Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

O Rapaz e o Robô

No description
by

Raquel Silva

on 8 April 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of O Rapaz e o Robô

O Rapaz e o Robô
Biografia da autora
Título: O Rapaz e o Robô
Autor: Luisa Ducla Soares
Editora: Terramar
Data da edição: Abril 2004
O narrador é não participante.
Localização do tempo: ao longo do ano
Localização da ação no espaço: na cidade de Lisboa
A personagem principal é o João e as personagens secundárias são a tia Engrácia, o robô e o Faísca (cão).
Resumo da obra
Parte que mais gostei
Gostei do livro e recomendo porque podemos imaginar com seria se podessemos ser substituidos por robôs.
Recomendação do livro
Luisa Ducla Soares nasceu em Lisboa no dia 20 de julho de 1939. Tem dois filhos e dois netos. Lincenciou-se em letras e tem se dedicado á literatura infantil como investigadora, tradutora, divulgadora e principalmente autora de meia centena de livros.Recebeu o "Prémio Calouste Gulbenkian" para o melhor livro de literatura infantil . Gosta muito da natureza e não consegue viver sem animais. Duas das suas obras são : " Poemas da mentira e da verdade " e "Brincar com as palavras "

Indicações Bibliográficas
A história "O rapaz e o Robô" fala de um jovem (João) que para não fazer os pontos de matematica e não visitar a tia Engrácia, mandou fazer um robô a um cientista, com o dinheiro (milhares e milhares de notas de 10 mil) que encontrou no banco de um jardim, dentro de uma pasta de crocodilo.
Duante semanas o João escondia-se numa roulote.
Durante um mês o rapaz e o robô viveram vidas diferentes: o rapaz ficou a descansar, doente, e o robô, saudavel,andava a trabalhar.
Ninguem reparava nas diferencas exceto o faísca.
Um dia, o João levou o robô a um rio e ouviram uma criança a afundar-se. O João disse ao robô para se atirar á água mas esqueceu-se que o robô nunca tinha aprendido a nadar. O João atirou-se também á água e agarou a criança pelos cabelos,salvando-a. Começaram a juntar-se pessoas junto ao paredão, entre elas um reporter que considero o João um heroi por ter salvo o miudo. O João estava triste porque imaginava o robo preso no lodo do rio, e ficou com medo que alguem descobrissse que ao longo de quase um ano se fizera substituir por um robô.
O João prometeu a sí mesmo que apartir desse momento ia ser ele proprio.
A parte que achei mais interessante foi quando o rapaz encontrou uma mala de crocodilo com milhares e milhares de notas de dez mil.
"Sentou-se num banco,pousou a mochila ao lado. Não havia por ali vivalma. Mas no banco em frente estava uma pasta de crocodilo.
Sempre fora curioso. Deu dois passos,carregou no fecho dourado e que viu ele? Milhares e milhares de notas de dez mil."
Full transcript