Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

“Entre os estudos, comecemos por aqueles que nos façam livre

No description
by

Adriano Denovac

on 25 September 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of “Entre os estudos, comecemos por aqueles que nos façam livre

“Entre os estudos, comecemos por aqueles que nos façam livres”
Michel de Montaigne


(1533-1592)

“Trabalhamos apenas para encher a memória, deixando o entendimento e a consciência vazias” . Saber articular conhecimentos, tirar conclusões, acostumar-se à aquisição e ao uso da informação – todas essas questões tão problematizadas pelos teóricos da educação de hoje em dia estão no cerne das preocupações de Montaigne. “Para ele, a verdadeira formação residia em saber procurar, duvidar, investigar e exercitar o que é inteiramente próprio de cada pessoa”.
"O período histórico da Renascença estava em sua última fase quando o escritor francês Michel de Montaigne chegou à vida adulta. O otimismo e a confiança nas possibilidades humanas já não eram os mesmos e a Europa se desestabilizava em conseqüência dos conflitos entre católicos e protestantes. Esse ambiente refletiu-se na produção do filósofo, marcada pela dúvida e pelo ceticismo. Seus Ensaios são leitura de cabeceira de um grande número de intelectuais contemporâneos, entre eles Claude Lévi-Strauss, Edgar Morin e Harold Bloom".
Montaigne
e seu tempo
ENSAIOS
"Dois dos Ensaios tratam especificamente de educação: Do Pedantismo e Da Educação das Crianças. Neles está claro que o autor pertencia a uma classe emergente, a burguesia, e que se rebelava contra certos padrões de erudição e exibicionismo intelectual ligados à aristocracia. Montaigne assumia também o papel de crítico tanto dos excessos de abstração da filosofia escolástica da Idade
Média – que ainda sobrevivia nas universidades – quanto da cultura livresca do humanismo renascentista".
Noite de
SãoBartolomeu
"Em 1574 após a noite de São Bartolomeu, Montaigne fez um discurso notável em prol da tolerância religiosa, conclamando todos a evitar a violência e estabelecer a ordem pela força da palavra e das ideias".
"Cada pessoa decifra o mundo e as coisas a partir da sua experiência sensível".
“Que sei eu?”
Sem certezas, como falar em educação? Tarefa difícil considera Montaigne, afinal se cada indivíduo constrói sua verdade e visão de mundo como lecionar? Como direcionar o olhar?
Full transcript