Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

TIG SORO ANTIOFÍDICO

No description
by

Angela Miranda

on 25 June 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of TIG SORO ANTIOFÍDICO

Todo animal nascido ou doado para o biotério deve passar por uma triagem feita pelo medico veterinário

-Declaração de que os animais não portam anemia infecciosa equina;

Animais que nunca foram imunizados devem passar por uma imunização de base.
Após essa inoculação inicial, esse animal passa por mais 6 inoculações de rotina.
Equinos que ja foram imunizados outras vezes passam por apenas 4 imunizaçoes de rotina. Não necessitando de imunização de base
https://br.pinterest.com/pin/409335053604651441/
Coleta e
produção
do plasma

A coleta do sangue acontece 10 dias após a ultima hiperimunização. Nesse momento o pico da resposta imune é alto.
A separação do plasma é feita por decantação.
Imagens próprias
- Vacina tríplice : tétano, influenza e encefalomielite equina.
Imagem própria
Plamoferese
Patologias consequentes
A hiperimunizaçao prejudica, a longo prazo, rins e fígado do animal podendo levar o medico veterinário a realizar a eutanasia do mesmo.
Evidenciar a necessidade do Médico Veterinário em biotérios para a produção de soro antiofídico.
Objetivo
Objetivos específicos
- Aumentar a consiencia a respeito da produção do soro antiofídico;
- Confirmar a importância do profissional na área.
Introdução
O médico veterinário é um profissional de caráter multidisciplinar. Desta maneira destacaremos uma de suas áreas de atuação que é o biotério, mostrando responsabilidades técnicas e a aplicação do seu conhecimento na prática laboratorial. Implicitamente, este profissional está promovendo e preservando a saúde humana.
Justificativa
Apontar a necessidade do médico veterinário na produção do soro antiofídico em prol da saúde humana e animal.
Papel do Medico Veterinário no
serpentário
- Educação ambiental;
- Microchipagem das serpentes;
- Monitoramento da temperatura e umidade
do ambiente - 29ºC / 69%;
- Exames de triagem - exame de fezes;
- Ocorrências clínicas.
Principias Ocorrências
Clínicas


- Parasitas;
- Leptospirose;
- Caquexia;
- Estomatite.
Animal não sadio não produz
veneno adequado.
Coleta do veneno
É feita a liofilização do
veneno e encaminhado
para a fazenda
Principais ocorrências
clínicas
- Doenças de casco;

- Picadas de mosquito;

- Miíase ;

- Caquexia;

- Lesões em geral.
Inoculação
do vírus

Papel do Médico Veterinário na produção do Soro Antiofídico
Alunos:
André Marques
Acumã Maia
Angela Miranda
Nathalia Ferreira
Petterson Luiz

De acordo com a promulgação da lei número 11.794/2008 o medico veterinário é responsável por qualquer procedimento que envolva a utilização de animais em atividades de ensino e pesquisa científica.
Referências
ALIIMG. Thermomenter. 2011. Disponível em <http://i01.i.aliimg.com/wsphoto/v3/818877301_1/1pcsRecent-font-b/2011/-Mini-b-font-font-b-Digital-b-font-LCD-font-b-Thermometer-b.jpg>. Acesso em 22 de Junho de 2015

BIOLOGIA, Diario de. Bio 1. 2010. Disponível em <http://diariodebiologia.com/files/2010/06/BIO1_070.jpg>. Acesso em 22 de Junho de 2015

CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA VETERINÁRIA. Manual de RT. Disponível em <http://www.crmvsp.gov.br/arquivo_responsabilidade_tecnica/MANUAL_RT_CRMV-SP_.pdf>. Acesso em 23 de Junho de 2015

ECO, Evo. Biologia comportamental da jararaca. 1988. Disponível em <http://ecoevo.com.br/pesquisadores/ivan_sazima/umestudobiologiacomportamentaldajarara_1988.pdf> . Acesso em 23 de Junho de 2015

PAREDE, Papel de. Cavalo Branco. 2014. Disponível em <http://www.papeldeparede10.com/wp-content/uploads/2014/03/Cavalo-Branco.jpg>. Acesso em 22 de Junho de 2015




Imagem própria
Agradecimentos
Aos funcionários da fazenda Thiago Xavier Teixeira de Carvalho (biotecnólogo), Hericles Ferreira Lima Gonçalves (técnico em quimica) e Marcos Vinicius Serafim (técnico em patologia Clinica) pela recepção e atenção.

Todas as participações na realização deste trabalho foram importantes. Gostaríamos de agradecer em especial aos veterinários dos biotérios da FUNED Lucas Tadeu Silva e Maiara pela recepção e atenção que nos passaram todo conhecimento que detinham.
Conclusão
Este estudo mostrou que muitas das vezes esse profissional passa despercebido dentro da sociedade, poucos sabem da sua importância. Essa pesquisa cumpriu seu objeivo evidenciando o papel do médico veterinário nos biotérios, em especial os de soro antiofídico
Full transcript