perez garcia
Helena perez garcia
Helena perez garcia
Helena perez garcia
Helena perez garcia
Helena perez garcia
Full transcript