Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Cultura Escrita

Apresentação sobre o acesso à cultura escrita no âmbito do Projeto Trilhas IN/CE CEDAC/MEC - Bahia
by

Lica Araujo

on 6 February 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Cultura Escrita

Garantia de acesso à
cultura escrita E uma coisinha mais... Por que a leitura é o foco do Trilhas? Daqui a 15 anos Daqui a pouco tempo... Daqui a um pouco mais de tempo... Formar usuários da escrita Instrumentalizar os professores para que o livro, a leitura, a literatura tenham lugar no cotidiano escolar Ler como chave
para o desenvolvimento intelectual Importância da literatura infantil no letramento, no acesso à cultura escrita, na formação de leitores Trilhas: Foco no letramento literário e garantia de que o trabalho com a leitura e escrita tenha origem no livro Trilhas: subsídios à atuação do professor em sala de aula e ao trio gestor Aumentar o acesso de crianças de 6 anos à literatura infantil e, consequentemente, à cultura escrita Assegurar que o desenvolvimento das capacidades intelectuais, através da leitura e escrita, tenham lugar no cotidiano escolar Favorecer na escola a criação ou sistematização de encontros de formação continuada Responsabilidade da escola pública diante da heterogeneidade da criança de 6 anos Criar o gosto pela leitura e experimentar
a escrita e leitura como práticas sociais O professor como modelo de leitor Metalinguagem e metacognição nos jogos e atividades do projeto: aprender a linguagem e sobre a linguagem usando-a: jogar com e sobre a linguagem. Reflexões linguísticas implicadas nos jogos de linguagem (incidem sobre as estruturas fonológicas, gráficas e semânticas) e no contexto de interações cotidianas e brincadeiras É possível iniciar o Projeto Trilhas quando as crianças não leem nem escrevem autonomamente? Como garantir que o texto
literário não seja destituído
de sua natureza literária,
estética, quando usado como referência de atividades de reflexão sobre a linguagem? Por que ler para as crianças que não sabem ler? Antes... Durante... ... depois... O que fazer com a O que é ensinar e aprender com textos? Lembrete: "(...) A formação de futuros leitores se dará no equilíbrio de experiências em que eles possam ler e escutar histórias por puro prazer – desfrutando de literatura de qualidade – com outros momentos em que possam aprofundar conhecimentos sobre o texto. Portanto, o desafio está em não transformar a leitura (...) numa atividade mecânica. Assim, procure garantir a leitura por prazer de maneira independente das atividades com foco no texto. Este Caderno de orientações apresenta um roteiro de trabalho que não deve ser escolarizado, mas, ao contrário, servir de instrumento para que as crianças façam uma viagem pelo mundo da literatura e do conhecimento".

(Cadernos de Orientação Trilhas para ler e escrever textos e Trilhas para abrir o apetite poético). Articulação entre
letramento e
alfabetização Qualidade dos Livros Mas... O Trilhas propõe a exploração de atividades que incidem sobre práticas de leitura e produção e de atividades de reflexão linguística, como objetivos complementares e não sucessivos ou alternativos. L E I T U R A ? Formadoras Estaduais (Bahia):

Aline Moura
Liane Araujo
Luciene Santos Iniciativa: O objetivo primordial do Trilhas é apoiar o trabalho docente no campo da leitura, escrita e oralidade criando, assim, oportunidades que favoreçam o acesso à literatura infantil e, consequentemente, à cultura escrita. O que é alfabetizar com textos? Postura ativa das crianças Jogo é coisa séria Refletir sobre a linguagem para usar a linguagem A apropriação do sistema alfabético permite a autonomia de leitura e escrita Importância da familiaridade com o
material impresso Por que ler sem saber ler autonomamente? Por que escrever sem saber escrever convencionalmente? autonomia resolução de problemas aprendizagem Reflexões a partir da própria leitura ...sobre a leitura ...sobre a linguagem a criança pensa sobre tudo ...constrói o conhecimento Ministério da Educação Ler com autonomia e
escrever convencionalmente E por fim... Diferente de...
Full transcript