Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Cloud Computing

No description
by

Filipe Sisenando

on 26 March 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Cloud Computing

O que é?
Há diversas definições sobre o que significa cloud computing. Mas, de forma geral, todas elas convergem para o mesmo conceito: trata-se de um formato de computação no qual aplicativos, dados e recursos de TI são disponibilizados aos usuários como serviço, por meio da internet, e pagos de acordo com o uso.

Para que isso aconteça, o modelo se baseia no compartilhamento da memória, da capacidade de armazenamento e de processamento de servidores.
Características essencias
Self-service sob demanda
O usuário pode adquirir unilateralmente recurso compu-
tacional, como tempo de processamento no servidor ou armazenamento na rede, na medida em que necessite e
sem precisar de interação humana com os provedores
de cada serviço.
Elasticidade rápida
Serviço medido
Self-service sob demanda
Amplo acesso
Recursos são disponibilizados por meio da rede e acessados através de mecanismos padronizados que possibilitam o uso por plataformas do tipo thin, tais como celulares, laptops e PDAs.
Pooling de recursos
Elasticidade rápida
Recursos podem ser adquiridos de forma rápida e elástica, em alguns casos automaticamente, caso haja a necessidade de escalar com o aumento da demanda, e liberados, na retração dessa demanda. Para os usuários, os recursos disponíveis para uso parecem ser ilimitados e podem ser adquiridos em qualquer quantidade e a qualquer momento.
Serviço medido
Sistemas em nuvem automaticamente controlam e otimizam o uso de recursos por meio de uma capacidade de medição. A automação é realizada em algum nível de abstração apropriado para o tipo de serviço, tais como armazenamento, processamento, largura de banda e contas de usuário ativas. O uso de recursos pode ser monitorado e controlado, possibilitando transparência para o provedor e o usuário do serviço utilizado.
Pooling de recursos
Os recursos computacionais do provedor são organizados em um pool para servir múltiplos usuários usando um modelo multi-tenant ou multi- inquilino, com diferentes recursos físicos e virtuais, dinamicamente atribuídos e ajustados de acordo com a demanda dos usuários. Estes usuários não precisam ter conhecimento da localização física dos recursos computacionais, podendo somente especificar a localização em um nível mais alto de abstração, tais como o país, estado ou centro de dados
Software como um Serviço (SaaS)
Infraestrutura como um Serviço (IaaS)
A IaaS torna mais fácil e acessível o fornecimento de recursos, tais como servidores, rede, armazenamento e outros recursos de computação fundamentais para construir um ambiente de aplicação sob demanda, que podem incluir sistemas operacionais e aplicativos. Em geral, o usuário não administra ou controla a infraestrutura da nuvem, mas tem controle sobre os sistemas operacionais, armazenamento, aplicativos implantados e, eventualmente, seleciona componentes de rede.
Modelos de serviços
O ambiente de Computação em Nuvem é composto de três modelos de serviços. Estes modelos são importantes, pois eles definem um padrão arquitetural para soluções de Computação em Nuvem.
O modelo de SaaS proporciona sistemas de software com propósitos específicos que são disponíveis para os usuários por meio da Internet e acessíveis a partir de vários dispositivos do usuário por meio de uma interface thin client como um navegador Web.
O modelo de PaaS fornece sistema operacional, linguagens de programação e ambientes de desenvolvimento para as aplicações, auxiliando a implementação de sistemas de software. Assim como no SaaS, o usuário não administra ou controla a infraestrutura subjacente, mas tem controle sobre as aplicações implantadas e, possivelmente, as configurações de aplicações hospedadas nesta infraestrutura
Amplo acesso
Inforgráfico das maiores companhias do mundo que trabalham com computação nas nuvens.
Caracteristicas do SaaS
• Acesso à aplicação via web;
• O gerenciamento da aplicação é realizado de forma centralizada;
• O usuário não é responsável por lidar com atualizações ou aplicações de correções no aplicativo
• A aplicação é entregue no modelo de “um para muitos” .
Quando não utilizar o serviço SaaS:
• Os requisitos de segurança e SLA sejam críticos
• De processamento extremamente rápido ou tempo real
• Seguir uma legislação ou regulamentação que não permite que os dados estejam hospedados fora da empresa;
Quando se deve usar o serviço SaaS:
As que necessitam de significativa presença, acesso remoto ou móvel. Um excelente exemplo são os softwares de gestão para venda e relacionamento com o cliente – CRM;
As que serão utilizadas por um período curto de tempo, ou de forma sazonal. Um exemplo seria o de software de colaboração de projeto
Onde sua utilização é muito baixa, por exemplo, a geração de folha de pagamento
Onde sua utilização necessite de picos de demanda de forma significativa, por exemplo, o envio de campanhas de e-mail marketing;
Quando o PaaS é recomendado:
• No desenvolvimento: Em qualquer situação onde vários desenvolvedores estarão trabalhando em um projeto de desenvolvimento, ou quando outras partes externas precisam interagir com o processo de desenvolvimento.
• Na implementação e uso de aplicações complexas: Nas situações onde uma determinada aplicação necessita de um ambiente complexo, envolvendo diversas integrações sistêmicas e alto consumo de capacidades exclusivas das equipes envolvidas.
Quando o PaaS não é recomendado:
• No uso de linguagens proprietárias ou abordagens que tenham impacto sobre o processo de desenvolvimento.
• Sempre que a linguagem proprietária utilizada possa dificultar mais tarde a mudança para outro fornecedor.
• Personalização, nos casos onde o desempenho do aplicativo exige
dimensionamentos de hardware ou software exclusivos.
Quando o IaaS é recomendado:
• Quando a demanda é muito volátil e há picos significativos.Os melhores exemplos são as lojas virtuais.
• Para novas empresas sem capital para investir em infraestrutura.
• Onde há pressão para limitar as despesas com investimentos
• Onde a empresa está crescendo rapidamente e o investimento em infraestrutura e pessoal seria um problema.
Quando o Iaas não é recomendado:
• Sempre que a regulamentação oficial impede a terceirização ou o armazenamento de dados fora da empresa.
• Onde os níveis de desempenho necessários para as aplicações tenham limites de acesso ao ambiente do provedor de IaaS.
Subcategorias da IaaS.
Em IaaS, existem algumas subcategorias que são fundamentais deixar claro para entendimento desta camada.
Beneficios da computação em nuvem:
Tempos menores de provisionamento
Melhor administração e manuntenção
Flexibilidade
Baixo custo
Referências:
http://www.ciosummitla.com/media/whitepapers/Dualtec_whitepaper_as_camadas_da_nuvem.pdf
http://www.slideshare.net/mvsecurity/artigo-marcelo-velosoconsad2013
http://www.slideshare.net/eduardofalcao/introduction-to-cloud-computing-21864149
http://sbrc2013.unb.br/files/anais/minicursos/minicurso-5.pdf
Melhor administração e manuntenção
Computação nas nuvens
Flexibilidade
Tempos menores de provisionamento
Desafios da computação em nuvem:
Pouca maturidade

Acesso a dados
Integração
Falta de definição clara dos componentes
A computação em nuvem ainda é nova e por conta disto, há pouca padronização.
Pouca maturidade
Integração
A compatibilidade entre fornecedores de nuvem também torna-se um problema quando se integra vários serviços de diferentes fornecedores.
Falta de definição clara dos componentes
Atualmente, há poquísimos acordos sobre o que é, e o que não é computação em nuvem, em consequência disto há muita disparidade na definição e qualidade nos serviços que estão sendo oferecidos.
Acesso a dados
Contratar serviços de computação em nuvem pode ser fácil, mas a obtenção de dados de volta, seja para mudar para outro fornecedor ou porque a necessidade de processamento terminou, pode tornar-se dificil.
Full transcript