Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Relatório de Formação em Contexto de Trabalho

No description
by

Micaela Reis

on 22 March 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Relatório de Formação em Contexto de Trabalho


N.º: 22
Curso Técnico Auxiliar de Saúde
Ciclo Letivo: 2012/ 2015

Relatório de Formação em Contexto de Trabalho
Identificação da Entidade
Montepio Rainha D. Leonor
Caldas da Rainha, Leiria
Tutor de Estágio: Enfermeiro Manuel António
20 (vinte) de maio a 27 (vinte e sete) de junho de 2014
Setor de Atividade: Saúde
Tipo de Organização/ Empresa: Privada
Representante Oficial da Empresa: Sr. José Luís Ferreira
Logótipo da Empresa:
Saúde é um estado de completo bem-estar físico, mental e social, e não apenas a ausência de doenças.
Escola Profissional de Rio Maior
OMS (Organização Mundial de Saúde)
Historial
O
Montepio Rainha D. Leonor
foi fundado a 11 de março de 1860

A sua sede situa-se em
Caldas da Rainha
;

O Montepio é constituído por
3
valências:
Casa da Saúde
Lar de Terceira Idade
Residências Assistidas
Enquadramento Geográfico
Rua do Montepio, 9 – Caldas da Rainha, Leiria, Portugal
Casa da Saúde
RX, TAC e Ecografias
Consultas de Especialidade
SAP
Fisioterapia
Unidade de Convalescença
Infra-Estruturas e Serviços
Internamento
CEDIMA
Clínica Dentária
Áreas/ Secções-Estágio
Unidade de Convalescença
Disponíveis 12 camas, as quais ocupadas, geralmente, por idosos, onde têm ao seu dispor cuidados de enfermagem 24 horas por dia, e um auxílio por parte das auxiliares de saúde.
Internamento
O Montepio alberga 37 camas, das quais 6 são direcionadas para utentes após intervenção cirúrgica.
Na secção do Internamento, o Montepio disponibiliza enfermarias, quartos privados e quartos semi-privados.
Os utentes internados têm ao seu serviço todos os cuidados que a Unidade de Convalescença possui.
Departamento de Gastrenterologia
Este departamento pode dividir-se em duas partes, sendo a primeira a preparação do utente, assegurada pela equipa de enfermeiro e auxiliar de saúde, e a segunda parte a realização do exame, assegurada pela equipa de anestesista, médico especialista e auxiliares de saúde.
Bloco Operatório
O Montepio alberga no Bloco Operatório a sala de operações, a sala onde é realizada a esterilização de todo o material utilizado nas intervenções cirúrgicas, como também, nos pisos e SAP.
1º Estágio Curricular
Horário de Trabalho:




Período de Realização:
20 de maio a 27 de junho de 2014

Tutor de Estágio:
Enfermeiro Manuel António

Orientadora de Estágio:
Professora Sandra Costa
Tarefas Realizadas
Lavagem e desinfeção adequadas das mãos;

Utilização de luvas;

Utilização de máscara;

Utilização de avental.
Precauções Básicas
1. Prestação de Cuidados de Higiene e Conforto aos Utentes
Preparar todo o material necessário para a relalização da tarefa;
Acordar calmamente o utente e cumprimentá-lo corretamente;
Informar o utente sobre o que se irá proceder - a sua higiene corporal.
Higiene Corporal
A higiene corporal é realizada de acordo com o grau de mobilidade que o utente apresenta...
Utente Com Mobilidade
Utente Sem Mobilidade
2.Auxílio aos Utentes nas suas Refeições, incluindo Medicação
Almoço e Jantar;
Lanche e Ceia.
3. Auxílio aos Utentes nas Suas Necessidades
Auxílio aos utentes nas suas deslocações aos lavabos e posterior ajuda na higiene;
Auxílio aos utentes nas suas necessidades básicas - colocação da arrastadeira ou urinol;
Distribuição de água, copos, guardanapos e babetes.
Transportar os utentes através de macas ou da própria cama, quer para realização de exames, especificamente RX e TAC, ou para o Bloco Operatório .

Por vezes era imprescindível transportar os utentes em macas para um melhor acesso nas instalações.
4. Auxílio no Transporte de Utentes
4.1. Execução de Macas
Desinfetar a maca, estender um lençol sobre o colchão e colocar as pontas debaixo do mesmo;
Estende-se outro lençol, um cobertor e ainda um cobertor especializado para as macas;
A meio da maca, coloca-se a mão e com a outra puxa-se toda a roupa até à 1ª mão, repetir dos dois lados, enquanto outra auxiliar de saúde repete do outro lado da maca;
Assim a roupa encontra-se a terminar de forma bicuda, agarra-se dos dois lados a meio e dá-se um impulso em direção à maca, e por fim dobra-se o resto até ao meio da maca, enquanto a outra auxiliar de saúde repete o processo.
Retirar a roupa dos cestos;
Colocá-la devidamente no armário;
Colocar os cestos vazios no compartimento adequado;
Colocar os carros que transportam os cestos no local apropriado.
5. Reposição de Roupa
6. Reposição de Fármacos
Retirar os fármacos dos cestos da Farmácia;
Identificar qual o fármaco e colocá-lo no devido local da sala de serviço;
Entregar os cestos na Farmácia do Montepio.
Repor fraldas, manápulas, toalhas e toalhetes húmidos nos lavabos, para um melhor acesso aos mesmos.
7. Reposição de Outros Elementos
Sacos das Algálias
Colocar o saco de esvaziamento na torneira, abrir a torneira e aguardar;
Fechar a torneira, retirar o saco e dar um nó no tubo;
Nos lavabos rasgar o saco com equipamento apropriado;
Colocar o saco no lixo.
Preparar papéis para identificar o utente;
Preparar a sala:
Repor material consoante o número de utentes;
Desinfeção e preparação das macas.
Chamar o utente no corredor e encaminhá-lo até ao cadeirão;
Orientar o utente sobre o que deverá fazer:
Retirar toda a roupa e adornos;
Vestir a bata com a abertura voltada para trás;
Calçar os chinelos descartáveis;
Caso tenha prótese dentária, deve colocar-se na caixa.
Proporcionar privacidade ao utente;
Orientar o utente sobre o que se irá proceder - colocação do catéter.
Auxiliar o utente a deitar-se na maca, enquanto aguarda para realizar o exame;
Repetir o processo para o próximo utente;
Quando solicitada a presença do utente para realizar o exame - transporte do mesmo até à sala.
Acompanhar o utente até outra sala para:
Tomar chá e bolachas;
Retirar o catéter;
Aguardar pelo médico.
Despejar o soro e reciclar o recipiente;
Desinfetar a maca, prepará-la e repetir o processo novamente.
8. Departamento de Gastrenterologia
Tive a oportunidade de trabalhar neste departamento, preparando os utentes para realizarem o exame - Colonoscopia, Endoscopia Digestiva Alta e/ ou Baixa.
Após o término do exame, transporte de outro utente para a sala do exame e transportar o 1º utente novamente para a sala de preparação;
Acordá-lo calmamente, fazer uma massagem na barriga para a eliminação dos gases;
Retirar a enteroclise e higienizar a zona anal;
Auxiliar o utente a vestir.
9. Bloco Operatório
No decorrer do meu estágio curricular tive a oportunidade de fazer a esterilização de material, como também, preparar o bloco operatório para intervenções cirúrgicas e assistir às mesmas.
Esterilização
Deslocar até ao SAP, lavagem, secagem dos "ferros" e transporte dos mesmos para o bloco;
Recolha dos "ferros" nos pisos 1 e 2;
Agrupar os "ferros":
Tesoura com pinça;
Um com "dentes" e outro sem "dentes";
Cortar "mangas" de acordo com o tamanho e fechar um lado - processo de selagem - colocar os "ferros" sem par nas "mangas" e fechar do outro lado, deixando margem.
Esterilização
Escreve-se a data e o local a que pertecem na manga, para posterior reposição;
Coloca-se as "mangas" no cesto de forma específica - papel com papel e plástico com plástico;
Repete-se o mesmo processo das "mangas" mas desta vez com compressas;
Esterilização
Estende-se um pano com a forma de losango, que contém dois compartimentos e coloca-se o par de "ferros";
Dobra-se a ponta mais próxima para a frente e depois novamente para o auxiliar;
Dobra-se o lado direito para a esquerda, deixando a ponta para a direita;
Dobra-se o lado esquerdo para a direita, deixando a ponta para a esquerda;
Dobra-se o último lado em direção ao profissional e coloca-se a ponta dentro da ranhura criada;
Coloca-se o resultado numa manga.
Esterilização
Coloca-se todas as "mangas" em cestos e de seguida coloca-se no autoclave;
Aguarda-se pela esterilização;
Após a mesma abrir a porta do autoclave, deixando arrefecer todo o material.
Esterilização
Repor todo o material no local indicado nas "mangas";
O material que não é necessário é acondicionado em compartimentos existentes numa sala dentro do Bloco Operatório.
Reposição de Roupa
Também era minha função repor roupa cirúrgica, nomeadamente:
Batas cirúrgicas;
Sapatos cirúrgicos;
Toucas Cirúrgicas.
Preparação do Bloco Operatório
Preparava a sala de operações de acordo com a tipologia de cirurgia a realizar, tendo em conta os aparelhos, a maca e o material necessário.
Reposição de Fármacos
Repunha fármacos nos armários existentes numa das salas do Bloco Operatório, como também, na sala das Intervenções Cirúrgicas.
Projeto TransVet
Projeto TransVet
Foi realizada uma reunião com cerca de trinta professores oriundos dos países envolvidos no projeto para troca de informação, como uma abordagem a diversos assuntos, nomeadamente o sistema de funcionamento do Montepio e outros assuntos relacionados com a Entidade em questão.
Na sequência da reunião dei o meu testemunho e ainda ajudei na visita guiada pelas instalações.
Atividade Proposta
Higiene e Segurança no Montepio
Existem 12 (doze) funcionárias que asseguram a limpeza e higiene de todo o Montepio;
Existem por toda a clínica câmaras que se encontram todo o dia ligadas, permitindo assim uma segurança e um controlo;
É necessário os profissionais de saúde adotarem medidas de segurança, utilizando Equipamentos de Proteção Individual (EPI).
EPI' s Utilizados
Luvas Descartáveis
Máscara Descartável
Avental Descartável
Crocs
Balanço Crítico

Atingi os objetivos traçados;
Coloquei em prática os métodos aprendidos em sala de aula e aprendi também métodos novos;
Através do estágio coloquei à prova a minha resistência, conhecimentos e o meu sentido crítico.
Agradecimentos
Escola Profissional de Rio Maior:
Diretor Pedagógico, Prof. Luciano Vitorino;
Orientadora de Estágio, Prof. Sandra Costa;
Professora Helena Coelho;
Tutor de Estágio, Enf. Manuel António;
Colegas de Trabalho, Aux. Clara Diniz, Esmeralda Teixeira e Anabela Andrezo;
Colega de Estágio, Jessica Henriques Lopes;
Minha família, amigos e colegas de turma.

Um Obrigada a Todos Vós!
O maior erro que o Homem pode cometer é sacrificar a sua saúde a qualquer outra vantagem.
Arthur Schopenhauer
Farda
2.Auxílio aos Utentes nas suas Refeições, incluindo Medicação
Alimentação Nasogástrica
Micaela Agostinho Reis
Full transcript