Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

continuidade digital

No description
by

francisco barbedo

on 29 November 2016

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of continuidade digital

o que aprendemos
partilha de dados, modelos de acessibilização de informação científica, estruturas comuns
de que precisamos para preservar?
normas essenciais: OAIS ponto obrigatório de passagem
O que temos agora?
perspetiva transversal da preservação do património -
novos processos de trabalho em várias comunidades de prática
boas práticas: formatos normalizados
metadados que captem contexto, estrutura
qualidade da plataforma tecnológica e das infraestruturas
avaliar, selecionar e caraterizar património dentro de cada comunidade de prática
saber custos de PID, incluí-los na programação orçamental de forma realista
nova perspetiva curatorial sobre património digital: procurar identificar e delimitar responsabilidades

Considerar novos modelos de interoperabilidade organizacional
modelo de reservação digital distribuída e uma visão global e integradora da preservação
e acessode património (cultural, científico, etc)
Alguns projetos em movimento como
o repositório clínico do CHSJ
conhecimento disperso e fragmentado
aprendemos a estimar custos de PID
modelo de custos
quem espera nunca alcança
o que observámos
perspetiva vertical do património
ações esporádicas de preservação
praticamente nenhum programa de preservação de informação digital formalizado
heterogeneidade de práticas descritivas e catalográfcas
desconhecimento de leis relacionadas com património digital .
reconhecimento de propriedades significativas da informação digital
consciência sobre a inevitabilidade de alterar a informação para a preservar
A avaliação da informação é referida como sendo prática habitualmente empreendida, havendo consciência da sua importância mas prática irregular e ausência de critérios constantes.
poucas plataformas dedicadas para presevar informação digital..
poucos sistemas de armazenamento dedicados à preservação digital
manifestado acordo em colaborar com outras instituições para uma gestão comum de património. Mas...
globalização: económica, produtividade económica, social...porque não cultural?
foco na função de preservar
perspetiva multidomínio
Partindo destas premissas muitas soluções podem coexistir. Não se trata de um cenário monolítico.
Aforismo final!
o horizonte... e quais os obstáculos?
Mais que a tecnologia ou o dinheiro...
uma perspetiva ultrapassada (mas ainda resiliente) da gestão de património
o projeto num minuto...
repositório comum multidomínio
infraestruturas partilhadas
valores partilhados
relevância dos atributos a preservar:
identidade
identificação
contexto
...
valores partilhados
relevância da autenticidade

normas, terminologias
legislação comuns
preservar informação digital
independentemente do domínio cultural
objetos físicos e lógicos contendo informação
Continuidade digital
Obrigado.
Contacto:
dúvidas, esclarecimentos, suporte...

inovação e administração eletrónica - DGLAB

dsiae@dglab.gov.pt
Promover o diálogo com a comunidade científica e a sociedade em geral em torno das problemáticas associadas à Ciência Aberta, designadamente (...), infraestruturas de informação para publicações e dados, repositórios digitais, preservação digital, políticas institucionais, avaliação e incentivos, propriedade intelectual, práticas de investigação colaborativas e envolvimento social.
reunir diferentes comunidades de prática para analisar:
viabilidade de construir uma rede comum para preservar património digital
considerando: legislação, normas, terminologias, valores e práticas
mas se considerasmos a exigência de utilização do OAIS a % deve estar próxima de 0.
Haverá abertura para investir nesse caminho?
cooperação entre instituições
Partilha de responsabilidades quanto à gestão do património digital
podemos ter uma solução simples
ou complexa
partilha de estruturas
partilha de serviços
partilha de gestão
RODA +
repositório digital opensource, disponível sob licença GNU 3.0, conforme ao OAIS passível de ser usado, reutilizado e redistribuído
PROGRAMA CIÊNCIA ABERTA
Grupo de Trabalho – Política Nacional de Ciência Aberta
Regulamento Nacional de Interoperabilidade Digital RCM 91/2012
Uma equipa motivada na DGLAB, base do
projeto continuidade digital e do desenvolvimento do RODA+
Uma rede heterogénea incluindo serviços e estruturas diversificadas
participação ativa por parte dos produtores
financiamento partilhado
acesso homogéneo à informação preservada por parte dos utilizadores finais
Full transcript