Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

GEOGRAFIA

No description
by

Maisa Mitiko

on 25 November 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of GEOGRAFIA

HISTÓRIA
ASPECTOS GEOGRÁFICOS
Relevo
Dividido em quatro partes;

planície costeira: região mais povoada do país;

no Vale do Rio Jordão encontram-se os lagos Kineret.
Economia
PIB de US$ 219,4 bilhões;

1/3 da exportação para o EUA, 1/3 para o MCE e 1/3 para o resto do mundo;

Kibutzim, colônias agrícolas comunitárias;

cerca de um milhão de pessoas visitam o país por ano.
Política
Democracia parlamentar;

poder executivo sujeito ao legislativo;

Reuven Rivlin, atual presidente;

votação em partidos;

as eleições são gerais, diretas, igualitárias, secretas e proporcionais.
O povo e a terra prometida
O povo de Israel;

patriarcas;

terra de maná,leite e mel;

seca em Canaã;

hebreus são aprisionados no Egito.
Após o êxodo
Moisés guia os hebreus pelo deserto;

travessia do Mar Vermelho e a revelação dos Dez Mandamentos;

estabeleceu-se a monarquia;

reinado de Saul, que unificou as tribos;

Davi desenvolveu o comércio e criou uma capital;

Salomão construiu o templo de Jerusalém.
Constante decadência e consequências
10 tribos formaram o reino de Israel, capital em Samaria ao norte, e duas tribos formaram o reino de Judá, com capital em Jerusalém, ao sul;

o reino de Israel decai em 722 a.C.;

reino de Judá é dominado pelos babilônicos em 602 a.C.;

opressão de Nabucodonosor, queda do templo;

domínio Persa e reconstrução do templo;

invasão romana.
Segunda diáspora judaica
Em 70 d.C., o imperador Tito, destrói a capital e o templo e Jerusalém;

"Segunda Diáspora Judaica";

considerados como povo sem pátria, temporariamente.
As consequências do holocausto
Em 1945 as tropas anglo-americanas adentram os campos de concentração;

o medo dos sobreviventes de retornar para as suas casas;

organizações judaicas que buscaram ajudar os refugiados;

deslocados da guerra e refugiados judeus migraram para o novo estado soberano.
A partilha da Palestina
Começa a estabelecer uma aptidão favorável à ideia da Palestina como destino natural dos judeus;

em 2 de abril de 1947, o governo britânico, declarando-se sem poder de ação para solucionar o problema, transferindo-o à ONU;

a questão da Palestina foi levada à assembleia-geral da ONU, os judeus foram representados por Ben-Gurion;

a reação árabe.
A proclamação da independência
Em 14 de maio de 1948, Ben-Gurion leu a proclamação da independência do Estado judaico e constituiu um governo provisório;

após a proclamação de independência, o Estado de Israel foi invadido;

11 de junho de 1948, primeiro cessar-fogo;

18 de julho de 1948, segundo cessar-fogo;

entendimentos bilaterais, em janeiro de 1949.

CONFLITOS
Guerra dos Seis Dias
Maio de 67, fechamento do Estreito de Tiran;

ataque às bases egípcias, início da guerra;

20.300 km² – 102.400 km².

controle das Colinas de Golã, do Deserto do Sinai, Faixa de Gaza, Cisjordânia e de Jerusalém Oriental.
Guerra do Yom Kippur
06 de outubro, Dia do Perdão;

ataque surpresa por parte do Egito e da Síria

15 km adentrados pelo exército egípcio;

20 dias de duração;

intervenção da URSS, EUA e ONU para um cessar-fogo.
Intifada
Opressão por parte do exército israelense;

paus e pedras;

dezembro de 1987 até 1993 (Acordo de Oslo).
Acordo de Oslo
13 de setembro de 1993, na Casa Branca;

chefe do governo de Israel, Ministro de Relações Exteriores e o líder da OLP;

acordo rompido em 1994, após o assassinato do presidente de Israel.
CULTURA

“Essa mistura de culturas e diversificação mágica vieram a centrar em Israel um microcosmo global cultural.”
Artes influenciadas pelo encontro Oriental e Ocidental;

estabilização prejudicada pelos conflitos;

vertentes artísticas muito apreciadas pelos israelenses;

a cultura vem sendo formada antes da fundação do Estado de Israel.
FESTAS JUDAICAS
Purim;

Pessach;

Shavuót;

Rosh Hashaná;

Yom Kippur;

Chanucá.
SÍMBOLOS
Torá;

Chamsá;

Estrela de Davi;

Kipá;

Sidur.
JERUSALÉM
A cruz e o crescente
Contradição que a cidade representa para judeus, cristãos e mulçumanos;

como Jerusalém tornou-se "a pedra" fundamental da imaginação e das esperanças do mundo?

para 3,6 bilhões de pessoas, mais da metade da população mundial, Jerusalém não é apenas uma cidade.
A paz de boa parte do mundo continua dependendo da coexistência de judeus, cristãos e mulçumanos;

Templo de Javé - o local virou uma das mais deslumbrantes construções do mundo antigo, atraindo milhares de peregrinos.
BIOGRAFIA NOTÁVEL
Infância e vida pessoal
Nascida em Kiev, Rússia Imperial;

ideia de um país judaico livre da perseguição e opressão;

desgostava quando associavam seus êxitos à condição de mulher;

em 1906, imigrou pra os EUA;

1921, integram o grupo fundador do Kibutz Merhavia.
Encontros com o rei Abdullah
Tentativa de evitar conflito armado;

1° encontro- paz com os israelenses;

rumores de que Abdullah se filiaria à Liga Árabe;

o rei agindo com Egito, Síria, Líbano e Iraque;

20 de julho de 1951, assassinato do rei Abdullah.
Massacre em Munique
Jogos Olímpicos de 1972;

atletas israelenses reféns e mortos pelos terroristas árabes;

comitê X e Mossad, serviço de inteligência do país;

discurso perante o Knesset.
Guerra do Yom Kippur
1973, comemoração de 25 anos da independência de Israel;

tropas sírias e egípcias nas fronteiras;

22 de outubro, cessar-fogo e vantagem de Israel;

4 de junho de 1974, Golda deixa seu cargo para Yitzhak Rabin;

7 de dezembro de 1978, morre Golda Meir.
Julia
Julia
Julia
Julia
Julia
Luis
Luis
Luis
Luis
Taina e Maisa
Taina

Taina
Taina
Taina
Maisa
Maisa
Maisa
Maria
Maria
Maria
Maria
Maria
Fernanda
Fernanda
Fernanda
Fernanda
Yasmin
Yasmin
Yasmin
Yasmin
Clima e vegetação
Clima mediterrâneo, com a presença de flora variada;

no extremos desérticos a vegetação é escassa;

o semiárido é uma área de transição;

verões quentes e invernos chuvosos;

nos extremos sul e norte: clima desértico.
População
População 7,1 milhões de habitantes;

41% israelenses nativos; europeus, africanos, americanos e orientais 40%; árabes 19%;

idioma oficial o Hebraico e o Árabe;

como religião oficial o judaísmo, mas o islamismo, cristianismo, e outras religiões também são presentes;

IDH de 0,900;

nível de alfabetização de 97,1%.
Luis
Luis
CONCLUSÃO
Ex-campo de concentração nazista (Bergen-Belsen), utilizado para abrigar os refugiados.
A partilha da Palestina entre Árabes e Judeus
David Ben-Gurion
Israel conquista a Galiléia ocidental e parte da Cisjordânia
Sionismo
Zion refere-se a Jerusalém;

sionismo religioso;

impacto do exército russo em 1919 e Segunda Guerra Mundial;

sionismo político, por Theodor Herzel;

Declaração Balfour;

2 de novembro de 1917
Taina
Posicionamento estratégico para civilizações da antiguidade;

ponto de vista comercial;

ponto de vista político.

Características gerais
Luis
Fotografia da cidade de Jerusalém
A cruz e o crescente
Após ser afetada por tantas guerras , Jerusalém não contava com mais de 9 mil habitantes;

responsáveis pelo renascimento da cidade: Inglaterra, França e Alemanha.
Golda Meir
Golda e militares israelenses
Símbolos do sionismo político
Segunda diáspora judaica
Travessia do Mar Vermelho
Fernanda
Obra de Lenóid Afremov
Uma estrofe do poema"Um Homem e a Sua Vida", de Yehuda Amichai

Fronteiras com Israel
Mapa da densidade demográfica
Conflito israelense visto do espaço
Guerra do Yom Kippur
Rabin e Arafat, concretizam o acordo que foi fermentado em Oslo
Chamsá
Fotografia de David Rubinger
Estrela de Davi
Rio Jordão
Templo de Herodes (Templo de Javé)
Yasmin
Jerusalém representada no seu renascimento

Os sionistas apoiaram os imigrantes estrangeiros a adquirir lotes na Palestina

1948, Jerusalém e o lado ocidental ficaram em mãos judaicas.

Jerusalém é a capital "eterna e indivisível" de Israel.
Yasmin
Domo da Rocha, Jerusalém
Os antigos judeus contumavam traduzir o nome de Jerusalém como "Cidade da Paz". Hoje, essa ideia pode não passar da ficção, mas já é hora de levá-la a sério.
Crianças judias e palestinas erguendo as bandeiras de seus países, em sinal de paz.
"Não é possível apertar as mãos com os punhos fechados."

Obra de Israel Hadany
Paz entre as culturas
- Golda Meir
Guerra dos Seis Dias
Celebração do Yom Kippur
Embaixada em Moscou‏
Vai para Moscou em 1948;

aglomeração de mais de 50 mil judeus;

embaixadora e a delegação israelense espantados;

fúria de Stalin.
Julia
"A história nos ensinou que quando há violência contra os judeus, há perigo de violência para todos os povos e nações."

“Não foi a libertação do medo, mas o equilíbrio do medo, que tornou possível a sobrevivência da nossa civilização.”


“A planta brota do solo ou do ódio?”

- Golda Meir
- Golda Meir
"...Falemos então sobre a milenar cidade Jerusalém, "mãe" das três maiores religiões do mundo."
"Muitas vezes fui acusada de conduzir as questões públicas mais com a emoção do que com a razão. Bem... e se for verdade? Aqueles que não sabem chorar com o coração tampouco sabem rir."
- Golda Meir
Full transcript