Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Teoria das Transições

Afaf Meleis
by

Rita Cardoso

on 31 January 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Teoria das Transições

Teoria das Transições Teoria das Transições
Afaf Meleis Teoria das Transições Transição - como uma passagem de um estado estável para outro estado estável;
Teoria de médio alcance;
Procura providenciar uma estrutura capaz de descrever, compreender e interpretar e/ou explicar os fenómenos caracteristicos da Enfermagem; Metaparadigmas Teoria das Transições O resultado dos significados atribuídos às transições é diferente pois estes variam de pessoa para pessoa;
Uma transição só termina quando a pessoa em causa cria estabilidade com o estado anterior; Metaparadigmas Crenças, valores e pressupostos Metaparadigmas
Afaf Meleis Metaparadigmas
Ordem dos Enfermeiros SIMILARIDADES Introdução Metaparadigmas da Ordem dos Enfermeiros Metaparadigmas da Ordem dos Enfermeiros "A tomada de decisão do enfermeiro que orienta o exercício profissional autónomo implica uma abordagem sistémica e sistemática." Similaridades Saúde Metaparadigmas da Ordem dos Enfermeiros "A pessoa é um ser social e agente intencional de
comportamentos baseados nos valores, nas crenças
e nos desejos da natureza individual, o que torna
cada pessoa num ser único, com dignidade própria
e direito a autodeterminar-se. Os comportamentos
da pessoa são influenciados pelo ambiente
no qual ela vive e se desenvolve." Pessoa Metaparadigmas O cuidado de enfermagem facilitador da transição conduz à procura de um modelo mais humanista, de totalidade do ser, de integralidade, de inter-disciplinaridade... Cuidados de Enfermagem interage com o ambiente: modifica-o e sofre a
influência dele durante todo o processo de procura
incessante do equilíbrio e da harmonia. Na medida
em que cada pessoa, na procura de melhores níveis
de saúde, desenvolve processos intencionais baseados
nos valores, crenças e desejos da sua natureza
individual, podemos atingir um entendimento no
qual cada um de nós vivencia um projecto de
saúde. interage com o ambiente: modifica-o e sofre a
influência dele durante todo o processo de procura
incessante do equilíbrio e da harmonia. Na medida
em que cada pessoa, na procura de melhores níveis
de saúde, desenvolve processos intencionais baseados
nos valores, crenças e desejos da sua natureza
individual, podemos atingir um entendimento no
qual cada um de nós vivencia um projecto de
saúde. Pessoa "Toda a pessoa interage com o ambiente: modifica-o e sofre a influência dele durante todo o processo de procura incessante do equílibrio e da harmonia. Na medida em que cada pessoa, na procura de melhores níveis de saúde, desenvolve processos intencionais baseados nos valores, crenças e desejos da sua natureza individual, podemos atingir um entendimento no qual cada um de nós vivencia um projecto de saúde." Metaparadigmas da Ordem dos Enfermeiros Pessoa Metaparadigmas da Ordem dos Enfermeiros "A pessoa é também centro de processos não intencionais."


"(...) a pessoa tem de ser encarada como ser uno e indivisível." "A pessoa pode sentir-se saudável quando
transforma e integra as alterações da sua vida quotidiana no seu projecto de vida, podendo não ser feita a mesma apreciação desse estado pelo próprio e pelos outros." Ambiente Metaparadigmas da Ordem dos Enfermeiros "O ambiente no qual as pessoas vivem e se desenvolvem é constituído por elementos humanos, físicos, políticos, económicos, culturais e organizacionais, que condicionam e influenciam os estilos de vida e que se repercutem no conceito de saúde. Na prática dos cuidados, os enfermeiros necessitam de focalizar a sua intervenção na complexa interdependência pessoa / ambiente." Metaparadigmas da Ordem dos Enfermeiros Cuidados de Enfermagem "O exercício profissional da enfermagem centra-se na relação interpessoal de um enfermeiro e uma pessoa ou de um enfermeiro e um grupo de pessoas (família ou comunidades). Quer a pessoa enfermeiro, quer as pessoas clientes dos cuidados de enfermagem, possuem quadros de valores, crenças e desejos da natureza individual – fruto das diferentes condições ambientais em que vivem e se desenvolvem. Subjectividade 4 tipos de transições:
Desenvolvimentistas;
Situacionais;
Saúde/Doença;
Organizacionais . "Assim, no âmbito do exercício profissional, o enfermeiro distingue-se pela formação e experiência que lhe permite compreender e respeitar os outros numa perspectiva multicultural, num quadro onde procura abster-se de juízos de valor relativamente à pessoa cliente dos cuidados de enfermagem." Metaparadigmas da Ordem dos Enfermeiros Metaparadigmas da Ordem dos Enfermeiros "A relação terapêutica (...) caracteriza-se pela parceria estabelecida com o cliente, no respeito pelas suas capacidades e na valorização do seu papel. Esta relação desenvolve-se e fortalece-se ao longo de um processo dinâmico, que tem por objectivo ajudar o cliente a ser proactivo na consecução do seu projecto de saúde." "Os cuidados de enfermagem tomam por foco de atenção a promoção dos projectos de saúde que cada pessoa vive e persegue." "Procura-se, ao longo de todo o ciclo vital, prevenir a doença e promover os processos de readaptação, procura-se a satisfação das necessidades humanas fundamentais e a máxima independência na realização das actividades da vida, procura-se a adaptação funcional aos défices e a adaptação a múltiplos factores (...)" Metaparadigmas da Ordem dos Enfermeiros Metaparadigmas da Ordem dos Enfermeiros "(...) as iniciadas por outros técnicos da equipa (intervenções interdependentes) (...)" "(...) as iniciadas pela prescrição
do enfermeiro (intervenções autónomas)." "O exercício profissional dos enfermeiros insere-se num contexto de actuação multiprofissional." "(...) o enfermeiro assume a responsabilidade
pela sua implementação." "[o enfermeiro] assume a responsabilidade pela prescrição e pela implementação
técnica da intervenção." "Na tomada de decisão, o enfermeiro identifica as necessidades de cuidados de enfermagem da pessoa individual ou do grupo (família e comunidade)." Cuidados de Enfermagem Cuidados de Enfermagem Cuidados de Enfermagem Cuidados de Enfermagem Cuidados de Enfermagem Cuidados de Enfermagem - Transições com princípio na interacção Pessoa - Natureza - Condições facilitadoras ou inibidoras - Característica essencialmente positiva Pessoais Sociais/Comunidade Teoria das Transições Objectivo da Enfermagem, conhecimentos e capacidades para o exercício Transições no domínio da enfermagem apenas quando estão relacionadas com a saúde e a doença ou quando as respostas das pessoas às mesmas põem em risco a saúde do próprio;
Enfermeiros como profissionais de saúde que estão mais em contacto com quem é afectado pelas transições, seja antes, durante ou depois das mesmas. Para Meleis, os cuidados de enfermagem... Teoria das Transições Objectivo da Enfermagem, conhecimentos e capacidades para o exercício
Observação e reflexão entender a transição que ocorre em cada caso;
Adoptar medidas de conforto, cuidado e até responsabilização para a superação da transição do doente;
Apoio quer a nível físico quer a nível mental. Teoria das Transições Objectivo da Enfermagem, conhecimentos e capacidades para o exercício Principal objectivo da prática Entender o próprio processo de transição e implementar intervenções que prestem ajuda efectiva às pessoas, com vista a proporcionar estabilidade e sensação de bem-estar - Principais objectivos:
Situar os conceitos do metaparadigma na corrente de pensamento de Afaf;
Identificar as teorias do modelo de Enfermagem estudado;
Descrever os conceitos centrais relevantes para a disciplina de Enfermagem;
Identificar os componentes do modelo.
- Cada momento de transformação corresponde aos marcadores do ciclo vital, isto é ao inicio dos seus diferentes estádios de transição ou fases.
- Segundo Meleis o desenvolvimento no processo saúde/doença requer que a pessoa incorpore novo conhecimento, altere o novo comportamento, logo haja uma mudança na definição do “ eu ” no contexto social. Afaf Ibrahim Meleis Nascida 22 de Março de 1942, é uma cientista de enfermagem egípcio-americana; Professora de Enfermagem e Sociologia, na Universidade da Pensilvânia. O seu ensino centra-se na estrutura e organização do conhecimento em enfermagem, transições, de saúde e de enfermagem internacional.;
1990 - Medalha de Excelência para realizações profissionais e académicas. Conclusão Durante os últimos vinte anos Afaf Meleis e os seus colegas participaram activamente na investigação e construção de uma teoria sobre o fenómeno da Percepção dos Enfermeiros para a melhoria da qualidade dos Cuidados de Enfermagem nas transições.Os enfermeiros têm o papel mais activo no que trata a este tipo de transições, uma vez que é o profissional de saúde que tem mais contacto com as mesmas, mostrando grande suporte a quem por elas é afectado. Saúde Segundo Meleis, saúde tem sido definida mais do que uma ausência de doença e este conceito está a tornar-se cada vez mais enfatizado na enfermagem, tal como se pode constatar no livro “The Discipline of Nursing and Its Domain of Knowledge”. Meleis identificou vários modelos de saúde, a partir de literaturas de enfermagem, nomeadamente, a saúde como:
ausência de doença
homeostasia interna
adaptação Saúde Metaparadigmas Cuidados de enfermagem O Cuidar afirma-se hoje como o núcleo da acção dos enfermeiros. Meleis em 1994 na concepção da sua teoria, define que a intervenção da enfermagem deve funcionar como o processo facilitador da transição que promove o bem-estar. ... implicam uma maior sensibilização, consciencialização e humanização, quando se identifica no “cliente” factores que indicam a transição, com a finalidade de facilitar estes eventos em direcção a uma transição saudável. ... e por isso mesmo a pessoa deve ser sempre vista de forma holística Segundo Meleis, o conceito central na prática de enfermagem é o beneficiário ou possível beneficiário de cuidados por parte dos enfermeiros. É preciso ter em conta que cada cliente de enfermagem tem perspectivas invariavelmente diferentes. Para esta teórica, os profissionais de enfermagem afirmaram que a concentração das suas acções é o indivíduo, desde que os enfermeiros começaram a cuidar dos seus pacientes e desde que tentaram descrever o cuidados que davam. Metaparadigmas Cliente de Enfermagem Apoiada em Allen (1987), Meleis define o cliente de enfermagem como:
Um ser humano
Interacção constante com o ambiente
Capacidade de adaptação ao ambiente
Devido a riscos, doenças ou potencias doenças, entra num desequilíbrio O desequilíbrio é manifestado como necessidades que não foram tidas em conta, incapacidade da pessoa tomar conta da própria ou respostas não adaptadas. Metaparadigmas Cliente de Enfermagem Meleis, citada por Petronilho (2008) refere que as pessoas que vivenciam transições tendem a ser mais vulneráveis às ameaças o que acaba por afectar a sua saúde e o seu bem-estar.
AMBIENTE Conceito central em Enfermagem Engloba os campos de energia, os sistemas sociais, a família, a sociedade, a cultura, o quarto do paciente, a enfermeira, e tudo o que envolve o cliente A teoria de Roger foca-se numa descrição de pessoa e ambiente como campos de energia inseparáveis. Há uma interação constante entre o ser humano e o meio ambiente, e a qualidade de saúde dos indivíduos é bastante influenciada por este factor. Ambiente Ambiente - um meio onde as pessoas vivem e se desenvolvem, constituído por diversos elementos, os quais vão condicionar e influenciar os estilos de vida e que se irão reflectir no conceito de saúde.
Consideram que o ambiente tem sido um conceito central para o domínio da enfermagem. Pessoa - o estado de saúde da pessoa é influenciado por transições. As mudanças na condição de saúde entre outras transições, implicam uma alteração da definição de si próprio no novo contexto. A pessoa é vista de uma forma holística. Cuidados - Quando se identifica no cliente factores que indicam uma transição devemos direcioná-la num sentido saudável. Assim sendo, as intervenções de enfermagem devem ser prescritas de forma a evitar riscos, detectar problemas e resolvê-los ou minimizá-los. Identificação da problemática do cliente As intervenções de enfermagem devem ser... ... prescritas de forma a evitar riscos, detectar precocemente problemas potenciais e resolver ou minimizar os problemas reais identificados. Deve haver, por parte dos enfermeiros,
respeito pelos valores, costumes, religiões e todos os demais previstos no código deontológico. Neste contexto, os enfermeiros têm presente que bons cuidados significam coisas diferentes para diferentes pessoas e, assim, o exercício profissional dos enfermeiros requer sensibilidade para lidar com essas diferenças, perseguindo-se os mais elevados níveis de satisfação dos clientes. Discentes:
Diogo Sousa nº5138
Rita Cardoso nº5156
Rita Ramalho nº5165
Rute Ferreira nº4846
Tiago Oliveira nº4945
Turma D
Docente:
Professor Óscar Ferreira MAGALHÃES, S. C. R. da S. (2001). A vivência de transições na parentalidade face ao evento hospitalar da criança.
SILVA, C. A. M. da (2001). Necessidade dos pais de recém-nascidos prematuros no pós alta clínica: exercício de uma parentalidade autónoma.
MELEIS, A. SAWYER, L. IM.; E. MESSIAS, D.; SCHUMACHER, K. (2000) – Experiencing Transitions: An Emerging Middle-Range Theory. Advances in Nursing Science. 23 (3), pp.12-28.
MELEIS, A. (2010) – Transitions Theory Middle Range and Situation-Specific Theories in Nursing Research and Practice. Springer Publishing Company, LLC.
MELEIS, A. (2005) – Theoretical Nursing: Development and Progress. Rev. Philadelphia: Lippincott Williams & Wilkins.
MELEIS, A. (2012) – Theoretical Nursing Development & Progress. 5ª Ed. Philadelphia: Lippincott Williams & Wilkins. Estado e representação mental da condição individual Controlo do sofrimento. É o bem-estar físico e o conforto emocional e espiritual - Subjectivo
- Não é o oposto de doença Variável no tempo Processo dinâmico e contínuo
Full transcript