Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

SEXUALIDADE E GRAVIDEZ NA ADOLESCENCIA

No description
by

Sueli Rodrigues Rodrigues

on 4 March 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of SEXUALIDADE E GRAVIDEZ NA ADOLESCENCIA

SOMANDO-SE A ISSO... O Pai do bebê....
No Brasil, cerca de 140 meninas interrompem a gravidez, por dia e 2 a 3 milhões por ano ( OMS)
A ilegalidade
– clínicas clandestinas precárias
Classes sociais mais baixas
– métodos caseiros, objetos pontiagudos, medicamentos sem indicação médica
A maioria que aborta é contra o aborto e não recomenda para as amigas ou irmãs
O ABORTO E CONSEQUÊNCIAS
Antes dos 14 anos – gravidez classificada como de alto risco, maior incidência de :
Doenças hipertensivas
Partos prematuros
Rotura antecipada da bolsa
Desnutrição do bebê e da mãe
Prejuízo na estatura final de adolescentes antes de ter completado o crescimento biológico
IMPLICAÇÕES MÉDICAS
A perda da autonomia - As jovens consideradas quase independentes passam a procurar ajuda de seus pais

O rompimento das relações de grupo, importante elemento de carinho e apoio entre os jovens

Desenvolvimento pessoal atrasado

Possibilidades de divórcio ou separação para adolescentes que tem uma criança

Perpetua situação de pobreza

Tudo isso provoca um descontrole psicológico podendo originar uma perda de respeito por si mesmo e consequente depressão
A gravidez indesejada acarreta efeitos psicológicos prejudiciais:
X
Padrão
“Sexo-Medo”
Aparente Liberalização
CONTRADIÇÃO DA MORAL SEXUAL DE NOSSA SOCIEDADE
“O desejo inconsciente de ficar grávida”

“ Vontade de provar que é mulher e que o corpo funciona”

“ Necessidade de ter alguém para amar, no caso o filho”

“ Tentativa de se casar com o homem a quem ama”

“ Vontade de contrariar os pais”

“ Alternativa para sair de casa, da escola, da cidade onde mora”

“ Satisfazer um desejo oculto dos pais”

“ Aliviar uma sensação de depressão e isolamento”.
OUTRAS CAUSAS DE GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA


É NO CORPO DA MULHER QUE DEUS FEZ A 1ª. MORADA DE TODO SER HUMANO

QUE PRIVILÉGIO!
A relação familiar de uma criança começa antes do seu nascimento
Situações que poderiam, na maioria das vezes, ser evitadas.
UFA!!



TRABALHO DOBRADO...
MUITA RESPONSABILIDADE
ADEUS À BOA VIDA COM OS PAIS....
seus hábitos e comportamentos.”
Espelho,em que ela pode ver refletidos
“Uma criança é para sua mãe um

“Nunca pensei que fosse acontecer comigo, embora soubesse do risco de não usar camisinha em todas as relações”
NÃO VAI ACONTECER COMIGO...
A ausência de educação curricular nas escolas sobre sexualidade, DST, e principalmente sobre anticoncepção
A desinformação dos pais, professores e dos jovens sobre a fisiologia reprodutiva ( os pais pensam que os filhos já sabem)

Problemas emocionais no convívio familiar
Violência – Uso da força ou constrangimento na forma de estupro ou incesto
POR QUÊ?



A liberação dos costumes


A existência de métodos anticoncepcionais falíveis

O grande contingente de jovens de nossa população

A menarca precoce
POR QUÊ?
Ta com sono????
Só mais um pouquinho...
14 milhões de adolescentes no mundo tornam-se mães a cada ano
10% dos abortos são praticados por mulheres entre 15 e 19 anos
Cerca de 700 mil meninas se tornam mães a cada ano no Brasil
Entre 1991 ate 2000 os partos em meninas de até 14 anos cresceu em 108%
Em 2005 de partos 21,8 % dos partos no SUS, eram de adolescentes
Dados Importantes
1ª. Ejaculação ao redor 12 anos
Iniciação sexual dos adolescentes no Brasil – cada vez mais cedo
Metade dos meninos tem a 1ª. Relação antes dos 15 anos ( bairros pobres e periferias grandes cidades
Nos Garotos
A menarca tem se adiantado em torno de 4 meses por década.
95% da sua ocorrência: 11 a 15 anos
Quanto mais precoce a menarca, mais exposta estará a adolescente à gravidez
Nas Garotas
ADEUS À INFÂNCIA...
“ TORNAR-SE PAI OU MÃE SIGNIFICA TER DE CRESCER MAIS DEPRESSA”
A adolescência é uma fase de crescimento e desenvolvimento, onde ocorrem importantes modificações do ponto de vista biológico, social e psicológico.
12 a 19 ANOS ( Estatuto da criança e adolescente)
10 aos 20 anos incompletos (OMS)
QUEM É O ADOLESCENTE?
BARREIRAS ENCONTRADAS PELOS ESPERMATOZÓIDES NO SISTEMA REPRODUTOR FEMININO

1º. Acidez da vagina.
2º. Travessia do muco cervical (secreção do colo uterino).
3º. Mucosa franjada do útero.
4º. Correnteza do peristaltismo e movimento ciliar das tubas.
5º. Corona radiata

( 3 ou 4 camadas de células foliculares cercando o óvulo).
PERCURSO DO ESPERMATOZÓIDE NO SISTEMA REPRODUTOR FEMININO
1º. Travessia do muco cervical (secreção do colo uterino).
2º. Longo trajeto sobre a mucosa do útero.
3º. Divisão dos espermatozóides em dois grupos que penetram nas tubas.
4º. Subida pelas tubas.
5º. Encontro dos espermatozóides com o óvulo.
6º. Eliminação da hialuronidase (enzima que reduz a viscosidade) para decompor a corona radiata.
7º. Penetração de um espermatozóide no ovócito.
8º. Segunda divisão meiótica do ovócito, que, assim, se transforma em óvulo.
9º. Fusão dos pronúcleos masculino e feminino (anfimixia).
10º. Formação da célula-ovo ou zigoto.



E EM SEGUIDA......

MAS, SE NÃO ESTÃO....
QUANDO O ADOLESCENTE E A ADOLESCENTE, NAMORADOS, ESTÃO
INFORMADOS
, E
RESPONSABILIZADOS
NO NAMORO, DIANTE DE DEUS E DE SEUS PAIS, NÃO EXISTE SURPRESAS E NEM DESESPERO.


E O (A) ADOLESCENTE, QUASE NUNCA ESTÁ PREPARADO PRA ISSO...
E JUNTO COM ELA A FECUNDAÇÃO
5ª FASE:
ARREPENDIMENTO
É considerada a etapa de prazer mais intenso do ato sexual. No homem, os músculos dos órgãos reprodutores internos – canal ejaculador, canais deferentes, próstata e vesículas seminais – se contraem e lançam o sêmen para a uretra. A seguir, se dá a ejaculação provocada pela contração dos músculos localizados na base do pênis. Na mulher, o orgasmo se dá pela contração dos músculos genitais externos, que estão localizados em torno da vagina, sendo que o prazer do orgasmo experimentado pela mulher varia de acordo com as contrações locais.
3ª FASE:
Orgasmo
QUÍMICA A DOIS E SUAS FASES – O DELICADO MECANISMO DO ATO SEXUAL
Alterações fisiológicas preparam o homem e a mulher para o ato sexual. A respiração torna-se mais ofegante e aumentam as pulsações e a pressão arterial. No homem ocorre a ereção do pênis e os testículos elevam-se ficando mais perto da pelve. Na mulher, ocorre a lubrificação vaginal e os seios ficam mais enrijecidos, tornando os mamilos mais eretos. Há congestão dos vasos do clítoris, o útero aumenta de volume e a vagina dilata para acomodar o pênis
2ª FASE:
A Excitação
QUÍMICA A DOIS E SUAS FASES – O DELICADO MECANISMO DO ATO SEXUAL
1ª FASE:
O Desejo
Ocorre a ativação de complexos mecanismos neuronais que fazem o indivíduo sentir desejo sexual
QUÍMICA A DOIS E SUAS FASES – O DELICADO MECANISMO DO ATO SEXUAL
EIXO HIPOTÁLAMO-HIPÓFISE-OVÁRIO
O CÉREBRO E OS HORMÔNIOS
OVULAÇÃO
SAIBA QUE O PICO DO DESEJO SEXUAL COINCIDE COM A OVULAÇÃO
SISTEMA REPRODUTOR MASCULINO
EXTERNO


Pênis
- Composto por um tecido erétil (órgão copulador). Na extremidade do pênis está a glande, considerada a parte mais sensível do órgão genital masculino, originando a maior parte das sensações durante as relações sexuais.

Bolsa escrotal –
abriga os testículos.
Testículos
– alojados na bolsa escrotal (ou saco escrotal) é uma glândula responsável pela produção de testosterona (hormônio masculino) e espermatozoide (gameta sexual masculino).

Epidídimo –
local onde os espermatozóides

amadurecem.

Canais deferentes
– canal que leva os espermatozóides até a vesícula seminal.

Vesícula seminal
– produção do líquido seminal (nutri o espermatozoide)

Próstata
– produz o líquido prostático (dá agilidade ao espermatozoide, durante a ejaculação), que unido ao líquido seminal, forma o esperma. Secreta substâncias alcalinas que neutralizam a acidez da urina e   ativa os sptz .

Uretra
- canal interno do pênis que serve de caminho tanto para a urina quanto para o esperma.
Glândulas Bulbo Uretrais ou de Cowper
- secreção transparente é lançada dentro da uretra para limpá-la e preparar a passagem dos sptz. Também tem função na lubrificação do pênis durante o ato sexual
SISTEMA REPRODUTOR MASCULINO
INTERNO


Órgãos Externos


Vulva
- órgão genital externo, composto por
pequenos e grandes lábios,
pelo
clitóris
(região cheia de terminações nervosas, tornando-se a região mais sensível – ao toque e na relação sexual – do sistema reprodutor feminino), a
saída da uretra
e a
entrada da vagina.
Órgãos internos

Ovários
- glândulas responsáveis pelo amadurecimento dos óvulos (gametas sexuais - a menina já nasce com os óvulos formados que irão amadurecer na puberdade).

Tubas uterinas
– caminho que percorrido pelos óvulos até chegarem

ao útero.  Útero – órgão muscular onde o feto se desenvolve.
 Vagina
– canal interno que começa no colo do útero (estrutura presente na entrada do útero, a região externa do corpo da mulher). É o órgão responsável pela saída do fluxo menstrual, pelo bebê (parto vaginal) e penetração do pênis no momento da relação sexual.
A IMPORTÂNCIA DE CONHECER O PRÓPRIO CORPO
SISTEMA REPRODUTOR FEMININO
A menina nasce com 1 a 2milhões de folículos (fase ovogônica)

Puberdade : 400 mil ( folículos primordiais)

Desses 400mil, apenas 500 terão capacidade de amadurecer
É preciso conhecer o papel desempenhado pelo eixo neuro-endócrino, constituído pela córtex cerebral, sistema límbico, hipotálamo, hipófise e ovários.
OVÁRIOS

TUBAS UTERINAS:
Próximo da ovulação, as células ciliadas são maiores se o movimento ciliar é intenso, exercendo papel importante na migração do ovo.

ANATOMIA E FISIOLOGIA DOS ÓRGÃOS REPRODUTORES FEMININOS
MEATO URETRAL
INTRÓITO VAGINAL E HÍMEM
GLÂNDULAS DE BARTHOLIN
DIAFRAGMA PÉLVICO
PERÍNEO
ÓRGÃOS GENITAIS EXTERNOS

MONTE PUBIANO
GRANDES LÁBIOS
PEQUENOS LÁBIOS
CLÍTORIS
VESTÍBULO VAGINAL
SISTEMA GENITAL FEMININO
“Sabeis que o SENHOR é Deus; foi ele que nos fez, e não nós a nós mesmo”. (Salmo, 100, 3).
Pois tu formaste o meu interior, tu me teceste no seio de minha mãe. Graças te dou, visto que por modo assombrosamente maravilhoso me formaste; As tuas obras são admiráveis...”
(Salmo 139:13 e 14)
COISAS DE MULHER...
GRAVIDEZ NA ADOLESCENCIA OBJETO DE INTERESSE E PREOCUPAÇÃO
A gravidez na adolescência pode determinar a interrupção no processo formal de educação da jovem


FECUNDAÇÃO




Durante o ato sexual, o pênis lança o
esperma na vagina
, bem próximo ao útero.
Os cerca de 500 milhões de espermatozóides contidos no esperma penetram no útero e “nadam” até a tuba.
caso a ovulação tenha ocorrido no máximo até um dia antes
os espermatozóides encontram-se com o óvulo e aglomeram-se em torno dele.
Apenas um espermatozóide consegue penetrar o óvulo.
Os outros acabam morrendo passados dois ou três dias.
É a etapa de relaxamento em que o corpo volta ao seu estado normal. Observa-se no homem um “período refratário” que acontece logo após o orgasmo e que consiste em um tempo no qual ele não consegue ter nova excitação sexual. A mulher não tem esse “período refratário”, por isso, ela pode ter mais de um orgasmo durante o mesmo ato sexual.
.
4ª FASE:
Resolução
QUÍMICA A DOIS E SUAS FASES – O DELICADO MECANISMO DO ATO SEXUAL
QUEM SOU EU?
Profa. MSc. Sueli T. Cruz Rodrigues
Enfermagem (Unasp - SP C-1)
Esp. Obstetrícia ( Uni-São Camilo - SP
Mestrado em Ciências da Saúde (Unifesp-SP

HUMM...!!!
O QUE PODE SER?
SEXUALIDADE
E GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA
É AQUI QUE TUDO COMEÇA...
O CONSELHO DE DEUS É:
" DEIXE O HOMEM, PAI E MÃE E SE UNA À SUA MULHER"
ISSO É UM ESPETÁCULO
PRA SE CURTIR E NÃO PRA SE LAMENTAR!
PRECISAMOS CONHECER BEM O NOSSO CORPO, PARA NÃO TERMOS SURPRESAS FORA DO TEMPO


Epidídimos: são dois tubos enovelados que partem dos testículos, onde os espermatozóides são armazenados.

Canais deferentes: são dois tubos que partem dos testículos, circundam a bexiga urinária e unem-se ao ducto ejaculatório, onde desembocam as vesículas seminais.

ANALOGIA:
Mulher
Homem
CLÍTORIS ...............................................................................................PÊNIS

GLÂND. DE SKENE (PARAURETRAIS)...............................................PRÓSTATA

GLÂND. DE BARTHOLIN (VULVOVAGINAIS)............ BULBOURETRAIS(COWPER)

PEQUENOS LÁBIOS.....................................................................CORPO ESPONJOSO

GRANDES LÁBIOS........................................................................BOLSA ESCROTAL
ANATOMIA E FISIOLOGIA DOS ÓRGÃOS REPRODUTORES FEMININOS









SISTEMA LÍMBICO
– Mac Lear, em 1954, definiu como “ um harmônico mecanismo de integração funcional, responsável pelo comportamento do homem e dos animais”. É a unidade responsável pelas emoções e comportamentos sociais. É uma região constituída de neurônios, células que formam uma massa cinzenta denominada de lobo límbico. Admite-se que seja integrado por centros extra-hipotalâmicos, intimamente ligados ao hipotálamo. Tem por
função receber e registrar os estímulos captados pela córtex cerebral
, transmitindo-os ao eixo hipotálamo-hipofisário.

Promove a integração do sistema nervoso com o sistema endócrino, juntamente com o hipotálamo. Compreende todos os circuitos neuronais que controlam o comportamento emocional e os impulsos motivacionais
Por que cada vez mais adolescentes estão engravidando?
Caminho para a emancipação?
OBRIGADA!
COMO EXPLICAR?


Como explicar a incidência da gravidez se os adolescentes estão cada vez mais bem informados sobre o uso da camisinha pra prevenir DST?
Abuso de álcool  e outras drogas psicoativas e  sexo inseguro;
Namoro firme: se for pedido o uso de camisinha o(a) parceiro(a) pode desconfiar de infidelidade;
Paixão: imagem falsa de segurança negando os riscos inerentes ao não uso de preservativos;
Apelo erótico dos meios de comunicação: propaga-se sexo como algo não planejado e comum e, na maioria das vezes, ninguém se infecta nem adoece;
Pensamento machista de que AIDS ainda só é transmitida através de relações homossexuais ou drogas injetáveis.
COMO EXPLICAR?
BELO, MAV & SILVA, JLP. Conhecimento, atitude e prática sobre métodos anticoncepcionais entre adolescentes gestantes. Rev. Saúde pública, São Paulo, 2004.
Nas últimas décadas, vários estudos vêm demonstrando que jovens de ambos os sexos iniciam relações sexuais mais cedo.

Em 1996, os rapazes tinham a primeira relação sexual mais cedo do que as moças, sendo a idade mediana da primeira experiência sexual de 15 anos para os homens e de 16 anos para as mulheres.

Dados confirmam esse comportamento: em 2001/2002, 32,8% das(os) adolescentes brasileiras(os), entre 12 e 17 anos, já haviam tido relações sexuais, sendo que 61% eram rapazes e 39%, moças. (BEMFAM, 2001; UNICEF, 2002; Ministério da Saúde, 2000.)
COMPORTAMENTO SEXUAL DOS ADOLESCENTES
BRASIL. Adolescentes Promotores de Saúde: uma metodologia para capacitação. Secretaria de Políticas de Saúde. - 1.ed. - Brasília, 2000.

É difícil admitir, em princípio, que meninas na faixa de 10 a 14 anos tenham alguma coisa a ver com questões reprodutivas
,
mas torna-se urgente incluí-las em programas de saúde sexual e de saúde reprodutiva, com projetos desenhados de acordo com as especificidades e necessidades das faixas etárias
.


Projetos de educação sexual nas escolas são primordiais, já que essa população ainda não pertence ao foco das políticas públicas voltadas para os direitos sexuais e os direitos reprodutivos.
COMPORTAMENTO SEXUAL DOS ADOLESCENTES
Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria Executiva. Coordenação Nacional de DST e AIDS. Projeto Nascer / Ministério da Saúde, Secretaria Executiva, Coordenação Nacional de DST e AIDS. – Brasília: Ministério da saúde, 2003.

Lemos LMD, Queiroz GR, Lelis ADF. Prevalência da infecção por HIV em parturientes de maternidades vinculadas ao SUS. Rev. Bras. Ginecol. Obstet.  [periódico na Internet]. 2005  Jan [citado 2007  Maio  03] ;  27(1): 32-36.
 

A aids é uma doença infecciosa, registrada pela primeira vez em 1981 nos Estados Unidos. No Brasil, os primeiros adultos afetados foram notificados ao Ministério da Saúde em 1982 e a primeira criança em 1984, sendo somente em 1983 identificado o agente etiológico da aids, o vírus denominado HIV1.

Os primeiros casos de aids em crianças eram todos secundários à transfusão perinatal. Desde 1983, o número de mulheres infectadas com HIV tem aumentado, o que fez crescer significativamente o contingente de crianças infectadas pela transmissão. Sendo uma doença de transmissão sexual com distribuição mundial é considerada um importante problema de saúde pública. É uma doença multifacetada, com sérias implicações com repercussões psicológicas e sociais.
A IMPORTÂNCIA DAS DST/Aids
Hoje, acredita-se que as DST estão entre as principais causas relacionadas com abortos espontâneos, natimortos, partos prematuros, baixo peso ao nascer, infecção congênita e perinatal, gravidez ectópica, infertilidades, bem como ao câncer de colo de útero.

Com o avanço da epidemia da infecção pelo HIV, as DSTs assumiram um papel ainda mais relevante, principalmente

quando foi demonstrado que estas facilitavam a propagação do HIV
A IMPORTÂNCIA DAS DST


“Vivenciar valores que reflitam o respeito pelo corpo e pela saúde”
SOLUÇÃO...
“Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu...” ( Ecles. 3:1 )
ADOLESCÊNCIA
SEM FILHOS E
SEM DST É
O QUE HÁ !!!!!
A VIDA É TÃO BELA....
Sexo:

É a conformação característica que distingue macho e fêmea em animais e vegetais, ou seja, um conjunto de seres com a mesma conformação física
Sexualidade

é um termo que qualifica o que é sexual. Está relacionada a libido, que leva o indivíduo a fantasiar, a desejar e isso não está relacionado somente ao órgão sexual, mas ao corpo como um todo (olfato, visão, mente e sentimentos).


Denise Hernandes Tinoco
RF-Releasing Factor
(fator de liberação)
Hipófise anterior
Full transcript