Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

eBook2

No description
by

gloria pimenta

on 30 April 2010

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of eBook2

eBook/netBook eBoooks são os ficheiros informáticos que correspondem ao formato electrónico do livro netBooks são os livros escritos na Internet Um pouco de história Anos 70: os eBooks começaram a ser desenvolvidos por Michael Hart, que foi o criador desta inovação editorial e o fundador do Projecto Gutenberg da Universidade de Illinois, que consiste numa biblioteca pública de livros digitais com milhares de títulos editados, entre os quais um grande número de obras clássicas. Anos 80: em 1981 foi produzido o primeiro livro electrónico com objectivos comerciais: um dicionário, editado pela Random House. Mas a verdadeira implantação no mercado dos e-books só viria a ter lugar cerca de duas décadas mais tarde. Anos 90: outro marco importante para a consolidação dos livros electrónicos no mercado teve lugar em 1998 quando decorreu a primeira Feira de e-Book em Gaithersburg, Meryland, nos Estados Unidos da América. Neste evento foi implementada a “Norm Open e-Book” que consiste numa série de regulações com vista a uniformizar o formato electrónico das publicações. Um ano depois a especificação “Open e-Book Publication Structure” foi estabelecida, reconhecendo o HTML e XML como as plataformas standard para este tipo de publicações. Séc. XXI: em 2001 começou, realmente, a difusão explosiva dos livros electrónicos, com a publicação do livro Riding Bullet, da autoria do famoso escritor Stephen King, distribuído exclusivamente na Internet em formato e-Book. O êxito comercial desta obra foi estrondoso e chamou definitivamente a atenção de leitores e editores para esta moderna via de difusão da palavra escrita. Esta consolidação do mercado dos livros electrónicos foi acompanhada por uma enorme evolução do mundo da informática e dos media. Se inicialmente os e-Book eram meras cópias digitais dos livros em papel, pouco a pouco foram incorporando muitas outras funções de multimédia que permitem aumentar a componente informativa e educativa dos e-Book muito para lá da palavra escrita. Permitem hoje transmitir informação com uma eficiência inigualável num livro tradicional em papel. Jefferson Neto, no Mundo Virtual Mundo Real, escreveu um texto sobre as vantagens de se ler eBooks: 1- Os Livros eletrónicos conseguem reproduzir edições originais (e até edições históricas) com todos os detalhes. 2 - E-books devidamente armazenados duram para sempre. Não envelhecem, não criam bolor nem ácaros, e não provocam alergias. 3 - O leitor pode ajustar o tamanho das letras às suas necessidades visuais. E se quiser, até dispensar os óculos. 4 - As anotações que costumamos fazer nas margens dos livros passam a ser eletrônicas (ficam acessíveis a um clique do rato e organizadas automaticamente!). 5 - Quase todos os Readers incluem um dicionário (quando se lê o livro e não se entende uma palavra, dá-se 2 cliques nela e o verbete aparece no pé da página!). 6 - Cada livro ocupa em média 2,5 Megabites. Num CD de 700 MB, cabem até 280 livros. Num HD simples de 8 GB caberiam 3.200 livros. Isso muda radicalmente o conceito de “biblioteca”. 7 - As árvores agradecem 8 - Alguns E-books são vendidos pela metade do preço de um livro normal. Desvantagens Como desvantagens surgem aquelas que habitualmente podem ser encontradas numa tecnologia de vanguarda:
-o elevado custo dos aparelhos dedicados à leitura; - a escassez de títulos, apesar de
alguns autores já venderem mais
os seus livros em formato eBook.





http://book.blogia.com/2009/092102-el-ultimo-libro-de-dan-brown-se-vende-mejor-como-ebook.-sera-verdad-.php
Utilizadores possíveis de e-books – Leitores em geral poderão facilmente compilar livrarias por temas – livros de consulta, infantis, de ficção, científicos, etc. – assim como descarregar amostras de livros, de acordo com os seus gostos pessoais. –Estudantes poderão receber textos dos professores, aulas leccionadas, excertos de textos, artigos de jornais e outras informações graficamente ilustradas.
A substituição dos manuais escolares por eBooks pode vir a ser benéfica quer para estudantes quer para editores. – Turistas poderão juntar guias, roteiros, mapas e conversores monetários num só equipamento que representa apenas uma fracção do espaço e peso dos tradicionais livros de viagem. – Executivos poderão compilar e-books que contêm
relatórios empresariais, valores bolsistas, informações económicas, análises industriais, relatórios contabilísticos e documentos corporativos confidenciais, tais como projecções de vendas; podendo aceder a esta informação em viagem. – Advogados poderão agrupar em volumes electrónicos os casos existentes nos registos dos tribunais, as transcrições de depoimentos, as mensagens de e-mail e outros documentos relacionados. – Médicos e cientistas poderão reunir robustos
e-books de referência, juntando excertos de boletins e
textos médicos e informação farmacêutica, na forma
de documentos com tópicos de fácil acesso. – Pessoal técnico poderá facilmente levar consigo
colecções de manuais técnicos complicados e consultar
apenas as partes necessárias à execução de um
serviço específico. Que Futuro? À medida que a consulta de recursos electrónicos se vai tornando mais vulgarizada e a tecnologia proporciona cada vez melhores soluções de visualização em ecrãs, uma nova geração de utilizadores vai certamente ficar mais aberta a trocar os livros tradicionais por e-Books, da mesma forma que muitos estudantes já abandonaram há muito tempo o papel e a caneta pelo computador portátil. O fenômeno do E-book está em evolução. Não sabemos se o livro de papel sucumbirá ante o digital, mas o que sabemos é que por enquanto, livrarias e editoras tentam "ganhar" mercado e lançam catálogos com milhares de títulos como a Barnes and Nobres (700.000 títulos) ou a Amazon ( 345.000), a empresa que por enquanto lidera o sector. O que é o e-book?
O livro electrónico, que abreviadamente se designa por e-book, não é mais do que um vulgar livro em papel no formato digital. http://www.myebook.com/ebook_viewer.php?ebookId=30766 No entanto...
Full transcript