Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Dinâmica de Grupo

Pós-Graduação MBA Gestão de Pessoas - Serra
by

Luciano Rodrigues

on 27 September 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Dinâmica de Grupo

Dinâmicas
de Grupo

Pós-Graduação MBA em Gestão de Pessoas com
ênfase em Psicologia Organizacional
Objetivos
Identificar e analisar as relações sociais em Grupos.
Compreender e vivenciar técnicas de direcionamento de Dinâmicas de Grupo.
Compreender a Dinâmica de Comunicação em pequenos Grupos.
Compreender mecanismos de ação grupal: grupos operativos, psicodrama e gestalt.
Bibliografia Básica
BARRETO, Maria Fernanda Mazziotti. Dinâmica de Grupo: história, prática e vivências. Campinas: Alínea, 2006


CASTILHO, Áurea. Dinâmica do Trabalho de Grupo. Rio de Janeiro: Qualitymark, 2002.


LIMA, Lauro de Oliveira. Dinâmicas de Grupo na Empresa, no Lar e na Escola: grupos de treinamento para a produtividade. Petrópolis: Vozes, 2009.


YOZO, Ronald Yudi K. 100 Jogos para Grupos: uma abordagem psicodramática para empresas, escolas e clínicas. 13 ed. São Paulo: Ágora, 1996.
Contrato de Convivência
Sistema de Avaliação
Participação nas aulas.
Presença.
Pontualidade.
Desenvolvimento das atividades propostas.
Dinâmicas de Grupo aplicada por grupos e vivência das dinâmicas.
Sistema de Avaliação
Critérios de Avaliação
0: Não se aplica
1: Precisa melhorar Muito
2: Precisa melhorar
3: Atinge os critérios mínimos
4: Supera os critérios mínimos
Quem é você?
Sem timidez?
O que faz você feliz?
Ousadia
O que é Grupo ?
O que é Dinâmica de Grupo?
O que é Dinâmica de Grupo?
Dinâmica de Grupo – Breve Histórico
Temáticas grupos sociais – Preocupação dos sociólogos.
Análise das características essenciais dos grupos humanos.
Pano de fundo antiga especulação dos filósofos.
É uma ferramenta de estudo de grupos e também um termo geral para processos de grupo. (PILON, 1987).
As dinâmicas são instrumentos, ferramentas que estão dentro de um processo de formação e organização, que possibilitam a criação e recriação do conhecimento.
Dinâmica de Grupo – Breve Histórico
A pesquisa e a teorização dos grupos à luz da Psicologia são mais tardias e decorrem dos empregos do Psicológo Social.
A minoria e suas consequências.

Emigrou-se para EUA em1935 – Universidade de Iowa – área de Psicologia e Desenvolvimento Humano.
Modelo de Lewin Kurt
Problema no trabalho
Reflita sobre o que você sabe sobre as
situações e como esta se encontra.
Plano de como pretende proceder.
Direcione ações para fora de seu plano.
Observe os resultados que suas ações trazem.
Dinâmica de Grupo – Breve Histórico
Década de 30 primeiras investigações que resultariam o nascimento e a expansão do movimento Dinâmica de Grupo.
(BARRETO, 2006).
Desenvolvimento de estudos que visava conhecer o comportamento do grupo como um todo e de cada participante sobre uma esfera de diversos tipos de lideranças ou de atmosfera grupal.
(BARRETO, 2006).
Dinâmica de Grupo
Foi desenvolvendo, tornando-se um campo de pesquisa, quer realizadas em laboratório, quer em campo, com o objetivo de estabelecer a relação de causa e efeito entre os fenômenos grupais, e desta forma, poder predizer sob que condições tais comportamentos podem ocorrer.
(BARRETO, 2006).

Kurt Lewin
Nasceu em 09/09/1890,
em Mogilmo, Alemanha.
Comportamento
Profº Luciano Rodrigues
Profº Luciano Rodrigues
Müller – Lyer 2
Profº Luciano Rodrigues
Gestalt
Motivação Humana
Avaliação do Dia
“ O saber aprende com o Mestre, mas a sabedoria aprende com o cotidiano da Vida.”
Cora Coralina

Profº Luciano Rodrigues
Tel.: (27) 9.9224 2330
proflucianorodrigues@gmail.com
Orientações para Próxima Aula
Divisão de Grupos.
Cada Grupo irá aplicar uma dinâmica de grupo.
Grupo 01 - Dinâmica de apresentação.
Grupo 02 - Dinâmica de Integração/Conhecimento.
Grupo 03 - Dinâmica de Seleção.
Grupo 04 - Dinâmica de Treinamento.
Usar formulário de Planejamento da Dinâmica.
Vir para a aula com roupas leves que
possam sentar no chão.

COMUNICAÇÃO
Comunicação
O homem é essencialmente um ser social e gregário.
Comunicação: Influência no Ser Social.
Importância do Processo Comunicativo.
Comunicação
Stefanelli relata que a Comunicação tem que ser considerada como capacidade ou “Competência Interpessoal”

O verdadeiro objetivo da comunicação é estabelecer e manter o relacionamentos humanos.
Comunicar, do latim “communicare”, significa:
Tornar comum.
Fazer saber.
Participar.
Para que algo se torne comum.
“ Um processo de interação no qual compartilhamos mensagens, idéias, sentimentos e emoções, podendo influenciar o comportamento das pessoas que, por sua vez, reagirão a partir de suas crenças, valores, história de vida e cultura.”
Comunicação
Comunicação
O Conteúdo de Comunicação:
Ligação ao referencial cultural.
Distanciamento Interpessoal.
Elementos Básicos na Comunicação
Resposta
Comunicação e
Relacionamentos Interpessoais
Conhecer a si próprio, suas características e necessidades.
Ser sensível às necessidades dos outros.
Acreditar na capacidade de relato das pessoas.
Reconhecer sintomas de ansiedade em si e nos outros.

Observa o seu próprio não verbal.
Usar a palavra escrita e falada cuidadosamente.
Reconhecer e saber lidar com as diferenças.
Tratar os outros com o mesmo respeito e “carinho” que gostaria que fossem dispensados a você.
Olhares
Superando Barreiras da Comunicação.
Desenvolvimento da Boa Comunicação:
Desenvolvimento da Boa Comunicação:
Dynamis é uma palavra
grega que significa força,
energia, ação.
Dinâmica de Grupo
Kurt Lewin utilizou essa expressão e começou a pesquisar os grupos, seu objetivo era o de ensinar às pessoas comportamentos novos através da Dinâmica de Grupo, ou seja, através da discussão e de decisão em grupo, em substituição ao método tradicional de transmissão sistemática de conhecimentos.
O que se espera alcançar de resultados?
Desinibir a capacidade criadora dos participantes, levando-os a se tornarem bastante desenvoltos.
Melhorar a capacidade de comunicação dos participantes.
Contribuir para construir novas relações entre os seres humanos.
Resgatar a auto estima dos participantes.
DINÂMICAS DE GRUPO
Desenvolver a capacidade de respeitar as diferenças individuais e a diversidade cultural.
Auxiliar no desenvolvimento da capacidade de amar.
Estimular a reflexão e a revisão de atitudes e comportamentos, levando a novas formas de ser e conviver.
Aumentar a coesão do grupo;
Proporcionar um aperfeiçoamento do trabalho coletivo. Aprender a trabalhar em grupo;
Transformar o potencial do grupo, fazendo-o crescer em igualdade harmônica de relacionamento interpessoal.
Para que servem as
Dinâmicas de Grupo?
Para que servem as Dinâmicas de Grupo
Levantamento Prático:
O que pensam as pessoas?
O que sentem?
O que vivem e sofrem?

Para desenvolver um caminho de teorização sobre esta prática como processo sistemático, ordenado e progressivo.
Para que servem as Dinâmicas de Grupo
Para retornar à prática, transformá-la, redimensioná-la.

Para incluir novos elementos que permitem explicar e entender os processos vividos.
As técnicas participativas geram um processo de
aprendizagem libertador porque permitem:
Desenvolver um processo coletivo de discussão e reflexão.
Ampliar o conhecimento individual, coletivo, enriquecendo seu potencial e conhecimento.

Possibilita criação, formação, transformação e conhecimento, onde os participantes são sujeitos de sua elaboração e execução.      
Uma técnica por si mesma não é formativa, nem tem um caráter pedagógico.

Para que uma técnica sirva como ferramenta educativa libertadora deve ser utilizada em função de temas específicos, com objetivos concretos e aplicados de acordo com os participantes com os quais esteja trabalhando.
Elementos de uma
Dinâmica de Grupo

OBJETIVO
AMBIENTE-CLIMA
Materiais
Recursos
PERGUNTAS
E CONCLUSÕES
Os objetivos que deseja ser alcançados devem ser claros.
O facilitador deverá ter em mente todas os caminhos conduzidos pela dinâmica, deverá ser norteado para a cumprimento destes objetivos.
DESCRIÇÃO
Que ajudem na execução e na aplicação da dinâmica (TV, vídeo, som, papel, tinta, mapas...).
Outros recursos que podem ser utilizados em grupos grandes são o projetor de slides, exposições dialogadas, além de técnicas de teatro, tarjetas e cartazes.
O local deve ser preparado de acordo, para que possibilite a aplicação da dinâmica (amplo, fechado, escuro, claro, forrado, coberto...), onde as pessoas consigam entrar no que está sendo proposto.

Tempo determinado: Deve ter um tempo aproximado, com início, meio e fim.
Deve-se ter clareza dos momentos necessários, para o seu desenvolvimento, que permitam chegar ao final de maneira gradual e clara.
Número de participantes: Ajudará a ter uma previsão do material e do tempo para o desenvolvimento da dinâmica.
Que permita resgatar a experiência, avaliando: o que foi visto; os sentimentos; o que aprendeu.

O momento da síntese final, dos encaminhamentos, permite atitudes avaliativas e de encaminhamentos.
Tipos ou Técnicas de
Dinâmicas de Grupo
Voltadas para grupos já iniciados, objetivando um maior entrosamento, “quebra-gelo” e aprofundamento do conhecimento inicial;
Para abertura de eventos (reuniões, palestras, cursos, congressos) ou para ilustrações, visando enriquecer algum tema que está sendo abordado.
Podem ser utilizadas em intervalos de eventos, aniversários, cursos, etc..., puramente para descontração.
Observações
Outros autores ou organizações usam outra nomenclatura para definir os tipos de dinâmicas, a saber:
Identidade, Integração, Comunicação, Grupo, Sexualidade, Cidadania, Projeto de Vida e Jogos para formação de subgrupos.
Dinâmicas de Apresentação:
Para apresentação e conhecimento imediato das pessoas do grupo.
Dinâmicas de Integração e Conhecimento:
Histórias, Fábulas, e Textos para Reflexão:
São alguns tipos de exercícios, técnicas, para estimular o raciocínio e percepção e também fixar o conteúdo estudado.
Dinâmicas de Recreação:

Dinâmicas de Aprendizagem:
"É fazendo que se aprende a fazer aquilo que se deve aprender a fazer." Aristóteles
"Somos responsáveis não só pelo que fazemos,
mas também pelo que deixamos de fazer."
Molière
Full transcript