Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Nações e Nacionalismo - Gellner

No description
by

Vanessa Thums

on 5 June 2016

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Nações e Nacionalismo - Gellner

Nações e Nacionalismo - Gellner
Nacionalismo
Sentimento
Nacionalismo e o Estado

O que é Estado ?
Ernest Gellner
O que é uma Nação?
Catalisadores na formação de grupos:

a vontade, a adesão voluntária e a indentificação, a lealdade e a solidariedade X o medo a coerção e o constrangimento
Engano e auto-engano do nacionalismo
descontrução da ideia de contingência: o nacionalismo por mais arbitrário que seja
não
é algo inventado ou acidental.
Exemplo: Ruritanos e Megalomania
Pontos Chaves
O Nacionalismo é diretamente ligado à política. Ele se concretiza quando vinculado ao Estado e se proliferou na época da Industrialização. A nação é fruto desse movimento/sentimento. É imposto, ao visar uma homogeneidade cultural em detrimento da pluralidade mas regasta ao mesmo tempo elemetos de uma cultura histórica e popular, por isso se julga legítimo.
Movimento
Violação do princípio nacionalista
" (...) o caso de o nacionalismo surgir em meios nos quais a existência do Estado é já há muito aceite (...) " (pag.12)
Primeira Parte
Brasil
França
Suíça
Palestina/Israel
EUA
Segunda Parte
Terceira Parte
“O nacionalismo é um
princípio político
que defende a unidade nacional e a unidade política devem corresponder uma a outra”.
Nem todos os nacionalismos são concretizados: idéia de
nações potenciais
(bem maior que o número de Estados existentes e que poderiam existir). Tendência a matar, a expulsar ou assimilar todos os não-nacionais para que haja a formação de uma
unidade nacional
junto à
unidade territorial.
Estado é a instituição que detém o monopólio da violência legítima na sociedade.
Manutenção da ordem

Se o Estado não existe, não há como saber se as fronteiras das sociedades são ou não concordantes com as das nações.

O nacionalismo é diretamente ligado ao poder político.

O nacionalismo surge apenas em meios nos quais a existência do Estado é aceita.


Por que não há o problema do nacionalismo quando não há Estado?


Porém, ter uma nacionalidade não é uma característica inata do ser humano. Tal como os Estados, as nações são uma contingência.

Ideia contingente de nação: 2 hipóteses
1) Partilhar uma mesma cultura (Cultural)
2) Reconhecer uma mesma cultura. “As nações fazem o homem”. (Voluntarista)

Nação
“um homem tem de ter uma nacionalidade assim como tem de ter um nariz e duas orelhas”
"A Transição para a Era do Nacionalismo"
Nacionalismo exige uma

homogeneidade cultural
A era da industrialização teve um papel importante ao sentimento nacionalista:
"a era de transição para a industrialização estava também destinada a ser uma era de nacionalismo, um período agitado de readaptação, no qual tanto as fronteiras políticas como as culturais, ou ambas estavam a ser alteradas de forma a satistafazerem o imperativo nacionalista" (pag.66)
A "Fraqueza" do Nacionalismo
grande quantidade de nacionalismos potenciais, que fracassaram
submissao a culturas mais vastas ligadas ao Estado
sobreposição/submissão de culturas
Nacionalismos
Submissão de Culturas

Irlanda:
proibição do gaélico pelos Ingleses
Guerras constantes entre católicos e protestantes
Escócia
muitos defendem
a Escocía aos Escoceses. "No London Rules"
O nacionalismo surge antes da nação, i.e, a Nação é fruto do nacionalismo e não o contrário
imposição de uma cultira erudita sobre culturas populares

idioma "imposto"
sociedade impessoal e anônima
supressão do plural pela unidade
Dialetos italianos Italiano de Florença escolhido como língua oficial
Adair Rodrigues Amaral Junior
Ana Luiza Emerich Magalhaes 
Eric Adrian Garibay
Igor Campos Viana
Julio Cesar De Aguiar Santana
Kenia Marjory De Souza Oliveira
Luiza Wehbe Sabino
Marco Tulio Veras Baym
Raphael Rodriguez Vieito Dos Santos
Rodrigo Martins Gouveia
Sophia Lana Starling
Stella Da Matta Machado Safe
Taylane Caroline Melo De Oliveira
obrigad@!
Fonte: Wikimedia
Fonte: kaosenlared.net
Fonte: 3bp.blogspot
Fonte: Oglobo
Fonte: Oglobo
Fonte: wikipedia
Fonte: islam-maranhao.blogspot
Fonte: Fafich.ufmg
Fonte: Fafich.ufmg
Fonte: languagetrainerbrasil
Fonte: languagetrainerbrasil
Fonte: hojenahistoria
Fonte: contradita
Fonte: punch.photoshelter
Fonte: punch.photoshelter
Fonte:wikipedia
Full transcript