Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Emoções e Ajustamento - Introdução à Psicologia Davidoff

Psicologia 2º Semestre UAM - Professor André
by

Gabriel Franchi

on 31 October 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Emoções e Ajustamento - Introdução à Psicologia Davidoff

Emoções e
Ajustamento

Introdução à Psicologia
Professor André Monezi - Psicologia 2º Semestre
Bruna Marques
Bruno Rossini

Liliane Semensato
Viviane Dias

Linda L. Davidoff
Delson Marinho
Gabriel Franchi
João Stevanato

Introdução
“Emoções são estados interiores caracterizados por pensamentos, sensações, reações fisiológicas e comportamento expressivo específico. Aparecem subitamente e parecem difíceis de controlar.”
Sentimento?
Emoção?
Sentimento
"O sentimento se distingue basicamente da emoção por estar revestido de um número maior de elementos intelectuais e racionais. "

"No sentimento já existe alguma elaboração no sentido do entendimento e compreensão. "
Emoções Universais
Observação de emoções expressas no rosto humano;
Seis emoções "universais”: experienciadas por todos;
Outras emoções: interesse, vergonha, desprezo e culpa;
Movimento dos músculos faciais para expressão;
Características não verbais: tom, intensidade e ritmo;
Alegria, raiva, desagrado, medo, surpresa e tristeza
Tristeza
Felicidade
Surpresa
Medo
Desagrado
Raiva
A Natureza das Emoções
Bebês expressam emocões negativas e positivas;
Choro pela fome, Alegria pela amamentação;
Reação a emoções externas;
Darwin: emoções como habilidades de sobrevivência;
Aspectos Subjetivos
Sentimentos e pensamentos:
Formação e determinação emoções;
Harold Schlosberg (1954): três níveis expressão;
Agradável-Desagradável
Alegria-Raiva
Atenção-Rejeição
Supresa/medo-Desagrado
Intensidade-Modo
Aspectos Comportamentais
Expressões faciais: unidades básicas - movimento músculos;
Gestos e ações: tradições e culturas;
Hereditariedade: conjunto de respostas "pré-estabelecidas";
Aspectos Fisiológicos
Situações emoção intensa: respostas físicas;
Respiração rápida, tremor, suor, outros;
Aumenta capcidade lidar situações emergência;
Cannon: respostas de luta ou fuga;
Respostas semelhantes à dor, raiva e ao medo;
Reações fisiológicas seriam as mesmas para todas emoções?
Paul Ekman (1983): experimento com expressões faciais;
Observação batimentos cardíacos e temperatura cutânea;
Diferentes respostas para diferentes emoções;
2,6 batimentos/minuto
8 batimentos/minuto
Componentes interativos
Forte interação entre componentes subjetivos, fisiológicos e comportamentais;
Risada
Fluxo sanguínio
Temperatura do cérebro
Neurotransmissores
Comportamentos
Emoções Ambivalentes e Volúveis
Ambivalência das emoções, diferentes respostas emocionais;
Motivos: relação de reciprocidade;
Emoções humanas em constante mudança;
Cérebro: neutralização da intensidade
;
Surgimento das Emoções
Teoria da Resposta Periféric
a - W. James e T. Lange:
Sistema Nervoso Periférico responsável pelos reflexos e reações à eventos - emoção;
Teoria de Feedback Facial:
Resposta à emoção por padrões faciais e respostas físicas;
Teoria Cannon-Bard ou Teorias do Incitamento Inespecífico:
Percepções humanas de emoções criam padrões de atividade no hipotálamo e no tálamo (Aprendizagem);
Teorias Cognitivas:
Avaliação de acontecimentos gera uma emoção;
Raiva e Agressão
Raiva: sentimento contrário, causada por ofensas reais ou imaginárias;
Agressão: impulso com objetivo de ferir ou prejudicar alguém;
Forte ligação entre raiva e agressão:
Frustração e sofrimento > raiva > comportamento agressivo;
Agressividade: varia com padrões culturais;
Freud: Instintos agressivos que geram violência;
Questão familiar: determinação agressividade;
Frustação: fator importante raiva e agressão;
Prazer, Alegria e Felicidade
Prazer e Alegria: curta duração;
Felicidade: longa duração, forma plena;
Emoções positivas: enlevamentos e satisfação das necessidades biológicas;
Abraham Maslow (1963), psicólogo humanista:
Peak experience (experiência culminante);
Momentos mais felizes da vida, emoções surgem ao vencer um desafio, criar algo, amar alguém ou algo.
Paul Costa e Robert McCrae (1980b, 1984):
Vigor, envolvimento social e sociabilidade;
Extroversão: relação de satisfação com a vida;
Ansiedade
Ansiedade: caracterizada por sentimentos de antecipação de perigo, tensão e sofrimento, e por tendências de esquiva ou fuga;
Síndromes ansiosas:
Ansiedade constante e permanente;
Crises de ansiedade abruptas, normalmente intensas.
Ansiedade Generalizada
Presença de sintomas ansiosos excessivos;
A pessoa vive angustiada, tensa, preocupada, nervosa ou irritada;
Diagnóstico de síndrome ansiosa:
Verificar se os sintomas ansiosos causam sofrimento clinicamente significativo e prejudicam a vida social e ocupacional do indivíduo.
Sintomas: Insônia, dificuldade em relaxar, angústia constante, irritabilidade aumentada e dificuldade em concentrar-se.
Fontes da Ansiedade
Perigos reais e imaginários;
Efeitos positivos e negativos:
Melhora na retenção de informações;
Em excesso causa os famosos "brancos" e altera boa capacidade de transmistir e armazenar informações;
Presença de sintomas ansiosos excessivos;
A pessoa vive angustiada, tensa, preocupada, nervosa ou irritada;
"A intensidade e numeros de fontes que causam o estresse sao fatores fundamentais para multiplicar consequencias dos mesmos e cria maior facilidade de desenvolver doenças."
Enfrentando a Ansiedade
Avaliar a situação racionalmente afim de solucionar o problema e criar um planejamento;
Catarse: expressão sentimentos relacionados ao problema;
Confrontar estresses de condições passadas;
Restabelecer comportamentos joviais;
Buscar apoio e auxilio das pessoas;
Retraimento;
Esquiva do conflito.
Mecanismos de Defesa
Repressão:
afastar da consciência motivos, ideias e conflitos que geram ansiedade;
Negação:
negação da realidade, ignora ou recusa-se a reconhecer sensações de desprazer, como a dor;
Fantasia:
substituição realidade por fantasias na mente, fugindo assim à ansiedade;
Racionalização:
justificativas para ações, pensamentos e impulsos inaceitáveis pelo indivíduo;
Intelectualização:
tratar e diminuir situações de estresse e incômodo emocional de maneira analítica e racional;
Formação Reativa:
inverção do verdadeiro desejo pelo contrário;
Projeção:
atribuição dos próprios aspectos não reconhecidos e escondidos à outra pessoa;
Consequências da Ansiedade
A ansiedade tem efeitos de longo alcance sobre a aprendizagem, saúde física e mental;
Personalidade e Estilo:
Consequência da forma com a qual o indivíduo lida com o estresse;
Decisão da intensidade que momentos e situações estressantes influenciam a vida do individuo;
Consequências Cognitivas
Consequências Saúde Física
Influências
Farber & Spence (1953) e Ganzer (1968):
Efeito da ansiedade não é uniforme.
McGaugh (1983):
Efeitos positivos: insita os neurotransmissores epinefrina, norepinefrina e vasopressina, melhora a retenção de informações;
Efeitos negativos: famosos brancos e dificuldade em decodificar e retransmitir informações;
Sarason (1980) e Spielberger (1985):
Âmbito acadêmico: indivíduos mais inteligentes tem facilidade de lidar e driblar a ansiedade, enquanto indivíduos de inteligência média se perdem mais facilmente;
Quando a ansiedade persiste ao longo do tempo, costuma comprometer a saúde;
Doenças Psicossomáticas:
Tais doenças não são imaginárias, são de fato distúrbios reais que causam prejuízos e sofrimentos reais;
Existe inclusive a possibilidade de morte nesses casos;
A asma e doenças infecciosas possuem causas como estresse e transtornos psicológicos;
A
Psicologia Social
estuda e incita nos indivíduos técnicas de driblar, minimizar ou exterminar fatores psicológicos que agem de forma prejudicial à sua saúde.
O estresse nem sempre é o causador de problemas de saúde mental ou de doença física;
O agente estressante:
A intensidade e o número de fontes que causam o estresse são fatores fundamentais para multiplicar suas consequências;
Pessoas mais sociáveis não tendem a ter forte influência do estresse, pois são mais envolvidas com o meio social, o qual costuma amenizar e minimizar efeitos do estresse.
Conclusão
"As emoções são fontes de muito estudos, uma vez que desenvolve-se a partir da subjetividade do ser humano."
"De maneira geral, para se configurar um estado emocional, o individuo precisa ter uma percepção do meio em que vive, e a partir dai interpretar o que se sente, desde reações fisiológicas, sociais e até comportamentais, para assim, entender o verdadeiro significado do que é "EMOÇÃO".
Full transcript