Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Segundo Reinado

No description
by

Bruno Fucci

on 19 September 2012

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Segundo Reinado

II REINADO 1841 Coroação de D. Pedro II Coroação de D. Pedro II Período Regencial Política conservadora e autoritária Revoltas: Balaiada (1838 - 1841) Cabanagem (1835-1840) Sabinada (1837-1838) Cabanada (1832-1835) Revolução Farroupilha (1835-1845) Quem: escravos e vaqueiros de grandes fazendas Motivo: crise na produção algodoeira Motivo: desentendimento na elite sobre a escolha do novo presidente da província Quem: indígenas, escravos e mestiços Quem: camadas simples da população Motivo: incompreensão das mudanças de regime Quem: camadas simples da população Motivo: fuga de autoridades Quem: liberais, partidários do regime republicano e abolicionistas Motivo: aumento dos impostos súbito na província gaúcha Golpe Da Maioridade ...o que levou ao... Promovido pelos políticos liberais Levou Pedro de Alcântara a tornar-se governante Marcado por: Todo esse contexto de revoltas e instabilidade permitiu que a manobra em favor de Dom Pedro de Alcântara tivesse forte sustentabilidade política. Antecedentes Governo do
Segundo Imperador Embora tenha sido o grupo político do gabinete que o pôs no poder, Dom Pedro II optou por essa medida para um maior equilíbrio político, uma vez que com ela que os Conservadores tornariam-se mais fortes politicamente. Entretanto, a câmara, de maioria conservadora, foi dissolvida também. Medidas iniciais Derrubada do gabinete "maiorista" e dissolução da câmara Marcado pela presença e constante divergência de partidos opostos, o: Partido Liberal Partido Conservador Tomadas estas medidas, Dom Pedro tratou de marcar novas eleições. Ficaram conhecidas estas como "Eleições do Cacete" Eleições para a escolha dos deputados. Foram extremamente violentas devido a fraudes por parte dos liberais, para que tivessem maior número de deputados e, consequentemente, mais força na câmara.

Com essa medida, Dom Pedro II mostra seu desejo de perdoar os rebeldes vencidos durante a Regência. Tal medida lhe rendeu o apelido de "o Magnânimo". Decreto da anistia aos envolvidos nas revoltas internas da Regência Como reação, os Conservadores exigiram que fosse dissolvida a Câmara eleita nas Eleições do Cacete. D. Pedro II atendeu. A Câmara liberal eleita sob fraude foi dissolvida e foi instaurada uma nova Câmara conservadora, marcando um avanço de medidas de cunho centralizador. Revolução Liberal de 1842 Assim ficou conhecida a reação dos Liberais em São Paulo e Minas Gerais às perdas de poder para os Conservadores. D. Pedro veio a dissolver o conservador e instituir o Gabinete liberal, que teve como principal medida: Extinção de taxas preferenciais aos produtos ingleses Foi criado um cargo de presidente do Conselho de Ministros, o que levou a ... 1847 Implantação do Parlamentarismo Gravura ilustrando tumulto e revolta durante as "Eleições do Cacete'' Não apenas nesta mas em muitas das já descritas situações, pode-se perceber uma das características do governo de D. Pedro II extremamente curiosa: o permanente rodízio no poder político entre liberais e conservadores. Sua capacidade de dosar e equilibrar interesses totalmente divergentes dos dois partidos é altamente admirada, o que faz com que ele seja por alguns considerado o maior governante que o Brasil já teve. Paralelamente, a economia do Brasil vivenciou período de mudanças e ascenção. Mostrou-se interessante para os proprietários de terra a produção do café, que se manifestou principalmente na região sudeste e passou a constituir a nova elite econômica brasileira. Reinado
do Café O parlamentarismo no Brasil se deu de maneira curiosa, pelo fato de o Legislativo estar completamete submetido ao chefe Executivo, no caso, D. Pedro II. Ele ficou conhecido pelo nome de PARLAMENTARISMO
AS AVESSAS A charge ao lado ilustra D. Pedro II controlando o "carroussel" político do II Reinado Lei Eusébio
de Queirós 1850 Revolução praieira 1848-1850 A última grande revolta provincial aconteceu
em Pernambuco, e ficou conhecida por Após o veto do Senado, em sua maioria conservador, se rebela à indicação do liberal pernambucano Antônio Chichorro da Gama a ala exaltada dos liberais. Olinda é tomada por ele e seus seguidores Defendiam o voto universal, a liberdade de imprensa, a extinção do Poder Moderador, dentre outros. Os rebeldes obtêm a adesão da população pobre e atacam o Recife com 2,5 mil combatentes, mas a rebelião é derrotada no começo de 1850. A partir de 1850, passa a se presenciar no Brasil realidade cada vez mais diferente: trabalhadores assalariados vão substituindo os escravos, principalmente nas fazendas que estavam em ascenção e expansão. Com essa lei, de mesmo nome do Ministro da Justiça, tráfico de escravos é definitivamente extinto. Tal lei apenas fortalece o Império e reduz pressões internas e externas 1864-1870 Guerra do Paraguai Maior conflito da história da América do Sul Brasil, Argentina e Uruguai
X
Paraguai O principal motivo foi a disputa territorial pela região do Rio da Prata 1871 Lei do Ventre Livre 1884 Abolição da Escravidão no Ceará e no Amazonas 1885 Lei dos Sexagenários 1888 Lei Áurea Proclamação da República 1889 O Partido Liberal defende o fim da escravidão, mas é um gabinete do Partido Conservador que promulga essa lei. Ela dá liberdade aos filhos de escravos nascidos a partir de 28 de setembro, mas os mantêm sob a tutela dos senhores até os 21 anos Esta lei liberta qualquer escravo com mais de 60 anos mediante determinadas compensações a seus proprietários. Assinada pela princesa Isabel, ao substituir o pai D. Pedro II, em viagem à Europa. A lei extingue a escravidão no Brasil Com essa lei, os grandes proprietários aderem aos republicanos, por ficarem insatisfeitos e o Império perde sua última base de sustentação política, o que nos leva, por fim, a Após uma campanha política de quase 20 anos, é proclamada a República pelo marechal Manoel Deodoro da Fonseca, no Rio de Janeiro em 15 de novembro. A monarquia é abolida, e instaura-se a República federativa. Isso marca o final do... Com a vitória na guerra o exército brasileiro torna-se mais influente, ganha relevência, fazendo com que haja um crescimento do positivismo nos quartéis. Os militares passam a desejar mais influência política, levando a um Crescimento do movimento republicano A divergência crescente entre o governo e os militares é chamada de QUESTÃO MILITAR Esse período ficou conhecido como o Havia terras e escravos subutilizados nas lavouras de açúcar e algodão, além de solos férteis e clima favorável à cultura. Todos esses aspectos foram considerados pelos ditos "barões do café", que passaram a representar a elite da economia. Observe o mapa a seguir que ilustra a economia brasileira do século A produção do café
Full transcript