Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Disponibilidade e Redundância dos Data Centers

O Data Center é um ambiente projetado para abrigar servidores e outros componentes, como sistemas de armazenamento de dados (storages) e ativos de rede (switches, roteadores)
by

Everton Herculano

on 19 September 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Disponibilidade e Redundância dos Data Centers

Alta Disponibilidade nos Data Centers
Data Center
Data Center é um ambiente projetado para abrigar servidores e outros componentes de um sistema e tem como principal objetivo garantir a disponibilidade de equipamentos que rodam sistemas cruciais para uma organização.
Redundancia
Houaiss - sm. - insistência desnecessária nas mesmas ideias; excesso de palavras, de expressões; prolixidade, abundância.

A capacidade de um sistema em superar falhas de um de seus componentes através do uso de recursos redundantes, ou seja, um sistema redundante possui um segundo dispositivo que está imediatamente disponível para uso quando da falha do dispositivo primário do sistema.
Contingência
Contingência pode ser definida como uma redundância externa ao seu ambiente de tecnologia principal. Atualmente, instituições de pequeno, médio e grande porte estão preocupadas em criar sua Contingência ou Site DR (Disaster Recovery).
Este trabalho procurou apresentar de uma forma de fácil entendimento o conceito e a importância da disponibilidade em um Data Center.

Foi mostrada também a norma ANSI/EIA/TIA 942, que indica os requisitos que vão desde a construção até a pronta ativação do Data Center e os seus níveis TIER, usado para mensurar o nível da infraestrutura do centro de processamento de dados, que considera a Arquitetura, Telecomunicações, Aspectos Elétricos e Mecânicos do mesmo.

RAID
FONTE
REFRIGERAÇÃO
Redundância de dados
Redundancia de Link
Provedor
Primário
Provedor
Secundário
Roteador
Balanceamento
Backup
Introdução
Este trabalho de pesquisa tem como objetivo analisar a disponibilidade e a redundância em um Data Center, que é um ambiente projetado para abrigar servidores e outros componentes. O objetivo principal de um Data Center é garantir a disponibilidade de equipamentos que rodam sistemas cruciais para o negócio de uma organização, tal como o ERP’s e CRM’s.
Existe um padrão que mede e classifica a infraestrutura dos Data Centers em níveis, de modo que possamos mensurar seu grau de disponibilidade ou desempenho.
Estimativas internacionais indicam que um Data Center parado, ou seja, em “downtime” pode causar prejuízos na casa de milhões de dólares por hora. Por isto as empresas investem visando ampliar a disponibilidade de seus Data Centers.
Os elementos concernentes à arquitetura, telecomunicações bem como partes elétricas e mecânicas devem estar no foco das preocupações para a construção de um Data Center adequado, cada qual com suas especificações.
Em razão do curto prazo para apresentação do trabalho, o método de pesquisa utilizado foi unicamente leitura, analise e interpretação de documentos obtidos na rede mundial de computadores.
O objetivo deste trabalho é analisar os fatores que influenciam a disponibilidade de um Data Center e a redundância necessária, adequados ao trabalho a ser desenvolvido.

Um sistema de alta disponibilidade é um sistema informático resistente a falhas de hardware, software e energia, cujo objetivo é manter os serviços disponibilizados o máximo de tempo possível.
VELOCIDADE
SEGURANÇA
Hoje em dia é inaceitável que ambientes de TI, sejam eles de qualquer porte, sofram paradas não planejadas como: Falha de Hardware ou física, Falha de Software ou Logica e Falha Humana.
Tipos comuns de Falhas
Falha de Hardware
Falhas de hardware ocorre quando algum componente de hardware da infraestrutura falha

Para combater este tipo de falha podemos adquirir equipamentos com tolerância a falhas como por exemplo fontes redundantes
Falha de Software
Ocorre quando temos algum problema com sistema operacional ou com algum serviço disponibilidade pelo servidor.

Podem ser resolvidos com redundância de sistema operacional com cluster ou virtualização
Falha Humana
Falha humana afeta diretamente a alta disponibilidade dos ambientes de TI, para corrigir este tipo de falha são necessários treinamentos, orientações e implantação de processos que visem garantir a disponibilidade do serviço
A solução mais segura e financeiramente viável é proteger de forma eficiente o Data Center principal em uma Sala-Cofre, e ter espelhados apenas os equipamentos de missão crítica em um Backup Site
Há ao menos 3 estratégias, complementares à Sala-Cofre, que podem ser adotadas:
• Proteger o Data Center principal com sala-cofre e ter um espaço reservado para migrar o equipamentos em casa de falhas.
• Proteger o Data Center principal com sala-cofre e espelhar somente os equipamentos de missão crítica em outro ambiente.
• Situação de difícil implementação, devido ao alto custo. O espelhamento é total do Data Center.
A norma que se aplica na infraestrutura de um Data Center, de acordo com a sua disponibilidade e a sua redundância é a ANSI/TIA 942 (Telecommunications Infrastructure Standard for Data Center) Infraestrutura de Telecomunicações para Data Centers
Nível de Disponibilidade de um Data Center (TIER)
A Classificação considera 4 níveis independentes, para os sistemas de:

• Arquitetura;
• Telecomunicações;
• Elétrica;
• Mecânico.

A norma ANSI/TIA-942 estabelece nomenclaturas para as definições da redundância dos Data Centers, utilizando como base a classificação Tier
• Data Center “N”, sem nenhum tipo de redundância.

• Data Center “N+1”, existe pelo menos uma redundância.

• Data Center “N+2”, existe uma redundância a mais, por exemplo: o Data Center será suprido na falta de energia por um nobreak e um gerador, sendo assim duas redundâncias.

• Data Center “2N”, neste caso seria uma redundância completa, por exemplo: duas empresas de distribuição de energia para alimentar o Data Center.

• Data Center “2(N+1)” existe uma redundância para cada equipamento.

TIER I:
Única rota para sistemas de energia e Ventilação;
Sem Redundância;
Sem piso elevado;
Suscetivel a interrupções das atividades planejadas ou não planejadas;
28,8 horas anuais de downtime.

TIER II:
Única rota para sistemas de energia e ventilação;
Componentes redundântes;
Piso elevado;
Menos suscetivel a interrupções, comparado ao Tier I;
22,0 horas anuais de downtime.

TIER III:
Multiplas rotas para sistemas de energia e ventilação (Somente uma ativa);
Componentes redundântes;
Permite qualquer alteração de layout e manutenção sem interrupções das atividades;
1,6 horas anuais de downtime.

TIER IV:
Sistema de energia e ventilação distribuidos;
Componentes redundântes;
Todos os hardwares devem possuir fonte de energia redundânte;
Sustentar ao máximo uma falha não planejada com impactos na perda de dados não criticos;
0,4 horas anuais de downtime.
O conteúdo é replicado de um data center primário para um data center secundário, sendo a replicação constante.
MASTER
SLAVE
Full transcript