Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

TRABALHO DE BIOLOGIA

No description
by

descoladas doterceirao2013

on 11 September 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of TRABALHO DE BIOLOGIA

Os fatores evolutivos
MUTAÇÃO GÊNICA
É a mistura dos genes que cria novas combinações e aumenta a variabilidade genética.
RECOMBINAÇÃO GÊNICA
A recombinação génica pode ocorrer de dois modos: pelo crossing - over, que reagrupa os genes em novas combinações, ou através da fecundação e reprodução e reprodução sexuado, que reúne os materiais geneticos dos gametas de diferentes indivíduos.



SELEÇÃO NATURAL
Este fator evolutivo reduz a variabilidade genética, escolhendo os melhores genes e acumulando -os no genoma das espécies. Existem três tipos de seleção natural: direcional, estabilizadora e diversificadora. O principal tipo de seleção natural é a direcional que caracteriza pela mudança das condições do ambiente.
E. E. BLANCHE DOS SANTOS PEREIRA.


Profª: Marcia Teixeira

Grupo descolados
alunas:(os) Alidiane, Aleksander, Fernanda, Marilise, Daiane, Lucas e Islaine 3° D 2013.



A Teoria Sintética - Genética das Populações e Formação de novas Espécies.
A teoria sintética apóia - se em três fatores evolutivos - mutação gênica, recombinação genética e seleção natural - além da migração e da oscilação gênica.
A mutação gênica cria novos genes, por isso é a base primária da variabilidade, enquanto a recombinação genética amplifica essa variabilidade porque reagrupa os genes durante o crossing - over (é a troca de material genetico entre cromossomos iguais, na meiose, para a produção de gametas).
A seleção natural escolhe os melhores genes e combinações com o objetivo de adaptar melhor o organismo ao ambiente.
A evolução pode ser entendida matematicamente como uma alteração na freqüência dos genes, e afirma que as mutações e recombinações genéticas causam as variações sobre as quais age a seleção natural.


PRINCÍPIO DE HARDY - WEIMBERG
EQUILÍBRIO GÊNICO
A frequência gênica não se altera ao longo do tempo
Não ocorre mutações;
Não atua a seleção natural;
Que a população seja grande e que fica isolada;
Que a população pan - mítica;
CÁLCULO DA FREQUÊNCIA DE GENES

Genes { A -> p p+q = 1
a -> q

Cálculo da frequência dos genótipos

AA -> p.p -> p²
AA -> 2. p. q -> 2 pq
aa -> q. q -> q²
p² + 2 pq + q² = 1
ISOLAMENTO REPRODUTIVO
Ocorre o isolamento reprodutivo, quando duas populações dos indivíduos não podem se cruzar e, portanto, trocar gene.. Os mecanismos do isolamento constituem barreiras ao intercâmbio de genes e podem ser: pré-zigóticos e pós-zigóticos.
Mecanismos Pré-Zigóticos
Os mecanismos pré-zigóticos são os que impedem o contato sexual entre as espécies ou então impossibilitam a união dos gametas após o cruzamento. Assim temos:
Isolamento habitacional
Os isolamento de habitat ocorre quando as populações vivem na mesma região mas localizam-se em habitats diferentes. É muito comum em plantas, em razão de sua natureza sedentária.
Isolamento Sazonal ou estacional
No isolamento estacional duas populações de organismos, podem viver na mesma área, mas seus períodos reprodutivos ocorrem em diferentes estações do ano. Em conseqüência, não ocorre reprodução, embora seja possível o contato físico. Comum em plantas, tal isolamento também pode ocorrer em insetos e moluscos.
Isolamento etológico
Em muitos animais existem padrões do comportamento relacionados ao acele-
ramento. No isolamento etológico surgem diferenças do comportamento impedindo os rituais de acasalamento e, consequentemente, a fecundação.



ESPECIAÇÃO - A FORMAÇÃO DE NOVAS ESPÉCIES

É a formaçaõ de uma nova espécie, segundo o zoólogo alemão Ernst Mayr (1904 - 2004), espécies são "Populações naturais que podem intercruzar, podem trocar genes entre si, mas que estão geneticamente isolados de outros grupos". Surge uma nova espécie quando há isolamento reprodutivo entre ela e a espécie ancestral. Os isolamentos reprodutivos surgem por alterações anatômicas, bioquímicas ou comportamentais dos cruzantes.
Isolamento Geográfico
O isolamento geográfico é a separação física de subpopulações de espécies. As barreiras que isolam as subpopulaçoes podem ser tanto um rio que corta uma planície, um vale que separa dois planaltos ou um braço de mar que separa ilhas e continentes.
FATORES EVOLUTIVOS


Como vimos a mutação e a seleção natural são fatores evolutivos, uma vez que alteram a frequência gênica da população.
A migração também altera essa frequência ao provocar o fluxo de alelos de uma população para outra.
O último fator evolutivo é a deriva genética.

MIGRAÇÃO

Corresponde à entrada (imigração) ou à saída (emigração) de indivíduos em uma população.
Pelos processos migratórios é possível que genes novos sejam introduzidos em uma população, contribuindo para o aumento da variabilidade genética dessa população.

DERIVA GENÉTICA

A frequência dos alelos em uma população pode mudar devido ao acaso.
Isso pode ser observado + facilmente em populações pequenas, qdo por ex. ocorrem enchentes, terremotos, incêndios, ou outras catástrofes provocando a morte de grande no de indiv. de forma não seletiva.
A distribuição genética das populações poderá ser bastante afetada.
Apenas alguns indivíduos das várias ssp sobreviverão e somente os genes presentes nesses indivíduos comporão o novo conj. gênico da nova população e esse conj. pode não ser representativo da população original.
Essa pequena população sofrerá os efeitos da seleção natural, podendo dar origem a uma nova espécie.

Exemplo deriva genética de efeito do fundador

Por que entre os aborígenes da Austrália não há grupo sanguíneo B nem AB?

Aparentemente, o alelo p/ o grupo B estava ausente na pequena população que colonizou a Austrália e originou os aborígenes.

A TEORIA SINTÉTICA
A teoria sintética ou neodarwinismo cujo o princípio afirma:
" As mutações e recombinações genéticos causam as variações sobre as quais age a seleção.


TRABALHO DE BIOLOGIA

TEMA: TEORIA SINTÉTICA GENÉTICA DAS POPULAÇÕES E FORMAÇÃO DE NOVAS ESPÉCIES.

ISOLAMENTO REPRODUTIVO
O isolamento reprodutivo representa a incapacidade de espécies diferentes de se cruzarem ou caso se cruzarem, de produzirem descendentes férteis.

Durante a evolução, as populações passaram por processos de diferenciação, proporcionando um nível de isolamento orgânico que resultou na enorme biodiversidade biológica existente.

Sendo os mecanismos de isolamento reprodutivo, causado pelos seguintes fatores: incompatibilidade genética, física ou comportamental e classificados conforme abaixo:


Um pouco sobre o Darwin e a sua teoria
da evolução.














“Quem nasceu primeiro o ovo ou a galinha?”
“Se o homem veio do macaco, por que os macacos de hoje não viram homens?”

Estas e outras perguntas nos inquietam quando o assunto é a origem das espécies. No
entanto, um grande cientista contribui para encontrarmos algumas respostas e revolucionou a ciência: o naturalista inglês Charles Darwin – também conhecido como o pai da Teoria da Evolução das Espécies. O grande marco para as descobertas de Darwin foi sua viagem ao redor do mundo quando tinha 22 anos e zarpou a bordo do navio Beogle, em 1831. Durante a viagem, Darwin sofria de enjôos constantes, mas em terra aproveitava o tempo fazendo explorações. Visitou diversas regiões do globo terrestre e teve condições de perceber uma interessante relação entre fósseis e espécies viventes na época e mecanismos de adaptação de espécies relacionados ao ambiente e ao modo de vida destes.

Um exemplo destas observações foram emas e avestruzes, espécies que, apesar da semelhança, ocupam regiões geográficas distintas. Os tentilhões de Galápagos, com bicos adaptados aos tipos alimentícios, e tartarugas gigantes do mesmo arquipélago, com detalhes no casco característicos para indivíduos de cada ilha, também foram exemplos clássicos quando nos referimos a Darwin.
Durante a viagem, Darwin passou pelo Brasil diversas vezes e ficou maravilhado com a biodiversidade do país. Em uma carta escrita a seu pai em 1832, relata: “Ninguém seria capaz de imaginar nada tão belo quanto a cidade da Bahia”.

Darwin não chegou as suas conclusões sozinho. Durante suas viagens, escrevia cartas para amigos pesquisadores - principalmente Alfred Wallce, considerado co-autor da teoria da evolução) - e colecionava “coisas” interessantes (penas, rochas, insetos, fósseis) que mais tarde se tornaram seu grande acervo de investigação.
Darwin nasceu na Inglaterra e viveu de 1809 a 1882.
Uma pequena frase de Darwin

" prefiro ser parente de um macaco, que de um homem que usa a eloquência para destruir a verdade"
CHARLES DARWIN



O GRUPO DESCOLADOS AGRADECE PELA ATENÇAÕ DE TODOS!!!
OBRIGADA!!!
ATE EM BREVE!
Full transcript