Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Terremotos

Quantos terremotos acontecem no mundo a cada ano? Quais são os lugares onde o chão mais balança no planeta?
by

Adriano Rangel Liziero

on 2 July 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Terremotos

TERRA TRÊMULA
O chão treme levemente cerca de cinquenta mil vezes por ano em diferentes localidades do planeta. Metade da população mundial mora em áreas sujeitas a terremotos. Saiba como reconhecer os lugares que mais balançam e aprenda a sobreviver caso enfrente um tremor ou um tsunami.
A maioria dos terremotos ocorre nas bordas das placas tectônicas. As áreas em verde concentram todos os terremotos ocorridos desde 1898 com magnitude maior que 4.0 na escala Richter.
TERRA FIRME?
A Terra é um planeta dinâmico. Exemplo disso são os terremotos, vulcões e tsunamis, todos eles fenômenos naturais que encontram o seu motor no manto terrestre.
Quando duas placas tectônicas colidem, a que possui maior densidade mergulha sob a outra placa, em direção ao manto, processo conhecido como subducção. A placa que se infiltra no manto é fundida, gerando uma zona de intenso magmatismo.
COLISÃO DE PLACAS
A litosfera terrestre é composta por cerca de uma dúzia de placas tectônicas, que se movimentam, em média, cerca de 2 a 3 centímetros por ano.
PLACAS TECTÔNICAS
TERREMOTOS
TSUNAMIS
Quando ocorrem em áreas oceânicas, os terremotos podem causar ondas gigantes e devastadoras.
ESTRAGOS
A maior parte dos 50.000 tremores que ocorre no mundo não causa danos materiais, embora seja, muitas vezes, percebida pelas pessoas. Anualmente, cerca de oito mil terremotos possuem maior intensidade e podem causar estragos nos vidros de casa. Esses tremores têm entre 4 e 4,9 graus na escala Richter.
Os tremores que provocam danos em construções, como rachaduras nas paredes, ocorrem cerca de 1.500 vezes por ano, em diversas partes do planeta. A sua intensidade varia entre 5 e 5,9 graus na escala Richter.
Os tremores com mais de 6 graus na escala Richter possuem grande poder de destruição. Eles ocorrem aproximadamente 170 vezes por ano e, quanto mais intensos, vitimam um número maior de pessoas e destroem construções.
Os terremotos mais fortes do mundo, superiores a 8 graus na escala Richter, acontecem, em média, uma vez a cada oito meses.
Em 12 de janeiro de 2010, um forte terremoto de 7 graus na escala Richter atingiu o país mais pobre do hemisfério ocidental, o Haiti. Os efeitos do tremor deixaram cerca de 300 mil mortos e 1,5 milhão de pessoas desabrigadas, num país onde 60% da população é subnutrida.
Em 11 de março de 2011, ocorreu o pior terremoto já registrado na história do Japão, de magnitude 8,9 graus na escala Richter. Logo após o tremor devastador, ondas gigantes atingiram o arquipélago. Mais de 15 mil pessoas morreram nesta que, segundo os japoneses, foi a pior crise que o país enfrentou desde a II Guerra Mundial.
TSUNAMI NO JAPÃO
COMO SOBREVIVER A UM TERREMOTO?
E se você tiver que enfrentar um terremoto? Não basta saber como ele se forma e quais são as áreas mais propensas aos abalos sísmicos no planeta.
SAIBA O QUE FAZER DURANTE UM TREMOR
Caso esteja num ambiente fechado, esconda-se debaixo de um móvel resistente ou do batente da porta.
Se você ficou preso sob os escombros, aguarde um pouco antes de começar a gritar para chamar a atenção das equipes de resgate. Geralmente, o socorro aparece só uma hora depois do tremor. Conserve o oxigênio ao seu redor.
Em ambientes externos, procure um abrigo longe de fios, edifícios ou qualquer objeto grande que possa cair.
Não entre em pânico. Terremotos não duram por muito tempo — geralmente entre alguns segundos a um minuto.
Fique atento a uma rápida subida e descida da maré. Se o mar se afastar (recuar) de repente, mostrando a areia, é sinal de que não se trata de uma simples maré súbita.
Suba até o alto. Se você não puder ir para o interior por algum motivo, suba em algum edifício mais robusto, com menos chances de cair, ou no telhado.
QUER SABER MAIS?
Como sobreviver a um terremoto?
http://miud.in/1GbM
Como sobreviver a um tsunami?
http://miud.in/1GbP
Conheça outros materiais do Geografia Visual
http://www.geografiavisual.com.br
A GEOGRAFIA SALVA VIDAS
Esta licença permite que você distribua, remixe, adapte e crie a partir desse Recurso Educacional Aberto (REA), mesmo para fins comerciais, desde que seja atribuido o crédito pela criação original a
Adriano Rangel Liziero
-
Geografia Visual
.
ESSE É UM RECURSO EDUCACIONAL ABERTO
Adriano Rangel Liziero
CRÉDITOS
Autoria: Adriano Rangel Liziero

Colaboração: André dos Santos Araújo.

Ícones: Luis Prado, Mauro Lucchesi, Iconsmind, Ásgeir Vísir.

Música: The Passing of Time - Krackatoa

Reportagem: Folha de SP, disponível em http://www1.folha.uol.com.br/folha/mundo/ult94u79727.shtml

Com imagens e informações de WikiHow.
Full transcript