Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Medicamentos inapropriados para idosos

No description
by

Bruno Simas da Rocha

on 5 October 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Medicamentos inapropriados para idosos

Medicamentos Inapropriados para Idosos
Medicamentos inapropriados para idosos
Bruno Simas da Rocha
Farmacêutico
Seção de Farmácia Clínica HCPA
Medicamentos Inapropriados para Idosos
Conceitos iniciais
Aspectos sobre envelhecimento
Ferramentas que auxiliam na identificação de medicamentos inapropriados para idosos
Critérios de Beers
STOPP/START
Considerações finais
MEDICAMENTOS
Produtos especiais elaborados com a finalidade de
diagnosticar
,
prevenir
,
curar
doenças ou
aliviar
seus sintomas

Produzidos com rigoroso controle técnico para atender às especificações determinadas pela ANVISA.

O efeito do medicamento se deve a uma ou mais substâncias ativas com propriedades terapêuticas reconhecidas cientificamente, que fazem parte da composição do produto, denominadas fármacos, drogas ou princípios ativos.
Riscos relacionados ao uso do medicamento
Medicamentos não são isentos de risco
Recurso mais utilizado em instituições de saúde
Fonte mais comum de eventos adversos
Aumento morbidade e mortalidade
Custos
Gerenciamento


Outubro 2015
Uso Racional de
Medicamentos
Medicamento apropriado à sua necessidade clínica
Dose e posologia corretas
Período de tempo adequado
Menor custo para si e para a comunidade
Aspectos relacionados ao envelhecimento
Conceito de idoso
Censo 2000: 14.569.029 idosos  8,6% da população
18 milhões de pessoas nos dias de hoje
Pessoas estão envelhecendo mais
Ator social
Qualidade de vida
Avanços na área da saúde
As pessoas acima de 60 anos são as que mais consomem medicamentos no Brasil

Particularidades do idoso
Patologias crônicas
Muitos diagnósticos
Polifarmácia
Problemas Relacionados a Medicamentos
Adesão ao tratamento
Alterações farmacocinéticas
Alterações farmacodinâmicas
Fatores nutricionais
Patologias
Alterações farmacocinéticas
Absorção e biodisponibilidade
Aumento pH gástrico
Patologias gástricas podem alterar biodisponibilidade
Metabolistmo de primeira passagem hepática
Aumenta BD: clordiazepóxido, digoxina
Distribuição
Redução do teor de água total corporal: concentração sérica de fármacos hidrossolúveis aumenta
Gordura corporal aumenta no idoso
maior volume de distribuição dos fármacos lipossolúveis
maior duração de ação farmacológica
Redução da albumina
distribuição e os processos de eliminação
Altera concentrações: diazepam, fenitoína, varfarina
Eliminação
Massa e o fluxo sangüíneo hepáticos se reduzem com a idade
Fluxo sangüíneo renal, índice de filtração glomerular e a função tubular declinam com a idade
Cálculo exato da depuração da creatinina (Crocoft-Gault)
Toxicidade por acumulação
Ex.: Aminoglicosídeos, digitálicos, tetraciclina, cimetidina
Fórmula
Clcr (ml/ min) =
(140 - idade) x peso ( kg )
72 x cretinina (mg / dl )
Exemplos de pacientes
Paciente A:
Creatinina: 0,9mg/mL
Idade: 25 anos
Peso: 60kg
Sexo: masculino

Paciente B:
Creatinina: 0,9mg/dL
Idade: 80 anos
Peso: 60kg
Sexo: feminino


Alterações
farmacodinâmicas
Sensibilidade aos receptores. Ex.:BZD
Alterações da homeostase
Alterações do aparelho cardiovascular
Menos sensibilidade dos: barorreceptores, termoreceptores
Alterações das funções : inestinais, urinárias
Estabilidade corporal comprometida
Fatores nutricionais
Patologias:
lesões da mucosa gástrica, constipação, insuficiências coronária e cardíaca, hipertrofia prostática, demência
Impacto do uso de medicamentos nos idosos
Idosos tem 4 a 7 vezes mais chance de desenvolver RAM que levem à hospitalização
Prevalência de até 31%
Risco relacionado com as mudanças fisiológicas, farmacocinéticas e farmacodinâmicas
Outros fatores:
Adesão ao tratamento
Erros na prescrição e administração
Polifarmácia
Monitoramento inadequado
Hospitalizações X Medicamentos
Hospitalizações relacionadas com medicamentos
Indicadores de internação relacionados à qualidade do cuidado
evento hemorrágico X varfarina
fratura X BZD
20,3% das internações relacionadas com medicamentos eram potencialmente previníveis
Hospitalizações X medicamentos
Reações Adversas a Medicamentos nos Idosos
Reação Adversa a Medicamento (RAM)
Efeito prejudicial ou indesejado que se manifesta após a administração das doses normalmente utilizadas em homens, para a profilaxia, diagnóstico ou tratamento de doenças

Idosos são mais susceptíveis
Alterações do envelhecimento
Internações por RAM
Idosos = 16,6%
Jovens = 4,1%

PERCEPÇÃO DE PERDA DE EFICÁCIA
ABANDONO DA TERAPIA
DIMINUIÇÃO DA ADESÃO AO TRATAMENTO
PIORA DOS DESFECHOS CLÍNICOS
PREVENÇÃO
Revisão da terapia e adesão do paciente
Medicamentos prescritos
Medicamentos OTC
Plantas medicinais e fitoterápicos
Limitar a prescrição de fármacos que podem causar dano com maior frequencia
Risco/benefício
Uso de ferramentas que auxiliam na identificação de medicamentos inapropriados
Antes de conhecer as ferramentas, vamos testar o que sabemos sobre medicamentos inapropriados para idosos?
Ferramentas para identificar medicamentos inapropriados para idosos
Pesquisa com medicamentos X uso na população
Estudos relacionados ao uso de medicamentos no idoso
Nível de evidência X eventos adversos relacionados com medicamentos
Diversas ferramentas de “screening”
Mais conhecidos
Critérios de Beers
STOPP/START
Critérios de Beers
No ano de 1991 Beers e colaboradores elaboraram uma lista de medicamentos potencialmente inapropriados para uso em idosos com 65 anos ou mais, visando detectar possíveis riscos de iatrogenia medicamentosa

Baseados em trabalhos publicados sobre medicamentos e farmacologia do envelhecimento.

Atualizado em 2012

Critérios de Beers
1) Medicamentos ou classes farmacológicas que deveriam ser evitados em idosos, independentemente do diagnóstico ou da condição clínica, devido ao alto risco de efeitos colaterais e pela existência de outros fármacos mais seguros

2) Medicamentos ou classes farmacológicas que não devem ser usados em determinadas circunstâncias clínicas

3) Medicamentos ou classes farmacológicas que devem ser utilizados com cautela.

Informações sobre os medicamentos
Nível de evidência
Grau de recomendação
STOPP & START
STOPP: Screening Tool of Older Person’s potentially inappropriate Prescriptions
65 critérios para identificar medicamentos potencialmente impróprios para o idoso

START: Screening Tool to Alert doctors to the Right Treatment
22 critérios que identificam potenciais omissões de prescrição

O’Mahony, D. STOPP & START Criteria: A new approach to detecting potentially inappropriate prescribing in old age. European Geriatric Medicine 1 (2010): 45 – 51.

STOPP & START

O’Mahony, D. STOPP & START Criteria: A new approach to detecting potentially inappropriate prescribing in old age. European Geriatric Medicine 1 (2010): 45 – 51.

STOPP & START

O’Mahony, D. STOPP & START Criteria: A new approach to detecting potentially inappropriate prescribing in old age. European Geriatric Medicine 1 (2010): 45 – 51.

STOPP & START

Como auxiliar na prevenção de uso dos medicamentos inapropriados para idosos?
Fazer a sua parte como profissional de saúde
Divulgar as ferramentas e os medicamentos inapropriados para idosos
Uso de sistemas informatizados de suporte
Elaboração de protocolos relacionados
Restringir o uso destes medicamerntos
Articulações com políticas
Políticas relacionadas
Alguns países restringiram o uso
Divulgação dos medicamentos potencialmente inapropriados
Adequação das listas de medicamentos essenciais
Embalagens
Bulas voltadas para o idoso
Considerações finais
Medicamentos não são isentos de risco
Individualização do tratamento
Particularidades do idoso
Divulgar as ferramentas que auxiliem na identificação de medicamentos inapropriados para idosos
Intervenções
Educativas
Revisão da farmacoterapia
Articulação relacionada com as políticas
Idoso com qualidade de vida
Estudo de caso
M.F.G, 78 anos

Problemas de saúde
Hipertensão Arterial
Diabetes mellito
Insuficiência renal crônica
Dor crônica
Depressão
Dislipidemia
Medicamentos em uso
1) AAS 100mg - 1 comprimido ao dia
2) Amitriptilina 25mg - 2 comprimidos à noite
3) Enalapril 10mg - 2 comprimidos 12/12h
4) Hidroclorotiazida 25mg - 1 comprimido manhã
5) Anlodipino 5mg - 2 comprimidos manhã
6) Glibenclamida 5mg - 1 comprimido 2x ao dia
7) Sinvastatina 20mg - 2 comprimidos à noite
8) Diazepam 5mg - 1 comprimido se necessário
Histórico da paciente
Exames
PA 128/80mmHg (anteriormente era 150/100mmHg)
Glicemia capilar em jejum= 70mg/dL
Hemoglobina glicosilada nos valores de referência
Paciente relata dor muscular constante e fraqueza muscular
Sensação de boca seca e dormência
Dificuldade de deambular, sente os membros rígidos
Sofreu queda há 2 semanas, sem fraturas
Com base no resumo do caso:
1) Há algum medicamento potencialmente inapropriado para idoso?
2) Algum dos problemas relatados pela paciente pode ser devido ao uso destes medicamentos?
3) Quais os medicamentos envolvidos?
4) Como intervir para auxiliar neste caso?
Full transcript