Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Escolada Bola

No description
by

joao fabricio somariva

on 12 September 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Escolada Bola

Um ABC para iniciantes nos jogos esportivos
Parte-se da necessidade de trabalhar os fatores comuns e básicos
para as técnicas desportivas. Os elementos que constituem um pré-requisito fundamental inerente às capacidades motoras são:
Conceito de Escola da Bola
Objetivos, conteúdos. métodos e Bases Teóricas
Escola da Bola
O ABC para iniciantes nos jogos apoia-se em três pilares básicos:
A cultura de jogar na rua: A escola da bola natural
METODOLOGIA E APRENDIZAGEM DOS ESPORTES
Christian
Fröger e
Klaus
Roth
O que é uma Escola da Bola em geral?
Como deve ser a "creche" esportiva dos iniciantes?
Qual deve ser a forma de iniciação?
Qual o caminho correto para poder jogar e possivelmente ter também uma carreira no esporte de alto nível?
As "creches" esportivas eram, em regra geral, a rua, os parques, as praças, os pátios de escolas, as praias, os campos, as várzeas etc.
Habilidades como quicar a bola, receber, lançar, passar e chutar eram parte da motricidade geral e diária das crianças; elas estavam unidas, faziam parte do mundo e da nossa vida cotidiana.
Os jovens e os adolescentes se iniciam mais cedo nos esportes dos clubes - isto comparado a 20, 30 anos atrás. E geralmente, nessa iniciação, já existe uma formação específica para um esporte.
Isso pode ser caracterizado conforme as palavras de Schrnidt ( 1994, p.3): "as crianças são treinadas antes de aprenderem a jogar"."As crianças nos Estados Unidos crescem jogando nos parques" (Kevin Pritchard, jogador de basquetebol). Na Alemanha - hoje - eles vão ao clube e tem uma prática organizada na forma de treino.
O que fazer nessa situação? Como é que podem ser minimizadas as limitações da "cultura do jogo na rua"?A metodologia do ensino e do treinamento deve procurar uma forma mais consistente do que foi realizado até agora de estudar, idealizar e organizar uma formação esportiva geral para os esportes com bola como uma das tarefas mais importantes.
A) jogos orientados para a situação;

B) orientação para as capacidades coordenativas;

C) orientação para as habilidades.

A: O jogar na Escola da Bola
Quem fala A deve também falar B e C
B: Exercitação das capacidades
coordenativas com a bola
Objetiva diretamente redução dos déficits, que se apresentam pela falta da "cultura do jogo de rua".

permitir que as crianças possam experimentar e provar de forma rica e variada, diferentes alternativas de movimento.

As crianças devem primeiramente aprender "somente" a jogar com liberdade, reconhecer e perceber situações de forma correta e compreendê-las desde o ponto de vista tático.

Junto a isso devem incorporar, no seu conhecimento, as formas de compreensão das regras dos jogos.

O tipo de qualidade da realização dos seus movimentos (técnica) não são o tema central do processo de aprendizagem.

B: Exercitação das capacidades coordenativas com a bola
aprender rápido e certo

controlar o movimento de forma precisa e dirigida para o objetivo, como tabela
variar de forma múltipla e rica, sempre adaptado à situação.
quem possui um alto nível coordenativo pode aprender movimentos novos de forma mais fácil! (inteligência sensório-motriz)
as capacidades coordenativas, provavelmente, não são independentes do talento e da herança, porém essas são altamente treináveis.
C: A exercitação das habilidades
de forma alguma objetiva-se aqui a
concreta aprendizagem de uma técnica de movimentos específica de algum esporte.
Ao invés de pensar a inteligência motora em modalidades esportivas, será desenvolvido o conceito de estruturas ou elementos comuns aos esportes; consequentemente, apresentaremos as alternativas de transferência destes, de forma a constituir um contexto situacional para qualquer tipo de técnica que possa ser objetivad a a posteriori.
A: Escola da Bola orientada para jogos situacionais
A1: Objetivos, conteúdos e métodos
Não deve ser confundida com os conceitos que já existem na literatura esportiva (série de jogos ou recreativo

Na Escola da Bola a ideia básica é outra, pois está constituída por formas de jogo próprias. Em uma sessão de aula as formas de jogos não devem ser impreterivelmente apresentadas uma após outra e sem escolha.
As capacidades do jogo
As crianças devem adquirir uma capacidade geral do jogo e competência tática,
os jogos devem ser construídos de forma que determinadas constelações típicas dos jogos e os consequentes "elementos táticos" possam ser desenvolvidos.
não existe uma obra de base para fundamentar o Escola da bola. É utilizado a experiência prática de experts
Os sete elementos táticos básicos que foram colocados frequentemente pelos treinadores, e denominados práticos. São eles:
• Acertar o alvo
• Transportar a bola ao objetivo

relacionado com o objetivo
• Tirar vantagem tática no jogo
• Jogo coletivo

relacionado com o colega
• Reconhecer espaços
• Superar o adversário

relacionado com o adversário
• Oferecer-se e orientar-se
relacionado com o meio ambiente
Elementos táticos defensivos
evitar que o adversário acerte o objetivo
dificultar o jogo do adversário
fechar os espaços
são exercitados paralelatamente com os jogos de ataque.
pode ser a cada instante aumentada , reduzida ou modificada.
Uma Escola da Bola geral exige a
variabilidade
, mas não uma totalidade de aquisição de experiências. O caminho metodológico a ser seguido pode ser resumido em duas palavras:
"deixar jogar"
Objetivos, conteúdos e métodos
Na Escola da Bola fundamentalmente se objetiva:

o desenvolvimento da capacidade de jogo geral,
da competência tática básica (objetivo).
Serão oferecidas formas de jogadas que são construídas tomando-se os elementos básicos para construir a ideia do jogo (conteúdo).
Estes jogos devem ser apresentados às crianças e deixar que estas joguem (método).
A2: Bases teóricas
Conceitos de psicologia geral
Não confundir "deixar jogar" com o "rolar a bola".
É muito mais do que um simples "passar o tempo".
a ideia e a seguinte:
Quando nós sabemos, em um determinado ponto de partida, quais são as formas de comportamento adequadas que nos levam a um tipo de consequência (conhecidas e bem-sucedidas), então a autoconfiança aumenta e nós temos o sentimento da segurança de domínio da situação, e que nós não estamos jogados nela. Pelo contrário, quando nós não conhecemos os resultados das nossas ações, as condições nos deixam inseguros, e nós não conseguimos avaliar os resultados das mesmas, sendo assim, difícil julgá-las.
CONTROLE ANTECIPATIVO DO COMPORTAMENTO!
Aprender a antecipar as consequências do próprio comportamento
No mínimo, para os seres humanos constata-se que aquelas situações, em que as consequências de seu comportamento não lhe são muito claras, causam dúvidas, angústias e medos.
nós sabemos, precisamente , como e em quais condições nossas ações funcionam e as aplicamos de forma consciente, de modo a alcançar as consequências e efeitos desejados".
Um modelo para o processo de aprendizagem
as antecipações são corrigidas permanentemente através dos comportamentos. Estas seguem continuamente as consequências que realmente aparecem no comportamento e refletem neste, cada vez de forma mais completa
Regulação antecipativa do comportamento
O modelo da regulação antecipativa do comportamento pode ser tomado como explicação de base do efeito de uma " Escola da Bola" orientada para a situação, ou com jogos situacionais.

esta forma de aprendizagem tanto pode ser eficiente com crianças, como também aplicável no treinamento tático em diferentes modalidades específicas (basquetebol , handebol, voleibol), produzindo melhorias no rendimento.
Escola da Bola orientada para o desenvolvimento das capacidades


B1: Objetivos, conteúdos, métodos
O que não se aprendeu na infância não se faz na idade adulta
Sua ênfase é na área coordenativa
as capacidades coordenativas e os pré-requisitos coordenativos de rendimento podem e devem ser treinados
a capacidade coordenativa aparece antes da força e da resistência
As diferenças tão ricas podem ser usadas como uma vantagem da prática
não se fala mais de capacidades necessárias para a coordenação com bola, e sim, mais modestamente, das capacidades coordenativas gerais ou de classes de exigências de informação motora. Esta é uma pequena, porém muito fina diferenciação.
na Escola da Bola orientada para o desenvolvimento das capacidades serão exercitadas as exigências coordenativas gerais. Porém, não são as capacidades em seu sentido clássico ou de forma científica teoricamente comprova. Isto será colocado assim e será explicado de forma ampla no B2
No lugar das capacidades serão exercitadas exigências coordenativas
é a forma de manuseio da bola que deveria - com muita probabilidade - conduzir o efeito geral e amplo desejado.
As crianças se exercitam orientadas com a bola, como, por exemplo, com exercício sem situações de pressão do tempo ou tarefas de precisão. E, então, somente com interesse teórico por trás deste exercício tem-se uma tarefa de pressão do tempo bem delimitada (ou se incorporam elementos de precisão) para ver detalhada e amplamente a transferência como também o nível de transportabilidade e os efeitos de treinamento que esta produz.
seis condicionantes de motricidade
Alternativas para a riqueza e variabilidade
A riqueza de facetas que se dão para a exercitação dos conteúdos de coordenação com bola é mais do que evidente. Se tomamos somente os componentes eferentes e somamos-os a uma das exigências aferentes, ou seja, escolher um dos seis elementos de pressão, temos quase 60 combinações triplas. A estas se agregam uma infinita quantidade de possibilidades (na aula e no treinamento) de desenvolver mais de uma combinação e mais de uma dimensão de exigências.
Os exercícios seguem a já altamente conhecida lógica do treinamento dos fatores gerais do rendimento: quando se deseja desenvolver a competência geral do movimento de forma objetiva e dirigida, devem se manter as exigências nas habilidades de forma mais baixa possível.


Fórmula básica: A receita do treinamento é a seguinte: “o tempero determina o sabor da comida”

fórmula básica do treinamento de cordenação
Na Escola da Bola orientada para o desenvolvimento das capacidades, objetiva-se a melhoria da coordenação geral com a bola (objetivo). Serão apresentados elementos para a superação de atividades que contêm diferentes exigências informacionais (conteúdo).
A exercitação segue a fórmula básica:

habilidades motoras com bola simples + variabilidade + condições de pressão (método).
Psicologia diferencial
Conceitos e expressões como habilidade, mobilidade, capacidade de reação, força rápida, potência, capacidade de resistência e flexibilidade são comuns na nossa linguagem cotidiana. Um esportista pouco habilidoso, por exemplo, em basquetebol deverá ter problemas em diferentes disciplinas esportivas e apresentará dificuldades em aprender outros esportes, não alcançando grandes níveis de rendimento.
A convicção de que rendimentos em determinadas áreas não são um produto influenciável somente pelo conhecimento e saber fazer específicos, e que
o rendimento é também produto de nossas capacidades gerais
, é uma das ideias e conceitos mais arrojados no nosso pensamento
Os "
condimentos"
decisivos do treinamento da coordenação com a bola são
as habilidades que as crianças dominam de forma estável
; devem ser "temperadas" com as variações de informação e componentes de pressão
As capacidades são construtos construídos artificialmente!
Três aspectos devem ser destacados:

1º as capacidades devem servir como medida para mais ou menos quase todos os seres humanos (princípio nomológico);
2ºdevem ser constantes;
3ºestáveis no decorrer do tempo.

A estabilidade consiste na generalização da dimensão do tempo, ou seja, um a certa constância de rendimento, pelo menos através de um espaço de tempo médio.
3 passos parciais no caminho da sistematização das capacidades
1. A área que será analisada deverá ser claramente delimitada.
O que é a coordenação com bola?
2. As tarefas ou exigências que deverão ser respondidas e resolvidas nessa área serão agrupadas.
Quais são as exigências coordenativas que se apresentam nos jogos esportivos coletivos?
3. Será comprovado se as classes de exigências delimitadas podem ser agrupadas em capacidades.
Existe para cada classe de exigências uma capacidade coordenativa correspondente para resolver o problema?
Escola da Bola orientada para o desenvolvimento das habilidades
C1: Objetivos, conteúdos, métodos
Uma cesta com elementos de habilidades
A ideia é que aquilo que vai ser transferido para os jogos em geral tem a ver com semelhanças e coisas comuns relacionadas com o perfil sensório-motor e de habilidade.

O objetivo central consiste na aquisição de variada e rica forma de materiais de construção para os movimentos esportivos. Devem ser procuradas e exercitadas habilidades sensomotoras gerais.
devem ser treinadas as habilidades elementares de forma isolada ou unidas às outras.
Elementos técnicos e sua relação com os elementos táticos.
Full transcript