Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Análise critica

No description
by

Rachel Vieira

on 1 December 2016

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Análise critica

Gabriel Henrique
Rachel Vieira
Talles Zambianco

Análise Crítica
Digestibilidade in vitro de leguminosas do semiárido com inóculo cecal de avestruzes
Espécie adaptada ao semiárido nordestino.

A regionalização dos programas de alimentação de avestruzes possibilita minimizar os custos da atividade, manter bons índices de desempenho produtivo e sanitário (MUNIZ, 2008), de qualidade da carne (CAVALHEIRO et al., 2010), e de outros derivados.
Introdução
3 etapas de procedimento:
Materiais e Métodos
As leguminosas e o conteúdo cecal de avestruzes foram analisados quanto aos teores de:

Materiais e Métodos
Resultados e Discussões
Resultados e Discussões
Maioria das forrageiras do semiárido nordestino possui fatores antinutricionais que, aliados à lignificação da parede celular, dificultam a digestibilidade.

O maior e o menor nível de proteína foram obtidos com os fenos de leucena e de canafístula.

O maior e o menor nível de fibra foram obtidos com os fenos de cunhã e de mata-pasto.
Artigo de experimento quase totalmente laboratorial.

Aplicação prática questionável.

Necessidade de mais estudos relacionados à espécie na região em questão, uma vez que a mesma apresenta um ecossistema favorável à criação.
Análise Crítica
Obrigado!
Os tratamentos experimentais foram amostras de feno de:

Materiais e Métodos
Alex Martins Varela de Arruda
Ciência Rural, Santa Maria (mar/11)
Introdução
Objetivou-se neste estudo avaliar a composição química e a digestibilidade in vitro de fenos de leguminosas do semiárido, utilizado inóculo cecal de avestruzes (
Struthio camelus
)
Introdução
Estratégias nutricionais escassas.

A adaptação da técnica de digestibilidade in vitro com inóculo cecal de avestruzes pode ser um amplificador deste conhecimento (ARRUDA et al., 2010).
Colheita das forrageiras junto com processo de fenação convencional;


Materiais e Métodos

Coleta de conteúdo cecal de avestruzes em abatedouro comercial.

Materiais e Métodos
Procedimentos laboratoriais de análises químicas e incubação de amostras.


Alfafa (
Medicago sativa
)

Canafístula (
Senna multijuga)
Cunhã (
Clitoria ternatea
)
Leucena (
Leucaena leucocephala)
Sabiá (
Mimosa caesalpiniifolia)
Mata-pasto (
Senna obtusifolia
)
Matéria seca (MS)
Matéria mineral (MM)
Fibra em detergente neutro corrigido para cinzas e proteína (FDNcp)
Fibra detergente neutro (FDN)
Proteína insolúvel em detergente neutro (PIDN)
Proteína bruta (PB)
Materiais e Métodos
Lote uniforme de 20 avestruzes machos com idade média de 12 meses.

Alimentados com ração à base de milho, farelo de soja, farelo de trigo, feno de alfafa, minerais e vitaminas, além de acesso livre a capim elefante.

O conteúdo cecal usado como inóculo foi coletado em abatedouro comercial, a partir da evisceração das carcaças, seguida da coleta e filtragem do conteúdo cecal.

Amostras dos fenos foram moídas (inferior a 2mm).





Os resíduos de fermentação obtidos em cadinhos filtrantes foram secos por 12 horas e pesados para calcular os valores de digestibilidade da matéria seca.

Restante das análises laboratoriais in vitro e análises estatísticas via programas de computador.
Fenos de alfafa, de leucena e de mata-pasto apresentaram maiores teores para fração proteica.

Fenos de cunhã, de leucena e de sabiá apresentaram maiores teores de fibra, comparativamente aos fenos de alfafa, de canafístula e de mata-pasto.
Quanto à DIVMS das leguminosas, os maiores valores foram de alfafa, seguido de mata-pasto e leucena, sendo superiores à média geral.

Cunhã, canafístula e sabiá apresentaram valores inferiores.

Os valores obtidos podem refletir as diferenças na insolubilidade ou lignificação dos componentes fibrosos das amostra.

Fenos de alfafa, matapasto e leucena tiveram maiores médias de DIVPB e DIVPIDN, o que confirmaria melhor disponibilidade da fração proteica presente no conteúdo e na parede celular vegetal.

Conclusão
Os melhores resultados de digestibilidade in vitro com inóculo cecal de avestruzes foram com mata-pasto e leucena, em relação às outras leguminosas do semiárido, o que talvez se atribua às diferentes interações nutricionais e acessibilidade da microflora para atividade fermentativa.
0,5 g de amostra para cada repetição dos alimentos na incubação experimental (12 repetições por tratamento).
Full transcript