Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Apresentação Colegiado

Apresentação Colegiado
by

Leonardo Gonçalves

on 2 March 2011

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Apresentação Colegiado

EMPRESA JÚNIOR DE DIREITO DA UEL Breve histórico
1. Histórico do M.E.J. - Movimento empresa júnior
Origem: França (1967) – ESSEC
Europa: JADE (1990)
Brasil: Júnior-GV (1987) – FGV
Brasil Júnior (2003) – Confederação das EJs



Por que uma E.J.? Afinal, qual é a real necessidade de uma empresa júnior em uma Universidade?
Benefícios Incremento do aprendizado
Promoção de grupo de estudos
Ciclo de palestras
Produção de artigos científicos
Visão prática dos estudantes
Projetos sociais na Universidade
Maior interação inter-institucional
UEL e as E.J.s Resolução nº 0142/08
Art. 2º, inc. II
“O programa de formação complementar será composto por atividades que:
II – permitam aos estudantes estabelecerem um elo entre o processo acadêmico e a prática profissional (...)”

A UEL conta com mais de 12 EJs
Estrutura Organizacional Demais universidades UNESP – 51 Empresas Juniores
“O Projeto Empresas Juniores da UNESP tem como objetivo favorecer o empreendedorismo e a formação profissional diferenciada para inserir os alunos no mercado de trabalho.”
USP-Jr – 19 Empresas Juniores
UFPR – 15 Empresas Juniores
E.J. de Direito:
E-JUR (Unesp - Franca)
San Fran Jr. (USP - São Francisco)
ADV-JR. (UFBA)
A LEX será a quarta do país e a primeira do sul. As Ejs e a visão externa Qual é a visão do meio externo sobre as Empresas Juniores?
As Ejs e a visão externa “Alunos dão aula de negócios
Não faltam clientes para consultorias criadas por estudantes; só nas áreas ligadas à Administração, a cidade de São Paulo tem 80 empresas juniores”


Referência:
O ESTADO DE SÃO PAULO. Alunos dão aula de negócios. Disponível em: <http://www.estadao.com.br>. Acesso em: 28 mai. 2010.
As Ejs e a visão externa “Empresa júnior pode ser uma solução para pequenos empreendimentos
A empresa júnior, consultoria formada por universitários, é uma opção para pequenas empresas que querem se organizar e crescer.”


Referência:
GLOBO.COM. Empresa júnior pode ser uma solução para pequenos empreendimentos. Disponível em: <http://pegntv.globo.com>. Acesso em: 28 mai. 2010.
O que é uma EJ? “Formalmente, Empresa Júnior é uma associação civil, ou seja, com um objetivo comum e bem definido. Estruturalmente, é um grupo formado e gerido única e exclusivamente por alunos da graduação.”

CUNHA, Filippe Apolo Gomes da. DNA Júnior. Versão 1.1. Rede Brasil Júnior: Confederação Brasileira das Empresas Juniores.
Aspecto jurídico 1. Associação civil – SEM FINS ECONÔMICOS;
Arts. 53 e ss., CC/2002
2. Fins educacionais;
3. Sem remuneração dos membros;
4. Estatuto e CNPJ;
5. Sujeição às normas que regem a matéria, inclusive à tributação.
Nossos objetivos 1. Fortalecer o nome do curso, inclusive em outros Estados;
2. Aptidão ao universitário de tomar decisões ligadas à profissão que escolheu;
3. Solidificar, pela prática, os conhecimentos adquiridos em aulas ou pesquisas individuais;
4. Estreitamento de laços na UEL;
5. Regularizar a iniciativa e centralizá-la em grupo de estudos.
NOSSAS RESPONSABILIDADES? Responsabilidades . Gestão interna da LEX
Controle financeiro, gestão de pessoas, qualidade, conhecimento, processo seletivo, zelo pela reputação, produção de artigos científicos, etc.
2. A prática da Advocacia
Restrição no portfólio, adequação à graduação, ética profissional, respeito às normas legais.
3. Lei n. 8.906/94
Absoluta observação do Estatuto da Advocacia e da OAB, sobretudo arts. 1º ao 4º.
OAB/PR Londrina, 27 de maio de 2010

Ilmo. Sr.
Leonardo Pereira Gonçalves
Diretor Presidente da LEX - Empresa Junior de Direito da UEL
NESTA.

Prezado Senhor,

Em resposta ao Ofício nº 02/2009,venho informar que a Diretoria desta Subseção de Londrina da OAB/PR dará o apoio institucional no sentido de que nada tem que se oponha à institucionalização da Empresa Junior do Curso de Direito da UEL e que a empresa junior buscando o objetivo de capacitar os estudantes de direito será mais um instrumento a valorizar os futuros advogados e a classe como um todo.

Atenciosamente



Elizandro Marcos Pellin
Presidente
Em qual área atuamos? 1. Elaboração/revisão e registro de documentos jurídicos (Contratos, Estatutos, Regimentos, Códigos de Ética, etc.);

2. Treinamentos em diversas áreas do direito;

3. Promoção de ciclo de palestras, cursos, etc;

4. Promoção de projetos sociais;
Mercado potencial 1. Micro e pequenas empresas (inclusas no simples), que necessitem de auxílio jurídico;

2. Demais Ejs;

3. Meio acadêmico (palestras, cursos)
Perguntas? Agradecimentos Acreditamos poder contribuir com a qualidade do curso de direito da Universidade Estadual de Londrina!!! NOSSO MUITO OBRIGADO (A)!

LEX – Empresa Júnior de Direito da UEL
Presidência Marketing
Jurídico Administrativo Financeiro Produção
Intelectual Coordenadoria de
Responsabilidade Social Gestão de
Pessoas LEX
Full transcript