Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Agressão, violência e coerção

No description
by

julianna rufino

on 7 March 2016

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Agressão, violência e coerção

Violência, agressão e Coerção
Agressividade:
Sujeitos agressivos ou circunstâncias que produzem agressão?

Definição de agressão:
O Transgredir
Fenômeno criminal - quatro instâncias:

crime;
criminoso;
pena;
vítima.

Quinta instância:
situação ou contingência.
Etimologia da palavra violência:

Patterson, 1992
Comportamento antissocial

Patterson, em 1992, descreve o comportamento antissocial como um evento coercitivo contingente ao comportamento de outros membros da família ou pares, modificando ou aumentando a probabilidade de modificá-los.
Características topográficas(chutar,cuspir,bater);

Condições antecedentes (frustração, estados emocionais anteriores como raiva);

Consequências do comportamento agressivo (estimulação aversiva, reforço negativo, contracontrole).
Nível Filogenético
Agressão como defesa; situações de risco e sobrevivência. No entanto,há situações em que o ser humano é agressivo sem confronto;
História ontogenética que potencializa ou torna mais provável a ocorrência de comportamentos agressivos.
Nível Ontogenético
Frustração intensa ou menor, em doses repetidas;
Coerção e contracontrole.
Nível Social
violentia
Diretamente ligada à agressão e à transgressão.

Ato de violentar, constrangimento físico ou moral ao qual se pode acrescentar a coerção ou coação psicológica.
relação de forças, onde há um desequilíbrio destas.
Violência, no entanto, não é sinônimo de agressão, mas apenas de desnivelamento de poderes.
O transgredir possui controles múltiplos e diversos.
Como todo comportamento, é fruto de aprendizagens, correlacionadas com uma consequência.
Os comportamentos antissociais se sucedem em estágios que, diferentemente de serem influenciados pela idade, estão relacionados às formas como o meio social responde a eles, tornando-os mais ou menos prováveis.
Estágio 01
Controle da agência familiar falho;
Estágio 02
O ambiente social reage à criança e ao seu comportamento aversivo;
Estágio 03
Maior interação com pares reforçadores e com história de comportamentos antissociais;
Estágio 04
Por apresentar interações sociais aversivas, tem baixa probabilidade de manter relações sociais duradouras;
Estágios do comportamento antissocial
Treino básico
Pais como modelos de respostas antissociais;
Crianças com respostas antissociais;
Disciplina e monitoramento pobres;
Contingências estressoras.
O ambiente social reage
Rejeição pelos pares;
Fuga e esquiva de situações escolares;
A escola também se esquiva das respostas da criança.
Pares desviantes e o desenvolvimento de habilidades antissociais
Quebra de regras previstas em códigos
normativos (cometer crimes previstos em lei).
O adulto de trajetória antissocial
Dificuldade de seguir regras sociais pode impedir relações de trabalho;
Probabilidade de punições
mais severas pelos códigos normativos,
como encarceramento.
O Transgredir, então:
Segundo Mattainni (1996) esse tipo de comportamento está sob controle dos mesmos processos que os demais;
O “transgredir” formam classes de comportamentos:
- A primeira classe é aquela onde o ato violento é produzido por contingências de reforçamento negativo:
Agressão que evita/elimina agressão
- A segunda classe envolve o comportamento violento produzido por reforçamento positivo:
Atenção/aprovação do grupo
“Agressão, portanto, é um processo complexo, não unitário, podendo estar sob o controle de múltiplos fatores internos ou externos; pode ser influenciado por fatores genéticos e/ou aprendidos; pode ser instrumental (meio para se alcançar um objetivo) ou não.”
Sérgio Leite, (1987)
Situações frequentemente geradoras de comportamentos que podemos categorizar como agressivos:
1. a frustração, a dor;
2. a estimulação aversiva;
3. a própria punição do comportamento agressivo;
3. o reforçamento positivo à agressão;
4. a aprendizagem por modelação;
5. a ameaça à satisfação ou ameaça de ataque.
Embora os estágios do Modelo da Coerção indiquem uma progressão, isso não significa que toda criança com comportamentos antissociais irá escalar e manter esse padrão comportamental durante seu desenvolvimento.
Variáveis que favorecem a continuidade do comportamento antissocial:
a. ocorrência do comportamento em pelo menos um dos pais;
b. intensidade do comportamento;
c. variedade dos atos antissociais;
d. idade de início do padrão de comportamento;
e. ocorrência em mais de um ambiente.
Full transcript